Greve não é crime

0

A decisão dos professores em seguir adiante com a greve, exige que tanto eles quanto o governo tenham muito cautela, sob pena de romperem o diálogo, tão tênue e necessário nestas ocasiões. Pedir a ilegalidade do movimento paredista, partir para o confronto, não parece ser a atitude mais sensata. Há alternativas menos traumáticas. Que tal fazer uma consulta popular antes de querer manipular a sociedade para um ou outro lado? No Paraná, onde os professores estaduais estão parados há quase um mês, uma pesquisa científica mostrou que a greve tem o apoio de 90% da população. Lá, os grevistas estão contra a retirada de direitos adquiridos. Aqui, o governo tambem ensaia mandar para a Assembleia projetos suprimindo conquistas e ampliando o rol de obrigações dos educadores, mas lhes nega melhorias salariais. Ao analisar a pesquisa feita no Paraná, o professor de ética Elve Cenci afirma que a população está sentindo agora que, de repente, o mundo fantástico das campanhas eleitorais não existe. O governo exige ainda mais dos servidores, mas ninguém ouve falar em cortes dos milhares de bem pagos cargos comissionados, nem em redução dos salários de deputados. Será que aqui em Sergipe é diferente?

Divisão correta

“O que está em jogo é a sobrevivência dos estados e municípios. A divisão dos tributos deve ser feita harmonicamente entre os entes federados. A Constituição diz que União, estados e municípios têm a mesma relevância constitucional. Portanto, queremos uma repartição mais justa daquilo que é arrecadado no país”. Corretíssima, esta afirmação do governador Jackson Barreto (PMDB) foi feita ontem, durante o encontro de governadores, promovido Senado Federal em Brasília.

Soltos para falar

A Justiça mandou soltar ontem o empresário Agenilson de Carvalho e Clarice Jovelina, presidente da associação comunitária Amanova. Os dois prometeram ao Ministério Público colaborar com as investigações sobre as subvenções liberadas pela Assembleia. Em outras palavras, isso significa dizer que Agenilson e Clarice vão abrir o bico sobre o destino da dinheirama distribuída a torto e a direito pela maioria dos deputados estaduais. Ou voltam pra cadeia!

E o povo, ó!

Um cidadão dizia ontem nos corredores da Assembleia que, por ter ajudado a eleger um prefeito do interior em 2012, uma conhecida liderança política sergipana embolsa todos os meses R$ 100 mil em espécie. Imagine a falta que faz essa “bufunfa” na hora de a Prefeitura investir em favor da população! Ou você acha que a grana sai do bolso do senhor prefeito?

Desperdício

O governo, que diz não ter recursos para reajustar o piso salarial dos professores, vai gastar uma pequena fortuna para estruturar a futura Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Sergipe. Pelo menos é assim que pensa o deputado estadual Valmir Monteiro (PSC). Ao todo, a entidade terá cinco conselheiros com salários superiores a R$ 8 mil, e 67 bem pagos comissionados. O presidente da Agência é o ex-prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), que há meses já recebe por conta da nova atividade.

Escolha acertada

O Juiz de Direito Diógenes Barreto é o mais novo desembargador sergipano. Escolhido ontem pelo Pleno do Tribunal de Justiça, ele ocupará a vaga aberta com a aposentadoria da desembargadora Marilza Maynard. Diógenes integrou a lista tríplice para promoção pelo critério de merecimento juntamente com os juízes Ana Lúcia Freire dos Anjos e Marcel de Castro Britto. Cidadão cordato, magistrado sério, sensível e competente, Barreto deverá ter papel relevante ao lado dos demais desembargadores sergipanos. Sucesso!

Proibido parir

A mulher que visita a sempre superlotada maternidade estadual Nossa Senhora de Lourdes – única em Sergipe para gravidez de risco – pensa duas vezes antes de engravidar. Aliás, o governo deveria distribuir preservativos, pílulas anticoncepcionais e orientar sobre as vantagens da castidade. Se mesmo assim os casais insistissem em procriar, poderia copiar da China a drástica política populacional restritiva, que pune com pesadas multas quem deseja ter mais de um filho. Misericórdia!

Fuleiragem

Após afirmar que a AlmaViva é uma máquina de moer gente, o vereador aracajuano Emmanuel Nascimento (PT) denuncia agora que a empresa italiana de call center concedeu um reajuste salarial de míseros 30 centavos. Talvez esta exploração toda sirva para explicar o nome daquele empreendimento: de quem trabalha alí, só a Alma sobrevive. Aff, Maria!

Doutô uma esmola…

Um plano emergencial de combate à seca nos estados nordestinos afetados pela estiagem deverá ser anunciado nos próximos dias pela presidenta Dilma Rousseff (PT). Devem ser liberados recursos tanto para ações de adutoras emergenciais como para carros-pipa. Em Sergipe, 11 municípios já estão em situação de emergência por causa da seca.

Aqui não, violão!

Está proibido o registro e o licenciamento de veículos automotores com o volante de direção no lado direito. Para tomar esta decisão, o Contran levou em consideração o fato de os projetos de iluminação para os veículos que circulam no Brasil observarem técnicas específicas para circulação pelo lado direito da via. Tanto é que a sinalização vertical foi projetada para condutores posicionados no lado esquerdo do carro. Então, ta!

Recorte de jornal

Publicado no Sergipe Jornal em 28 de junho de 1932.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais