No Reino do Faz de Contas que encontrou o ponto do doce

0

                                                                         Blog Cláudio Nunes: a serviço da verdade e da justiça
                      “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Enquanto isso, num lugar próximo de Sergipe del Rey, no Reino do Faz de Contas, onde entra ano e sai ano e os súditos ficam mais pobres e os nobres poderosos mais ricos, as novidades não param.

Porém, dentro do Reino do Faz de Contas, tem muito súdito que não se curva aos ditames que existem. São poucos os súditos de todas as categorias que têm de cumprir ações esdrúxulas a fim de manter vivo um cabresto para que o Reino siga como sempre foi: um cabide de empregos político e palanque de autopromoção.

Alguns súditos zelosos estão reunindo fotos, vídeos e documentos para mostrar a uma determinada autoridade fiscalizadora em nível nacional pedindo socorro. Alguns exemplos dos absurdos:

Uma nobre que pôs um amigo para receber 12 mil moedas do reino apenas para redigir seus artigos científicos com um cargo que nada tem a ver com sua formação;

– Parente de amigos dos Soberanos do Reino recebendo 15 mil para fazer absolutamente nada, já que está numa área totalmente diferente da formação dele;

– Motoristas que em finais de semana buscam funcionários do alto escalão para fazer compras em mercados e, pasmem, com o carro do próprio Reino;

– Os súditos da área terceirizada que deveriam trabalhar apenas no Reino trabalham na casa dos Soberanos, pagos pelo dinheiro dos impostos de todos;

– Nepotismo escancarado como uma nobre coordenadora de escola que por ser nora de um dos Soberanos poderosos recebe um salário incompatível com as colegas do mesmo cargo para o qual prestou concurso para entrar no Reino e sem formação pedagógica alguma;

– Um Soberano afastado por idade recentemente que insiste em continuar mandando no Reino e vem criando problemas com os atuais Soberanos (sim, são vários) mantendo as mesmas mordomias e sem querer largar o osso, diga-se, o trono de jeito nenhum;

– Utilização de recursos administrativo-financeiros do Reino por parte de um nobre que comanda uma área para beneficiar empresas ligadas a povoados vizinhos;

Sim, tem mais, muito mais no Reino do Faz de Contas, mas assim que a documentação for enviada para a autoridade das operações receberá uma cópia também.

E cá para nós, o reino de Faz de Contas continuará sendo desnudado pelo blog, para alegria de alguns súditos zelosos e o temor dos poderosos, já que a verdade, tão somente a verdade dos bastidores, causa receio.

Aliás, todo cuidado é pouco porque alguns reinos do Faz de Conta já tiveram seus castelos abalados com operações surpreendentes…


Feriado amanhã, 08 Devido ao feriado de amanhã, 08, de Nossa Senhora da Conceição, padroeira de Aracaju, o blog só será atualizado na próxima quinta-feira, 09.

Cobrança da sociedade E alguns magistrados amigos do blog informaram que ontem, 06, pessoalmente e por mensagens pelos celulares, foram cobrados de uma atitude não só da entidade de classe, mas também da própria corregedoria na matéria em nível nacional que envolve um colega, inclusive pedindo que o caso seja levado ao CNJ. A argumentação deles é pela ética do cargo que não permite tráfico de influência principalmente envolvendo recursos públicos. Não tem “bacana” que dê jeito!

 

 

Aracaju: DER/SE pinta faixa de pedestres em rodovia estadual em frente a um estacionamento da Casa das Tintas na Av. Melício Machado (do outro lado Forneria) Resultado: dois atropelamentos ontem. A NASA está perdendo para estes “engenheiros de trânsito…”

 

 

 

 

 

O Ônibus Lilás fez uma parada especial e está estacionado em frente ao Restaurante Popular Padre Pedro até o final de dezembro Como parte da programação da Campanha dos 21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra a Mulher, a unidade móvel oferece atendimento psicológico, assistência social e orientação jurídica para mulheres em situação de vulnerabilidade. Durante o atendimento, a equipe – da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social – SEIAS – orienta sobre a Lei Maria da Penha e incentiva a denúncia de violências contra a mulher através do Disque 180. O Posto de Distribuição do Restaurante Popular Padre Pedro fica no antigo Clube do Vasco, localizado na Av. Antônio Cabral atrás dos Mercados Centrais e do novo Terminal de Integração, no Centro de Aracaju.




Yoacan Jocélis, professor e atleta com vários títulos internacionais é graduado no 6º DAN do karatê E o blog parabeniza o professor e atleta – com conquistas nacionais e internacionais – Yoacan Jocélis que no fim de semana fez o exame de graduação para o 6º DAN do Karatê e apresentou uma tese sobre a importâncias do engrandecimento da nobre arte do karatê através das entidades nacionais e internacionais. “Nunca esquecendo os princípios do meu mestre professor Edson de Souza que sempre respeito, está sempre ao meu lado como se fosse o meu pai”, disse Yoacan emocionado ao receber a graduação do 6º DAN.

Referência no karatê nacional Yoacan recebeu a graduação após sete anos no 5º DAN e tem como mestre Edson de Souza que tem lhe dado o apoio incondicional há muito tempo. Yoacan tem 33 anos da prática ininterrupta do karatê mesmo no período que precisou de cirurgias sempre retornou dias após. Ele é professor de educação física e leciona o karatê em várias escolas e projetos sociais, além de administrar há 20 anos o Clube de Karatê União, que hoje é referencia no esporte em Sergipe. O KARATECA também coordenou arbitragem em vários eventos nacionais e fora do país.

 


Tô Nessa e Babalu farão noite de axé em homenagem a Asa de águia e Chiclete com Banana A banda sergipana ‘Tô Nessa’ e a banda alagoana ‘Baballu’ farão show com repertório homenageando os gigantes do Axé Music: Asa de Águia e Chiclete com Banana. A apresentação ocorrerá na próxima sexta-feira, 10, no Tequila Café, localizado na Passarela do Caranguejo, na orla de Atalaia. A casa será aberta às 20h e os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente no site Sympla. A ideia é lembrar as canções de sucesso das bandas baianas que estouraram no Brasil na década de 80 e continuam fazendo sucesso até hoje. O repertório contará com músicas de sucesso como Manivela, Dança do Vampiro, Voa Voa, Diga que Valeu, Foi por este amor, entre outras. Venha relembrar estes e outros sucessos!



PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

 

 

Da série de fotografias do cidadão Wanderson Andrade: https://www.instagram.com/wander.bastos    D. Petronila da Cruz, 98 anos, nascida e criada na zona rural de Carira-SE, devota de N. S.ra do Carmo e de S. Pedro. Conversei com D. Petronila uns 40 minutos para poder concretizar o retrato

 

 

 

 


 

EXPOCAF – Exposição de veículos antigos em São Cristóvão No próximo sábado 11 e no domingo, 12, acontecerá a EXPOCAF – Exposição de veículos antigos em São Cristóvão, a partir das 10h na Praça São Francisco. A entrada será gratuita também para o Museu de Artes Sacras. A exposição encerra o ano de 2021 das diversas exposições de veículos antigos que foram sucesso total. O evento pede a doação de dois quilos de alimento para o trabalho social da coordenação.
Expo07

 

 

 

 

EVENTOS ONLINE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO

 

 

Hoje, 7, a partir das 18h, webinar: “Cenário Econômico, Portfólio de Produtos e Serviços” Nos últimos anos o Brasil tem presenciado um aumento significativo na procura de serviços financeiros, seja por parte das pessoas ou das empresas, e em Sergipe não é diferente. Fundada em 2016, a Wert Investimentos, empresa sergipana e escritório credenciado ao BTG Pactual, oferece uma ampla gama de produtos e serviços do setor. Pensando nisso, o Instituto Fecomércio-SE e a Wert Investimentos convidam você a acompanhar, de forma 100% gratuita, o Webinar: “Cenário Econômico, Portfólio de Produtos e Serviços”. O seminário virtual contará com palestra do sócio da Wert, Homero Perrenoud, e será realizado hoje, 7, a partir das 18h. Link para inscrição: https://lnkd.in/dyNnEhPQ

 




PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK

 

 

 

 

 

 

 

Cid Seixas


Por Cid Seixas* 

A vida cultural dos estados da Bahia e de Sergipe, ainda hoje, está umbilicalmente ligada, como se formássemos uma só unidade da federação, que poderia ser chamada de BASE. Muitas personalidades culturais da

Bahia são, na verdade, sergipanos natos, a exemplo do José Calazans, autoridade nacionalmente referenciada pelos estudos sobre a Guerra de Canudos, e Nelson Araújo, outro importante estudioso que veio de Sergipe para enriquecer a seara dos estudos da história do teatro, das manifestações populares e também do mundo clássico greco-romano.

Coincidentemente, estes dois mestres sergipanos – que se tornaram referências capitais no contexto acadêmico e intelectual da Bahia – foram responsáveis pela iniciação de um jovem estudante de Salvador que fez um percurso de retorno às terras de Sergipe Del Rey. Vejamos então a trajetória desta figura multifacetada que traz na sua bagagem a herança de dois admirados intelectuais sergipanos.

O jornalista, pesquisador e professor Gilfrancisco, ilustre cidadão sergipano nascido na Bahia, está prestes a completar 70 anos de idade. No que pesem as muitas libras e arrobas temporais de anos vividos, ele continua arguto e produtivo. José Calasans e Nelson Araújo, infelizmente, não viveram mais tempo para testemunhar como os seus trabalhos de pioneiros retornaram à sua sempre lembrada terra natal, através do discípulo baiano – que a exemplo dos dois mestres também se vê sergipano.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Neste ano de 2021, a Universidade Federal de Sergipe, importante instituição cultural sediada no Estado, conferiu a Gilfrancisco a sua mais expressiva e elevada distinção acadêmica, o título de Doutor Honoris Causa.

Como me referi a ele como Cidadão Sergipano, devo fazer uma ressalva, antes de prosseguir com o texto de apresentação deste livro significativamente denominado A outra voz, a voz do outro.

No que pese a sua contribuição à nova terra escolhida como sua pátria intelectual, o Doutor Gilfrancisco é, por escolha afetiva e intelectual, um Cidadão Sergipano, mas não de fato e de direito, porque o devido título não lhe foi outorgado pela Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe. Outro título de natureza acadêmica que ainda não foi atribuído ao quase cidadão é o de “imortal sergipano”, conferido àqueles eleitos pelos confrades da competente Academia de Letras destas novas terras afetivamente conquistadas por Gilfrancisco.

O livro comemorativo dos 70 anos de Gilfrancisco é uma espécie de visão panorâmica do seu trabalho de jornalismo cultural. A julgar pelo título escolhido – A outra voz, a voz do outro –, já percorremos parte do melhor caminho; ou seja, estamos diante de um bom livro. O autor soube escolher magistralmente como denominar este conjunto de 18 entrevistas feitas para jornais e revistas, mas muitas delas ultrapassam a utilidade circunstancial da imprensa e se impõem como documentos da memória cultural.

Aliás, convém se repetir: este é o mérito dos escritos e subscritos do nosso autor. O lugar de destaque merecidamente conquistado por ele se deve à natureza da investigação cultivada ao longo dos anos, desde que na Bahia teve como mestres de metodologia e de trabalho dois sergipanos ilustres, os já referidos José Calasans e Nelson Araújo.

* * *

Abro parênteses aqui para dizer que acabo de ler alguns artigos do professor José Calasans Brandão da Silva – este é o nome completo do jovem sergipano que se tornou um respeitado patrimônio da vida cultural baiana e brasileira – reunidos no livro Cartografia de Canudos, uma das obras consideradas essenciais pelos estudiosos do tema. No momento estou empenhado em organizar um e-book com textos de Calasans sobre um dos muitos episódios da Guerra de Canudos.

Convém não confundir o educador José Calasans com o militar e deputado José Calazans, constitucionalmente eleito em 1892 primeiro Presidente da Província de Sergipe. Apesar de militar, este político sofreu forte oposição por parte dos apoiadores do primeiro golpe militar ocorrido no Brasil, apelidado de República.

Nascido no dia 14 de julho de 1915, o professor José Calasans fez sua formação básica no Liceu Sergipense, tendo em Salvador conquistado o título de bacharel em Direito, em 1937. Já formado, como bom filho volta à casa materna, passando a lecionar no Colégio Estadual de Sergipe e na Escola Normal Rui Barbosa. Nesta última tornou-se Catedrático de História do Brasil e de Sergipe, aprovado com distinção.

Devido à sua projeção intelectual, o mestre Calasans assumiu a presidência do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, no biênio compreendido entre 1945 a 1947.

Ainda em Sergipe, atuou em São Cristóvão, colaborando com Rodrigo de Melo Franco, como diretor do Iphan, promovendo a classificação de bens e imóveis da cidade.

Em 1947, José Calasans Brandão da Silva regressa a Salvador com a esposa e o filho José para lecionar na Faculdade Católica de Filosofia e na então Faculdade de Filosofia Ciência e Letras, núcleo formativo da futura Universidade Federal da Bahia.

No ano de 1951 presta concurso de Livre Docência de Historia do Brasil, defendendo a tese O Ciclo do Bom Jesus Conselheiro. Na mesma Faculdade, em 1959, conquista a Cátedra de História Moderna e Contemporânea, com o estudo intitulado Os Vintistas e a Regeneração de Portugal. Durante alguns anos foi Chefe do Departamento de História da UFBA e diretor da Faculdade, tendo sido eleito Vice-Reitor em 1980.

* * *

Depois de falar de um dos responsáveis pela formação BASE (Bahia-Sergipe) de Gilfrancisco voltemos ao livro A outra voz, a voz do outro, ora apresentado ao público leitor. O espesso volume comemorativo dos 70 anos do autor é dividido em três partes – (1) “História, Política e Jornalismo”, com seis entrevistas; (2) “Artes Plásticas, Cinema e Música”, formada por três conversas, uma sobre cada área artística; e finalmente a parte (3) “Literatura”, a mais longa de todas as unidades temáticas do livro, com nove entrevistas.

Observe-se que, na condição de testemunha ocular e participe ativo da vida cultural das duas unidades da federação brasileira, os estados da Bahia e de Sergipe, Gilgrancisco procura destacar o papel de personalidades de ambos os espaços territoriais e suas particularidades. Cabe agora ao privilegiado leitor deste conjunto de diálogos escolhidos mergulhar de cabeça, tronco e membros nas águas correntes deste rio de palavras repesadas. O Rio de Seu Francisco Setentão.


https://evidencie-se.com/doutor-gilberto-francisco-o-popular-gilfrancisco/

* É jornalista, escritor, Doutor pela USP e Professor Titular aposentado da Universidade Federal da Bahia. Editor do site Linguagens, hospedado no endereço: http://linguagens.ufba.br/

ARTIGO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ÊTA! PAPA DESTEMIDO E SINCERO 

“EMBORA EU NÃO SEJA VATICANÓLOGO OU COISA QUE O VALHA, PARA MIM, O PAPA FRANCISCO É A SÍNTESE ECLÉTICA DE SS.SS. JOÃO XXIII E PAULO VI” Por Clarkson Moura

S.S., O PAPA FRANCISCO, JORGE BERGOGLIO, POR SER HUMANO, É PASSÍVEL DE ERROS; MAS, A DESPEITO DA FALIBILIDADE DOS MORTAIS, NINGUÉM PODE TACHÁ-LO DE HIPÓCRITA, CONSERVADOR, MIDIÁTICO, VAIDOSO, NARCÍSICO, CONIVENTE E COVARDE.

O BISPO DE ROMA NÃO HESITOU EM DIZER A UM GAY: “DEUS O FEZ E O AMA ASSIM”.

EM SÃ CONSCIÊNCIA, CONFORME S.S. ASSINALOU, O MUNDO ESTÁ CANSADO DE MENTIROSOS E PADRES DA MODA — POPSTARS.

“PASSIM”, SUA SANTIDADE, COMO DE COSTUME, ORACULA ESPIRITUOSAS E OPORTUNAS ASSERÇÕES AUTORIZADAS.

AQUI, NO BRASIL, HÁ TANTO SACERDOTES DO TIPO INDIGITADO, QUE, SE SE LHES PRENDESSE CHOCALHO AO PESCOÇO — DE TÃO DESGARRADOS DA VERDADEIRA TEOLOGIA CRISTÃ E DA DOUTRINA SOCIAL DA IGREJA ROMANA QUE ESTÃO TAIS AFETADOS APÓSTOLOS — NINGUÉM CONSEGUIRIA MAIS DORMIR NESTE PAÍS DE DIMENSÕES CONTINENTAIS.

SENDO ASSIM, FAZ-SE IMPERIOSO E PREMENTE QUE O MAIS ALTO MANDATÁRIO DA IGREJA CATÓLICA, S.S. FRANCISCO, NESTES TEMPOS DE TURBULÊNCIA GERENCIAL E ESPIRITUAL NAS ENTRANHAS DESSA INSTITUIÇÃO MILENAR, EFETIVE SUA RESTAURADORA, OUSADA E ESPINHOSA MISSÃO DE DEPURAR-LHE TODAS AS INSTÂNCIAS HIERÁRQUICAS, POLUÍDAS QUE ESTÃO DA VOLÚPIA MATERIALISTA, DO FLAGELO DA CORRUPÇÃO E DA LEPRA DA PEDOFILIA, PRINCIPALMENTE, NO SEGUIMENTO SACERDOTAL.

POR ISSO, A IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA, QUE ESTÁ EM FRANCA DECADÊNCIA, TE AGRADECE AS IMEDIATAS E PROFUNDAS PROVIDÊNCIAS PONTIFÍCIAS EM IMPLEMENTAÇÃO.

TU ÉS SINGULAR.

AVANTE! SUMO PONTÍFICE!


PELO TWITTER

www.twitter.com/DalaiLama Cultivating compassion is not a religious practice focused on ensuring we go to heaven or a good future life. It’s about living a good day-to-day life here and now. It’s about being a happy person. Warm-heartedness is a fundamental good human quality.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




www.twitter.com/depfmitidieri Fala, meu povo. Ótima semana a todos. A dica da semana é a seguinte:
“Não confunda obstinação com obsessão”

www.twitter.com/mendoncaprado Postagem do governador de Alagoas, Renan Filho, mostra que Sergipe tem as piores rodovias do nordeste brasileiro. Uma notícia ruim.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

www.twitter.com/frednavarro O Brasil, sempre na vanguarda da retaguarda política, inventou a terceira via dividida em três.

 

www.twitter.com/maxnoblog Vivi para ver o Gabeira na GloboNews dizer que o União Brasil é a direita mais democrática, branda e quase ‘antifacismo’. União Brasil é o partido que nasceu do Democratas, que veio do PFL, que foi parido pela Arena.


Frase do Dia
“O que eu falo é bem pensado. Não receio escaramuça. E que aceite a carapuça quem se sente melindrado.” Noel Rosa.



O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais