Laiz Peradeles lança seu primeiro CD independente

0

Capa do CD

Neste sábado, 26, a cantora gospel Laiz Peradeles lança o CD "Acreditei". O lançamento acontecerá na Igreja Presbiteriana Renovada, localizada à avenida Delmiro Gouveia, 2920, às 19h30. A entrada é franca e quem for ao lançamento vai poder conferir o talento da cantora que se apresenta desde os sete anos de idade e já passou por programas nacionais como Raul Gil e Ídolos.

O CD conta com 11 faixas, sendo uma em espanhol. A cantora revela que desde as fotos do encarte até a escolha das canções ela percebeu o cuidado de Deus. “Esse trabalho foi feito pelo produtor Levi Miranda, que já fez muitos trabalhos no meio gospel a exemplo, Fernandinho e hoje faz parte da banda Jeová Nissi”, conta Laiz, dizendo que todo o CD foi produzido em Feira de Santana/BA.

Laiz Peradeles, 22 anos, nasceu em Belo Horizonte, mas vive em Aracaju há quase dez. Começou a cantar aos sete anos e aos 12 iniciou a carreira profissional, onde participou do programa do Raul Gil, e por três vezes do programa Ídolos. “Depois dessas experiências, Deus falou ao meu coração que o meu lugar era louvando a ele e, com o passar do tempo, surgiu a oportunidade de gravar meu primeiro trabalho independente”, ressalta.

Em entrevista ao Portal Infonet, Laiz disse que as canções foram escolhidas através de oração, e com ajuda de Hesron Capriny, cantor da Banda Jeová Nissi, além do produtor musical Levi Miranda. “Tem uma composição minha nesse CD, chamada ‘Filho Meu’. O lançamento vem com muita novidade, estamos preparando tudo com muito amor e carinho tentando fazer tudo perfeito, afinal o nosso Deus merece todo o melhor. As pessoas que vierem ao lançamento venham preparadas para adorar o nosso Rei”, convida.

Está rolando na imprensa gospel…

Kleber Lucas na Marcha para Jesus 2012

Dia 07 de julho acontece em Aracaju a Marcha para Jesus 2012, um tradicional evento que acontece em todo o Brasil e está em sua 19ª edição contando sempre com todas as religiões e vários nomes da música gospel numa grande demonstração de fé e comunhão. Este ano o louvor ficará por conta de Kleber Lucas. Trios elétricos vão arrastar a multidão, e sairá às 15 horas do Mirante da 13 de Julho com destino ao estacionamento dos mercados municipais.

Dificuldades

Faltando poucos dias para acontecer, a Marcha tem passado por dificuldades e de acordo com o organizador do evento, Adelson de Souza, poucos foram os apoios financeiros. “Estamos com dificuldades, mas faremos dessa Marcha mais um sucesso como nos outros anos”, decretou.

Matéria da revista Veja sobre a música gospel revela crescimento do segmento e movimentação de R$ 1,5 bilhão anualmente

A revista Veja da semana passada publicou matéria sobre a música gospel e o crescimento alcançado pelo segmento no Brasil.

Na reportagem do jornalista Sérgio Martins, há uma comparação entre “as vozes potentes” e “exageradas”, segundo a matéria, que entoavam canções no final dos anos 1950, com a música “que extrapola o público fiel” e que tornou-se tema do Festival Promessas, produzido pela TV Globo.

A matéria fala sobre os diversos estilos que estão cobertos pelo “guarda-sol” da música gospel nacional, como rock, samba, soul, hip-hop e axé-music “louvadeira”.

Citando os principais expoentes da música nacional, a reportagem de Veja, menciona Aline Barros como “fundamental para dissipar o preconceito contra a música evangélica”, e menciona que a indústria fonográfica que produz esse tipo de música, sofre menos com pirataria.

Os números levantados pela revista impressionam pela grandeza. Em termos de movimentação financeira, o “mercado gospel” movimentou em 2010 a quantia de R$ 1,5 bilhão.

Em todo o Brasil, são 600 emissoras de rádio transmitindo música gospel, além de 128 gravadoras que produzem e distribuem o trabalho dos artistas do segmento.

A cantora Damares foi citada como exemplo de vendagens: 400 mil cópias do CD “Diamante” foram vendidas até hoje, o que rendeu à cantora uma comparação com artistas seculares do calibre de Roberto Carlos e Victor & Léo, segundo dados da Associação Brasileira de Produtores de Discos (ABPD).

A reportagem também revela que 66% do público que compra CDs e DVDs de música gospel é feminino, e que 56% do público que ouve música gospel como um todo, pertence à classe C.

Ex BBB Laisa Portela interpretará personagem evangélica em filme nacional

A ex BBB Laisa Portela interpretará uma personagem evangélica no filme “Círculo de Ouro”, que será rodado durante o mês de junho em Maringá, Paraná.

A gaúcha, que protagonizou um romance com outro participante do Big Brother Brasil durante a edição deste ano, frequentará cultos em uma Igreja Adventista para compreender o universo e comportamento de uma mulher religiosa.
Segundo a iniciante na carreira de atriz, ir à igreja faz parte do trabalho: “Vou frequentar cultos como parte do laboratório para a personagem. Estou muito empolgada com a oportunidade”.

A personagem a quem Laisa dará vida é uma moça evangélica chamada Marina, que fará par romântico com um personagem que é ex-drogado.

O convite para o papel foi feito pelo diretor Érico Alessandro, após testes realizados com Laisa: “Quando vi a participação de Laisa no ‘Zorra Total’, percebi que ela tinha jeito para coisa. Daí resolvemos convidá-la para um teste e ela surpreendeu. Laisa se encaixa direitinho na personagem principal do nosso filme. Interpreta bem, é carismática e tem talento”, afirma Alessandro.

TV Record define ator que viverá o papel de José em sua próxima minissérie bíblica

A TV Record está em pleno desenvolvimento da minissérie bíblica “José – De escravo a governador” e já definiu o ator que viverá o protagonista da história.

O escolhido pela produção foi o ator Ângelo Paes Leme, contratado da emissora e que estava sem atuar desde a novela “Ribeirão do Tempo”, de acordo com informações do jornalista Flávio Ricco.

A nova minissérie bíblica da Record tentará repetir o sucesso de “Rei Davi”, considerada uma superprodução, que contou com orçamento de R$ 25 milhões e teve 29 episódios.

“Rei Davi” foi elogiada pelo público e pela crítica especializada, por manter fidelidade ao texto bíblico e por contar a trajetória de Davi da adolescência à velhice.

A autora de “José – De escravo a governador”, Vivian Oliveira, será a mesma autora de “Rei Davi” e o diretor escolhido pela emissora do bispo Edir Macedo para comandar a minissérie foi Alexandre Avancini.
Famoso sambista da Portela se converte

O filho do conhecido sambista Monarco, Mauro Diniz se converteu ao evangelho e tem frequentado cultos na igreja Assembleia de Deus.

Monarco, que é o líder mais velho da Velha Guarda da Portela, escola de samba do Rio de Janeiro, tem acompanhado o filho nos cultos e afirma gostar dessas visitas à igreja evangélica: “Eu vou com Mauro na igreja dele. E acho bom. Lá dentro ninguém leva bala perdida”.

O patriarca da família Diniz até compôs um samba sobre a conversão: “Outro dia fiz uma primeira parte de um samba que começa assim ‘Evangelizei a minha vida / Ela era tão sofrida / Mas agora é feliz / Abri meu coração para o bondoso Deus / Era triste o sofrimento meus (sic) / Hoje vivo bem graças ao Senhor / Ao lado de um verdadeiro amor’”, rima Monarco.

Seu filho, Mauro Diniz, influenciou toda a família, incluindo mulher e filhos, e ressalta a mudança de comportamento: “Desde que nos convertemos em Cristo, estou tendo uma felicidade que nunca tive. Era o rei da boemia. Gostava de uma cachacinha e parei de beber”, revela Mauro, de acordo com informações do jornal Extra.
Minissérie “Rei Davi”, exibida pela Record, foi sucesso também fora do Brasil

O sucesso da minissérie “Rei Davi”, exibida pela Rede Record, ultrapassou a barreira nacional e se espalhou por ouros países, onde foi exibida pela pelo braço internacional da emissora.

Além do Brasil, “Rei Davi” foi exibido, no Japão, nos Estados Unidos e em vários países da Europa, como Portugal, pela Record Internacional. O sucesso internacional da trama foi constatado pelos atores João Vitti, que viveu Joabe (braço direito de Davi), e Paulo Figueiredo, que viveu Aitofel, que em viajem para Portugal descobriram que a minissérie também conquistou o público português.

De acordo com o R7, os atores falaram do assédio do público no país, em decorrência do sucesso da série: “Estive em Portugal e foi uma loucura o assédio do público comigo. A minissérie é um grande sucesso por lá também”, explicou Vitti. Já Figueiredo afirmou: “’Rei Davi’ tem um público imenso em Portugal, é sucesso mesmo. Em toda parte a gente é reconhecido e o nosso trabalho elogiado com sinceridade pelo público português. Nossa minissérie é vista com grande admiração pela qualidade técnica e artística”.

Fonte: Gospel+

gleicequeiroz@infonet.com.br

VEJA TODAS PUBLICAÇÕES DO BLOG

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários