Licitação não sai

0

O prefeito João Alves Filho (DEM) tem afirmado que em três ou quatro meses acontecerá a licitação do transporte coletivo da Grande Aracaju. Para quem vive sendo transportado como sardinhas em latas, é difícil acreditar em tal promessa. É que, se deflagrado mesmo em novembro, o processo licitatório será realizado no início de 2014, ano eleitoral e quando os interesses políticos se confundem ainda mais com as conveniências do poder econômico. Contrários à licitação, os empresários do setor moverão paus e pedras para impedir a concorrência, pois temem perder espaços para empresas de outros estados. Ademais, a classe política, da qual faz parte João Alves Filho, não vai querer começar uma briga com os poderosos donos das concessionárias justamente num ano de eleições. Aliás, o aracajuano já viu esse filme: em janeiro do ano passado – também um ano eleitoral –, Edvaldo Nogueira (PC do B) anunciou a licitação do transporte. As empresas foram à Justiça e barraram a pretensão do comunista. E por que com João será diferente?

Censo

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) começa hoje o Censo Nacional do Poder Judiciário para definir o perfil dos magistrados e de servidores. É a primeira vez que um censo é feito no Judiciário. Um questionário que estará no site do CNJ deverá ser respondido pelos servidores, que deverão fornecer dados pessoais e funcionais. O censo terá importância para a formulação de políticas de recursos humanos e públicas do Judiciário.

Indenizados

A cantora Rita Lee pagou cerca de R$ 20 mil a três policiais sergipanos como resultado de um processo que os militares abriram contra ela por danos morais. É o que informa o jornal O Globo. Em janeiro de 2012, a roqueira interrompeu um show na Barra dos Coqueiros para protestar contra os PMs que estavam revistando o público em busca de drogas. Conforme O Globo, o pagamento foi feito de forma espontânea e cada um dos três policiais recebeu R$ 6.519.

Disputa petista

E quem está em Aracaju é o diretor Corporativo e de Serviços da Petrobras, Zé Eduardo Dutra (PT). Veio para participar amanhã da solenidade de tombamento do Poço Carmópolis – 1 e das comemorações pelos 50 anos da descoberta de petróleo em Sergipe. Dutra aproveita para tentar uma unidade no campo majoritário do PT, dividido entre os deputados federais Rogério Carvalho e Márcio Macedo, candidatos a presidente do partido em Sergipe. Há quem garanta que a missão de Dutra é impossível.

Igualdade

A ministra da Igualdade Racial, Luiza de Barros, vem a Aracaju na próxima quarta-feira participar da 3ª Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial, promovida pela Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e da Cidadania. O evento vai acontecer na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e terá como tema ‘Democracia e Desenvolvimento: Por um Sergipe Afirmativo’.

Tá fora

O senador Antônio Carlos Valadares (PSB) está fora da disputa pelo governo de Sergipe em 2014. Quem garante é o próprio filho dele, o deputado federal Valadares Filho (PSB): “Não há nenhum fundamento nessa boataria. O PSB apoiará a candidatura de Jackson Barreto (PMDB) e vai estar na campanha dele para o governo estadual”. Valadares Filho também garante que não há nada definido para ele ser candidato a vice na chapa de Jackson.

Pensando neles

Em oito meses de mandato, os vereadores de Aracaju ainda não fizeram nada em favor do eleitorado. Estão, na verdade, pensando no próprio conforto. Prova disso é o projeto para a construção de uma nova e moderna sede para a Câmara Municipal. Para tanto, a Prefeitura já garantiu o terreno de 10 mil metros quadrados e localizado no caro bairro Coroa do Meio. Enquanto isso, o povo, ó!

Manifestação

A União Geral dos Trabalhadores (UGT) realiza daqui a pouco em Aracaju um ato público em defesa da redução da jornada de trabalho de 44 para 40 horas semanais. Será no calçadão da rua João Pessoa, em frente à Caixa Econômica Federal. A UGT também vai protestar contra o projeto de lei que terceiriza as atividades-fim das empresas.

Desagregador

O vereador aracajuano Robson Viana (PMDB) tem conseguido desagradar os aliados petistas e peemedebistas. Ao afirmar que tem gente no PT querendo ver a desgraça do governador Jackson Barreto (PMDB), Viana irrita os petistas e deixa Jackson em situação difícil. Há quem afirme, inclusive, que o vereador está fazendo o jogo do prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), que sonha com o rompimento político entre o PT e o PMDB para facilitar sua caminhada ao governo estadual. Será?

Do baú político

A eleição para o governo de Sergipe em 1994 foi a mais disputada após o golpe militar de 1964. Aparecendo sempre como o preferido, Albano Franco (PSDB) fazia uma campanha festiva, enquanto Jackson Barreto (PMDB) corria o estado de ponta a ponta divulgando suas propostas. Faltando uma semana para a eleição, uma pesquisa do Ibope mostrava que Albano seria vitorioso com mais de 100 mil votos à frente do adversário. Acreditando nos índices da consulta popular, a revista Manchete enviou uma equipe para entrevistar o provável eleito. Albano chegou a posar para fotos, sentado na mesa de reunião do Palácio do Governo. Abertas as urnas, Jackson venceu o pleito, porém os 24 mil votos dados ao candidato José Araújo (PV) provocaram o 2º turno. Após ser consultado por ambos os lados, o postulante verde aderiu à campanha de Albano, que terminou vencendo com cerca de 24 mil votos à frente do peemedebista. Ainda hoje, muitos sergipanos acham que a eleição de Jackson foi tomada na ‘tora’, mas esta é uma suspeita que jamais será provada.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais