Índices da discórdia

0

Nunca numa campanha eleitoral as pesquisas geraram tantas polêmicas como agora em Sergipe. Basta alguém escrever alguma coisa sobre consulta popular para receber criticas e elogios de todos os lados. Desde que o Ibope divulgou que o candidato à reeleição Marcelo Déda (PT) lidera a disputa com 16 ponto a frente do candidato João Alves Filho (DEM), que os aliados deste tentam desmoralizar os índices. Por sua vez, os simpatizantes do petista espalham que, a cada dia, a vantagem tem aumentado o que, segundo dizem, será comprovado pelo próximo levantamento do Ibope. Nem mesmo a pesquisa divulgada em seguida pelo Dataform, confirmado que Déda está na dianteira, colocou calma na disputa. Para apimentar ainda mais o debate, o deputado Augusto Bezerra (DEM) afirmou ontem que o Ibope é um instituto desmoralizado. Pelo visto, só mesmo quando as urnas forem abertas, os sergipanos saberão quem está com a verdade. Aguardemos, portanto!

Com empresários

Os candidatos a governador Marcelo Déda e João Alves Filho vão apresentar suas propostas de governo na Federação do Comércio de Sergipe. O petista falará no próximo dia 13 e João exporá seus compromissos no dia 14. As duas palestras vão acontecer a partir das 20 horas no auditório do Senac, localizado na avenida Ivo do Prado, 564, centro da capital. Entidades empresariais como a Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi/SE) e Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese) também agendaram palestras dos dois candidatos.

Conselho reunido

Pela primeira vez, Sergipe sediará uma reunião do Conselho da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes – Fecombustíveis. A reunião acontecerá a partir das 13h30 do próximo dia 16, antecedendo a solenidade de abertura do V Encontro de Revendedores de Combustíveis Nordeste – Brasil. Na seqüência, os participantes assistirão a palestra do economista, George Vidor, do jornal O Globo e Globo News. Ele falará sobre “Economia Brasileira em 2010 – um cenário pós-eleitoral”. Programação completa www.sindpese.com.br.

Série de entrevistas

A TV Atalaia inicia hoje uma série de entrevistas com os candidatos a governador de Sergipe. Vera Lúcia, do PSTU, será a entrevistada desta quinta-feira no Jornal do Estado 2ª edição, apresentado pelo jornalista Gilvan Fones. Esta será a segunda vez que a TV Atalaia abre espaço para ouvir os postulantes ao governo de Sergipe. O objetivo é permitir que o eleitor conheça bem as propostas de cada um, para escolher com segurança qual o melhor dos candidatos para governar o Estado. Legal!

Vamos às urnas

Os jornalistas sergipanos vão ás urnas nesta quinta-feira para eleger a nova diretoria do Sindicato. O pleito está sendo repetido porque o primeiro não alcançou o quórum necessário de 50% mais um voto para eleger a chapa única encabeçada pelo atual presidente George Washington. Quatro urnas serão usadas no processo de coleta dos votos. Uma ficará fixa na sede do sindicato e outra percorrerá os principais locais de trabalho dos jornalistas. Outras duas serão colocadas nas redações da TV Sergipe e do Jornal da Cidade, que concentram grande número de profissionais. O pleito será encerrado às 19 horas. Participe!

Mais barata

Aracaju teve em agosto passado a cesta básica mais barata do Brasil: R$ 174,96, significando uma redução de 3,36% em comparação com julho último. Ante agosto de 2009, a cesta aracajuana subiu 4,11% o mês passado. Dos 12 produtos pesquisados na capital de Sergipe, oito tiveram seus preços reduzidos, sendo que o tomate (- 22,45%) e o arroz (-5,10%) foram determinantes para a redução no custo total do conjunto de gêneros alimentícios básicos. Os dados são da pesquisa realizada mensalmente em 17 capitais pelo Dieese.

Amônia e uréia

A produção de amônia e uréia da Fabrica de Fertilizantes do Nordeste (Fafen) registrou em julho passado o maior aumento já registrado pela empresa. A produção de amônia no sétimo mês deste ano foi de 37,5 mil toneladas, contra 34,3 mil toneladas produzidas em junho último e 30,1 mil toneladas em maio. A produção de uréia atingiu em julho 55,8 mil toneladas, contra 49,1 mil toneladas em junho e 32,8 mil toneladas em maio. As informações são do Boletim Sergipe Econômico Fies/UFS.

Boataria

Com a proximidade das eleições, cresce o número de boatos sobre traição de candidatos. No Facebook, tem fotos da deputada estadual Susana Azevedo (PSC) gravando programa no estúdio do DEM. Enquanto alguns garantem que são imagens da campanha passada, outros dizem que as fotos são atuais. Também correu o boato que o senador Antônio Carlos Valadares (PSC) estava reunido com o candidato a senador Albano Franco (PSDB) e o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B). Só que no dia da anunciada reunião, Valadares estava no alto sertão pedindo votos. Pode?

No atacado

E a Procuradoria Regional Eleitoral continua fazendo denúncias no atacado. O último lote de denunciados à Justiça é composto por 14 candidatos e um partido político. Todos são acusados de fazer propaganda eleitoral de forma irregular. A candidata a governadora Vera Lúcia (PSTU) foi denunciada por ter usado o horário eleitoral gratuito destinado aos candidatos proporcionais. Todas as denúncias serão analisadas pelo TRE antes das eleições de outubro. Para a maioria dos casos, a punição resume-se a uma pequena multa.

Do baú político

Comprar votos é uma prática antiga. Hoje, a Justiça Eleitoral tem mais estrutura para combater esse crime, enquanto o Ministério Público realiza uma firme fiscalização e, a qualquer suspeita, denuncia os infratores. A sociedade também reage contra os compradores de consciência. Num passado recente, contudo, os candidatos distribuíam dinheiro no meio da rua sem serem importunados. Entrevistado pelo jornalista Osmário Santos, o chefe político de Itabaiana, Chico de Miguel, (já falecido) revela como a compra de votos ocorria abertamente quando ele disputou seu primeiro mandato de deputado estadual, em 1966. Sem dinheiro e apoio da UDN, que o queria apoiando Antônio Torres, Chico apostava nos amigos para se eleger, mas achava muito difícil porque seu adversário Manoel Teles esbanjava poder na cidade. “Faltando três dias para a eleição, eu presenciei ele com um grande saco de plástico cheio de dinheiro dando ao povo no meio da rua. A gente via o dinheiro no saco, era escancarado”, contou o velho líder. Apesar da exagerada compra de votos, Manoel Teles não conseguiu impedir a vitória de Chico de Miguel, eleito com 3.206 votos para a Assembléia.

Resumo dos jornais


Clique aqui para ler os destaques de capa dos principais jornais do Brasil

 

 


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários