Nível de desonestidade do nosso povo.Classes A e B recebendo auxílio

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Matéria veiculada pelo jornal Valor Econômico mostrou que um terço das famílias das classes A e B solicitou o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal nos últimos meses – e 69% foram aprovadas para receber o benefício. Isso significa que 3,89 milhões de famílias mais ricas têm algum integrante recebendo a ajuda criada para apoiar trabalhadores pobres na pandemia.

A conclusão é de uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva e obtida pelo Valor, que ouviu 2.006 pessoas de 72 cidades de todo o país, no período de 20 a 25 de maio, uma amostra considerada representativa da população nacional. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Para burlar as regras do programa e obter o benefício, integrantes dessas famílias de classes mais altas estão omitindo a renda familiar no cadastro no site da Caixa Econômica Federal. São esposas de empresários, jovens de famílias de classe média e servidores aposentados, mostram denúncias feitas nas últimas semanas.

“O argumento, em geral, é algo do tipo: ‘Sempre paguei impostos e nunca tive nada em troca do governo’. Ou ainda que ‘a crise está difícil para todo mundo’. São pessoas que realmente acham que têm o direito ao benefício por esses fatores. Não existe um sentimento de que estão cometendo fraude”, diz Meirelles. Solicitar e receber o auxílio emergencial com a declaração de informações falsas podem tipificar os crimes de falsidade ideológica e estelionato. Para o crime de falsidade ideológica, por exemplo, a pena varia de um a cinco anos de reclusão.

A pesquisa mostra uma realidade cruel e diz muito sobre o povo brasileiro.

Impressionante o nível de desonestidade de grande parte da população. Depois reclama dos políticos. Na verdade, os políticos são a parte mais exposta dessa gangrena que existe no nosso tecido socia.l

Para além da desonestidade, somos um povo que aplaude o ódio e condena a compaixão.

 

Chamada extraterrestre na Assembleia? Deputados que votaram a favor da convocação do presidente do Banese, simplesmente não compareceram à sessão de sabatina. Será que houve um chamado extraterrestre ? Isto pode Arnaldo ? Ou baixou o espírito de mãe Diná ?


Em Aracaju cinco delegados podem disputar nas chapas majoritárias Até o presente momento são pré-candidatos ou colocaram seus nomes à disposição dos partidos: Danielle Garcia, pelo Cidadania; Georlize Teles, pelo DEM; Mário Leony, pelo PSOL; Paulo Márcio, pelo PDC e agora Katarina Feitosa,, pelo PSD.

Concurso Ainda bem que foi realizado um concurso em 2018, com diversas fases que terminou em fevereiro deste ano e iniciado um curso de formação de alguns meses. 

Cinco novos delegados preenchem vagas da carreira A posse de mais cinco delegados de Polícia substitutos, no último dia 28, completam as vagas disponíveis na carreira no Estado de Sergipe. Os novos profissionais se somam aos outros seis já empossados e estão atuando no interior do Estado. O período de experiência em delegacias que costuma apresentar maior demanda tem o objetivo de ampliar a familiaridade com o cargo.

 Interação O presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE), Isaque Cangussu, acredita que o modelo adotado para conduzir os novos profissionais a seus cargos ajudará na interação das equipes. “São delegados de Polícia devidamente investidos na carreira, trabalhando lado a lado com colegas tarimbados. É possível afirmar que em suas futuras lotações estarão mais bem preparados para servir à população local. Entendemos que a administração acertou ao proceder dessa forma”. 

 11 novos delegados  Com o aumento de onze profissionais no último mês, o presidente vê possibilidade de reduzir o número de unidades que são acumuladas somente por um delegado. “Alguns profissionais respondem atualmente por três unidades, o que é contraproducente. É muito difícil administrar essas unidades e tocar ao mesmo tempo as investigações dos crimes ocorridos nesses municípios. Com a posse dos novos delegados, acreditamos que as hipóteses de acumulação podem se resumir a duas unidades, o que já seria um importante avanço”, comenta.

Sergipe Previdência não aguenta Enquanto a legislação previdenciária a nível nacional diz que o militar que está na ativa tem que ir para a reserva com o mínimo 30 anos de serviço, mais o chamado pedágio, em Sergipe saiu a publicação esta semana de um oficial indo para a reserva com apenas 25 anos de serviço, ou seja, mais um prejuízo para o Sergipe Previdência. Os que entraram a partir de agora só vão para reserva com 35 anos de serviço.

Alerta As pessoas que contraem a COVID-19 não devem nunca negar que estão com a doença, pois isso pode favorecer mais ainda a proliferação do vírus. É inadmissível que alguém negue ou seja obrigado a negar tal doença para esconder o local da contaminação. Chega a ser um ato de muita irresponsabilidade. Mais detalhes na próxima segunda-feira.

Vai dar o que falar Será motivo de desmoralização para uma autoridade, em Aracaju, que divulgou uma nota com informações inverídicas. A mentira nunca deve ser admitida, principalmente para quem se dispõe a anunciar a verdade. Aguardem!

Anuidade corretores de imóveis Em várias categorias a situação é critica por conta da pandemia. O blog recebeu apelos de vários corretores de imóveis que não tiveram acesso ao auxilio emergencial por conta da renda na declaração do IR de 2018. E hoje a realidade é totalmente diferente por conta da pandemia. O blog foi informado a Associação de Corretores de Imóveis em Sergipe (ACI/SE) tem ajudado discretamente, mas não é o suficiente para muitos. O deputado federal Júnio Mano (PL/CE) apresentou um projeto (PL 1263/20) para reduzir temporariamente os valores das anuidades dos conselhos profissionais, mas está parada a proposta. Os conselhos federal e estadual não deram nenhum desconto, apenas parcelaram como já vem sendo feito há alguns anos. É preciso que os membros dos conselhos façam uma comissão, analisando caso a caso para que seja dado um desconto aos corretores que estão passando por problemas financeiros neste momento.

Excelente iniciativa: AMASE e outras entidades doaram quase R$ 48 mil para o Santa Izabel A AMASE, em conjunto com a ASMP (Membros do Ministério Público), ADPESE (Defensores Públicos), APESE (Procuradores de Estado), ADEPOL (Delegados de Polícia), e OAB/SE (Advogados), participou da Campanha Todos pela Vida, contra o Coronavírus, que arrecadou R$ 47.830,00 para a aquisição de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). O Hospital e Maternidade Santa Izabel foi a entidade agraciada com a doação.

Carências A justificativa para campanha foi que apesar de toda a mobilização em torno da pandemia da nova vertente do Coronavírus (COVID-19), e das medidas já encetadas pelo Poder Público, nos níveis federal, estadual e municipal, são bastante conhecidas as carências de nosso sistema público de saúde, que tendem a se potencializar nesse cenário epidêmico. Essa preocupação já foi externada publicamente em nota firmada pelo Conselho Regional de Medicina (CREMESE), Sociedade Médica de Sergipe (SOMESE), Sindicato dos Médicos (SINDMED) e OAB/SE.

Esforços Por tais razões, as associações representativas das carreiras jurídicas e a OAB/SE somaram esforços para buscar meios de colaborar para minoração dos efeitos dessa crise de saúde, junto aos seus associados, órgãos públicos, empresários e sociedade em geral. A responsabilidade social neste momento é compartilhada por todos, devendo se traduzir na busca da ampliação do acesso aos serviços e ações de saúde à população e da melhoria das condições de trabalho dos profissionais de saúde.

Reforçou ações Durante sessão on-line realizada na última quarta-feira, 03, pela Câmara Municipal de Aracaju (CMA), o vereador Juvêncio Oliveira (PSD), que também exerce o papel de presidente da Comissão de Justiça e Redação da Casa, avaliou nove Projetos de Lei (PL) que sugerem ações a serem realizadas neste período de pandemia.

Demandas COVID-19 “É de conhecimento de todos que as demandas referentes ao COVID-19 são prioridades em nossa pauta de votação, por isso fiz questão de avaliar com maior celeridade junto ao setor jurídico da Casa, os projetos e encaminhá-los para os demais membros da comissão (os vereadores Jason Neto (PDT), Dr. Manuel Marcos (PSDB) , Elber Batalha (PSB) e Professor Bittencourt ( PCdoB)), para que os mesmos enviem seus pareceres e, desta forma, as proposituras possam ser avaliadas e votadas por todos os parlamentares da Câmara”, destaca o parlamentar, enfatizando que os PL`s dispõem sobre ações no tocante às áreas da educação, saúde, transporte, economia e saneamento básico.

MPF apoia campanha Viva o Velho Chico Vivo O Dia Nacional em Defesa do Rio São Francisco é nesta quarta-feira (3) e todo os anos o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) realiza a campanha Eu Viro Carranca para Defender o Velho Chico que tem seu ápice nesta data. Neste ano, a unidade do Ministério Público Federal (MPF) em Sergipe apoia a iniciativa com postagens no site e nos perfis institucionais de redes sociais.

O tema é Viva o Velho Chico Vivo! Apesar de um rio cheio devido às fortes chuvas ocorridas no fim do ano passado e no início deste, ainda tem que enfrentar o desafio da pandemia do coronavírus. Na situação atual, falar sobre a preservação e o cuidado com o Rio São Francisco serve como ponto de partida para um diálogo sobre a vida e a saúde das pessoas.

Importância Então, o comitê busca não somente mostrar a importância da preservação do Rio São Francisco e do meio ambiente, como também está colaborando com a prevenção da disseminação da covid-19 por meio da informação. Este ano, a campanha é dedicada também aos trabalhadores dos serviços essenciais, que estão na linha de frente na luta contra a pandemia, trabalhando para que as demais pessoas possam ficar em casa e com o intuito de buscar sair mais rapidamente desta catástrofe que atingiu todo o planeta.

Estratégia Lançada em 2014, a campanha tem a carranca como símbolo e o objetivo de divulgar o Dia Nacional em Defesa do Velho Chico, celebrado em 3 de junho. A data foi instituída pelo CBHSF para conscientizar as pessoas sobre a preservação do rio e mobilizar todos e todas pelo uso responsável dos seus recursos hídricos. A celebração próxima ao Dia Mundial do Meio Ambiente, 5 de junho, é uma estratégia que coloca o Velho Chico em definitivo no calendário brasileiro de eventos.

Advogado analisa impacto das convenções virtuais no processo eleitoral Pela primeira vez na história do Brasil, as convenções partidárias serão virtuais. A autorização foi dada pelo TSE, em virtude da pandemia da COVID-19. Os partidos terão autonomia para utilizar as ferramentas tecnológicas que entenderem necessárias para as convenções.

Sem garantia No entanto, para o especialista em Direito Eleitoral, Mário Vasconcelos, o ambiente 100% on-line não garante que as convenções ocorram da mesma forma que presencial. “Excluindo-se os grandes centros, o acesso à rede mundial é bastante precário”, afirma.

Precaridade é prejudicial Para Vasconcelos, o que se vê é que o TSE está buscando, por todos os meios, viabilizar a realização das eleições ainda esse ano. “Porém, temo que a precariedade dos serviços prejudique sobremaneira atos essenciais à democracia”, avalia. Ainda não há a confirmação, por causa da pandemia, de que as eleições municipais serão realizadas de fato em outubro. Por enquanto, a data está mantida.

Prefeitura realiza pagamento de auxílio emergencial nesta sexta, dia 05 Com intervalo inferior a 15 dias de sua aprovação pelos vereadores municipais, a Prefeitura de São Cristóvão realiza o pagamento de auxílio financeiro temporário aos servidores com contratos suspensos em virtude da pandemia da Covid-19, nesta sexta-feira (05). O benefício corresponde a 30% do valor do salário-base das categorias (cuidador educador, Executor de Serviços Básicos, intérprete de Libras, merendeiro contratado, motorista de Transporte Escolar e professores).

Segurança alimentar Sancionado pelo prefeito Marcos Santana dia 03 de junho, o auxílio emergencial objetiva garantir segurança alimentar para os servidores municipais contratados por meio do Processo Seletivo Simplificado da Educação, já que essa contratação foi suspensa devido à necessidade de isolamento social e de paralisação das atividades escolares.

Três meses Pago com recursos próprios, no total de R$ 111.922,50, o auxílio deverá ser disponibilizado pelos próximos três meses, podendo cessar em espaço de tempo menor ou se estender, conforme as recomendações sanitárias dos órgãos de Saúde responsáveis pelas medidas de combate à pandemia.

Apenas 1.432 empresas de Sergipe foram beneficiadas com linha de crédito do Banese, afirma Georgeo O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) criticou a postura adotada pelo Banese, na análise dos critérios para a liberação de crédito aos micro e pequenos empresários, bem como aos trabalhadores informais, durante a pandemia do Coronavírus. Segundo o deputado, o banco faz muitas exigências que dificultam a concessão dos empréstimos.

Reclamações Durante a audiência com a diretoria do Banese, que aconteceu na quarta-feira (03), na Assembleia Legislativa, o parlamentar relatou que recebeu muitas reclamações de pessoas que tentaram recorrer às linhas de crédito anunciadas pelo governador. “Alguns empresários disseram que passaram dois meses somente levando documentos ao banco”.

Número baixo “O governador anunciou três linhas de crédito totalizando R$ 500 milhões para serem liberados aos micro e pequenos empresários. Deste total, R$ 163 milhões foram efetivamente emprestados, e somente 1.432 empresas foram beneficiadas. Na minha visão, um número muito baixo para o total de empresas que temos em Sergipe”.

Covid-19: Emília ingressa com Ação Popular contra abusivos contratos publicitários Mais uma Ação Popular impetrada contra a Prefeitura Municipal de Aracaju: desta vez a solicitando a suspensão imediata dos gastos com publicidade e propaganda informativas sobre a Covid-19. Na Ação, a parlamentar diz que é evidente o desvio de finalidade e ilegalidade do objeto e ofensa a moralidade administrativa.

Números “Mesmo estando em pleno combate à pandemia do Covi-19, o município de Aracaju aditou, no dia 03.04.2020, R$ 439.500,00, reais ao contrato emergencial N° 1/2020 para prestação de serviço de publicidade e propaganda que passou a avançar no valor global de R$ 2.2000.000,00 reais”, destacou.

Dispensa De acordo, com a vereadora oposicionista não bastasse isso, novamente em 26.05.2020, a prefeitura de Aracaju, por meio da autorização e por dispensa de licitação n° 4/2020 ambas assinadas pelo Secretário de Comunicação Social, Carlos Cauê, manifestou interesse em contratar novo serviço de publicidade de propaganda.

Anulação “Os valores somados totalizam R$ 4.700.000,00 (quatro milhões e setecentos mil reais), ou seja, cerca de 26% do valor total repassado pelo Fundo Nacional de Saúde ao município de Aracaju para o combate ao Covid-19. Tal situação demonstra violação direta ao principio da moralidade administrativa”, reforçou. E para concluir, solicitou anulação e, por conseguinte, a restituição dos cofres públicos dos gastos de publicidade e propaganda decorrentes do contrato emergencial, seus aditivos e dispensas de licitações.

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Perguntar não ofende “O povo quer saber: quando Laércio Oliveira vai entregar as centenas de cargos que tem no governo de Sergipe e na Prefeitura de Aracaju?” Pergunta enviada por alguns empresários que estão padecendo neste momento, não têm contrato com o poder público e muito menos ação política partidária. São verdadeiramente independente e se preocupam com a categoria.                                                                                                                 

Utilidade Pública Em virtude da desinfecção do prédio do Case nesta sexta-feira, 5, como medida de prevenção à pandemia do novo coronavírus, alguns serviços da unidade sofrerão alterações, como a entrega domiciliar de medicamentos e insumos para os usuários de Aracaju, que será transferida para este sábado, 6.O cadastro de novos pacientes e o Serviço de Atendimento ao Preposto (SAP) estarão disponíveis apenas na segunda-feira, 8.


LIVES SERGIPE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO

Construção civil e os procedimentos adotados durante a pandemia. Live hoje com a participação do advogado Júlio Correia e do empresário Luciano Barreto, tendo como mediador o professor e engenheiro Émerson Carvalho.
Não percam hoje às 19h, pelo Instagram e YouTube do Sebrae:
https://www.instagram.com/sebraesergipe/?igshid=3vsedff5240z

 

Quarta Live do MP Acadêmico falará sobre Meio Ambiente e a atual conjuntura com a participação dos promotores Eduardo Matos e Sandro Luiz: https://www.instagram.com/mpacademico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Mídias Sociais para Médicos na Pandemia do COVID-19”, sob o comando do Dr. José Aderval Aragão e o nosso convidado, Dr. Thiago Melo do Espírito Santo. O link:
https://instagram.com/somese?igshid=125uvyzk0n643

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na próxima segunda-feira, 08/06, às 17h30, acontecerá mais uma Live da ADUFS sobre desafios do momento atual do Brasil e do mundo. Dessa vez, o tema será “Como garantir democracia na UFS agora e pós-pandemia?.”
Para discutir o assunto, a Live terá as presenças de Saulo Henrique Silva, da ADUFS; Beatriz Marques, do DCE e Taira Moreira, do SINTUFS.A transmissão ocorrerá simultaneamente pelo Facebook e Youtube da ADUFS.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PELO E-MAIL E FACEBOOK


A rua não tem dono – Editorial O Estado de S. Paulo

Bolsonaro reivindica para seus fanáticos devotos o exclusivo usufruto das ruas como local de manifestação

O presidente Jair Bolsonaro qualificou como “marginais” e “terroristas” os grupos que se denominam “antifascistas” e que foram às ruas no fim de semana passado para protestar contra seu governo. É assim que o presidente da República resolveu tratar movimentos que, a despeito das restrições impostas pela pandemia de covid-19, começam a sair de casa para expressar seu repúdio a ele e a seu sistemático desrespeito à democracia.

Até agora, as ruas pareciam ser um território francamente dominado pelos camisas pardas do bolsonarismo. Hostis à quarentena imposta em quase todo o País para conter a pandemia, esses celerados desafiaram autoridades e realizaram frequentes protestos ao longo dos últimos meses, promovendo aglomerações em locais públicos e, assim, contribuindo para a disseminação do coronavírus, em claro atentado à saúde pública.

Em diversas ocasiões, o presidente da República, em pessoa, participou desses atos, estimulando seus apoiadores a continuar a afrontar governadores de Estado que haviam adotado medidas restritivas – tratados publicamente como inimigos por Bolsonaro. O presidente tampouco pareceu incomodar-se com as faixas de teor golpista que infestavam esses protestos contra o Judiciário e o Legislativo e demandavam “intervenção militar”.

A insolência dos bolsonaristas jamais foi objeto de crítica ou censura por parte do presidente, nem mesmo quando se soube que havia armas no acampamento de seus apoiadores em Brasília – cujos integrantes se apresentam como o “exército que vai exterminar a esquerda”. A líder desse bando chegou a divulgar um vídeo na internet em que faz ameaças diretas de violência contra o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes, dizendo que iria “infernizar a vida” do magistrado.

Além disso, tem sido frequente, nas manifestações bolsonaristas, a presença de símbolos de um grupo paramilitar ucraniano de extrema direita que se identifica com o nazismo. Houve até um deputado bolsonarista que disse que “está na hora de ucrânizar (sic) o Brasil”, referindo-se aos confrontos que derrubaram o governo ucraniano em 2014, especialmente ao momento em que os manifestantes jogaram um deputado em uma caçamba de lixo – sonho de dez em dez bolsonaristas, hostis à política e à democracia representativa.

Para Bolsonaro, esse é o “povo” que “quer liberdade, quer democracia”. Já os cidadãos que, cansados de tanta afronta à democracia, resolveram deixar o confinamento para demonstrar seu absoluto repúdio a essa escalada autoritária, estes são chamados de “terroristas” pelo presidente. “Não podemos deixar que o Brasil se transforme no que foi há pouco tempo o Chile”, disse Bolsonaro, aludindo aos protestos contra o governo chileno em 2019, que em vários momentos se tornaram violentos. “Não podemos admitir isso daí. Isso, no meu entender, é terrorismo. A gente espera que esse movimento não cresça, porque o que a gente menos quer é entrar em confronto com quem quer que seja”, acrescentou o presidente, em ameaça explícita de violência contra seus opositores – exatamente como fez seu ídolo, o presidente americano, Donald Trump, que também chamou os manifestantes que tomaram as ruas dos Estados Unidos de “terroristas” e ofereceu o Exército para enfrentá-los.

Com isso, Bolsonaro reivindica para seus fanáticos devotos o exclusivo usufruto das ruas como local de manifestação. Quem quer que ouse ocupá-las para questionar seu governo, apontar sua inépcia diante da pandemia e da crise econômica e denunciar seus frequentes atentados à democracia é, aos olhos do presidente, um delinquente.

Nada disso é por acaso. Premido pelo coronavírus e seu monumental impacto na vida nacional, obrigado a negociar cargos com a bancada da boquinha no Congresso para evitar um impeachment e assombrado por investigações policiais contra si mesmo e contra os filhos, Bolsonaro parece disposto a derrubar o tabuleiro de xadrez diante do xeque. O presidente inventa um confronto, que tão avidamente deseja, não só para intimidar seus opositores, mas principalmente para desviar a atenção de sua clamorosa incapacidade de governar.

No que depender dos brasileiros decentes, não vai conseguir nem uma coisa nem outra.

PELO TWITTER                                                                                                                                   

www.twitter.com/agsportlight Brasil 2020: um miliciano chama manifestantes de “bandidos e terroristas” e vai ao ato de quem sai na rua com símbolos da ku klux klan.

www.twitter.com/AntonioSamarone @energisa em Aracaju está se valendo da quarentena para explorar os consumidores, cobrando valores irreais. Indefere as reclamações sem averiguar. Ocorreu comigo. Já denunciei no Procon Estadual.

www.twitter.com/ORodrigoMachado Não importa o caso. Por mais que ele pareça chocante, a realidade da investigação precisa ser respeitada como mecanismo de justiça. Massacrar uma pessoa antes de conhecermos os detalhes da história é justiçamento. Não serve para evolução.

www.twitter.com/frednavarro Os jornais informam que as cidades que flexibilizaram o isolamento tiveram aumento de casos de #COVIDー19. Acaso, maldição, fatalidade ou azar, claro. Motivo lógico não há. Nunca aprendemos a ligar os pontos.

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter


Frase do Dia
“O olhar do invejoso é mau;
ele desvia o rosto e despreza sua alma.
O olhar do avarento é insaciável a respeito da iniquidade:
só ficará satisfeito quando tiver ressecado e consumido a sua alma.
O olhar maldoso só leva ao mal;
não será saciado com o pão,
mas será pobre e triste em sua própria mesa.” Eclesiástico 14, 8-10.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários