HORA DE DESPERTAR

0

Eleição não se ganha de véspera. Nem de improviso. Muito menos sozinho. Há necessidade de um movimento constante em torno de quem vai disputar mandatos, principalmente para cargos majoritários. A massificação do nome, a demonstração de apetite para o pleito e o empenho dos aliados. A soma disso tudo dá como resultado a popularidade, o entusiasmo e a perspectiva de vitória. Dá também uma estrutura para levar adiante um projeto eleitoral, capaz de chegar à vitória. Evidente que uma campanha majoritária para o governo do estado dura quatro anos e vai tomando corpo dentro de uma estrutura em que todos trabalham com o mesmo objetivo, para no final ter uma participação efetiva na administração, caso conquiste o poder. Entretanto, se uma maioria cruzar os braços, ficar acomodada em seus gabinetes, dificilmente haverá sucesso nesse trabalho de conquistar ou se manter no poder. É interessante esse sentimento de grupo, em que todos trabalhem com um único objetivo: ganhar o pleito.

 

O governador João Alves Filho (PFL) é candidato à reeleição e não esconde isso desde os primeiros dias que chegou ao governo, em 2002. Domingo passado, o deputado Venâncio Fonseca (PP), disse que João está iniciando um trabalho de contatos com prefeitos e lideranças do interior, dando os primeiros passos para movimentar sua candidatura à reeleição, sabendo que vai enfrentar um adversário que também vem trabalhando o seu nome ao governo do estado, desde quando colocou o pé na Prefeitura de Aracaju. Marcelo Déda, que em 2000 não queria disputar o mandato de prefeito, tomou gosto pelo executivo desde 2002, quando conseguiu fazer uma composição com alguns partidos políticos e tentar eleger o então senador José Eduardo Dutra ao governo do estado. Até hoje o grupo não se dispersou e segue o objetivo de chegar ao Palácio dos Despachos. Evidente que não será fácil para ninguém, mas o prefeito Marcelo Déda tem uma equipe que trabalha, todo o tempo, em torno de sua candidatura ao governo do estado. Todos os auxiliares, do primeiro ao terceiro escalão, estão engajados nesta luta, porque traçaram objetivos e pretendem torna-lo realidade. Sente-se que todos os gestos dos membros da equipe de auxiliares do município não pensam em outra coisa, a não ser o êxito do grupo nas eleições estaduais do próximo ano, porque anseiam participar de um projeto de governo que eles vêm imaginando desde quando assumiram seus cargos. Ninguém pode discutir que é esse entusiasmo, esse trabalho permanente, esse objetivo definido, que concretiza uma movimentação de uma candidatura que ainda pode sofrer alterações, dependendo dos obstáculos naturais de quem está à frente da organização de interesses políticos, aparentemente definidos, mas que também lutam por posições na chapa majoritária, que pode alterar a harmonia que se configura.

 

Um parlamentar diretamente vinculado ao governador João Alves Filho acha que ele tem experiência suficiente de se manter à frente do Governo. Admite, entretanto, que alguém tem que chacoalhar alguns dos seus secretários e membros de escalões inferiores, para que todos eles vistam a camisa da reeleição. Não é suficiente ficar nos gabinetes, é preciso entusiasmo por esse projeto que eles estão participando diretamente e, com absoluta certeza, pensam em continuar. O deputado federal José Carlos Machado (PFL) reclamou, certa vez, desse fastio político de segmentos do governo e imaginou que “se cada um dos auxiliares tivesse o otimismo e a euforia do governador João Alves Filho, o quadro seria outro. A hora é de arregaçar a camisa, de começar a trabalhar mais, ceder mais, ouvir muito mais e atender com mais eficiência”. Se essa parte da equipe tivesse a todo pique, já se movimentando para o pleito, lógico que o resultado seria bem melhor. Alguns secretários precisam se mobilizar, ter ânimo e defender esse projeto que eles agora participam e não querem largar. Afinal de contas, uma campanha se faz com a ação real de todos, independente da secretaria que ocupem.

 

 

PESQUISA

Na opinião do secretário de Turismo, Pedrinho Valadares, ao analisar pesquisas que favorecem a Marcelo Déda (PT), considerou que ele está em campanha com o seu bloco. Acha que João Alves Filho agora que está se movimentando nesse sentido e quando mostrar que o PT está dificultando recursos para Sergipe, o quadro será diferente.

 

DIVIDIDA

Pedrinho, que é candidato a deputado federal, mostra que o prefeito Marcelo Déda não está entrado em bola dividida, mas vai ter que entrar. Principalmente em relação à transposição das águas do rio São Francisco que o Governo vai executar e Déda se manifesta de forma tímida.

 

CONVERSA

O governador João Alves Filho (PFL) também está começando a se movimentar em relação às eleições do próximo ano, quando disputa a reeleição. Segundo o deputado Venâncio Fonseca (PP), ele está conversando com lideranças do interior, prefeitos, correligionários, com passos decisivos para a disputa eleitoral.

 

TRANSPOSIÇÃO

A transposição do rio São Francisco foi uma das principais razões do rompimento do Partido Verde com o Governo Federal, ocorrido na semana passada. A transposição é incluída como uma ação que agride o meio ambiente e provocará um sério desastre ecológico à região nordestina.

 

REYNALDO

Foi prorrogado por dois anos o mandato do Conselho e da Executiva Nacional, sendo eleito Reynaldo Nunes de Morais, presidente do Diretório Municipal de Aracaju. Reynaldo de Morais é um dos fundadores do PV em Sergipe e secretário de Articulação Interna do PV Nacional.

 

REFORMA

Até o momento existem três pontos de consenso para a reforma política: o fim da verticalização, o fortalecimento da fidelidade partidária e a federalização dos partidos. Esses três itens partidários deverão estar alterados paras as eleições do próximo ano. O financiamento de campanha deve entrar em vigor nas eleições de 2008.

 

CONFIRMA

O deputado João Fontes (PDT) confirmou que o ministro Ciro Gomes ameaçou não enviar mais recursos para Sergipe, “enquanto os técnicos do seu ministério fossem mal tratados no estado”. João Fontes também já entregou cópia do discurso do ministro na íntegra a jornalistas e radialistas, além de coloca-la no programa do PDT ontem. 

 

DESMENTE

O discurso do ministro entregue pelo deputado federal Ivan Paixão (PPS) desmente que o ministro Ciro Gomes tenha feito a ameaça de cortar os recursos para o Estado. Paixão é ligado ao ministro e diz que trabalha para evitar desentendimentos desse tipo, que termina prejudicando Sergipe.

 

SUSANA

A deputada Susana Azevedo (PPS), manterá a campanha contra o pagamento do laudêmio, lembrando que se trata de uma lei da ditadura militar que não faz o menor sentido. Na reunião nacional de parlamentares, a deputada vai abordar um assunto, para que a campanha percorra todo o Brasil e se ponha um fim a essa taxa que não dá retorno ao povo.

 

REUNIÃO

A reunião realizada sábado, entre membros do PSB e o prefeito Marcelo Déda (PT), foi considerada muito boa pelo partido. Entretanto, não se falou em nenhum nome para compor a chapa majoritária, porque o pessoal considera isso extremamente cedo. A formação da chapa só no próximo ano.

 

AVISO

O prefeito Marcelo Déda avisou, na reunião com o PSB que se alguém tiver alguma coisa contra a sua candidatura ao Governo, que fale logo. Acrescentou que depois de se desincompatibilizar ninguém venha com “invencionice de uma candidatura ao Senado, que não vou recuar”.

 

CONVERSA

O senador Valadares (PSB) conversou com o ex-deputado Gilton Garcia (PTN), em Brasília, sobre a filiação no partido. Ficaram de ter uma conversa com Marcelo Déda. Gilton diz que precisa saber quais as garantias políticas que Déda dará às legendas que vão lhe apoiar. Se não houve, o PTN vai procurar composição com partidos pequenos.

 

DISPUTA

Severino Bispo (PT) é candidato à reeleição de presidente do Diretório Regional do partido, pela tendência Articulação na Base. Deve enfrentar o Marcio Macedo, da Unidade na Luta, que tem apoio de Marcelo Déda. O prefeito vai trabalhar muito para derrubar Severino.

 

Notas

 

HELENO

Embora muito cedo para se avaliar candidatura, o deputado federal Heleno Silva (PL) vibrou com o resultado da pesquisa que o coloca à frente do ex-governador Albano Franco (PSDB). Se já anunciava sua candidatura como uma posição irreversível, agora é que Heleno o faz com maior segurança. Repetidas vezes o deputado federal anunciou que não participa de uma composição em que o seu partido não esteja na chapa majoritária e agora também conta com o apoio da Direção Nacional do PL, que o quer senador.

 

ROGÉRIO

O secretário de Saúde do município, Rogério Carvalho, afirmou que uma possível candidatura à vaga de deputado, neste momento, não será bem vinda. Explicou que deseja finalizar seu trabalho junto à pasta. Porém um aceno positivo do partido poderia fazê-lo participar o processo eleitoral. Rogério Carvalho diz que uma futura candidatura dependeria de vários fatores, entre eles, as necessidades do partido de ter seu nome. Há muito tempo que se fala no nome de Rogério como candidato ao legislativo.

 

PDT NA TV

O deputado federal João Fontes apresentou, ontem, o programa do seu partido, o PDT, na TV. Mostrou a posição política do partido, que é de oposição ao governo federal, quando mostrou algumas contradições do presidente Lula da Silva. João Fontes também fez um relato de sua atividade parlamentar. A transposição das águas do rio São Francisco foi duramente criticada no programa do PDT, quando foram mostrados os problemas que o projeto provocará a Sergipe.Também participou o vereador Fábio Henrique.

 

 

É fogo

 

O projeto eu cria a Secretaria de Serviços Públicos Metropolitanos será votado amanhã pela Assembléia Legislativa.

 

O ex-prefeito de Pirando, André Moura (PFL) será o eu titulo e o objetivo da pasta é fazer o planejamento e integração cm os municípios.

 

O presidente da Assembléia Legislativa, Antônio Passos suspendeu a sessão de ontem, por causada morte do desembargador Fernando Franco.

 

Fernando Franco já foi deputado estadual e presidiu o legislativo sergipano. Hoje também não terá sessão plenária.

 

O Tribunal de Justiça também suspendeu os trabalhos, ontem, pela morte do desembargador Fernando Franco.

 

O governador João Alves Filho participou de uma caminhada, no final de semana, entre as cidades de Santana de Ipanema e Nilópolis.

 

A maioria dos deputados estaduais permanecerá em Sergipe esta semana, em razão do feriado de quinta-feira.

 

Começa quinta-feira o Forró Antecipado de Pirando, com a participação de várias atrações artísticas.

 

O governador João Alves Filho cancelou a solenidade de entrega das novas instalações do Centro de Criatividade, pela morte do desembargador Fernando Franco.

 

Os preços de automóveis zero quilômetro devem sofrer reajustes nos próximos dias. As novas tabelas sairão até início de junho.

 

Já esta funcionando em São Paulo o período de 15 minutos para que as agências bancárias atendam aos seus clientes.

 

A campanha de vacinação contra a febre aftosa, que começou dia primeiro de maio, se estende até o dia 31.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais