Nomes sujos

0

A maioria dos novos prefeitos sergipanos está no mato sem cachorro. Inscritas negativamente no Cadastro Único de Convênio (Cauc) da Secretaria do Tesouro Nacional, 89% das Prefeituras de Sergipe não podem fazer qualquer convênio com o governo federal. Isso significa que, enquanto não limparem os nomes, estão impedidas de receber recursos para tocar os projetos anunciados na campanha eleitoral passada. Portanto, antes de viajarem quase toda semana à Brasília visando conseguir recursos junto aos Ministérios, os novos administradores deveriam se esforçar para tirar o nome das Prefeituras do Serasa oficial. Do contrário, não conseguirão honrar as inúmeras promessas feitas contando com a ajuda de recursos liberados pelo governo da presidente Dilma Roussef (PT).

Devedores

A Secretaria Estadual da Fazenda vai divulgar na internet a relação das pessoas, físicas ou jurídicas, que possuírem débitos inscritos na Dívida Ativa Estadual. Serão tornados públicos 17.954 processos inscritos e uma dívida de valor global de R$ 3,6 bilhões. Não estarão na lista os processos com qualquer hipótese de suspensão da exigibilidade do crédito, e quando o devedor tenha ajuizado ação visando discutir a natureza da obrigação ou o seu valor.

Latas velhas

Uma manifestação marcada para as 16h de hoje vai protestar contra o reajuste do preço da passagem de ônibus solicitado pelas empresas de transporte de Aracaju. Organizado pela Frente em Defesa da Mobilidade e Transporte Público, o ato acontecerá no calçadão da rua João Pessoa. Os manifestantes querem o congelamento do preço da tarifa até que as concessionárias melhorem – e bota melhora nisso – o serviço prestado aos aracajuanos.

Proinveste

Ficou para a próxima semana o encontro do governador Marcelo Déda (PT) com a bancada da oposição para discutir os últimos detalhes do projeto que autoriza o governo a fazer um empréstimo milionário junto à União. O adiamento ocorreu porque o petista teve que viajar ontem para São Paulo, onde se submete a mais uma quimioterapia. A reunião deve acontecer na semana que vem. Que novela cumprida, hein!

Desumano

O casal José Orlando e Joelma Silva foi preso ontem em Propriá sob a acusação de permitir abuso sexual na filhinha de seis anos em troca de míseros 5 reais. Os dois foram denunciados pelo Conselho Tutelar, tendo a Polícia chegado na hora em que um tal de José Bezerra acariciava a garotinha. Ele também foi preso. O crime teria sido confirmado por outra filha do casal. Que lástima!

Lucro

O lucro líquido do Banese em 2012 foi de R$ 87,9 milhões, tendo o patrimônio do banco atingido R$ 257,8 milhões. É o que revela o balanço financeiro da instituição. Em relação a 2011, a lucratividade do Banese registrou pequena queda causada principalmente pela forte redução dos juros ocorrida no ano passado. Segundo ainda o balanço, a carteira de crédito cresceu 10% em 2012, e o crédito dirigido ao desenvolvimento aumentou 20%. Bons números!

Coitadinhos

Os contra-cheques dos senadores e deputados federais vão ficar menos gordos tão logo seja sancionado o projeto aprovado ontem na Câmara acabando com os 14º e 15º salários pagos aos parlamentares. Essas vergonhosas ajudas de custo foram criadas pela Constituição de 1946, quando a capital do país era ainda no Rio de Janeiro, e objetivavam custear as viagens, que eram mais difíceis naquela época.

Vice liderança

Quase todos os professores de escolas públicas (98%) usam livros didáticos. Segundo levantamento do QEdu: Aprendizado em Foco, 1% acredita que o livro não é necessário e 1% não usa porque a escola não tem. O estudo mostra ainda que os livros didáticos ocupam o 2º lugar dentre os mais lidos pelos brasileiros, logo depois da Bíblia.

Replantio

Para recompor a quantidade de umbuzeiros, o prefeito de Canindé, Heleno Silva (PR), determinou o replantio em várias áreas do município. É o que revela o colega Eugênio Nascimento no Blog Primeira Mão. “O umbuzeiro, árvore que produz no umbu e dele se faz suco, sorvete, umbuzada e outras coisas mais, precisa voltar a ser presença em todo o semi-árido de Sergipe”, explica Heleno, feliz por ter saído na frente. Legal!

Tempo

Rapidinho assim já foram embora janeiro e fevereiro de 2013. Logo, logo estaremos afinando a sanfona para os festejos juninos. Até parece que o relógio do tempo está mais rápido. Que coisa, não?

Do baú político

O ex-senador Passos Porto pautou sua vida pública pela simplicidade e pelo diálogo, a ponto de ser aliado do ex-governador Leandro Maciel (UDN) e ter a simpatia do ex-governador Seixas Dórea (PSD), que em 1962 derrotou o líder udenista. Naquele mesmo ano, Passito, como era chamado, não conseguiu se reeleger para a Câmara Federal. Porém, graças ao pedido feito por Dórea ao governo de Brasília, foi escolhido numa lista tríplice como diretor financeiro da Companhia Urbanizadora da Nova Capital da República (Novacap). Entrevistado por Osmário Santos, o ex-senador contou orgulhoso: "Inaugurei Brasília. Assinei o ato de fundação da nova capital da República". Deixou o cargo três anos depois para assumir uma cadeira na Câmara Federal, devido às mortes dos deputados Euclides Paes Mendonça e Francisco de Araújo Macedo. Pacífico e com uma larga experiência administrativa, Passos Porto era sempre lembrado para disputar o governo de Sergipe ou ser prefeito. Com o assassinato de Euclides Paes Mendonça, foi convidado para sucedê-lo no comando político de sua terra, Itabaiana, mas não aceitou: “A violência de lá me intimidava. O município era muito violento”, explicou.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais