Movimento fora do comum no centro

0

Tem chamado a atenção de todos os aracajuanos, a grande movimentação de veículos na cidade, já a partir das primeiras horas de qualquer dia da semana. Credita-se tal volume de carros nas ruas por causa dos festejos de Natal. Mas, na próxima semana a movimentação deve continuar pesada por causa do Ano Novo. Nestes últimos dias quem vai ao comércio no centro da cidade, torna-se tarefa difícil encontrar uma vaga até em estacionamentos pagos, mesmo contando com a ajuda de flanelinhas, ou em ruas mais distantes do centro comercial.

Quem costuma fazer suas compras natalinas logo no início do mês de dezembro, deve estar decepcionado. É que lembrancinhas que o cidadão comprou por R$ 20, em grandes lojas da cidade, podem ser adquiridas agora por metade deste preço. Uma outra coisa a notar: não houve grandes novidades nestas pequenas lembranças. Todas pareciam ser sobras do ano passado. Mesmo nos shoppings, as novidades eram poucas, quase uma raridade. Muitas lojas nos centros de compras estão se recusando a vender a prazo. Preferem o cartão – para eles há mais segurança de recebimento. Como pouca gente leva dinheiro no bolso, ou na bolsa, o melhor é avisar logo que pagamento só com o cartão de crédito.

Como vamos entrar na última semana do ano, grandes magazines preparam uma queima de estoque como meio de se livrar do que sobrou da procura do público. Este ano, os aracajuanos deram preferência a pequenos objetos, mais fáceis de carregar e, ao mesmo tempo, mais baratos. Prevê-se para este sábado, véspera do Natal, grande movimentação nos restaurantes da Orla de Atalaia. Os alimentos nas casas de pasto estão pela hora da morta, daí porque muitas ceias de Natal vão se realizar em casa mesmo. Ainda é mais barato, preparar o almoço ou a janta em c as, do que sair para comer na rua, como se diz no popular.

Ah, sim: o movimento no comércio pode ser grande mas as lojas, mesmo as mais populares estão vazias. Parece que o pessoal vai ao centro não para comprar, mas para se mostrar. “Olha, estou no comércio…”. As vendas neste final de ano foram fraquíssimas, nem de longe lembram o Natal de anos passados.

Sebrae atingiu metas previstas em 2016

O Sebrae em Sergipe, a exemplo dos últimos anos, deve fechar 2016 com as metas previstas para o exercício realizadas. São metas definidas e planejamento estratégico do Sebrae Nacional depois de um amplo estudo realizado com  participação de instituições empresariais, representantes do governo, centros de desenvolvimento, consultores e gestores de projetos da instituição. O foco é atender da melhor forma possível a classe empresarial sergipana, formada por microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte. No Estado, o planejamento é norteado pelas metas mobilizadoras nacionais e por vocações locais, contando também com o acompanhamento e provação das 15 instituições que compõem o Conselho Deliberativo Estadual. De acordo com o diretor superintendente, Emanoel Sobral, a instituição chega ao final de 2016 com quase 16 mil empresas atendidas. Outro dado que merece ser destacado, segundo o diretor, é a oferta de soluções de inovação para mais de 2,2 mil empreendimentos. “Sabemos que  adoção de práticas inovadoras é fundamental para garantir a sobrevivência das empresas no mercado. Pensando nisso, não medimos esforços para colocar nossas soluções à disposição dos empresários. Este ano, o Sebrae também promoveu um grande campanha para incentivar a regularização de débitos dos pequenos negócios optantes pelo Simples Nacional. Lançamos o Mutirão da Renegociação para ajudar os empresários a permanecerem no Simples e assim começar o ano com fôlego para superar a crise. Também demos uma atenção especial aos microempreendedores individuais, que tiveram oportunidade de participar de seminários sobre gestão, vendas, compras, planejamento e controle financeiro”, explica Emanoel Sobral.

O líder e o dinheiro para uma praça

Não é função do líder do governo na Câmara, mas o deputado André Moura, jacta-se pela inauguração de uma praça em Nossa Sra. do Socorro. A praça fica no Conjunto Marcos Freire II, custou R$ 239.650,00 e recebeu a denominação de Silvio Garcia Vieira. “É gratificante ver a  correta destinação do que foi empregado neste município. A Praça ficou linda e a comunidade já está utilizando os equipamentos de lazer”, confessa André Moura.

TCE diz que economizou 10 milhões

O Tribunal de Contas do Estado imita o líder do governo na Câmara dos Deputados, deputado André Moura, e alardeia que fez uma economia de 10 milhões de reais no ano que está prestes a se findar. O orçamento de 2016 foi de R$ 123.908.495,00, ou seja, 0,2% maior que o orçamento de 2015. Para 2017, o Orçamento previsto é de R$ 128.537.480, um reajuste de 3,73%. Há um fato que não passa despercebido da informação do Tribunal de Contas: uma despesa de R$ 900 mil decorrente do pagamento de auxílio moradia retroativo aos conselheiros ativos. Ué, auxílio moradia para Conselheiros que moram em Aracaju, distante apenas dois ou três quilômetros do TCE? Praticamente todos os Conselheiros do TCE dispõem de casa própria, certamente não precisam deste auxílio moradia.

Movimentação dos cheques em novembro

Com base nos dados do Serasa Experian, o Boletim Sergipe Econômico da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe, foram compensados, em novembro último, 174.079 cheques em todo o Estado. Este volume foi 20,9% menos quando comparado com o mesmo mês de 2015. Dentre os mais de 174 mil cheques compensados, foram devolvidos 9.235 por falta de fundos, ou seja, 5,3% dos cheques emitidos. Analisando os dados do Banco Central em novembro deste ano, observou-se que o valor de cheques trocados foi de R$ 362,5 milhões, sendo 6,1% menor, no comparativo mensal, outubro de 2016. Já na comparação anual, o valor foi 18,1% menor que o volume registrado em novembro de 2015. No acumulado do ano (de janeiro a novembro), o valor total dos cheques trocados superou os R$ 4,23 bilhões, este valor está 34,7% superior aos valores registrados no mesmo período do ano passado.

Silvio Santos vem aí…

Tudo indica que o ano de 2018 será intenso. Além de mais uma edição da Copa do Mundo, as eleições para Presidente prometem repercutir. Além de figuras como Roberto Justus, outro empresário pode se candidatar. Segundo o jornal “Opção”, do Estado de Goiás, existe uma movimentação dentro do Partido Progressista para lançar o apresentador e empresário do ramo de entretenimento Silvio Santos na disputa. Candidatura a Presidente da República parece ser uma fixação do apresentador de 86 anos de idade. E você aí pensando que desgraça pouca é bobagem…

  …e para encerrar…

SMTT – No anuncio do Secretariado do novo prefeito de Estância, o ainda deputado Gilson Andrade, não deixou de ser uma surpresa o nome de Georlize Oliveira Costa Teles, para ocupar a SMTT do município. Ela atualmente integra a equipe do dr. João Alves Filho na  Prefeitura Municipal de Aracaju . Foi inclusive, pelo menos interinamente, chefe da SMTT de Aracaju.

   

Comentários