Legado de Déda foi destruído por seus “aliados.”Idade das trevas hoje

0

 

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Sêneca, um dos mais célebres advogados, escritores e intelectuais do Império Romano, que viveu no século IV antes de Cristo, cravou uma frase que lida hoje, parece bastante atual. Diz: “Não existe vento favorável para o marinheiro que não sabe aonde ir.” Esta sentença do sábio romano é a mais perfeita analogia ao desgoverno de Sergipe e à complexa realidade que se vive hoje, cujos problemas se assemelham às violentas tempestades que assustam e chegam a maltratar a tripulação. Se multiplicam e o rumo segue ao despenhadeiro sem um capitão que corrija o rumo e consiga retirar a nau da tormenta.

Mas nem sempre foi assim. A chegada de Marcelo Déda ao Governo não apenas rompeu com um ciclo politico longínquo monopolizado por João Alves e Albano Franco, mas inaugurou um novo tempo em que as políticas públicas foram colocadas na mesa e tratadas como plano de governo. Déda trouxe republicanismo nas relações de poder, tentando implantar uma cultura estadista e elevando no inconsciente coletivo dos sergipanos a sensação e a comprovação de que Sergipe vivia novos tempos. E viveu! A estrela de Déda brilhou e até hoje paira nos recantos de nosso estado.

Entretanto, lamentavelmente, o período pós-Déda parece um novo medievo. Um tempo de recessão e de destruição do que foi construído pelo petista. Todos os ganhos, índices e números que alcançados já se diluíram. E, hoje, o  que resta nos são as estatísticas registradas em estudos que, em termos comparativos, confirma a nova “idade das trevas” em que vivemos hoje.

Como é de conhecimento público, a obra de Déda foi destruída, esfacelada, vilipendiada e desrespeitada por seus sucessores. Vilipendiada, sim, pois os mesmos que o sucederam usam e abusam da memória e do legado de Marcelo Déda para delas se beneficiarem, tirarem proveito e dividendos eleitorais.

E não basta colocar a culpa por todas as mazelas que se observa em Sergipe atualmente nos problemas decorrentes da conjuntura política e econômica nacional e nas turbulências pelas quais tem passado o Brasil. Não mesmo! A incompetência é um fenômeno interno e de endoparasitismo. Por isto, como bem disse Sêneca, “Não existe vento favorável para o marinheiro que não sabe aonde ir”.

Não se trata de uma avaliação subjetiva nem opinativa. De jeito nenhum. Tudo é extraído da realidade, de relatórios e estudos comparativos entre a “Era Déda” e esses tempos de “Nova Idade Média Sergipana”.

Para começo basta observar a evolução da participação dos setores no PIB de Sergipe nos últimos anos do Governo Déda e a degeneração administrativa depois desse período. Estes dados estão presentes no próprio Plano de Desenvolvimento Regional do Estado de Sergipe publicado no ano passado. Portanto, se quiserem contestar, comecem por fazer uma autocrítica.

AGROPECUÁRIA/INDÚSTRIA

2014 5,2%
2014 24,6%
2013 5,7%
2013 25,6%
2012 5,1%
2012 30,5%
2011 5,2%
2011 29,7%
2010 6,4%
2010 29,0%

No entanto, é da lavra de Lúcia Falcón, que ocupou as secretarias de Planejamento de Sergipe (2007-2010) e de Desenvolvimento Urbano do Estado de Sergipe (2012-2013), além de participar do Governo Federal na condição de Secretária de Planejamento e Investimentos Estratégicos do Ministério do Planejamento (2011) que vem todas as informações que confirmam o declínio de Sergipe nos últimos anos.

Através de um bem elaborado estudo, Lúcia Falcón traça um panorama entre 2000 e 2010, período que classifica como “a década da inclusão” e cujas “políticas sociais é uma decisão de governo, ao destinar parcelas crescentes do orçamento público a ações voltadas para a promoção social”

A seguir alguns dados retirados, “ipsis litteris”, da obra de Falcón. Diz um trecho:

Mortalidade Infantil

“A mortalidade infantil sofreu uma queda de 57,2% na última década, estando muito próxima de atingir, antecipadamente, a meta dos Objetivos Do Milênio (ODM) até 2015. (…) Em Sergipe, os números mostram progressos significativos na escolaridade de crianças, jovens e adultos. O trabalho infantil foi fortemente reduzido em todas as faixas etárias e nossas crianças frequentam cada vez mais a escola. A repetência caiu, juntamente com o abandono escolar e a distorção idade-série. Houve um salto no número de anos de estudo dos sergipanos, bem como uma significativa redução na taxa de analfabetismo.”

Crescimento econômico

No contexto econômico, a ex-secretária revelou alguns pontos alvissareiros para aquele período:

“A forte taxa de crescimento econômico experimentada em Sergipe na última década foi evidenciada pelo aumento exponencial do comércio exterior, diversificação da economia agropecuária e expansão do parque industrial. O crescimento acumulado do Produto Interno Bruto (PIB) foi 44,4% entre 2002 e 2010. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) mostram que, em Sergipe, a renda dos 20% mais pobres cresceu em ritmo quatro vezes maior que a dos mais ricos. A taxa de extrema pobreza caiu para 6,2%, a menor do Nordeste; alcançou níveis inéditos de criação de empregos, formalização do mercado de trabalho, aumento de salários e crescimento do empreendedorismo. O emprego formal na economia sergipana cresceu, entre 2007e 2012 e segundo dados do MTE-Caged, 53%, frente aos 46% de crescimento do Nordeste e 39% do Brasil”.

Qualidade de Vida

No tocante à qualidade de vida dos sergipanos, a leitura de Falcón também é revelador. “Entre 2001 e 2009, a participação da classe C na população sergipana passou de 23,4% para 38,4% do total da população, tornando-se o estrato de renda com maior contingente populacional. Em termos absolutos, o número de pessoas pertencentes a esse segmento saltou de 431 mil para 788 mil, um incremento de 83%. Ou seja, mais 357 mil pessoas passaram a fazer parte da classe C, o maior incremento entre os segmentos considerados, tanto em termos relativos, quanto em termos absolutos. O estrato referente às classes A e B que, em 2001, contava com 75 mil pessoas registrou, em 2009, 132 mil pessoas, 56 mil a mais, enquanto a classe D foi ampliada em 54 mil pessoas.”

Extrema pobreza

Outra estatística a ser avaliada é a que trata das pessoas que viviam na extrema pobreza naquele período. “Estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece) revelou que a proporção de pessoas na extrema pobreza (aquelas cujo rendimento domiciliar mensal não ultrapassa R$ 70,00 per capita), em Sergipe, caiu de 9,89% para 5,5%, no período entre 2006 e 2011. A pesquisa mostra ainda que a quantidade de indivíduos nessa condição foi reduzida de 195.563 para 113.766. O que significa uma diminuição de 41,8%. São 81.797 sergipanos que deixaram a pobreza extrema em cinco anos.”

Com tantos números percentuais comparativos é melhor parar por aqui para não cansar o leitor. Mas o blog recomenda o estudo por inteiro da obra que possui apenas 500 exemplares e foi publicada pela Gráfica Santuário para a Fundação Perseu Abramo.

Aliás, o blog parabeniza à Lúcia Falcón pela contribuição teórica e prática para a posteridade dos sergipanos.

Aos desocupados dos arejados ambiantes palacianos, seria uma pedida? e terapia ocupacional e assim evitaria a “fococacracia” reinante nos palácios. Como diria a sabedoria popular. “o povo era feliz e não sabia.”

 

De olho nas pesquisas eleitorais E em Sergipe, tanto o Ministério Público Federal como a Polícia Federal estão de olho nas quantidades de pesquisas registradas e nos institutos que só aparecem neste período. A informação é que pelo menos dois estão sendo investigados por suspeita de manipulação de dados para ludibriar a população. Como é crime eleitoral e os dois órgãos estão vigilantes no combate, todo cuidado é pouco.

A maré de azar de Belivaldo continua: agora ele é chamado de machista e contra o potencial das mulheres A coligação comandada por Eduardo Amorim ganhou na Justiça Eleitoral um direito de resposta contra a coligação de Belivaldo Chagas por “mentir” ao anunciar que a nomeação da esposa de Amorim, Vilma, como desembargadora do TRT,  foi fruto de um acordo com Temer, quando na verdade ela foi escolhida pelos colegas e é funcionária de carreira. No vídeo, Belivaldo é acusado de desrespeitar a história de uma mulher e mãe de família de forma machista e apelativa. O Vídeo.

Solidariedade à cidadã Vilma Amorim Não será a primeira vez que o blog é solidário à cidadã Vilma Amorim, que em maio foi nomeada desembargadora do trabalho após ser a mais votada numa lista tríplice pelos colegas do Ministério Público do Trabalho, para ser desembargadora. A Justiça Eleitoral concedeu nos últimos dias direito de resposta ao marido dela, Eduardo Amorim, por mentiras veiculadas no programa de Belivaldo Chagas. Vilma é uma cidadã, uma funcionária de carreira concursada, competente e mãe. Lamentável! Ainda bem que faltam apenas quatro meses para acabar o pior governo da história de Sergipe Jackson/Belivaldo/Jackson.

Não basta ser comissionado tem que ir aos atos e para os semáforos E a Justiça Eleitoral continua recebendo denúncias de comissionados do governo do Estado e da Prefeitura de Aracaju que estão sendo obrigados a irem entregar panfletos e segurar bandeiras nos semáforos no fim da tarde, quase que diariamente. Tem secretário que, desesperado, chega a gritar com os comissionados: “vocês têm que bater no vidro dos carros e entregar adesivos, não é só para segurar bandeiras.” Bastante democrático.

Na PMA três secretários comandam cada grupo de comissionados Na Prefeitura de Aracaju tem uma agenda semanal com os grupos comandados cada um por três secretários que são responsáveis pelos seus comissionados e as listas de presença. Inclusive sai na agenda o local e horário. Por exemplo, neste domingo, 09, ocuparão os semáfaros ao lado do restaurante Miguel nos dois sentidos. No desfile de 7 de setembro o ponto de encontro foi em frente a Diagnose esquina com a Rua Urquiza Leal. Lá assinaram as listas de presença e foram panfletar no desfile. Tudo gravado e com provas para a Procuradoria.

Em 2006 foi melancia, agora é o pêssego Entre os comissionados do governo estadual e da PMA a revolta é geral. Alguns lembram de 2006, quando João Alves, dito como autoritário fez a mesma coisa obrigando eles a irem para os semáforos. Viraram melancias; verde por fora a cor de João Alves, mas vermelho por dentro, a cor de Déda. Agora é o contrário: são obrigados a usar o vermelho, mas por dentro são pêssegos, a casca é vermelha, mas dentro é amarela, a cor de Valadares Filho. Nada como uma eleição após a outra.

Sarapatel de coruja nos candidatos apoiados pelo ex-prefeito de Frei Paulo, Zé Arinaldo A política é mesmo a arte do satanás. Quem desejar entender o que é política fica doído. Em Frei Paulo, o ex-prefeito José Arinaldo Filho, fez um grande ato para anunciar seus candidatos. Tem candidatos das três principais coligações. Ou seja, quem ganhar ele terá um espaço no governo. Para governador Eduardo Amorim, para as duas vagas ao Senado, Rogério Carvalho e Valadares. Para deputado federal Laércio Oliveira e para estadual Talysson de Valmir de Francisquinho. Este sim, pode dormir tranquilo e não se preocupar com o resultado eleitoral.

Como se não bastasse o descaso com a seca, total descaso do governo estadual e da Prefeitura de Lagarto com a Expolagarto Acaba neste domingo, 09, a Expolagarto 2018 (Parque de exposições Nicolau Almeida). Lamentavelmente foi a pior dos últimos tempos, com baias de ovinos e caprinos praticamente vazias. Os produtores lamentam que a Expolagarto, que já foi a maior e a melhor exposição de ovinos Santa Inês e do bovino Indubrasil do estado, atraindo criadores de vários estados do Brasil, foi abandonada pelo poder público.

Decadência Há sete anos que as exposições são realizadas pelas prefeituras e/ou produtores. É mais um retrato do pior governo de Sergipe que, ao lado da Prefeitura de Lagarto, não liga para a agropecuária, não tem planejamento e o produtor fica apático esperando alguma ação do governo. Ou seja, um círculo vicioso. Essa exposição é de responsabilidade da prefeitura de Lagarto. O governo do estado há seis anos que não participa da organização das exposições, desde a posse de Jackson no governo. Até a exposição de Aracaju, que já foi atração para todos os aracajuanos, que, também, há seis anos  não é mais realizada.

Campo do Brito O ex-prefeito de Campo do Brito, Léo Rocha, do PSB, se arrepende de ter aderido a campanha de Belivaldo Chagas e deve anunciar, neste domingo, 09, o apio a Valadares Filho.

Eduardo Amorim no almoço da Somese A Sociedade Médica de Sergipe recebeu na quinta-feira, 6, o candidato ao Governo do Estado, Eduardo Amorim (PSDB). Como médico, Eduardo Amorim fez uma exposição que foi aplaudida pelos colegas. Eduardo Amorim falou das propostas para todas as áreas e em determinado momento chegou a se emocionar no fim da exposição em querer ajudar a população de Sergipe a sair do atual estado de letargia.

Espaço democrático O candidato ao Governo do Estado, Eduardo Amorim, avalia o debate na Somese como um espaço para a democracia e oportunidade de apresentar seu programa de governo. “Trouxe meu plano de governo para a classe médica e afirmo que ele é aberto e está pronto para receber ideias e sugestões dos colegas médicos e de todos os profissionais da saúde”, comenta Amorim.

Nota de Esclarecimento Prefeitura de Socorro A Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro informa que é totalmente descabida e inverídica a notícia de que a gestão iniciou e finalizou o processo de inscrição e seleção dos beneficiários para as 1000 casas que serão construídas no município, através do Programa habitacional do Governo Federal.

Nota de Esclarecimento Prefeitura de Socorro II A Prefeitura, por meio das Secretarias de Assistência Social e do Planejamento, está em processo de definição do cronograma e, finalizada esta etapa, uma ampla divulgação será feita na imprensa sobre o período e os critérios para inscrições, bem como sobre o processo de seleção das 1000 famílias atendidas. Informamos ainda que esse processo está sendo realizado seguindo todos os tramites legais e que a gestão municipal preza por transparência e legalidade dos seus atos.

Nota de Esclarecimento Prefeitura de Socorro III Sobre a Publicidade do processo, esclarecemos que em primeiro momento já houve a divulgação do projeto que será executado, assim como definição dos critérios estabelecidos pelo Ministério das Cidades e o Conselho Municipal de Habitação. Por fim, reforçamos que as inscrições e seleção dos beneficiários, será amplamente divulgada.                                                                                                                  

30 anos do Clube de Karatê União O Clube de Karatê União comemora neste domingo, 09, 30 anos de fundação. Para comemorar a data estará realizando neste sábado, 08, na Praça do Bairro 18 do Forte, a partir das 15h, a Copa União com a participação de diversos atletas.

História Fundado pelo professor Edson de Souza e atualmente tendo à frente o professor e atleta Yoakan Jócelis o clube tem uma vasta história e representação no karatê sergipano, com vitórias em campeonatos brasileiros e sendo reconhecido até internacionalmente. Nestes 30 anos já passaram pelo clube cerca de 4 mil atletas e praticantes, num esporte que também ajuda na educação.

Campeões Alguns dos campeões ao longo destas três décadas: Luiz Jardelino, Fabrício Mendonça, Jamisson Reis, Alex Bezerra, Luiz, Yonara Yasmim, Thiago Loeser, Davi França, Gladson, Eduardo, Camila Bispo, Beatriz, Gilmara e Adriana. “Um clube onde os atletas viram cidadãos honrados e seguem suas profissões de uma forma diferente, tratando e respeitando o ser humano como merece,” explicou Yoacan Jócelis.

Encontro de Apoio à Vida Você é do tipo de pessoa que ao sentar pra comer escolhe bem os alimentos que põe no prato? Come devagar saboreando cada alimento ou com pressa? Fica olhando o celular entre uma garfada e outra? Você já parou pra pensar nisso? Na sua relação com a comida? Pois é, muita gente faz tudo automaticamente e isso pode refletir muito na saúde. Esse foi o tema escolhido para mais um Encontro de Apoio à Vida promovido pela clínica Onco Hematos que também homenageou o dia do psicólogo, comemorado no dia 27, e do nutricionista, dia 31 de agosto, a junção das datas e a escolha do tema tem tudo a ver com as profissões. Segundo a nutricionista Miriam Duarte, o enfoque da reunião é abordar o outro lado da nutrição juntamente com a psicologia. “Vamos falar da forma fisiológica e emocional que está muito relacionada ao tratamento”. O Encontro de Apoio à Vida contou com a participação de pacientes da oncologia e reumatologia, familiares, além da equipe de enfermagem da clínica e colaboradores.

Comportamento Alimentar A psicóloga Viviana Aragão, ressaltou que a ideia é discutir o comportamento alimentar. Ela explicou que a construção do comportamento alimentar inicia no momento em que a mãe acalenta seu filho na hora da amamentação, podemos dizer que daí surge a relação afeto e alimento e que haverá a construção do comportamento alimentar no decorrer das fases da vida (infância, adolescência e adiante). “Hoje o intuito é trabalhar o comportamento alimentar, tornando-os conscientes da necessidade de entender o que há no ato da alimentação, buscaremos com as atividades o equilíbrio e a possibilidade de recomeçar diante da melhor relação possível com o alimento”, explicou.

Pacientes Para Angélica Felizola, acompanhante de paciente, que recebeu um convite da reumatologia e participou pela primeira vez do Encontro de apoio à vida, o tema abordado foi muito válido, chamando a atenção para o valor do alimento. Ela relatou que começou uma dieta recentemente e disse que sua relação com o alimento mudou. “Minha mente mudou em relação ao alimento, eu não como mais com pressa, coloco no meu prato alimentos combinados. A grande questão não é só comer, é saber comer com qualidade e consciência”, contou. Já a paciente Adriana Almeida, elogiou a iniciativa da discussão sobre alimentação e, ao contrário de Angélica, ela precisa mudar alguns hábitos na hora da refeição. “Eu sou muito ansiosa, como muito rápido e às vezes em pé, mexo no celular. E essa palestra nos ajudou a perceber como é errado o nosso comportamento na hora das refeições”, afirmou Adriana.                                  

“O Beijo no Asfalto – o Musical.” Neste sábado, no Teatro Atheneu “O Beijo no Asfalto – o Musical.” Neste sábado, às 11h, no Teatro Atheneu, palestra “Nelson Rodrigues e o teatro musical brasileiro”, apresentada por Claudio Lins, onde ele fala sobre o processo de composição das músicas originais do espetáculo, demonstrando como o momento é perfeito para esse encontro de duas grandes forças do nosso teatro. A palestra, que tem duração de 50 minutos, mostra ainda algumas das músicas que fazem parte da história dos musicais brasileiros, como “A volta do malandro”, “No tabuleiro da baiana”, “Sassaricando”, além de canções originais de “O BEIJO NO ASFALTO – O MUSICAL.”

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

CRC e CRMV são os únicos conselhos em Sergipe que não concederam reajuste aos servidores O Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe (CRC/SE) e o Conselho Regional de Medicina Veterinária de Sergipe (CRMV/SE), são os únicos Conselhos Regionais em Sergipe que não concederam reajustes aos seus servidores. Sequer o mísero índice 2,07% do INPC foi concedido. Toda matéria.

Vereador Soneca não presta solidariedade aos músicos Pelo zap, M. A.:“Caro Cláudio, por que o vereador e Palhaço Soneca, que se diz representante dos artistas, não aparece para mostrar solidariedade a eles? Ao invés de ficar comprando carroceiros (vi com meus próprios olhos ele dar R$ 200,00 ao representante dos carroceiros e ainda falando no microfone isso), não vai lá pagar as contas dos músicos que levaram calote do prefeito que ele apoia?”

Heleno e um novo escândalo De um advogado renomado: ”O escândalo que estourou na última quarta-feira envolvendo um cartão de abastecimento do ITPS, tem característica de descontrole administrativo, ou até mesmo de uso da máquina pública em campanha eleitoral. Mas esse escândalo pode acabar revelando uma trama política que estava encoberta nos bastidores da política. O episódio noticiado indicou que o motorista que trabalhava para o candidato ao senado ex-pastor Heleno Silva, estava abastecendo o veículo Corolla de uso particular com um cartão (Valecar) de responsabilidade do ITPS e cadastrado como sendo de um Fiesta que serve ao órgão. A notícia surpreendeu a muitos, pq Heleno havia rompido com o governo, passando a votar nos candidatos da coligação PRB/PSC/PSDB, o que não permitiria que ele estivesse recebendo qualquer apoio do governo.Corria boato de que após sofrer perseguição do seu companheiro de chapa que tentou afastar o seu suplente, Heleno como forma de dar um troco, voltou a conversar com o governador, mas ninguém imaginava que ele estaria traindo Eduardo Amorim, até pq os dois são vistos abraçados em alguns eventos de campanha. Da mesma forma, a notícia também surpreendeu aos petistas, que não imaginavam da existência de um acordo entre Heleno e Belivaldo, o que certamente rifaria Rogério Carvalho. Ao tomar conhecimento da notícia Heleno informou que iria procurar a SSP para pedir pressa na apuração, que desconhece o motorista e que tudo não passou de uma armação. Resta saber como a SSP apressará essa investigação, se já existe outro escândalo envolvendo combustíveis e Governo de Sergipe. O primeiro ocorreu no dia há algum tempo e até a presente data, a sociedade não foi informada sobre o resultado da investigação.”                                

Empresa sergipana de equipamentos militares ganha mercado internacional no Oriente Médio O Grupo Domilitar Equipamentos táticos que é composto por mais três marcas, vem ganhando o cenário militar internacional e levando o nome de Sergipe para o outro lado do mundo, com a venda de produtos militares para policiais da Polícia de Israel. Os coletes táticos com suporte para colocação de placa de cerâmica vem ganhando espaço entre as forças especiais eapalhadas pelo mundo e a Domilitar desenvolveu novas tecnologias em tecidos e fabricação.

PELO E-MAIL E FACEBOOK

Riachão do Dantas em situação de caos

A cidade de Riachão do Dantas está vivenciando um caos desde que a prefeita Gerana Costa entregou o cargo na última quarta-feira, 05, por ordem judicial deferida pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), logo que o presidente da Câmara de Vereadores Pedro da Lagoa assumiu o mandato começaram os atos de vandalismo ocasionados por parte dos aliados do prefeito interino.

Boa parte desses episódios como o que ocorreu hoje no Hospital e Maternidade Dona Caçula está sendo realizado por uma população revoltada pela forma como a cidade se encontra, em estado de total abandono.

Na tarde desta sexta-feira, 07, por volta das 14 horas um cidadão não identificado que se envolveu em um acidente no Povoado Campestre foi em busca de atendimento médico no Hospital e Maternidade Dona Caçula, que durante o mandato de Dona Gerana Costa foi referência em bom atendimento. Chegando ao local o rapaz foi informado de que não havia médicos de plantão e que o mesmo deveria buscar atendimento no Hospital de Lagarto. O mesmo se revoltou e com ajuda de dois parceiros quebraram duas portas de vidro e agrediram um dos funcionários que estavam no local.

O Hospital e Maternidade Dona Caçula durante um ano e quase oito meses de gestão nunca ficou sem realizar atendimento, sendo inclusive elogiado por outros municípios pois realizava cerca de 3 mil atendimentos por mês e agora se encontra sem médicos para atender a população.

E as incertezas não param por aí, antes de deixar o mandato Gerana Costa deixou uma lista na Secretaria Municipal de Saúde com o nome de todos os pacientes que precisam realizar tratamento oncológico e de pacientes entre outros em outras cidades como Aracaju e Lagarto, este tratamento deveria começar já nesta segunda-feira, 10, mas até o momento os pacientes não foram informados se haverá transporte cedido pela prefeitura como era feito anteriormente.

ARTIGO 

Talvez, seja a ponta do “Iceberg”  por Clarkson Moura

Conquanto eu me reconheça cartesiano e refratário a qualquer tipo de violência, acerca do lamentável e inadmissível episódio em que Jair Bolsonaro, criatura humana e politicamente controversa, instável e temperamental, fora vítima, acorreu-me à memória um anônimo clichê bastante repisado por minha saudosa Mãe: “Quem, com muitas pedras, mexe terá a cabeça certamente atingida por uma delas.”

Por ironia do destino — quem sabe? — esse exemplar de sargentão incendiário, sanguinário, truculento, belicoso, arrogante, prepotente, racista, preconceituoso, despótico e aterrorizante, de tanto provocar seus iguais (ignorantes), acabou por ser esfaqueado pelos mesmos.

Imagine-se o que lhe pode acontecer, doravante, a esse protagonista confesso da violência institucionalizada, se ele continuar a desafiar a bandidagem com seu tonitruante e ameaçador bordão de campanha eleitoral: “BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO!”

A propósito, é de perguntar: “Não teria o estabanado, espalhafatoso, fanfarrão e vingativo militar arremedo de candidato ao mais alto posto de comando do País, adotado e colocado em prática uma desastrosa e contraproducente tática suicida, qual a famigerada esquadrilha de pilotos ‘camicases’, da antiga Força Aérea japonesa, durante a 2ª grande Guerra Mundial?”

Ora, como não poderia ser diferente, o ousado “pregador da violência pela violência” nos deixa cada vez mais provável e aceitável marchar ele, a passos largos, para o seu previsível e inevitável “gólgota: fuzilamento letal pelas suas favoritas e potenciais vítimas: as poderosas facções nacionais do crime organizado, cujas células descentralizadas estão disseminadas pela Federação.

Dito isso, em se concretizando o mencionado e factível vaticínio, não se nos venha com desculpas esfarrapadas do tipo: é obra encomendada de seus adversários políticos, é uma fatalidade.

Retirem a máscara, apressados expertos, ocasionais especuladores das tragédias anunciadas e exploradores da ingenuidade alheia!

Depois, não ousem negar que lhes tenha soado o prévio alarme contra o perigo efetivo e ostensivo de uma ocorrência mais grave.

Sem sadismo, rancor, fanatismo, parcialidade ou coisa que os valha, houve-se por bem trazer o candente e ressonante caso à oportuna e compartilhada reflexão dos ocasionais interlocutores.

Por fim, espera-se que o fato pressagioso sirva de exemplo não apenas ao arrogante, estúpido, belicoso e valentão candidato da corrida armamentista da já violenta, justiceira e mal-educada Sociedade brasileira, mas também a todos que tenham conduta humana, política e social, idêntica ao do polêmico presidenciável recém-ferido.

PELO TWITTER

www.twitter.com/yuridarlon Quem prega a violência, paga com violência.Diga não a toda forma de violência!

www.twitter.com/depChicoAlencar Nem tiro em ônibus, nem ameaça com armas, nem facada: como dizia Gandhi, “na linha do olho por olho em pouco tempo estaremos todos cegos!”. A força do argumento tem que ser sempre maior que o argumento da força.

www.twitter.com/lucasapaulino É óbvio que a facada no Bolsonaro deve ser repudiada por qualquer pessoa decente. O que rejeitamos é justamente essa demagogia que aposta na violência como solução para tudo. Violência política é fascismo. O idiota que fez isso tem que ser punido conforme Estado de Direito!

www.twitter.com/msantoro1978 Brasil prossegue seu mergulho na barbárie. Tivemos tiros e facadas na campanha. Já passou da hora dos presidenciáveis brasileiros fazerem uma declaração conjunta condenando violência contra adversários e, naturalmente, pararem eles mesmos de incitá-la.

www.twitter.com/PastorHeleno10 FALSA DENUNCIA: eu já sei de onde partiu a acusação infundada contra mim com o objetivo, puramente político. A pessoa não usou o cartão e tem comprovante do pagamento do abastecimento que fez. Fizeram uma armação na tentativa de prejudicar a minha candidatura.

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia
“Se as coisas são inatingíveis… ora!
Não é motivo para não querê-las…
Que tristes os caminhos… se não fora
A presença distante das estrelas!” Mario Quintana.

Comentários