O descaramento dos petistas

0

A cada dia fica mais evidente que a cara de pau desse pessoal do PT não tem similar no mundo conhecido e no desconhecido também. Depois de passar décadas supostamente combatendo ditaduras, regimes autoritários, reeleição de Fernando Henrique Cardoso, etc. e etc., essa gente agora está pensando sinceramente em perpetuar Lula no poder. Querem um terceiro mandato para esse santinho barbudo brasileiro, que nunca sabe de nada do que acontece ao seu redor, com o fito de atingir dois propósitos: implantar a ditadura socialista do PT no Brasil – que eles entendem como a melhor forma de democracia que existe; e, é claro, garantir indefinidamente a boquinha dos milhares de sindicalistas que nunca souberam o que é trabalho, e que terão de se desgrudar das tetas do poder se o partido perder a eleição em 2010, obrigando a um exército de desocupados inaptos a voltar a uma atividade sindical de que hoje eles têm verdadeira ojeriza.

Parece inacreditável, mas o petismo – essa chaga que corrói o Estado brasileiro e que não conhece limite na atividade pública, cujos integrantes são excelentes atores sempre a posar dos mocinhos dessa história toda – articula com toda a seriedade uma emenda à Constituição que possibilite uma consulta popular para estabelecer o direito a Lula se candidatar ao 3º. mandato. Bem ao estilo da ditadura socialista que vai sendo implantada na Venezuela, à custa da perda dos direitos do cidadão e do cerceamento à liberdade de expressão.

A nova camorra política brasileira se articula de forma despudorada para garantir o emprego dos 20 Ministros e de centenas de milhares de cargos comissionados nas mãos dos petistas, uma máquina estatal inchada e inepta como nunca houve na história do Brasil.

Enquanto o presidente finge pela enésima vez e faz de conta que não é com ele, seus amigos mais íntimos do partido preparam o projeto de emenda constitucional, ao tempo em que os órgãos públicos já começam a ter seus recursos sangrados para dar sustentação à campanha pelo terceiro mandato.

Agora mesmo há os exemplos descarados do Banco do Brasil e da Petrobrás – instituições apinhadas de petistas de alto coturno que, desde o advento do petismo no poder, tiveram seus recursos fraudulentamente desviados para financiar campanhas políticas do partido. As estatais colocaram no ar impunemente – sem que até agora nenhum Ministério Público ou Procuradoria da República tenha se manifestado – patéticas campanhas publicitárias, de conteúdo subliminar, dando ênfase ao número 3 como forma de decidir por uma tal de “sustentabilidade” do Brasil.

A propaganda do Banco do Brasil, por exemplo, é de um primor de incompetência criativa quando se trata de justificar que o brasileiro deve decidir pelo três como mote para uma campanha ambiental. Mas, quando se trata de analisar o texto como campanha subliminar pelo terceiro mandato – decida pelo 3, diariamente faça 3coisas boas pelo Brasil – o objetivo real do anúncio fica mais do que evidente. Está na cara e só um imbecil não enxerga. Por que o número 3 e não o 2 ou o 4? Alguma natureza cabalística? Por que teriam que ser três as atitudes para “manter o Brasil no rumo” e não uma, duas ou cinco?

Um bando de Palhaços! Aliás, de tanta influência do petismo na instituição, o banco já está sendo chamado na internet como o “Bando do Brasil”.

A justificativa para um terceiro mandato para Lula é ainda mais descarada. Conforme argumentou um dos muitos autores dos projetos de lei dessa natureza, o deputado petista Devanir Ribeiro, amigo íntimo de Lula, “quatro ou oito anos não consubstanciam tempo suficiente para executar um projeto de governo”. De fato, tratando-se de um partido como o dos trabalhadores, sectário e incompetente, que ao assumir o poder demite e afasta da atividade todo servidor público que não tem uma estrela vermelha na testa por mais preparado e experiente que ele seja, preferindo apinhar os governos por uma gente indolente, irresponsável e incompetente para gerir os destinos dos governos, é compreensível que eles precisem se perpetuar no poder para poder fazer em 15 anos o que qualquer governante, por mais despreparado que seja, só precisa de 4 para realizar.

A verdade é que o descaramento dos petistas extrapola todos os limites do bom senso e exige de todos os brasileiros uma reação enérgica a mais esse espetáculo de cinismo explícito. Um cinismo que só rivaliza com o grotesco espetáculo dos 40 ladrões do mensalão, há tempos convenientemente imunizados das ações da Polícia Federal, que enquanto isso, atendendo a uma estratégia lulista, se esforça em investigar e desmoralizar todos aqueles que não estejam de alguma forma ligados à ideologia da nova nomenklatura que quer submeter  a nação.

Nitidamente estamos rumando para um golpe de estado com ares de democracia popular boazinha – a la Hugo Chavez – e se é golpe, a única coisa que os brasileiros sensatos podem fazer é defender o recém conquistado regime democrático com unhas, dentes e sangue.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais