Improvisos de Lula

0

A assessoria política do presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) deveria aconselha-lo – ou impedi-lo – de falar de improviso. É uma tragédia, como diria o prefeito de Simão Dias, José Valadares. Há uma semana atrás, o presidente fez um pronunciamento sem script e provocou má digestão ao Judiciário. Ontem, ao apresentar o projeto de reformas da Previdência Social e Tributária, não fez por menos: “vou fazer a transposição do rio São Francisco de qualquer jeito”. E aproveitou até o mote da campanha em favor da “Fome Zero”: “quem tem muita água, tem que dar para os sem água”. O governador João Alves Filho (PFL), que estava ao seu lado e escreveu um importante livro técnico mostrando da necessidade de preservar o Velho Chico em seu leito natural, sentiu uma fisgada forte na sua coluna, afetada por duas hérnias de disco. O plenário não entendeu, principalmente porque Lula, que prometeu não fazer a transposição do Rio São Francisco, fez o anuncio oficial dela sem se referir à revitalização. A decisão de Lula é a decretação da morte do Velho Chico. Além disso, divide as bancadas do Nordeste, principalmente Bahia, Sergipe, Alagoas e parte de Pernambuco, que tem uma região que será beneficiada com a transposição. Na realidade o São Francisco cruzando Pernambuco e o entrosamento do presidente da Venezuela, Hugo Chavez, com o companheiro Lula, tudo indica que a refinaria de petróleo está garantida para o Estado do presidente. A partir de agora vai recomeçar toda a luta, a mesma que provocou requerimentos considerando o então ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, persona non grata em Sergipe. É bom lembrar que o Partido dos Trabalhadores, em defesa da salvação do rio São Francisco e contra a transposição, fechou a ponte que liga Sergipe e Alagoas, para chamar a atenção do então presidente Fernando Henrique Cardoso, da gravidade do problema. Estava lá todo o PT sergipano, num movimento suprapartidário em favor do rio. O que fará agora? Coincidentemente, depois da decisão de transposição do rio São Francisco, os governadores João Alves Filho (SE), Cássio Cunha Lima (PB), Paulo Souto (BA), Vilma Farias (RN), Wellington Dias (PI), Ronaldo Lessa (AL) e José Reinaldo Tavares (MA) se reuniram no escritório de Sergipe, para discutir o Plano de Recursos Hídricos, que foi preparado já há algum tempo por João Alves e que será o mote do próximo fórum de governadores do Nordeste. Em Sergipe, o deputado Gilmar Carvalho já declarou que fará uma moção de repúdio contra as declarações do presidente Lula. Gilmar vai apresentar requerimento para criação de uma Frente Parlamentar, suprapartidária, em defesa do rio São Francisco, envolvendo deputados e senadores dos Estados que serão prejudicados. O deputado Augusto Bezerra, que encabeçou o movimento regional contra a transposição do Velho Chico, já anunciou, para segunda-feira, um discurso contundente contra o presidente Lula, mostrando que ele se comprometeu em não fazer a transposição do São Francisco. Aliás, esse foi mais um desses jogos sujos para ganhar votos, porque, durante a campanha, Lula garantiu não transpor o rio, depois de anunciar a transposição para os cearenses no dia anterior, o que gerou polêmica em Sergipe. Bom, mas isso não é de se estranhar, porque as coisas mais importantes que o PT defendeu ao longo de sua história de luta, Lula vem desfazendo em apenas quatro meses de Governo. Outra tragédia é a questão do teto salarial. Para agradar ao Judiciário e justificar o destempero de um discurso proferido na semana passada, está determinando o teto salarial para 17 mil reais. É triste o gesto, num momento em que Lula pretende descontar taxas de previdência dos aposentados. Um teto a esta altura serve aos privilegiados que vão continuar na ativa, onde se registram os supersalários. Vai aumentar vencimentos de deputados, senadores, juizes, desembargadores, ministros, conselheiros, procuradores, do presidente, dos governadores, dos prefeitos, secretários de Estado, enfim, da elite do serviço público do país, que domina todos os poderes e cria uma casta fortalecida pelo empreguismo familiar. Não foi isto que Luiz Inácio Lula da Silva pregou. Lula representava a esperança, a transformação, a queda de um modelo falido, contra o qual o Partido dos Trabalhadores vinha lutando há mais de 30 anos. Não se frustra a esperança de um povo em tão pouco tempo… Bom, de minha parte, “vou-me embora prá Passárgada…” COM LULA O governador João Alves Filho, ao lado de colegas de todo o Brasil, acompanhou o presidente Lula da Silva até o Congresso Nacional, para entrega do projeto de Reformas da Previdência e Tributária. Hoje, João Alves viaja ao Rio de Janeiro e amanhã terá encontros com a direção da Eletrobrás e com o presidente da Companhia Vale do Rio doce. Retorna no sábado. CONFIANÇA O governador João Alves Filho declarou que acompanhou o presidente Lula até o Congresso por ter confiança nas futuras modificações previstas para a reforma Tributária. João, inclusive, disse ao ministro da Fazenda, Antônio Palloci, que não aprova a reforma Tributária como ela está. A reforma provoca perdas financeiras para o Norte, Nordeste e Centro-Oeste. NO CADE O governador João Alves Filho, acompanhado de parlamentares da bancada federal, foi, ontem, ao presidente do Cade, João Frandine Rodas, oficializar a possibilidade de monopólio em Sergipe, com a venda do G.Barbosa e Bompreço a um único grupo. O encontro ocorreu por volta das 12 horas e o Cade já encaminhou a documentação aos canais competentes para as providências. SERGIPE O governador João Alves Filho também ficou de adotar outras providências em Sergipe, para que o monopólio não seja permitido. Já na segunda-feira, o governador também vai enviar documento ao Departamento Econômico do Ministério da Justiça, para que interfira na criação de um monopólio de supermercados em Sergipe. JACKSON O deputado federal Jackson Barreto almoçou, ontem, com o ministro do Turismo, Walfrido Mares Dias (PTB) e o convidou para a festa de filiações, em Aracaju, dia 9 de maio. O ministro confirmou a presença… Walfrido Mares conversou, por telefone, com o deputado estadual Fabiano Oliveira, convidando-o a ingressar no PTB. Fabiano já colocou o pé na legenda trabalhista. IGREJAS O prefeito de Japaratuba, padre Gerard Lothaire Jules Olivier, suspendeu o pagamento das contas de energia elétrica de três igrejas católicas de povoados daquele município. As três contas são do mês de março e pertencem à igreja do povoado Curral dos Bois, Igreja Santo Antônio do povoado Travessão e a igreja do povoado Sibalde. Os valores das contas são um pouco acima de R$ 8,00. AVISO Na correspondência enviada às igrejas, o padre Gerard diz que todos os meses as contas de energia serão encaminhados aos imóveis responsáveis pelo consumo e pagamento. O documento também esclarece que foi obrigado, pela Lei de Responsabilidade Fiscal, a tomar esta atitude, sob pena de “sermos severamente punidos caso não obedeçamos”. Os fieis se revoltaram. PESQUISAS O PFL vai realizar pesquisas em todos os municípios que lançara candidato a prefeito, para ver quem tem mais condições de disputar a Prefeitura. Tudo será feito em entendimento com lideranças locais, com o compromisso de haver a unidade em favor daquele que tiver a preferência do eleitorado. DETALHES O prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, esteve ontem, no Planalto, para acertar detalhes da agenda da vinda do presidente Lula a Aracaju, dia 6 de maio. O presidente participa da reunião da Frente de Prefeitos e almoça em Aracaju. Déda está tentando incluir uma visita dele a duas obras da Prefeitura. SILVIO Silvio Santos, que hoje assessora o presidente Lula no Planalto, já chegou a Aracaju para cuidar das formalidades da permanência em Sergipe. Domingo está chegando o chamado grupo precursor, que se responsabiliza pela segurança e define o itinerário do presidente do aeroporto ao local da reunião. DESCONFIANÇA Alguns deputados estão desconfiando que Antônio Francisco usou o gabinete do próprio Joaldo Barbosa para conversar com os autores de sua morte. É que um dos indiciados revelou que também conversou com Antônio Francisco na Assembléia e, como à época ele não tinha gabinete, usava com freqüência o do deputado assassinado. DOCUMENTO A Comissão Processante já enviou ofício à juíza da 5ª Vara Criminal, Iolanda Guimarães, solicitando o depoimento do indiciado que revelou esse fato. O relator da Comissão, Ulices Andrade (PSDB), disse ontem que, se possível, o mesmo sujeito será ouvido pelos deputados. HÉRNIA A hérnia de disco resolveu atacar membros do Governo. Duas delas deixou o governador João Alves Filho em repouso durante duas semana. O chefe da Casa Civil, Flavio Conceição, também cultiva uma dolorosa hérnia de disco e agora o deputado federal José Carlos Machado está acamado com o mesmo problema. QUENTE A partir da próxima semana vem incêndio na vida pública de Sergipe. Envolve personalidades importantíssimas e terá repercussão imensa na sociedade. Até amanhã está na base do processo para solução amigável, mas a partir de segunda-feira será encaminhado para resolver na Justiça. Notas ERRADO O deputado federal João Fontes (PT), que acompanhou a entrega das reformas do seu gabinete, revelou ontem que gostaria muito de estar errado na sua concepção sobre as medidas que vêm sendo adotadas pelo Governo: “se eu estivesse errado era porque o Governo estava certo e é exatamente isso que todos nós desejamos”. João Fontes disse, ainda, que trabalha muito, e torce, para que o Governo de Lula dê certo e lembra que foram anos de luta para que se chegasse ao poder e fizesse as reformas que beneficiassem a sociedade e transformasse o país. MARQUETEIRO O deputado federal Jackson Barreto considerou a entrega das reformas da Previdência e Tributária pelo presidente Lula da Silva ao Congresso Nacional, um ato muito forte: “foi muito bonito”, empolgou-se. Para Jackson Barreto, Lula é um grande marqueteiro, porque conseguiu criar um clima de simpatia no Plenário. Em tom de brincadeira, Jackson Barreto reconheceu que o presidente Lula “é muito perigoso”. E acrescentou: “acho que foi ele quem deu aulas a Duda Mendonça”. Acha que a partir de agora cabe aos deputados fazer avaliação do projeto. RADICAIS O deputado federal Jackson Barreto acha que fazer críticas ao Governo de Lula é prestar um desserviço ao país. Diz que quem tem uma história de luta, quem esteve no combate à ditadura, sabe que Lula está fazendo um trabalho que todos estavam querendo. “Além disso, ainda não é tempo de se falar de uma administração que está começando”. Jackson insistiu que os críticos do Governo não têm um passado de resistência e não sabe o que é um regime de exceção. Diz que as reformas estão aí para se fazer emendas e fustigou: “não acredito na sinceridade desse radicalismo”. É fogo O governador João Alves Filho estava ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando da entrega dos projetos de reformas. O secretário da Juventude, Esporte e Lazer, Vovô Monteiro, estava ontem em Brasília e acompanhou o governador João Alves Filho na audiência no Cade. A maioria da bancada de Sergipe retornou, ontem à noite, a Sergipe e hoje participa de algumas solenidades do Dia do Trabalho. O senador Antônio Carlos Valadares vai percorrer a região do Baixo São Francisco, onde conversará com lideranças locais. O deputado federal Jackson Barreto está trabalhando para fazer uma grande festa dia 9, quando se filia ao PTB, ao lado de lideranças regionais. O ex-prefeito José Raimundo Ribeiro está pensando seriamente em disputar a Prefeitura de Lagarto no próximo ano. José Ribeiro diz que teve mais de 8 mil votos em Lagarto, como candidato a deputado estadual, no ano passado. Os números o animam… Abílio Diniz, presidente do Conselho de Administração do Grupo Pão de Açúcar, declarou que tem interesse na compra do G.Barbosa e Bompreço. O governador João Alves Filho saiu animado do encontro com o presidente do Cade. Acha que vai impedir o monopólio dos supermercados. O vereador Antônio Francisco Garcez Júnior falou pouco durante o depoimento que prestou na Justiça. Repetiu o que disse no inquérito policial. Na Assembléia Legislativa a maioria dos deputados tem como certa a cassação de Antônio Francisco, principalmente depois do depoimento dos acusados. O deputado federal Jackson Barreto vai trabalhar para filiar o ex-senador Francisco Rollemberg no PTB. É um dos melhores nomes. Uma concessionária de uma marca importada foi comprada por um importante grupo que cresce assustadoramente em Sergipe. brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários