Nova Sudene para Sergipe

0

  O governador Marcelo Déda vai participar do IV Fórum de Governadores do Nordeste em Teresina (PI), disposto a liderar a região nas reivindicações junto ao Governo Federal. Para isso conta com o apoio do governador da Bahia, Jacques Wagner (PT), do próprio governador do Piauí, que também é petista, Wellington Dias e outros governadores. Além de problemas fiscais, da segurança pública, da transnordestina e algumas obras, a nova Sudene estará na pauta do encontro.

  A imprensa nacional já divulgou e o próprio governador Marcelo Déda já disse que pediu ao presidente Lula um cargo do primeiro escalão ou de relevância para Sergipe. Só para lembrar a presidência da Petrobrás é um cargo do segundo escalão, mas tem status de ministério. Agora Déda luta para que José Eduardo Dutra seja o comandante da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste – Sudene. Um cargo, que ao contrário de que muitos pensam não será mais decorativo como na Sudene anterior, que era apenas um órgão que analisava e fiscalizava projetos individuais. Essas funções serão efetuadas pelos bancos, responsáveis pelos financiamentos através do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) e do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE).

  Pela nova concepção aprovada no Congresso Nacional a Sudene  apenas estabelecerá as prioridades de aplicação desses recursos, podendo definir setores a serem incentivados, mas não empresas individuais. A idéia é que a nova Sudene esteja muito mais voltada para o planejamento de políticas para a região do que para execução de programas de financiamento como fazia a antiga Sudene.

  Ou seja, a nova Sudene passa a ser responsável pela proposta de um Plano de Desenvolvimento Regional: o objetivo maior perseguido com a recriação da Sudene é criar uma instituição de excelência para pensar de forma estratégica as políticas federais para o Nordeste e fazer avaliação dessas políticas anualmente, informando ao Congresso Nacional se as políticas do governo federal estão ou não contribuindo para o alcance das metas definidas na Lei do Plano de Desenvolvimento Regional do Nordeste, que será elaborado pela Sudene em conjunto com o Ministério da Integração e apresentado ao Congresso Nacional na forma de um projeto de lei. Dessa forma, todos os anos por ocasião da discussão do orçamento (LDO e PLOA), senadores e deputados estariam de posse dessa avaliação que serviria de importante subsídio para a alocação dos recursos orçamentários do ano seguinte. A antiga Sudene havia se tornado um órgão muito mais de execução do que de planejamento e avaliação das políticas públicas no Nordeste.

 Os recursos da nova Sudene: O FDNE que é um fundo orçamentário criado por ocasião da criação da ADENE e que tem a quase totalidade dos seus recursos contingenciados ou não emprestados, passa a ter condições de empréstimo mais vantajosas do que o FNE. A ADENE não consegue emprestar recursos desse fundo porque as condições são piores e a taxa de juros mais alta do que os recursos do FNE. Os senadores da Comissão de Desenvolvimento Regional e de Turismo (CDR) tornaram os recursos do FDNE não passível de contingenciamento e esses recursos passam a ser automaticamente transferidos para o BNB no dia 20 de cada mês, evitando que esses recursos sejam utilizados para a geração de superávit primário com tem sido feito integralmente desde sua criação. Adicionalmente, ao contrário do que ocorre hoje quando o recurso não utilizado em um ano não passa para o ano seguinte, nesse novo formato, como os recursos são automaticamente transferidos todos os meses para uma conta do BNB, mesmo que o recurso não seja utilizado em um ano ficará automaticamente disponível para o ano seguinte

  Marcelo Déda sabe que a nova Sudene terá um papel importante nos próximos anos, principalmente porque o Governo Federal já estabeleceu como prioridade o fortalecimento econômico da região Nordeste. A nomeação de José Eduardo Dutra para comandar a Sudene representará não apenas o fortalecimento político do grupo liderado por Marcelo Déda, mas também um novo alento para a região, sobretudo para os sergipanos que têm a esperança de melhores dias com o novo governo estadual. Não será apenas uma mudança de nome, mas de atitude.

 

Não precisa contratar consultoria

“Precisamos consertar o que está errado”. Do governador Marcelo Déda ontem na reunião com o secretariado. Mais do que consertar o que está errado o governador deve mostrar para sociedade – assim que tiver todo o diagnóstico – a real situação financeira do Estado e, principalmente, para onde foi sangrado os milhões e milhões dos cofres públicos. Só uma dia: não precisa contratar consultoria.

 

Dom Ravieri, o consultor espanhol

Muitos leitores ligaram para saber o enigma da coluna de ontem. Pois bem. Quem recebeu R$ 900 mil há mais de um ano para fazer um estudo técnico sobre o turismo de Sergipe, foi o espanhol Don Ravieri, cantado em prosa e verso pelo governo anterior. Quem leu o estudo de Ravieri disse que é bem elaborado e técnico, mas nada que qualquer técnico brasileiro ou até mesmo sergipano não pudesse fazer. A prova disso é que o governo anterior, que contratou o consultou pela bagatela de R$ 900 mil não deu divulgação ao estudo técnico. Este colunista vai começar a exercitar seu espanhol, quem sabe não sobra uma consultoria dessa….

 

Caos administrativo: cadê as consultorias

Está resolvido. Enquanto não descobrir quanto foi gasto do dinheiro público em consultorias nos últimos quatro anos esta coluna não deixará de lembrar. Até porque pelo caos administrativo que se encontra o estado, com uma estrutura arcaica, com uma precariedade grande dos vínculos funcionais (servidores efetivos, comissionados, terceirizados e um festival de ilegalidade) é hora de perguntar: cadê a Dom Cabral e todas as outras que não fizeram nada para mudar este quadro caótico administrativo? Aguardem, vem ai a Máfia das Consultorias, quem tiver problema de coração é melhor não ler.

 

 

Solidariedade aos colegas de profissão

Este colunista presta solidariedade aos colegas de profissão que foram rispidamente repreendidos ontem ao chegarem no terceiro andar do Palácio de Despachos. Este jornalista não estava presente por conta de se encontrar em São Paulo desde a última sexta-feira (só retorna no sábado). Este capitão Alessandro parece que não entende o papel da imprensa. Pelas informações chegadas através de uma matéria na Infonet o capitão não prestará mais serviços no Palácio. É uma boa medida. É o mínimo de respeito que se pode ter com a imprensa.

 

Sinduscon se reúne com Secretário do Desenvolvimento I

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Sergipe – Sinduscon – Luciano Barreto e vários dirigentes sindicais tiveram ontem uma reunião com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Jorge Santana. Na reunião o Sinduscon apresentou as sugestões relacionadas com o desenvolvimento de Sergipe. Luciano Franco Barreto, entregou ao titular da pasta um  estudo contendo um conjunto de medidas relacionadas com contratações  de obras públicas, política habitacional e padrões de orçamentação de 

obras.

 

Sinduscon se reúne com Secretário do Desenvolvimento II

O estudo tem como base o crescimento da construção civil e  fortalecimento da pequena e média empresa local. “Entendemos que como  interlocutor da classe empresarial junto ao governador Marcelo Déda,  não haveria outra pessoa mais apropriada para intervir pela categoria 

em prol das medidas apresentadas”, afirmou Luciano Barreto ao elogiar o trabalho desenvolvido por Jorge Santana à frente da Associação Comercial de Sergipe. Durante a reunião, Luciano Barreto também solicitou ao secretário  Jorge Santana que levasse ao governador o pedido para que o Sinduscon  tenha representantes da entidade nos conselhos dos órgãos contratantes 

do Estado, a exemplo da Dehop, DER, Deso e Sergas.

 

 

Duas tubas num canto da Procuradoria do Estado

São vários objetos que estão sendo encontrados nos depósitos do governo estadual. Nos últimos dias foram encontradas duas tubas num canto do prédio da Procuradoria do Estado que fica ao fundo do Palácio Olimpio Campos. Pelo inventário os dois instrumentos musicais foram comprados ainda no governo Valadares e entregues no governo posterior. Até hoje se encontram num canto…

 

 

Edvaldo anuncia hoje novo nome da Seplan

Hoje, às 10 horas, o prefeito Edvaldo Nogueira irá anunciar o nome de quem estará no comando da Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), até então conduzida pela engenheira agrônoma e mestre em Economia Lúcia Falcón. A solenidade acontecerá  no Centro Administrativo Prefeito Aloísio (Campos Rua Frei Luiz Canolo de Noronha, 42, Conjunto Costa e Silva).

 

 

Ainda sobre a orla de Aracaju I

De um sergipano leitor da coluna que mora em outro Estado: “Um breve comentário, e entendido por mim como pertinente, a respeito do também comentário feito por uma leitora sobre a orla de Aracaju. Alguns turistas que retornavam de um tour pelo Nordeste, ao verem a placa de meu carro de Aracaju, no estacionamento do hotel, me procuraram para falar da beleza e conservação da orla. Como sergipano fiquei orgulhoso de ouvir tais comentários e, reforço a opinião da leitora. Não deixem a orla ser um parque da Gov. Valadares, o calçadão F. Collor, o Parque da Cidade, a orlinha da coroa do meio e tantas outras obras que não mereceram dos poderes públicos,municipal e estadual, nos últimos anos, a atenção necessária. E, os turistas disseram que entraram em Aracaju para descansar da viagem, que Aracaju não estava em seu roteiro, mas foi uma grata surpresa. Pretendem na próximas férias dedicarem mais dias para Aracaju. Tomará que encontrem tudo como encontraram agora.Também é preciso que a divulgação de Aracaju saia do eixo Maceió e Salvador”.

 

Ainda sobre a orla de Aracaju II

Já outro leitor escreveu a seguinte opinião:Bem, em relação ao comentário da leitora referente à orla, eu até concordo com a mesma quando ela comenta que o bem público, independente de que o fez, deve ser preservado, isso é fato. Posso até apontar alguns outros defeito: Como vendedores ambulantes ocupando a passagem de pedestre nas calçadas, com mesas, cadeiras máquinas e moer cana, etc, presenciei o próprio vendedor jogar na grama resto da mesa, alguns equipamentos de malhação danificados, por conta da maresia, enfim existe sim alguns situações que precisam ser organizadas. Porém, essa conversa me deixa preocupado, quando se diz que a orla deve ter atenção especial, onde na verdade temos prioridades mais urgente e por que não mais importantes. Não se pode esquecer que no governo passado, focou tanto a atenção pra essa orla e a na ponte, e deixou o estado a deriva. Conservar sim, mas ser prioridade não”.

 

Visita as obras do Projeto Jacaré-Curituba

O Presidente da Codevasf, Luiz Carlos Everton Farias, e toda a diretoria da empresa cumprem hoje agenda de visita às obras do Projeto Jacaré-Curituba, em Canindé do São Francisco, em implantação mediante convênio com o Exército Brasileiro através do 7º Batalhão de Engenharia e Combate. Na parte da tarde, a equipe visita as obras de contenção do processo erosivo das margens do rio São Francisco, no Perímetro Cotinguiba-Pindoba, em fase de conclusão, no município de Propriá. A equipe será acompanhada pelo superintendente substituto da Codevasf em Sergipe, Engº Agrônomo Orlando Tavares Oliveira e pelo futuro Superintendente Regional, Engº Agrônomo Antonio Viana Filho, que assume o cargo no próximo dia 5 de fevereiro em solenidade a realizar-se no auditório da empresa neste Estado.

 

 

OAB/SE realizará recadastramento

Com o objetivo de atualizar os dados pessoais e profissionais e exercer com maior rigor a fiscalização quanto ao exercício profissional, o novo Conselho da seccional de Sergipe da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE) priorizou para este primeiro quadrimestre o recadastramento dos advogados sergipanos. “A finalidade primordial da OAB/SE é o controle e fiscalização do exercício profissional”, justifica o presidente da entidade, Henri Clay Andrade. Para ser recadastrado, o advogado precisa preencher um formulário específico, que ficará à disposição dos profissionais a partir de março na Casa do Advogado, localizada à avenida Barão de Maruim, na sede da OAB/SE, localizada na Travessa Martinho Garcez, 71, no Centro da Cidade, e também nos Fóruns. Ao advogado será assegurada a opção de fazer o recadastramento por meio da Internet. Basta o profissional acessar o site da entidade – www.oabse.org.br, onde ele pode encontrar o formulário, que será disponibilizado a partir do mês de março.

 

Frase do Dia

“Contrate e promova primeiro com base na integridade; segundo, na motivação; terceiro, na capacidade; quarto, na compreensão; quinto, no conhecimento; e, por último, como fator menos importante, na experiência. Sem integridade, a motivação é perigosa; sem motivação, a capacidade é impotente; sem capacidade, a compreensão é limitada; sem compreensão, o conhecimento é insignificante; sem conhecimento, a experiência é cega. Uma pessoas com todas as outras qualidades, adquire facilmente e coloca rapidamente em prática a experiência” .Dee Hock.

 

 

 

 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais