Lembranças dos comícios de final de campanha

0

Faltando apenas cinco dias para o reencontro dos eleitores com as urnas, para definir quem vai, afinal, dirigir os destinos da cidade de Aracaju pelos próximos quatro anos, estamos, portanto, na reta final das eleições de 2016. Em outras épocas, era a semana que se preparavam os grandes comícios de encerramento de campanhas. Aqui em Aracaju, qualquer que fosse o partido, este comício-monstro e decisivo se realizava na praça Fausto Cardoso, em frente ao Palácio do Governo, razão pela qual o morador eventual do Olímpio Campos retirava-se para o Palácio da Atalaia, para evitar incômodos. Hoje, já não se fazem mais comícios, quando muito, encontros que atraem muitos correligionários nos salões do Iate Clube de Aracaju. O escriba não esquece o comício da campanha a Presidente do Sr. Jânio Quadros, na Fausto Cardoso, que certamente nunca viu uma multidão igual, antes ou depois. O comício começou às 7 da noite e demorou até por volta das dez horas. sem que ninguém se retirasse antes de ouvir o discurso do “pinguço” que chegou a Presidente. O escriba e mais alguns colegas nos postamos frente ao palco principal mas, na hora em que se anunciou a palavra do Sr. Jânio Quadros, houve um empurra-empurra gigantesco. Quase que terminava preso junto ao palco. Isso não ocorreu, mas ao fim do empurra-empurra tinha perdido um par dos sapatos que calçava. Voltei para casa preparando a desculpa que diria minha mãe. E terminou que eu não vi nem ouvi o discurso de Jânio.

Comícios serviam de termômetro

Nos anos 60 praticamente não havia pesquisa para se saber antecipadamente quem iria ganhar a corrida eleitoral. Tinha-se que adivinhar pelo movimento nas ruas e até pela presença nos comícios. Hoje não há mais comício, em compensação o que há de debates e entrevistas com os prefeituráveis não está no gibi. Não importa que nenhum dos dois tenha mais alguma coisa a dizer. Como Edvaldo Nogueira e Valadares Filho não são conhecidos pelas suas oratórias. O resultados disso é que  participação deles em programas da espécie, torna-se rotineiro e pouco palatável.

À noite, o resultado final

A eleição é no domingo, durante todo dia, isto é, das 8 da manhã as 17h. Duas horas depois, ou em menos tempo que esse, já se sabe quem é o vencedor da refrega eleitoral. É possível acompanhar a apuração pelo PORTAL INFONET.

Situação de empate técnico

Cada um dos dois candidatos têm apenas cinco dias para dar a volta por cima e sair vencedor das eleições. Os dois candidatos estão na condição de empate técnico. Pelo Ibope só um ponto separa os dois, pelo Única, apenas 3 pontos de diferenças para o candidato Valadares Filho. Vamos ver o que vai acontecer nos últimos momentos. Ainda há debates e muitas entrevistas para quebrar a indecisão do eleitor. É ver para crer.0

O debate na TV Atalaia

Nesta inesgotável temporada de debates, a TV Atalaia ofereceu, na noite de domingo, um debate entre os dois candidatos a Prefeito  de Aracaju, Valadares Filho e Edvaldo Nogueira, mediado pelo jornalista Gilvando Fontes. Enquanto o candidato Edvaldo Nogueira preocupava-se em difundir o pretenso apoio do Prefeito João Alves Filho ao candidato do PSB, este, Valadares Filho passva o tempo todo a taxar o adversário de mentiroso. Propostas de governo passaram ao largo, bem distante do debate. Ainda bem que foi o último debate – isto sem levar em conta que a TV Sergipe deve promover um debate para o segundo turno até quinta-feira.

      … e para encerrar…

Festival – O Festival de Arte do município de Tobias Barreto foi praticamente interrompido no sábado, devido à morte da Secretaria Municipal de Saúde, na manhã de sábado. No domingo, porém, excepcionalmente, ocorreu a apresentação do grupo teatral Imbuaça.

      ***

Fora do ar – o Governo do Estado emitiu nota oficial para informar  que os sites governamentais ficram indisponíveis, devido a um problema cusado após um ataque externo que alteraram as configurações de resoluções no domínio se.gov.br,  no Registro.BR, que gerencia e controla todos os domínios (endereços eletrônicos) do país.

Comentários