Mudando de donos

0

Muitos partidos podem mudar de mão em Sergipe até o próximo dia 5. Tirando aqueles tradicionais como o PT, PMDB, PSDB e DEM, siglas menores estão sendo negociadas por baixo dos panos. Sem prestígio eleitoral, elas despertam a atenção pelo tempo que têm no rádio e na televisão e por serem úteis para abrigar novos aliados. Nos últimos dias já mudaram de donos em Sergipe o PT do B, PTN e PTB, sendo que este último retornou para Edvan Amorim após pouco mais de um mês sob o comando do deputado federal Almeida Lima. Portanto, diante desse natural alvoroço, não se surpreendam se o PSD, hoje liderado pelo governador licenciado Marcelo Déda (PT), passar a compor a legião de partidos comandada pelos irmãos Amorim.

Gato

A direção do Sistema de Abastecimento de Água e Esgoto de Carmópolis (Saae) prestou queixa na Polícia contra o vereador Edval Ramos (PSC), acusado de fazer uma ligação clandestina de água. O ‘gato’ teria sido descoberto durante uma vistoria para verificar a pouca vazão de água na rua do parlamentar. Quando os servidores do Saae chegaram à tubulação, deram de cara com o enorme ‘bichano’. Pode, uma coisa dessa?

De mudança

Dificilmente o presidente do Detran, ex-deputado federal Bosco Costa, permanecerá no PDT. Ele se encontra ainda esta semana com o presidente nacional da sigla, Carlos Luppi. Bosco tem dito aos amigos que está decidido a trocar de partido se não tiver a certeza de apoio ao seu projeto de disputar um mandato federal em 2014.  Há quem afirma que Luppi não lhe dará tal garantia.

A casa caiu

O capa preta do tráfico de drogas no Brasil, ‘Paulo Paraguaio’, foi preso em Sergipe quando transportava mais de 300 quilos de maconha e oito de haxixe. A prisão do traficante foi feita pela Polícia Federal em Canindé do São Francisco. No início deste ano a PF apreendeu também em Sergipe cerca de 1,6 tonelada de maconha que, segundo as investigações, pertencia a ‘Paulo Paraguaio’.

E o reajuste?

Alguém aí sabe quando os servidores estaduais vão colocar no bolso o minúsculo reajuste salarial? Tomara que não demore muito, pois a galera está com a corda no pescoço. Outro dia um internauta exagerado escreveu que, para completar o salário de fome do pessoal, o governo deveria incluir todos os servidores no programa Bolsa Família. Que horror!

Fórum

A Central Única dos Trabalhadores de Sergipe promove amanhã em Aracaju o Fórum em defesa dos trabalhadores do Setor Público e Privado. Com início marcado para as 8h30, no auditório da CUT, o evento contará com palestra sobre o Projeto de Lei da Terceirização, a ser proferida pelo diretor executivo da CUT nacional, Júlio Turra Filho.

Mal na fita

Os municípios sergipanos não administram os recursos públicos de forma satisfatória. Pelo menos é o que revela o Índice Firjan de Gestão Fiscal 2013. Segundo o estudo, 52 municípios de Sergipe (70,3%) apresentam situação crítica, enquanto outros 19 (25,7%) foram classificados como gestão fiscal difícil. Aquidabã aparece no levantamento entre os 10 piores resultados de todo o país.

Braços cruzados

Os professores municipais de Ilha das Flores estão em greve há 23 dias. Eles exigem para voltar às salas de aula o pagamento do salário de dezembro, décimo terceiro, um terço e um sexto das férias, o retorno da gratificação por titulação e o respeito ao piso salarial da categoria. Até agora a Prefeitura não sinaliza com qualquer acordo. Uma lástima!

Boa ação

O Instituto Viver de Proteção Social de Aracaju abriu as portas para oferecer a comunidade dos bairros Getúlio Vargas, Cirurgia e adjacências ações como aferição de pressão arterial, exame de glicemia, avaliação fisioterapêutica, e nutricional, pilates e alongamento na bola. Organizado pelo Lions Club Aracaju e Faculdade Estácio Fase, o evento fez parte da vasta programação da 1ª Semana de Responsabilidade Social desenvolvida pela instituição de ensino.

Sergipano

Desde ontem Sergipe tem um novo filho. É o economista e professor Ricardo Lacerda, um recifense que há quase 30 anos escolheu Aracaju para morar. O título de cidadania foi entregue em solenidade concorrida na Assembléia Legislativa. “Ricardo Lacerda se fez sergipano com suas ações”, afirmou o deputado Francisco Gualberto (PT), autor da homenagem. Legal!

Do baú político

Num discurso corajoso, feito no Senado seis meses após o golpe militar de 1964, o senador sergipano Eribaldo Vieira (UDN), disse não haver motivos para o Exército manter preso o governador Seixas Dória, pois este sempre esbanjou honestidade. Em dado momento, para exemplificar o rigor como o preso tratava a coisa pública, Eribaldo afirmou: “Escrupuloso, verdadeiro unha-de-fome na poupança do dinheiro público, quando viajava para tratar dos interesses de Sergipe hospedava-se em casa de amigos, não oferecia banquetes e não gastava com propaganda de seu governo. No Estado, andava de jipe, sua mesa era modesta, quase pobre. À noite, saía ele mesmo apagando as luzes do palácio para economizar energia e suprimiu o cafezinho, tão arraigado nos costumes brasileiros. Certo amigo ofereceu-lhe três sacos de café para que fosse restaurado o velho hábito. Seixas Dória encaminhou os três sacos de café para a Legião Brasileira e justificou ao amigo que assim procedera porque ele não mandara também o açúcar”. Será que, em sua cegueira, os militares golpistas cassaram Seixas Dória por excesso de honestidade?

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais