Hora de ligar o alerta

0
Logo mais às 16h30, o Confiança enfrenta o Vila Nova, 15º colocado, na Arena Batistão (Foto: Lucas Almeida/ADC)

Sem vencer há quatro jogos, o Confiança ocupa hoje a primeira posição da zona de rebaixamento na Série B. E não é que o time venha jogando mal. É possível ver uma ideia de jogo sendo desenvolvida e certo avanço na proposta do técnico Rodrigo Santana. Nas quatro derrotas, circunstâncias de jogo, principalmente falhas defensivas, impediram o Dragão do Bairro Industrial de conseguir melhor sorte na competição.

Em 12 pontos disputados, apenas um conquistado. É muito pouco para quem simplesmente pensa em se manter na Série B por mais uma temporada. E analisando a tabela do clube na Segunda Divisão mais difícil dos últimos anos, a única certeza é que o Azulino não terá vida fácil.

Logo mais às 16h30, o Confiança enfrenta o Vila Nova, 15º colocado, na Arena Batistão. Se não conseguir os três pontos, as coisas tendem a se complicar ainda mais: na sequência dos próximos cinco jogos, pega o Operário (F); Coritiba (C); Vasco da Gama (F); Vitória (C); e Avaí (F). São adversários dificílimos e a equipe precisa estar leve e confiante para uma maratona tão pesada.

Se por um lado uma vitória hoje pode ser capaz de trazer um pouco mais de tranquilidade, um novo tropeço certamente irá tornar as coisas piores. A pressão sobre o trabalho do treinador que vem da imprensa, dos torcedores e da diretoria é forte e demanda retorno em campo.

É um trabalho em início, são apenas cinco jogos sob o comando do novo treinador. Mas a tranquilidade para trabalhar no Sabino Ribeiro passa necessariamente por uma vitória hoje para encarar uma dura sequência com mais leveza. E, para isso, Rodrigo talvez precise renunciar, momentaneamente, à sua principal ideia e adotar um futebol mais pragmático.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais