O CONGRESSO E A “GENI”

0

O Congresso Nacional deve passar por uma reforma ampla nas eleições. É visível a mais absoluta desconfiança da maioria dos membros que integram a Câmara Federal e o Senado. É possível que à primeira vista não dá para perceber alguma preocupação da sociedade com o Congresso, onde a lama desce pela rampa e inunda toda área em redor do majestoso prédio. Não é exagero dizer que o Congresso está sendo posto a nu, para frustração de quem ainda acredita na boa fé de alguns políticos. O Poder Legislativo ainda merece algum respeito pela presença de algumas figuras ilustres que têm a admiração do país. Entretanto, perdeu a dignidade pela presença de uma boa parte de parlamentares corruptos, que não foram cassados e lá permanecem com direito a mexer com a vida de cada cidadão. Lá se amontoou, sob proteção e conveniência das presidências da Câmara e Senado, que boicotam todas as tentativas de passar o poder a limpo, uma quadrilha que manipula vendas de ambulâncias superfaturadas.

No início desta semana aconteceu um fato que expôs o pensamento que o cidadão brasileira tem dos senhores deputados. O advogado Sergio Wesley, que atua na defesa de membros do PCC, deu uma resposta a integrantes da CPI que apura o tráfico de armas. Insultado pelo deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP): “o senhor aprendeu muito com a malandragem”, Wesley foi imediato: “a gente aprende rápido aqui”. O deputado Alberto Fraga (PFL-DF), um coronel da Polícia Militar, sentiu-se ofendido: “olhe bem para os deputados que estão a sua volta, não confunda”. Após avaliar as notas do depoimento, o presidente da comissão pediu que a Polícia Legislativa desse ordem de prisão ao advogado. Wesley saiu de lá algemado. Mas se os deputados pensaram que devolviam o respeito e admiração da sociedade pelo legislativo, se enganaram. No dia seguinte a prisão foi assunto em todo o país e a opinião geral era de que o advogado apenas falara a verdade e teria sido preso por isso. A resposta de Wesley foi unanimidade nacional.

Ontem aconteceu outra agressão – ou ameaça – a um poder sob suspeita. Dez cartas foram enviadas a membros da Câmara dos Deputados com fezes dentro. Isso mesmo, merda. A primeira expressão que deixa o Congresso se revelar como a “Geni”, personagem controvertida de uma letra de Chico Buarque de Holanda. Algumas das cartas tinham remetentes com nomes árabes e foram encaminhadas de São Paulo. Em outras, o resíduo estava enrolado em papel higiênico. O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), reagiu ao protesto. “O Congresso é um retrato da sociedade. Você tem pessoas boas e ruins. O importante é separar o joio do trigo. O que não pode haver é democracia sem Congresso, sem representação da sociedade. As pessoas que generalizam precisam primeiro pensar nisso”. O deputado Gilmar Machado, um dos que recebeu o envelope, disse que entendeu o protesto como uma ameaça por ter assinado o pedido de criação da CPI das Sanguessugas. “Isso não me assusta, quando assinei os requerimentos das CPIs dos Bingos e dos Correios também sofri ameaça de morte. Isso não vai me coagir”.

Renan Calheiros não é dos melhores para falar em democracia e respeito. Ele também não sabe separar o joio do trigo. Calheiros patrocinou uma manobra para sepultar a CPI que visava investigar os congressistas sanguessugas, aqueles que agiram em parceria com a máfia da compra superfaturada de ambulâncias. O movimento de Renan produziu uma reação acalorada dos proponentes da CPI. Raul Jungmann (PPS-PE) cobrou explicações na sessão conjunta do Congresso. Renan alegou que teria sido detectado um erro na lista de assinaturas do pedido de CPI. Fernando Gabeira (PV-RJ) subiu no caixote: “Ao usar um artifício desses, Vossa Excelência está passando o trator por cima da minoria”. Dedo em riste, Gabeira disse “pode esperar muitos coquetéis molotov, que é a forma de a minoria se defender”. Depois classificou a manobra de Renan como um “ato de solidariedade com essa quadrilha”, e disse que ele “não tinha escrúpulos”.

Esse é o Congresso que está agora. Esse é o Congresso que a sociedade vai mudar, votando com consciência nas próximas eleições. A sociedade não merece essa representatividade.

 

 

ESCATOLÓGICO

Os protestos contra o Congresso passaram da trivial manifestação nas galerias do plenário e chegaram ao nível escatológico.

A segurança da Câmara informou, ontem, que nove parlamentares receberam envelopes com conteúdo bem inusitado: fezes”.

 

ESTRANHO

Estranhamente, uma das cartas com fezes era endereçada ao deputado federal João Fontes (PDT), que no mesmo dia anterior recebera ameaça de morte.

Os demais que receberam foram: Gilmar Machado (PT), Vadão Gomes (PP), Iara Bernardes PT), José Mentor (PT), Durval Orlato (PT), Irineu Colombo (PT), José Janene e João Alfredo (PSol).

CONDIÇÕES

O ex-governador Albano Franco (PSDB) só vai declarar apoio a Marcelo Déda se ele conseguir partidos para uma coligação ampla com os tucanos.

Esta chapa seria formada pelo PSDB, PL, PTB e PSB para formação de um chapão. Só assim tudo ficava absolutamente certo.

 

RECUSA

O deputado federal Heleno Silva (PL) declarou ontem que não aceita outro chapão que não seja de partidos de esquerda.

Heleno diz que está na oposição desde 2002 e todos os partidos têm que estar juntos para disputar em pé de igualdade.

 

PROGRAMA

O Partido Liberal está iniciando as gravações para o programa político que vai ao ar no dia 12. Terá assessoria de uma equipe de Brasília.

Os liberais vão apresentar o trabalho do partidos e seus parlamentares. Heleno adiante: “não vamos falar nem em Chico, nem em Francisco”.

 

JOÃO FONTES

O deputado federal João Fontes (PDT) responsabilizou ontem o presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB), por qualquer coisa que venha a lhe acontecer. Fontes foi ameaçado de morte.

Aldo Rebelo disse que não conseguiu falar com o ministro da Justiça, Thomas Bastos, mas conversou com o governador João Alves para dá proteção ao deputado no estado.

 

CÂMARA

“Sou um deputado federal, as ameaças ocorreram nas dependências da Câmara e o presidente da Casa não toma providências”, indignou-se João Fontes.

Disse que não duvida da Polícia sergipana, mas para um caso desse tipo a proteção temque ser feita pela Polícia Legislativa e Polícia Federal.

 

BLOG

Está no Blog do Josias: “O petista Marcelo Déda, considerou despropositada a avaliação eleitoral do seu partido, divulgada aqui na parte que diz respeito a Sergipe”.

A informação foi repassada pelo próprio Marcelo Déda, que telefonou para o jornalista Josias de Souza e lhe enviou – por fax – algumas pesquisas publicadas.

 

CONTINUAÇÃO

Segundo o blog, Déda diz que lidera as pesquisas há um ano. “Na última delas, feita há menos de 30 dias pelo instituto Dataform, eu estava com onze pontos de vantagem sobre João Alves”.

“Déda compartilha da avaliação de que a situação do PT na maioria dos Estados contrasta com o desempenho de Lula nas pesquisas, mas em Sergipe, o PT vai à eleição em posição confortável”.

 

JOÃO ALVES

O governador João Alves Filho (PFL) não encontrou motivos para falar com o jornalista Josias de Souza e reafirmou que tem ouvido boas notícias de sua equipe de avaliação política.

João Alves diz que há registro de crescimento de sua candidatura na capital e que um dos técnicos admite que ele ganha as eleições já no primeiro turno.

 

BOSCO

O presidente regional do PSDB, deputado federal Bosco Costa, disse há 15 dias quase que não conversa sobre possíveis coligações do seu partido.

Disse que estava aguardando a decisão da maioria dos tucanos. Garantiu que “não sou empecilho para qualquer acordo que o PSDB faça”.

 

MINORIA

Bosco Costa diz que tem sido minoria sobre o que imaginava para o destino do PSDB para a disputa das eleições deste ano.

Lembrou que “quando há um ano defendia eleição própria para o partido, a maioria não concordou”. Acha que essa seria a melhor posição.

 

BACALHAU

O ex-prefeito Marcelo Déda e o senador Valadares (PSB) almoçam ontem um bom bacalhau, acompanha por excelente vinho, no restaurante Francisco, em Brasília.

Segundo uma fonte, os dois conversavam exatamente sobre a melhor forma de buscar solução para a coligação ampla com o PSDB.

 

 

Notas

 

APOSENTADORIA

Sem alarde, uma comissão especial da Câmara votou, quarta-feira, uma mudança na Constituição que pode afetar a vida de milhares de servidores em todo o país. A proposta, já aprovada pelo Senado, eleva de 70 para 75 anos o limite de idade para aposentadoria compulsória a servidores da União, dos estados e dos municípios. 

A proposta garante, ainda, àqueles que se aposentarem com essa idade – e que ingressaram tardiamente no serviço público – o direito de receber o benefício integral. Hoje, esse valor é proporcional ao tempo de contribuição.

 

VALE TRANSPORTE

A Comissão de Viação e Transportes da Câmara Federal aprovou a proibição do pagamento de dinheiro em substituição do vale-transporte. O Projeto de Lei é de autoria do deputado Mário Negromonte (PP-BA) e impede a concessão do benefício tarifário no serviço de transporte, inclusive pelo Poder Público.
A proposta veda a substituição, mesmo que decorrente de acordo ou convenção coletiva, e determina que a parcela das despesas com transporte a ser coberta pelo empregado deve ser de 6% do seu salário integral, incluindo benefícios.

 

PAGAMENTO

O deputado Paulo Santiago (PT-PE) criticou ontem o dispositivo constitucional que impede o Congresso de opinar sobre pagamento de dívidas públicas, o que, ao seu ver, é antidemocrático. O parlamentar lamentou que os grandes instrumentos de decisão sobre divisão das riquezas não estejam submetidos a nenhum foro democrático.

“Se o Congresso Nacional está impedido de tomar decisões sobre a divisão de recursos da carga tributária, que democracia é essa?”, questionou o parlamentar. “Estamos sendo vítimas de uma fraude democrática”, acrescentou Santiago.

 

 

É fogo

 

O jornalista Luiz Nassif fará palestra em Aracaju, quarta-feira, às 20 horas sobre o cenário econômico. Acontecerá no lançamento do Cartão Afinidade (segunda etapa).

 

A vinda de Luiz Nassif a Aracaju é uma iniciativa da Federação das Câmaras de Diretores Lojistas (FCDL) e do Banese.

 

Agora, aposentados e pensionistas que fizerem um empréstimo consignado – aquele cujo pagamento é descontado direto no benefício – poderão contar com juros mais baixos.

 

Isso porque o Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) limitou em 2,9% ao mês a taxa de juros cobrada sobre essas operações.

 

O ex-governador Albano Franco (PSDB) disse que o partido já tomou sua posição de sair independente. O Anuncio acontecerá na próxima semana.

 

O pré-candidato a deputado federal Nilson Lima (PT) tem trabalhado muito no interior e recebe apoio de lideranças de várias cidades.

 

O deputado federal Heleno Silva (PL) não viajou a Brasília esta semana. Ficou de cama ao contrair uma virose muito forte.

 

Há informação que o PSDB está conversando com os Ribeiros em Lagarto. Quer o apoio do grupo para formar um chapão.

 

Também estaria sendo cogitado para coligar-se com os tucanos o Partido Verde. Os contatos tiveram participação do ex-prefeito Marcelo Déda.

 

A prestação da casa própria terá reajuste de até 5,88%. O índice de reajuste vale para os contratos de financiamento do SFH.

 

Os mutuários com data-base em maio e defasagem de 30 dias terão as mensalidades reajustadas em 5,75%.

 

brayner@infonet.com.br

 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais