Magrela vai à briga

0

Após décadas de silêncio sobre os atropelamentos de ciclistas em Aracaju, que figuravam como frias estatísticas da violência no trânsito, um organizado grupo de amantes da bicicleta decidiu colocar a boca no trombone. Ontem, cerca de 100 pessoas promoveram o passeio ciclístico “Pedal pela Paz” visando exigir punição para o motorista que atropelou e matou o jovem Rogério Esteves. Os adeptos do “camelo” aproveitaram para dar publicidade os artigos 201 e 220 do Código Nacional de Trânsito, que mandam os motoristas guardar a distância de 1,5m do meio fio e reduzir a velocidade ao passar ou ultrapassar um ciclista. Taí uma coisa que precisa ser muito divulgada, pois a maioria dos condutores não conhece estes artigos. Agora, convenhamos, nas ruas e a avenidas dotadas de ciclovias é mais seguro pedalar nelas do que disputar espaço com os carros, afinal estes são mais potentes e mortais do que a simpática “magrela”.

De barba

Ao retornar das férias de 10 dias, o governador Marcelo Déda (PT) apareceu com um visual novo: está cultivando uma barba grisalha. O novo leiaute facial do petista foi exibido durante o encontro que ele teve ontem com o presidente da Petrobras, Sérgio Gabrielli, que há anos emoldura o rosto com bem aparados cabelos brancos. Como muitos, agora Déda também possui uma barba para colocá-la de molho.

Primeiro nó

Logo após reassumir o governo, Marcelo Déda tentará resolver o impasse criado por conta da falta de licenciamento das viaturas da Polícia Militar. Numa reunião com a cúpula da Segurança Pública, o governador vai se inteirar do problema e ouvir dos auxiliares quais as alternativas para o caso de os PM’s insistirem em não vender as folgas para trabalhar no Pré-Caju. Será o primeiro nó que Déda tentará desatar depois das férias.

Paga mais

Em fevereiro próximo a contribuição previdenciária do trabalhador será maior. O reajuste de 6,08% aplicado às aposentadorias foi estendido para as contribuições ao INSS. Os autônomos, por sua vez, contribuem sobre 20% de sua remuneração, respeitando o salário mínimo e o teto previdenciário. A nova contribuição para os autônomos varia de R$ 124,40 (20% sobre o piso, de R$ 622) a R$ 783,24 (20% do teto).

Acomodação

Com o título acima, o colega Gilvan Manoel escreve hoje no Jornal do Dia o seguinte: “Se for confirmada mesmo a indicação do atual secretário da Educação, Belivaldo Chagas, para a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, o senador Valadares não criará qualquer obstáculo na indicação de candidatura a prefeito de Aracaju. Embarcaria na candidatura de um nome que pudesse unificar o grupo”.

Customização

Pensando nos clientes que costumam modificar os abadás para brincar no Pré-Caju, o Bompreço decidiu instalar em seu supermercado localizado no bairro Jardins um balcão de customização. Quem comprar acima de R$ 60,00 na rede Bompreço pode procurar o balcão da customização e apresentar o cupom fiscal para customizar a camisa do abadá gratuitamente. A promoção começa nesta terça-feira e segue até quinta próxima.

Dia de Feira

Será aberta hoje a 13ª edição da Feira de Sergipe, evento promovido pelo Sebrae para valorizar o artesanato e as manifestações culturais do Estado. Instalada na Praça de Eventos da Orla de Atalaia, a Feira será aberta às 19h pelo superintendente do Sebrae Lauro Vasconcelos. Até o próximo dia 29, os visitantes vão conhecer nos 298 estandes artesanatos produzidos em palha, madeira, cabaças, coco, ostras, plástico reciclado, cerâmica, bordado e rendas.

Invocados

Não chamem para o mesmo camarote do Pré-Caju o prefeito Luciano Bispo (PMDB) e os servidores da Prefeitura de Itabaiana. A categoria promete cruzar os braços na próxima sexta-feira para protestar contra o atraso de salários de alguns servidores, que ainda não receberam o décimo terceiro. Pelo visto, o peemedebista terá dificuldades para convencer o pessoal a votar em sua reeleição.

Posse

O mundo jurídico e a classe política sergipana prestigiaram ontem a posse da nova presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargadora Maria Aparecida Gama. “Estamos aqui com coragem, determinação e enfrentaremos com êxito esse novo desafio, inclusive as próximas eleições municipais”, destacou a empossada em seu discurso. Para o governador em exercício Jackson Barreto (PMDB), “Aparecida tem uma carreira brilhante e simboliza a ascensão das mulheres no Brasil”.

Do baú político

O Plano Collor, concebido em 1990 pela ex-ministra da Fazenda Zélia Cardoso de Mello, e que confiscou todo o dinheiro que estava nas contas correntes dos brasileiros, deixou quase a totalidade dos prefeitos sergipanos com as calças nas mãos. É que, para se beneficiarem da elevada inflação verificada no Governo Sarney, eles transferiam os recursos das Prefeituras para suas contas pessoais. A grana ficava por alguns dias rendendo elevados juros e só depois era transferida para o município, naturalmente sem o gordo rendimento. Quando o Plano Collor entrou em vigor, não houve tempo para se fazer a transação bancária, e, como o dinheiro estava nas contas pessoais dos prefeitos, tudo foi confiscado pelo Plano Collor. Sem alternativa, os prefeitos tiveram que confessar a malandragem que vinham fazendo há muito tempo. Foi preciso a intervenção de lideranças políticas nacionais para que a durona Zélia Cardoso de Melo permitisse que os recursos fossem transferidos para as Prefeituras. Pior é que nenhum dos culpados recebeu qualquer punição.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários