Importância do Vice

0

O bloco oposicionista deve começar a conversar sobre sucessão estadual, de forma mais aprofundada, a partir de fevereiro. Depois das cinzas do carnaval e quando a vida brasileira voltar à normalidade. No momento, o assunto vem sendo tratado de forma amena, com as lideranças utilizando o jogo de paciência para conseguir os seus objetivos. Ontem, o prefeito em exercício, Edvaldo Nogueira (PCdoB), revelou que vem conversando com todos os partidos do bloco que faz oposição ao Governo João Alves Filho, sobre as eleições municipais. Refere-se à necessidade de reeleger Marcelo Deda à Prefeitura de Aracaju, para que haja continuidade da transformação política e administrativa pela qual passa a capital. Eterno conciliador e homem de composição, Edvaldo Nogueira deixou a impressão que estava tentando convencer o pessoal a apoiar Marcelo Déda, quando na realidade não se tem o que discutir em torno de um cidadão que está em boa posição nas pesquisas e tem a unanimidade de todos os partidos do bloco. Na realidade, o objetivo maior de Edvaldo Nogueira é mostrar que Deda pode ser importante como ministro do presidente Lula, já que hoje é um nome de reconhecimento nacional, mas que será muito mais útil ao esquema político se continuar à frente da Prefeitura, para concluir o projeto político renovador e progressista que se propõem a fazer. Um fato bem lembrado por Edvaldo, é que Marcelo Deda ainda não declarou que pretende disputar a reeleição e considera que há necessidade do grupo se unir para mostrar que isso é fundamental para fortalecimento da oposição. Na realidade, o prefeito em exercício Edvaldo Nogueira sabe, como qualquer cidadão que acompanha a movimentação política, que a oposição está na disputa pela vice. O próprio Edvaldo Nogueira também deseja se manter na chapa que tentará a reeleição e é legítimo que ele esteja nessa corrida, porque integra o bloco, já está no lugar e se comportou muito bem durante esses três anos de administração. Mas nem tudo será tranqüilidade. A concorrência para o lugar de companheiro de chapa do prefeito Marcelo Déda será acirrada, em razão da possibilidade real da candidatura ao Governo do Estado em 2006. Caso seja reeleito, Déda exercerá o mandato por apenas 16 meses e o restante ficará com o vice, que assume a Prefeitura por 32 meses. À exceção do PSB, comandado pelo senador Antônio Carlos Valadares, que ainda não manifestou ânsia excessiva pela vice, os demais partidos vão entrar na luta para indicar o vice. Aliás, esse será o maior obstáculo da composição, porque já teve quem dissesse que não vai entrar numa eleição apenas para dá voto. Marcelo Deda, entretanto, está vendo tudo isso, mas não pretende discutir a questão da sucessão sem antes ter conversas preliminares. Ao retornar de viagem, depois de tratar dos problemas causados pelas chuvas em Aracaju, o prefeito vai contatar com lideranças dos partidos que formam o bloco para sentir o clima. Tem consciência de que a visão de todos está para a vice, mas acha que há necessidade de se pensar em vôos mais altos. Depois do carnaval e dos contatos iniciais, vai discutir a sua candidatura com as bases partidárias, “porque foi assim que sempre aconteceu dentro do Partido dos Trabalhadores”. Quando chegar a uma conclusão, retornará aos aliados para um encontro oficial de formação de chapa e, em seguida, viaja a Brasília para tratar do assunto com o ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu, o presidente do PT, José Genoino, e o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. Deda revelou que sempre ouviu Lula nestes momentos e hoje vai dizer que quer prioridade para sua campanha em Aracaju. Depois de tudo isso é que lançará ou não sua candidatura a reeleição. Nas entrelinhas está a possibilidade de uma convocação para ocupar um Ministério, que, com certeza, Marcelo Deda não recusará. SUCESSÃO O prefeito em exercício, Edvaldo Nogueira (PCdoB), disse ontem que não se discute prefeito e vice ao mesmo tempo. Depois de se escolher o candidato a prefeito é que vai se discutir o vice com os partidos aliados, explicou Edvaldo. DÉDA Edvaldo Nogueira disse, ainda, que já está conversando para que o prefeito Marcelo Déda seja candidato à reeleição, para dar continuidade ao projeto administrativo e político. Disse que neste momento não fala na possibilidade dele ser ministro nem de deixar a Prefeitura para ser governador: “Isso é outra história”. REELEITO “Não tenho a menor dúvida que o prefeito Marcelo Déda ganha as eleições no primeiro turno, pelo trabalho que vem realizando em Aracaju”, disse Edvaldo, com convicção. Embora respeite a liderança dos candidatos adversários, Edvaldo disse que o eleitorado de Aracaju tem um histórico progressista. SUSANA A pré-candidata à Prefeitura pelo PPS, deputada Susana Azevedo, quer saber de onde Edvaldo Nogueira chegou à constatação que Marcelo Deda ganha no primeiro turno. Segundo a deputada, a própria pesquisas que o Partido dos Trabalhadores fez, coloca Déda com 35% de percentual. EMERGÊNCIA A Prefeitura de Aracaju pode decretar estado de emergência caso novas chuvas, como as que ocorreram quarta-feira, voltem a se repetir. O prefeito em exercício Edvaldo Nogueira colocou todas as Secretarias em alerta máximo e vai iniciar a operação tapa buracos logo que o sol voltar a aparecer. BENEDITO O presidente regional do PMDB, Benedito Figueiredo, está querendo ser o candidato do partido à Prefeitura de Aracaju. Uma ala do partido, como o deputado Augusto Bezerra, defende uma composição com o PPS, para apoiar Susana Azevedo. CHATEADOS A maioria dos secretários está chateada com a obrigatoriedade de declarar tudo que é adquirido por suas Pastas, inclusive o preço. O site da Secretaria da Administração que expõe as compras, pôs um fim em alguns privilégios de empresas carimbadas. ECONOMIA Segundo uma fonte da Administração, o site já barateou as compras do Estado em 40%, porque recebe ofertas de empresas de todo o Brasil. É muito bom para o Estado, mas péssimo para os empresários locais, que não podem concorrer com empresas das grandes metrópoles. CORRERIA O governador João Alves Filho chegou ontem à noite e hoje passa o dia de hoje em reunião com parte do secretariado, tratando sobre a reforma administrativa. Amanhã, João Alves também tem reunião com outros secretários, convoca a Assembléia para aprovar a reforma administrativa e viaja à noite para Portugal, onde assina um pacote de vôos charters para Sergipe. MADRID Na terça-feira o governador João Alves Filho viaja de Portugal a Madrid para tratar de assuntos da parceria para instalação da refinaria em Sergipe. Terça feira à noite João retorna e chega a Sergipe na quarta-feira, quando acompanha os trabalhos na Assembléia Legislativa. MARTELO Antes de viajar para Portugal, o governador João Alves Filho define os projetos que vão para a Assembléia, para a reforma administrativa. A reunião do governador com os secretários terá o objetivo de chamar a atenção quanto a redução dos gastos e discutir os projetos que vão para a Assembléia. RETORNO O prefeito Marcelo Déda está em constante contato com a equipe em Aracaju e tem uma avaliação do quadro em que se encontra a cidade, com as chuvas que caem. Déda já tomou as providências para retornar a Aracaju a qualquer momento, interrompendo o seu período de descanso nas praias de Fortaleza. NOTÍCIA De Dallas, nos Estados Unidos, onde se encontra, uma sergipana passou telefonou para colunista, ironizando a informação de que Antônio Francisco estava escondido no Mosqueiro, sob guarda de policiais. Disse que recebeu informações sobre isso, já há algumas semanas, nos Estados Unidos, de um amigo que reside em Sergipe. Notas SUPORTOU O prefeito em exercício Edvaldo Nogueira (PCdoB) considera que Aracaju resistiu bem ao “dilúvio” que caiu quarta-feira passada, embora tenha admitido que provocou muitos danos na periferia e no centro da cidade, em razão de dificuldades no escoamento. Acha que algumas obras da Prefeitura evitaram problemas maiores. Edvaldo reconhece que é preciso manter um trabalho preventivo para reduzir as inundações que ocorrem quando chove. O maior problema é que os canais transbordam em razão da cidade estar abaixo do nível do mar. BARRA O prefeito Gilson dos Anjos (PSDB) encontra dificuldades para reunir as maiores lideranças do município de Barra dos Coqueiros em torno da candidatura de sua prima, secretária de Ação Social, Solange dos Anjos (PSDB). Na realidade, Gilson é que continuaria no comando da Prefeitura. Além disso, segundo comentários que circulam na cidade, a prima do prefeito, se eleita, lhe daria uma forte sustentação na candidatura a deputado estadual em 2006, para onde Gilson dos Anjos pretende se eleger. ZEZÉ ROCHA O ex-prefeito de Lagarto, Jerônimo Reis (PTB) está na luta para que Zezé Rocha seja o candidato do grupo à reeleição. Embora não declare, há um pessoal, vinculado aos Reis, que não aceita a continuidade de Zezé Rocha, porque está se sentindo prejudicado com a sua administração. Lagarto é uma cidade eleitoralmente complicada, porque se divide bem em grupos eleitorais. Geralmente há um revezamento de grupos políticos no comando da cidade e Zezé Rocha pode não emplacar. É fogo As chuvas continuam massacrando Aracaju desde quarta-feira passada. Os órgãos ligados à assistência social estão em plantão permanente. O Diretório do PPS vai se reunir com o pessoal do PP para definir apoio à deputada Susana Azevedo para a Prefeitura de Aracaju. O deputado estadual Augusto Bezerra (PMDB) já disse que será um dos coordenadores da campanha de Susana na Capital. Na opinião de segmentos da oposição, caso haja segundo turno, o nome que pode chegar à disputa seria o de Gilmar Carvalho. O secretário de Turismo, Pedrinho Valadares (PFL), viaja com o governador João Alves Filho para Portugal amanhã à noite. É possível que durante o trajeto, os dois conversem sobre a candidatura de Pedrinho à Prefeitura de Aracaju. Segunda-feira próxima os deputados estaduais retornam à Assembléia Legislativa para votar projetos do Governo, para a reforma administrativa. O governador João Alves Filho chegou em Washington quinta-feira pela manhã, foi ao Bird assinar documento, retornou e entrou no avião de retorno ao Brasil. Francisco Boaventura, irmão do ex-deputado Nelson Araújo, é candidato à Prefeitura de Riachão dos Dantas. Francisco está chegando com uma nova proposta e pretende convencer o eleitorado de que Riachão precisa sair das mãos de quem tem o seu comando há muitos anos. O ex-deputado estadual Jorge Araújo já está iniciando os seus contatos para tentar retornar à Câmara Municipal de Aracaju. Depois de inspecionar 22 Tribunais Regionais Eleitorais, o corregedor geral do TST, Ronaldo Lopes Leal, classificou o de Sergipe como o melhor do Brasil. O governador João Alves Filho concedeu entrevista, ontem, às 23:30 horas, ao desembarcar no aeroporto de Aracaju. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais