JB de mãos atadas

0

Caso queira mesmo cortar na carne do Executivo, o governador Jackson Barreto (PMDB) vai precisar deixar de lado o sentimentalismo. Do contrário não conseguirá reduzir o tamanho da máquina, providência necessária para garantir a governabilidade. Ontem mesmo, o secretário da Fazenda, Jeferson Passos, alertou JB que se ele não exonerar logo um número grande de cargos em comissão, o Estado desrespeitará a Lei de Responsabilidade Fiscal, ficando impedindo de receber recursos federais em 2015. O problema são os chefes políticos que protegem os comissionados. Será que Jackson terá coragem de exonerar apadrinhados dos deputados, prefeitos e cabos eleitorais que votaram nele? A demora em concluir os estudos visando reduzir as despesas com o custeio decorre justamente da dificuldade em definir os cortes sem melindrar os aliados. Prova disso foi a nota divulgada ontem pela Secretaria da Comunicação, desmentindo a exoneração de 21 pessoas ligadas ao presidente do PT, deputado federal Rogério Carvalho.

Grana preta

Chegou ontem à Câmara de Vereadores, o orçamento da Prefeitura de Aracaju para o exercício de 2015. Segundo o secretário municipal do Planejamento, Orçamento e Gestação, Igor Albuquerque, a proposta orçamentária está estimada em mais de R$ 1,8 bilhão, representando um aumento de mais de R$ 200 mil nos recursos disponíveis em relação ao orçamento de 2014.

Insatisfeitos

E os servidores do Tribunal de Justiça de Sergipe prometem cruzar os braços na próxima semana para protestar contra o reajuste salarial de 6,5%. Eles não se conformam que os ocupantes de cargos em comissão do TJ tenham sido contemplados com reajustes de 6%. O Sindicato da categoria defende a realização de concurso para reduzir o grande número de comissionados que, em alguns casos, ganham mais de R$ 16 mil. Boa grana, né?

Não persegue

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Aracaju negou que a auditoria realizada nas contas da Funcaju vise perseguir o vereador Nitinho (DEM), que comandou aquela pasta até um dia desses. Segundo o secretário Carlos Batalha, “trata-se de um trabalho de rotina, que é realizado periodicamente em todas as secretarias e órgãos da administração municipal”. Então, tá!

Zero à esquerda

Veja o que o deputado estadual Zezinho Guimarães (PMDB) postou no twitter: Como vou pedir voto a Sukita para presidente da Assembleia, se nem voto reconhecido ele tem? O peemedebista tira chinfra com o colega de partido porque, embora com o registro da candidatura cassado, anda por aí valorizando o “voto” para a Mesa Diretora do Legislativo.

Chapa única

Depois de muito disse me disse, apenas uma chapa foi registrada ontem para disputar o comando do Sebrae Sergipe. O consenso foi firmado em torno dos seguintes nomes: Gilson Figueiredo (presidente do Conselho Deliberativo), Emanoel Sobral (diretor superintendente), Marcelo Barreto (diretor técnico) e Eduardo Prado Júnior (diretor administrativo financeiro). O presidente da Associação Comercial e Empresarial, Alexandre Porto, desistiu de formar uma chapa de oposição.

Luto

Morreu ontem, em São Paulo, o presidente da Federação da Agricultura do Estado de Sergipe, Eduardo Silveira Sobral. Ele teve complicações de saúde causadas por reação à uma transfusão de sangue, que levou a um choque anafilático. O corpo chega hoje em Aracaju e segue para Itaporanga D´Ajuda, onde será sepultado amanhã. Eduardo Sobral tinha 60 anos de idade e deixa viúva, três filhos e dois netos. Os sentimentos da coluna à família enlutada!

Ultimato

E quem anda injuriado com a lerdeza da administração de Aracaju é o vereador Adriano Taxista (PSDB). Ele promete não votar a favor dos pleitos do Executivo até que seja enviado à Câmara projeto aumentando o valor da multa para carros que fazem transporte clandestino de passageiros. Segundo o tucano, secretários lhe prometeram enviar a propositura até o final do ano, porém nada ocorreu até agora. Adriano é um dos vários governistas que andam tiririca com o prefeito João Alves Filho (DEM).

Não muda

Perde tempo quem tenta convencer Eliane Aquino, viúva do ex-governador Marcelo Déda (PT), a deixar o Partido dos Trabalhadores. Ele sempre agradece os convites para trocar de legenda, porém afirma que seu coração sempre foi e sempre será vermelho: “O vermelho de Marcelo Déda e de Lula!”, diz.

Menguinho

O Urubu anda tão frouxo que é só encontrar o Galo mineiro pra cair de quatro, colocar o rabo depenado pra cima e começa a cacarejar igual a uma galinha velha do oveiro baixo. O Menguinho de Luxemburro assemelha-se ao também rubro negro Íbis de Pernambuco, que só não perde quando não joga. Decididamente, este Urubu é uma vergonha. Xô, carniça!

Recorte de jornal

Publicado em O Estado de Sergipe, em 26 de maio de 1935

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais