O atoleiro montado pelo oleiro

0

Mês passado, em artigo intitulado “Lula pode virar Sarney e o PT, o PMDB!?”, advertia para a necessidade do presidente assumir o controle político e administrativo do governo, do PT e dos aliados, para não correr o risco, “dado às devidas proporções e situações históricas”, não cair nas mesmas armadilhas do ex-presidente Sarney e do PMDB nos idos da década de 80, quando o país vivia a febre da redemocratização e o PMDB foi o instrumento partidário usado naquele momento, enquanto os setores conservadores e tradicionais da política promoviam a desestruturação total da legenda e do país dentro do princípio “quanto pior melhor, para poder continuar mandando”. E o PMDB caiu como um patinho na armadilha.

 

Resultado. Os conservadores oriundos da velha Arena e do PDS tomaram conta do partido, expurgando a esquerda à época liderada pelo hoje ministro da Controladoria Geral da União, Waldir Pires. Raros foram os parlamentares da esquerda eleitos após a Constituinte de 1988. A maioria cometeu os mesmos erros da chamada “esquerda petista”. Em nome de uma coisa que não existe na política: “do puritanismo” terminaram fazendo o jogo dos algozes, os quais hoje montam as mesmas armadilhas para o PT, que tem caído feito um patinho. Poderia aqui citar uma série de armadilhas que o próprio PT e aliados contribuíram para o desgaste do governo Lula, mas me aterei a apenas duas: a disputa pelo comando da Mesa Diretora da Câmara Federal e as constantes assinaturas de parlamentares do partido a pedidos de CPI.

 

Não quero dizer com isso que as CPIs (Correios, Caso Valdomiro etc…) não devem ser instaladas. A contrário, como cidadão e ser critico sou de opinião de que tudo deve ser apurado com a maior transparência possível, seja por via das investigações da PF, do Ministério Público Federal (MPF) ou de CPI no Congresso. No entanto, com esse mesmo tom critico todo cidadão ou cidadã sabe que existe uma tendência de toda força de oposição (o PT sabe disso melhor que ninguém), transformar qualquer CPI em palanque eleitoral, ainda mais quando estamos há menos de um ano das eleições gerais. Por conta desses e de outros equívocos primários o PT parece estar entrando numa encruzilhada.

 

As denúncias do presidente nacional do PTB, deputado Roberto Jefferson, é uma prova inconteste disso. Ao que parece o oleiro molhou demais o barro e pode ficar preso ao excesso de liga provocado pelo excesso de água colocada no mesmo barro. É assim que muitos brasileiros vêm o governo Lula e o PT hoje. Traduzindo: está preso a suas próprias armadilhas. E o que é pior, não está sabendo desmontá-las.

 

É o cara

Para quem estava prestes a perder o comando do PSDB, o ex-governador Albano Franco, com seu jeito escorregadio conseguiu atrair para si, essa semana, os holofotes da imprensa local. Tanto tem chances de ficar com o PSDB como de tomar o controle do PL dos pastores da Igreja Universal. 

 

Muito chata

A música do PP, em ritmo de forró, é muito chata. A letra é repetitiva e a voz escolhida chega a irritar os tímpanos. O programa do partido, levado ao ar ontem á noite em cadeia estadual de rádio e televisão, também foi muito chato e repetitivo. O PP de Sergipe precisa se reciclar ou do contrário…

 

Previsão Sombria

O PT de Sergipe pode implodir durante o processo eleitoral para escolha dos novos dirigentes da legenda no estado. Todas as facções apresentaram candidatos à presidência do partido. A previsão é de um petista histórico que se diz cada dia mais irritado com o “excesso de democracia” petista.

 

Esvaziado

O senador Almeida Lima conseguirá seu intento. Terá o comando do PSDB em Sergipe só para si e seu agrupamento. Fonte ligada à legenda, no entanto, diz que ele só receberá o partido às vésperas do fim do prazo de filiações para quem deseja disputar mandato em 2006, para que não tenha tempo de montar chapa forte. Aguardemos…

 

Anotem

Nos próximos meses poderá estourar uma grande bomba numa administração pública municipal. Se confirmada as denúncias, será coisa grossa.

 

Pelo ralo

Em nome da política o governo do estado está mandando pelo ralo uma boa parcela do dinheiro do contribuinte na criação de secretarias desnecessárias.

 

Cadê o Rodo

A banda baiana “O Rodo” está cobrando do PT uma divida de mais de R$ 100 mil, por trabalho prestado na campanha eleitoral do partido aqui em Sergipe. O representante da banda sugeriu ontem, numa entrevista num desses programas matinais de rádio, que “os prefeitos e vereadores eleitos pelo PT reservem parte de seus salários para saldar a dívida”.

É o besta!!!…

 

Com fé

Tem alguém muito poderoso na vida empresarial e política de Sergipe querendo a todo custo convencer os sergipanos que o dublê de deputado federal com pastor, Heleno Silva, é o candidato a senador preferido de parcela considerável da população sergipana. Pior… Tem muita gente acreditando nessa história da carochinha.

Jerônimo Reis que o diga…

 

É possível

Os senadores Antônio Carlos Valadares (PSB) e Almeida Lima (PSDB), poderão juntar-se ao ex-governador Albano Franco (ainda no PSDB) para formação de uma chapa alternativa na disputa pelo governo no próximo ano. A previsão aparentemente esdrúxula é de um experiente estrategista político.

 

josearaujo@infonet.com.br 

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais