HELENO DESISTE DA REELEIÇÃO

0

O deputado federal Heleno Silva (PL) não é mais candidato à reeleição. Considerado um dos parlamentares que tinha retorno certo à Câmara, ele desiste da disputa. A acusação de integrar a Máfia das Ambulâncias o fez recuar e ficará sem mandato no próximo ano. Ontem ele protocolou a renuncia da candidatura e recolheu-se à família, que ficou muito abalada ao ver o seu nome envolvido em atos que ele garante não ter cometido. É possível que Heleno fale a verdade. O seu perfil não demonstra avidez por dinheiro e o seu estilo de vida é simples. Muito simples. Ontem à noite, em conversa com o colunista, ele disse que nunca experimentou uma situação desse tipo, porque sempre trabalhou com ética e transparência. O que mais atingiu o parlamentar, durante esse período em que está na luta para provar sua inocência, foi a distribuição de panfletos que mexiam com a sua honra e dignidade.

Neste momento não existem aliados ou adversários, todos querem a vaga deixada…

Lógico que não foi fácil tomar essa decisão. Heleno Silva se transformou numa liderança no sertão e trabalhou muito para merecer a reeleição. A princípio pensou em disputar o Senado Federal, mas recuou em razão das questões políticas. Jamais pensou em não disputar a reeleição, mas foi mortalmente atingido no peito pela denuncia de um bandido – o empresário Luiz Antônio Vedoin, dono da Planam, que está abrindo a boca para gozar da delação premiada – que o incluiu entre os parlamentares que tinham interferido para a compra superfaturada de uma ambulância pela Prefeitura de Monte Alegre. No mesmo depoimento, Vedoin diz que não vendeu mais ambulâncias para Sergipe, por falta de interesse do parlamentar.

Na realidade, Heleno liberou verbas para a compra de 23 ambulâncias, apenas uma fora comprada na Planam. As restantes em empresas do estado.

A decisão de abandonar a disputa pela reeleição aconteceu depois de uma conversa com membros da igreja a que pertence (Universal do Reino de Deus) e com amigos próximos:

“vou recuar, provar minha inocência junto à Comissão de Ética da Câmara Federal e tocar o barco para frente”, disse ele. Emocionado, atendendo poucos telefonemas, o deputado revelou que todo esse volume de acusações “infundadas” abalou muito sua família e o mais sensato seria desistir. Heleno não confirmou, mas disse que o PL deverá ter um novo nome para apoiar e só na segunda-feira vai reunir a imprensa para explicar as razões de ter decidido abandonar a reeleição. Os motivos são os que estão no comentário.

O deputado federal Heleno Silva deu uma demonstração de bom caráter: “fiquei com vergonha de todo esse clima que estava vivendo e vou mostrar que não recebi nada da Planam”, e de coragem: “é importante que eu não dispute a reeleição, porque demonstro que não estou apegado a mandato para ter privilégios. Depois que tiver tudo resolvido vou tocar o barco para frente”. No final da conversa com o colunista, Heleno Silva fez um desabafo: “a Comissão de Ética não nos dá direito a falar, mas escuta um sujeito, um marginal, que está acusando todo mundo”, e garantiu: “não existe essa história de dinheiro e a Planam teve que se curvar à legalidade da transação para vender uma ambulância a Monte Alegre”.

 

Pesquisa – pesquisa divulgada ontem à noite pelo Ibope, registrada pela TV-Sergipe, animou o pessoal que apóia a candidatura de João Alves Filho (PFL). A diferença de apenas 8 pontos favoráveis ao candidato Marcelo Déda foi a menor registrada e demonstra que a disputa será acirrada. O candidato a vice-governador Fabiano Oliveira (PSDB) lembra que nas três últimas eleições o Ibope errou em Sergipe e acrescentou: “os 8 pontos mostram que estamos chegando e revelou que foi positiva a nossa coligação. Não houve resistência”. O candidato do PDT, João Fontes, ficou animado com os 4%, diz que 80% da população pensa que ele é candidato a deputado federal. O candidato do PT, Marcelo Déda, estava no interior e não pode se pronunciar.

 

 

RECIFE

Os deputados estaduais Ulices Andrade e Jorge Araújo (PSDB) compareceram à solenidade com a presença do candidato a presidente do partido, Geraldo Alckmin, em Recife.

Segundo Ulices, eles foram convidados pela Direção Nacional do PSDB para comparecer a Recife: “e aqui estamos para prestigiar nosso presidente”, disse.

 

CANINDÉ

Como Geraldo Alckmin vai hoje a Canindé do São Francisco, Ulices Andrade diz que estará lá, ao lado do prefeito Orlandinho, para recebê-lo.

Disse que fará a sua parte e acompanhará o candidato a presidente do PSDB nas solenidades que se relacionem com o município.

 

ADVERTÊNCIA

Quanto à advertência que receberia da Executiva Nacional, Ulices Andrade disse que “soube por sua coluna (Plenário), mas não recebi nada”.

Ulices Andrade diz que não falaria sobre o que não viu: “assim que for notificado eu comento”, prometeu.

 

PÉ NO CHÃO

A senadora Maria do Carmo Alves (PFL) candidata à reeleição, disse ontem que “continuo com os pés no chão”. Maria faz campanha de porta em porta.

Acrescenta que mantém o mesmo empenho em campanha, mas acredita que  este ano o programa de televisão será decisivo para o resultado final.

 

MISSA

O candidato a governador pelo PDT, João Fontes, terá um encontro hoje pela manhã com a candidata a presidenta pelo Psol, Heloisa Helena, na cidade de Delmiro Gouveia (AL).

Assiste a Missa do Vaqueiro e vêm em comitiva para Canindé do São Francisco e Piranhas, onde vão abraçar simbolicamente o rio São Francisco.

 

CONSULTA

João Fontes acompanhou o colega Miro Teixeira (PDT-RJ) na consulta à Procuradoria Geral da República sobre deputados que estão envolvidos em escândalos.

A consulta é para que os deputados e senadores envolvidos em sanguessugas, mensalão, bingos e outros ilícitos não tomem posse caso sejam reeleitos.

 

ENCONTRO

O candidato a governador pelo PT, Marcelo Déda, esteve ontem à tarde em Poço Verde e fez e teve encontro com lideranças políticas do município.

À noite, Marcelo Déda fez uma caminhada em Simão Dias ao lado de aliados. Déda já melhorou do problema na garganta.

 

GRANA

Um candidato a deputado estadual disse ontem que está faltando dinheiro para campanha: “todos os candidatos estão reclamando disso”.

Segundo a mesma fonte, “só não está faltando dinheiro para um tal Paulinho da Varzinha (de um lado) e Rogério Carvalho (do outro)”.

 

JEANE

O colunista recebe um e-mail longo da leitora Jeane Mendonça Mota sobre o comentário “Questão de Lados”, publicada em Plenário na quarta-feira.

“Você tem razão em dizer que nos municípios há ´a questão dos lados”. Eu, por exemplo, sou de Ribeirópolis e não voto jamais em candidato apresentado por Antônio Passos”.

 

CONFIRMA

Jeane deixou bem clara a questão da divisão interiorana: “eu era albanista mesmo, por falta de opção, é verdade, mas me mantive fiel nestas últimas eleições por estar do “outro lado”.
”Ele (Albano) sabe perfeitamente que é impossível unir todo mundo no interior. “Aliás, ele mesmo provou desse veneno”, disse Jeane.

BOSCO

Jeane diz que “não foi Bosco que não quis votar em Albano, foram os seus eleitores que não aceitaram, não quiseram votar nele”.

E conclui: “não ouvi de um só eleitor de Bosco Costa, aqui na região dizendo que depois do que aconteceu eira votar em Albano”.

DANTESCA

Uma cena chocante para a sociedade: o presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, desembargador Sebastião Teixeira, preso como envolvido em esquema de corrupção.

O desembargador saiu algemado do TJ. Também foram presos juizes, deputados e promotores. Os chamados “homens de bem” daquele estado.

 

JUSTIÇA

Quando o cidadão perde o respeito e a confiança pela Justiça, o Estado acabou. Porque não se pode imaginar juizes, promotores e desembargadores atuando como marginais.

A prisão aconteceu por desvio de recursos públicos, corrupção, peculato, extorsão, lavagem de dinheiro e venda de sentenças judiciais. A pena teria que ser muito maior.

 

 

Notas

 

SERTÃO

O candidato a presidente da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, desembarca hoje cedo em Aracaju e, ao lado do governador João Alves Filho e do ex-governador Albano Franco, segue para a cidade de Nossa Senhora da Glória, onde faz corpo a corpo na feira livre e termina com um comício.

Geraldo Alckmin fará uma visita a ao projeto que substituiu as casas de taipa por de alvenaria e vai a Canindé do São Francisco onde também verá o Projeto Califórnia II. Depois retorna a Aracaju e segue viagem.

 

CONTAS

Candidatos, coligações e comitês financeiros apresentam a primeira prestação de contas parcial da campanha amanhã. A prestação de contas será feita pelo programa SPCEx, desenvolvido pelo TSE. Os relatórios e disquetes gerados pelo programa serão protocolados nos respectivos Tribunais Eleitorais.

Depois que os candidatos e comitês prestarem as informações sobre receitas e despesas, relativos a esse primeiro período da campanha, o sistema gera um relatório e um disquete. Ambos devem ser protocolados na Justiça Eleitoral.

 

PROJETO

Sob a alegação de que a maioria dos recursos previstos no Código de Processo Civil exige prazos excessivos, a senadora Maria do Carmo Alves (PFL) está defendendo um projeto para reduzi-los. Sua iniciativa aguarda indicação de relator na CCJ, onde será votada em decisão terminativa.

O projeto altera o Código de Processo Civil para determinar que, na apelação; nos recursos ordinário, extraordinário e especial; nos embargos de divergência e nos embargos infringentes o prazo para recurso seja reduzido de 15 para 10 dias.

 

 

É fogo

 

O deputado federal Heleno Silva (PL) retorna as suas atividades de campanha, consciente de que será reconhecida sua inocência.

 

O conselheiro Carlos Pinna assume a Presidência do Tribunal de Contas na segunda-feira (23), substituindo a Hildegards Azevedo.

 

O candidato a governador pelo PDT, João Fontes, fez uma carreata em Propriá e depois foi para Neópolis.

 

O ex-prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo (PMDB) não ficará fora dos palanques, caso José Carlos Machado (PFL) mantenha o desejo de disputar vaga de conselheiro do TC.

 

O deputado Valmir Monteiro (PSC) participou da manifestação em Lagarto, em protesto ao fechamento da maternidade Monsenhor Daltro, fechada pela Vigilância Sanitária.

 

O deputado Ulices Andrade (PSDB) foi convidado por lideranças políticas suprapartidária para uma reunião hoje em Barra dos Coqueiros.

 

Na opinião da maioria dos candidatos, Eduardo Amorim (PSC) será o mais votado para deputado federal.

 

O trabalho para eleger Amorim começou cedo e houve eficiência no fechamento com lideranças do interior.

 

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) está em campanha para eleger o filho deputado federal. Valadares trabalha bem apoio ao seu candidato.

 

O presidente Lula da Silva, candidato à reeleição, fará um mega-comício em Salvador dia 12 próximo.

 

As vendas do setor supermercadistas tiveram queda real de 2,28% em junho, na comparação com o mesmo mês de 2005.

 

brayner@infonet.com.br

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários