Lama na televisão

0

O senador José Almeida Lima (PDT) enviou, sexta-feira, uma carta à direção de jornalismo da TV-Sergipe, afiliada da Rede Globo no Estado, solicitando espaço em um dos jornais da emissora, para falar sobre a nomeação de parentes no Governo. Pensava que não seria atendido e até marcou uma entrevista no programa do radialista Gilmar Carvalho, para falar sobre o assunto. Na segunda-feira, Almeida Lima surpreendeu-se com a confirmação do espaço solicitado, marcado para ontem, na segunda edição do telejornal, às 19 horas. Empolgou-se e debulhou um amontoado de parentes que sempre foi nomeado por governadores e prefeitos, sem que houvesse exploração pela mídia, nas dimensões que fizeram com ele, que confessou ter indicado apenas quatro parentes, para ser nomeado pelo governador João Alves Filho. Aproveitou o espaço para espalhar lama no televisor de cada residência que assistia ao jornal. Almeida Lima revelou que os ex-governadores Antônio Carlos Valadares e Albano Franco nomearam vários parentes, entre mulher, filhos, irmãos e primos. Não deixou escapar o governador João Alves Filho que, tanto neste mandato, quanto nos outros dois, também colocou parentes em pontos estratégicos do Governo. Acusou os ex-prefeitos Jackson Barreto, João Augusto Gama e o atual prefeito Marcelo Déda, de também fazer nomeação de familiares e parentes próximos. Denunciou que nenhum dos Limas que trabalha na Prefeitura de Aracaju foi indicado por ele, mas pelo primo, deputado federal Jackson Barreto Lima, que também tem familiares no Governo. Disse, ainda, que seu irmão, José Américo Lima, que atua em outro partido político, colocou parentes no Estado que também levam o sobrenome de Lima. Ontem à noite, depois da entrevista na televisão, Almeida Lima foi procurado por Plenário, para explicações. Disse que vai ampliar as denuncias hoje pela manhã, no programa de Gilmar Carvalho, e explicou porque resolveu atacar de forma ampla os setores políticos de Sergipe. Disse que enquanto as denuncias sobre empreguismo de familiares eram publicadas em notas e comentários de jornais, não levou em consideração: “tenho coro calejado”. Mas quando se tratou da TV-Sergipe, que tem alcance em todo o Estado, percebeu que a questão era política e partiu para o contra-ataque. Lembrou que quando foi prefeito de Aracaju, as mesmas pessoas denunciadas agora, estavam nomeadas para cargos importantes no município e ninguém falou absolutamente nada. Agora, quando “alguns amigos sinceros lembraram meu nome para disputar a Prefeitura, começaram a querer meter o pau, com o objetivo de me enfraquecer e, a partir daí, veio minha reação”, disse. Almeida Lima faz uma ameaça: “agora podem ter certeza, não provoquei. Pratiquei um ato comum e não nomeei ninguém, porque quem faz isso é o governador. Já que mexeram comigo de forma injusta, querendo manchar meu nome junto à opinião pública, os adversários que se segurem”. Acrescenta que “vem fogo de calibre muito grosso” e já vai começar a partir de hoje, em Aracaju e no Senado: “as falcatruas de quem me denunciou serão exposta e não colocarei para a sociedade nenhum fato que não tenha condições de provar. Anteciparam a discussão porque quiseram”. Pela forma como o senador está falando, ele praticamente coloca na rua uma candidatura que não havia anunciado e que não se sabe o interesse que o governador João Alves Filho terá nela. Mas, a imprensa que se prepare, porque Almeida terá respostas à altura dos seus adversários e voltará a atacar, o que abrirá a polêmica que incrementa o varejo político de Sergipe. A imprensa ficará farta de informações escandalosas, mesmo que já esteja empanturrada com o Caso Floro. Está na hora de alguém começar a expor o lado bom de Sergipe… DEPOIMENTO A delegada Meire Belfort vai depor, pela segunda vez, na Polícia Civil, sobre a fuga de Floro Calheiros da primeira delegacia, da qual ela era titular. Segundo o delegado Abelardo Inácio, o que a delegada disse na Polícia Federal tem apenas cunho informativo, porque a PF não tem competência para apurar fugas de presos. CONTRADIÇÃO Caso a delegada Meire Belfort não confirme o que declarou à Polícia Federal e relate uma nova história, será tomada outra providência. O delegado Abelardo Inácio vai requisitar, ao juiz competente, que determine uma perícia médica para a delegada, de incidente de insanidade mental, para analisar o seu comportamento. IUNES O coronel Iunes prestou depoimento terça-feira passada e revelou que foi à primeira delegacia e constatou que a delegada mandou os soldados saírem no dia da fuga. Abelardo Inácio vai ouvir a superintendente da Polícia Civil Teonice Alexandre e também vai solicitar do promotor Luiz Mendonça data, horário e local que deseja ser ouvido. PRISÃO O delegado Abelardo Inácio deixa bem claro – e já teria dito a ela – que se a delegada Meire Belfort tiver culpa na fuga de Floro, vai coloca-la na penitenciária. “Ninguém tenha dúvida disso”, destacou e acrescentou que a delegada, se participou da fuga, atingiu não apenas a Polícia, mas a sociedade. DISPOSIÇÃO Com toda essa disposição, absolutamente correta, é possível que o delegado não prenda apenas a delegada, mas todos os envolvidos na fuga do marginal. Inclusive quem ela denunciou no seu depoimento à Polícia Federal, já que está tudo sendo apurado de forma dura, como determinou o governador João Alves Filho. MOVIMENTO O deputado federal Jackson Barreto vai ao ministro da Justiça, Tomaz Bastos, para solicitar uma interferência do Ministério, na Segurança do Estado. Jackson diz que o quadro merece uma maior atenção de todos os segmentos da segurança e hoje fará um pronunciamento sobre o assunto na Câmara Federal. ELENO O deputado Heleno Silva (PL) fez discurso na Câmara, ontem, cobrando um posicionamento do governador João Alves Filho para acabar com a crise na Secretaria de Segurança. Heleno disse que até a fuga de Floro, o trabalho do secretário Luiz Mendonça foi bom, mas com os novos fatos é preciso apurar tudo e o Governo chamar para si a responsabilidade. MENDONÇA O deputado Mendonça Prado (PFL) também discursou na Câmara. Garantiu que os fatos estão sendo apurados e até uma delegada (Meire Belfort) depôs na Polícia Federal. Revelou que a Segurança em Sergipe não está em crise como o deputado Heleno pintou e deu como exemplo o fim do roubo do gado e das fugas nos presídios. Mendonça acha que os discursos são políticos e de oposição. CONTATO O deputado Mendonça Prado garantiu que não foi contatado para assumir a Secretaria da Pobreza, com o afastamento de Maria do Carmo para retornar ao Senado. Deixou claro que é um liderado disciplinado e obediente: “tudo que for bom para o grupo a que pertenço, eu faço”, concluiu. DEFESA Terça-feira, quando se realiza a segunda sessão plenária da Assembléia Legislativa, o deputado João da Graça terá que apresentar sua defesa à Comissão de Ética. A partir daí o relator dará o seu parecer e pode ir a plenário, para julgamento, ainda na primeira quinzena de agosto. PONTE O problema da ponte em Itaporanga D`Ajuda tem preocupado o secretário da Fazenda, Max Andrade, com relação à cobrança do ICMS. Max já fez uma previsão pouco otimista da arrecadação de agosto, exatamente pelo problema da ponte, que está retardando a entrada e o escoamento de produtos. PRECISAS O secretário Max Andrade considerou que as medidas do governador João Alves Filho foram precisas, para que Sergipe não quebre seu compromisso com o servidor. Max reconhece que o trabalho realizado pela Fazenda está surtindo efeito e admite que a arrecadação do ICMS superar o FPE é um “fato raríssimo”. CONVITE O ex-secretário da Segurança Luiz Mendonça, disse, ontem, que participou da reunião de secretários, terça-feira, atendendo a convite cordial do governador. No entendimento da maioria dos auxiliares, a participação de Luiz foi para mostrar que ele continua merecendo a confiança do Governo e deve retornar à função. Notas APOSENTADO Os trabalhadores aposentados têm possibilidade de mover ação judicial contra o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), requerendo a correção do benefício, decorrente das mudanças na metodologia dos cálculos e reajustes. A informação é da Central única dos Trabalhadores (Cut), em Sergipe. Segundo o presidente da Cut-Se, Antônio Carlos Góes, trata-se de uma ação que a Justiça tem julgado favorável aos aposentados: “os trabalhadores devem procurar seu sindicato, ou mesmo a Cut, para informações”, explica Góes. REVOLTA O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) não considera natural e correto que os hospitais e clínicas só façam a internação de pacientes, em determinadas situações, com uma “caução” significativa, para garantir o pagamento do atendimento. Na realidade isso chega a ser desumano. Gualberto acha que está na hora de se tomar uma providência em Sergipe sobre o assunto. Entende que a decisão em nível federal para coibir essa prática tem que ser fiscalizada, porque o ser humano não pode ser uma mercadoria. ANDANÇA O deputado estadual Luiz Garibaldi (PDT) está percorrendo os municípios de Arauá, Estância, Riachuelo, Itaporanga D`Ajuda e Própria. Garibalde trabalha para organizar o PDT e está satisfeito com o resultado, visto que o partido tem hoje diretores na maioria das cidades e em condições de eleger vários prefeitos. O senador José Almeida Lima (PDT) está anunciando uma grande festa para o dia 8 (sexta-feira), quando novos filiados vão assinar suas fichas. Entre eles está o vereador Antônio Samarone, que deixou o PT. É fogo O governador João Alves Filho viajou, ontem, a Brasília para participar de reunião e dar continuidade ao seu trabalho pela mudança da Reforma Tributária. O ex-governador Albano Franco está conversando sobre as filiações do PSDB na capital e interior, onde pretende disputar Prefeituras. Um deputado federal vinculado ao Governo considera que há excesso de Pastas no atual Governo é que é preciso fazer uma mudança nessa estrutura. A deputada Susana Azevedo continua trabalhando muito no fortalecimento do PPS em Aracaju. É a candidata do partido à Prefeitura. O deputado federal Jackson Barreto acha que a Sudene deve ter uma nova cara e trabalhar de forma que evite os transtornos de antigamente. Na próxima segunda-feira terão início as sessões plenárias da Assembléia Legislativa. Foi instalado novo som. Um forte empresário sergipano está montando jornal diário em Aracaju. As máquinas já teriam sido compradas. Pedro Firmino muito animado com a distribuição do sopão no Ceasa. Todos os dias, às 16 horas, dezenas de pessoas são servidas. O ex-deputado Jorge Araújo vai disputar uma vaga na Câmara Municipal, em 2004, e de deputado estadual em 2006. Continua a polêmica sobre a licença de 121 dias concedida ao deputado Valmir Monteiro, para tratamento de saúde. O Governo Federal começa a se preocupar com a ação exagerada dos sem terras em todo o território nacional. Os integrantes do Movimento dos Sem Terras estão invadindo de forma irresponsável, confiando que o Governo Lula não tomará providências. Os prefeitos do interior preparando a interdição da ponte sobre o rio São Francisco, para sexta-feira, 8 de agosto. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários