Índices suspeitos

0

A crise financeira do governo estadual parece não ser tão feia como se pinta. O Sindicato dos Auditores de Sergipe garante que o Executivo está manipulando os números para forçar o aumento da despesa com pessoal que, embora seja de R$ 2,431 bilhões, é apresentada como sendo de R$ 2,893 milhões. Segundo o Sindifisco, a diferença de R$ 462 milhões eleva artificialmente a despesa, superando a zona de risco da Lei de Responsabilidade Fiscal e ultrapassando o teto permitido para gastar com a folha de pessoal: 49% da receita corrente líquida. O sindicato garante que “se o governo fizesse a conta corretamente, o percentual da despesa com funcionalismo, em relação à receita, cairia para 41,6%”. Esse desencontro de índices exige uma explicação melhor do Executivo. Do contrário, vai sempre pairar a dúvida que ao governo escamoteia a verdade para, com o apoio da sociedade, substituir os comissionados dos outros pelos apadrinhados de seu grupo político.

Rasgam dinheiro

Enquanto o governo estadual chora miséria, os outros Poderes esbanjam dinheiro. Até o Tribunal de Contas, um mero órgão auxiliar do Legislativo, vive nababescamente. Também pudera, é o Executivo quem paga as folhas dos inativos da Assembleia e do Tribunal de Justiça. Ah, e do Ministério Público também!

Bronca pública

O presidente da Câmara de Aracaju, Vinicius Porto (DEM), deu uma bronca pública nos vereadores Agamenon Sobral (PP) e Lucimara Passos (PCdoB). Ambos foram advertidos por terem, respectivamente, incitado a violência contra a mulher, e exibido a calcinha branca em plenário. O pepista e a comunista não aceitaram a advertência, mas Porto disse que o “carão” tava dado e aos dois só cabe recorrer contra a decisão. Não é mais prudente dar o assunto por encerrado?

Enfezados

Segundo João Augusto Gama, secretário estadual do Planejamento, as desavenças políticas entre o governador Jackson Barreto (PMDB) e o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) são coisas do passado. Não foi isso que se viu outro dia no corredor de um avião: os dois se encontraram e não trocaram nem um “oi”. Ave Maria!

Passo de cágado

Os projetos do governo propondo extinção e fusão de secretarias e empresas só devem chegar na Assembleia amanhã. É que os técnicos ainda não concluíram os estudos, que antes de serem enviados ao Legislativo passarão pelo “Ok” do governador Jackson Barreto (PMDB). A ideia é que esta reforma administrativa reduza consideravelmente o custeio da máquina pública. Tomara!

Engaiolado

Já está solto o vereador de Socorro, Zé Hilton Motos (PSB). Ele foi preso ontem pela Polícia Rodoviária Federal portando uma pistola ponto 40. O parlamentar ganhou a liberdade após pagar uma fiança de 10 salários mínimos, mas será processado por porte ilegal de arma de uso restrito da força policial.

Maria absolvida

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu ontem negar a cassação do mandato da senadora Maria do Carmo Alves (DEM). No mesmo julgamento, o TSE aplicou multa de R$ 50 mil a João Alves Filho (DEM), candidato a governador de Sergipe derrotado nas eleições de 2006. Os dois foram processados sob a acusação de abuso de poder político e econômico pela utilização de ambulâncias do Samu e funcionários públicos do estado em benefício de suas campanhas eleitorais. A coligação ‘Sergipe no Rumo Certo”, que apoiou João e Maria, também foi multada em R$ 50 mil.

Missa concorrida

A Paróquia Jesus Ressuscitado, em Aracaju, ficou pequena para o grande número de pessoas que foram assistir a missa pela passagem de um ano da morte prematura do ex-governador Marcelo Deda (PT). Emocionado, o governador Jackson Barreto (PMDB), que foi vice do petista, disse ser “muito bom saber quanto ele foi querido pelos sergipanos”. Déda morreu no dia 2 de dezembro de 2013, vítima de câncer intestinal.

Sem fumo

A partir de hoje, passa a valer em todo o país a chamada Lei Antifumo que proíbe, entre outras coisas, fumar em ambientes fechados públicos e privados. Em caso de desrespeito, os estabelecimentos comerciais podem ser multados e até perder a licença de funcionamento. A norma também extingue os fumódromos e acaba com a possibilidade de propaganda comercial de cigarros, mesmo nos pontos de venda, onde era permitida publicidade em displays.

Cortando prego

Muita gente tirada a gato mestre amanheceu hoje tremendo mais do que vara verde por conta da operação realizada pela Polícia Federal. Desde as 6h, agentes da PF cumprem em Sergipe mandados de prisão e de busca e apreensão. Sem saber do que se trata, quem tem culpa no cartório entrou em desespero e só vai relaxar quando acabar mais esta operação policial. Que horror!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã em 28 de julho de 1914.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais