O futuro não é para populistas

0

“O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

A pandemia de covid-19 deixou ainda mais claro o absoluto despreparo de líderes populistas para governar seus concidadãos. Na grande maioria dos casos, populistas se revelam muito competentes para vencer eleições, não para bem governar. Governar é uma arte que muitos já mostraram dominar desde a Politeia, com maior ou menor grau de destaque. Entretanto, governar no curso de uma crise da magnitude da atual é coisa para poucos. Superar os desafios impostos por uma crise global e com múltiplos desdobramentos – sanitários, econômicos, geopolíticos, sociais e culturais – exige dos governantes uma habilidade política sem igual e atributos pessoais que, em geral, distinguem aqueles que entram para a história como estadistas.

Do ponto de vista estritamente político, não seria exagero afirmar que a pandemia de covid-19 é a maior ameaça à farsa populista desde a 2.ª Guerra. Exceto para desonrosas exceções, como Viktor Orbán, na Hungria, Rodrigo Duterte, nas Filipinas, e Daniel Ortega, na Nicarágua, entre outros autocratas que usam a emergência sanitária como subterfúgio para concentrar ainda mais poder e calar vozes críticas em seus países, 2020, definitivamente, não tem sido um ano alvissareiro para populistas mundo afora. Isso não quer dizer, é claro, que o populismo como instrumento de ação política esteja com os dias contados. Mas é fato que a eclosão da pandemia fez as sociedades escrutinarem com muito mais diligência as ações de seus governantes. E os governantes populistas têm se saído mal neste teste de qualidade.

Há muitas décadas não se precisava tanto de líderes capazes de conduzir seus países durante uma grave crise e, tão ou mais importante do que isso, antever o futuro e preparar seus concidadãos para uma transição relativamente tranquila, ou menos imprevisível. Se a pandemia de covid-19 hoje já impõe às nações enormes reveses, inclusive para as nações desenvolvidas, o futuro não se afigura menos desafiador. Durante o webinar O mundo após a covid-19, promovido pelo Centro Brasileiro de Relações Internacionais (Cebri), em parceria com a Fundação Fernando Henrique Cardoso, o jornalista Martin Wolf, do Financial Times, alertou para o fato de que o substancial aumento dos gastos públicos a fim de dar conta do enfrentamento da emergência sanitária ensejará elevação da carga tributária para os cidadãos e para as empresas, o que certamente terá impacto político no futuro. Tais condições fiscais adversas, aliadas à perspectiva de crescimento baixo em decorrência da queda da atividade econômica, exigirão, segundo Wolf, “maior intervencionismo político” nos países desenvolvidos. “Esta será a grande briga nos próximos dez anos. Se a alternativa for o incremento do nacionalismo, já não parece ser muito atraente. Se o futuro do Ocidente for eleger populistas, então é game over”, afirmou o chefe de análise econômica do jornal britânico. Se será assim para países desenvolvidos, o desafio será ainda maior para os países em desenvolvimento.

Populistas têm enorme dificuldade para lidar com a verdade factual. Esta verdadeira covardia para enfrentar a realidade quando ela se lhes apresenta hostil é o exato oposto do que se espera dos líderes que conduzirão as nações na direção do futuro pós-pandemia. Sabe-se que o mundo mudará, só não se sabe quão profundas serão as mudanças. Além disso, a maior emergência sanitária deste século exacerbou problemas preexistentes que, sem mais delongas, terão de ser enfrentados com coragem, espírito público e união entre governos e sociedades, ou o mundo civilizado entrará em colapso. Já não é possível, por exemplo, continuar ignorando o abissal fosso econômico que separa os cidadãos em vários países, o Brasil incluído. Já não se pode mais conceber um mundo sem cooperação internacional. Já não se pode ignorar o papel central que a saúde e a educação desempenham na construção de uma nação justa, próspera e fraterna. São questões das quais os que estão no poder e os que pretendem exercê-lo no futuro próximo não podem se desviar. Caberá aos cidadãos saberem identificar aqueles que, por baixo do verniz eleitoreiro, estão à altura do enorme desafio da reconstrução.



Jackson jogando pesado Embora esteja respeitando o isolamento social ,Jackson Barreto, aquele que ganhou o título de pior governador da história de Sergipe, continua tentando ficar vivo politicamente e passa horas e horas no celular e no whatsApp. No momento ele dedica quase todo o tempo para Aracaju estimulando a candidatura do pupilo, Zezinho Sobral, com a clara intenção de pressionar Edvaldo Nogueira a escolher um vice-prefeito indicado por ele. A insistência já afetou a relação com todas lideranças do PSD. Vem bomba aí…

Cadê a Justiça Eleitoral? Faltando poucos meses para a eleição, a Prefeitura de Itaporanga resolveu gastar rios de dinheiro em horário nobre das redes de televisão para mostrar obras. Cadê a Justiça Eleitoral?

Itabaiana: gestão Valmir de Francisquinho ganha mais um prêmio nacional. Desta vez da Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente E o prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, que já se tornou referência em gestão, não só em Sergipe, mas em todo país, foi agraciado na 6ª Edição do Programa Prefeito Amigo da Criança. A gestão de Valmir foi agraciada por conta de priorizar ações voltadas à criança cumprindo os objetivos do programa da Abrinq.

Reconhecimento Foi a primeira vez que um prefeito de Itabaiana foi outorgado com a honraria importante, porque mostra o comprometimento com a criança. A premiação foi recebida com festa pela população de Itabaiana que viralizou nas redes sociais o sentimento de orgulho pelo município de Itabaiana, mas também pela gestão que orgulha a todos, sendo exemplo para todo o país. O prefeito, ao agradecer a honraria, lembrou que tudo só é possível porque conta o apoio dos servidores e da população itabaianense que reconhece o trabalho desenvolvido para todos, sem perseguições e viés partidário.

Garantia dos direitos A premiação da Fundação Abrinq é minuciosa e fruto de um relatório enorme onde são sistematizadas as ações da gestão de 2017 até hoje, através de uma avaliação. Tudo passa pela implantação de ações e políticas que resultem em avanços e transformações positivas na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes, como por exemplo, de construções de redes de enfrentamento que priorizem a infância e adolescência.

CREA/SE: uma gestão dando importância a todo o sistema A campanha de Dilson Luiz para presidência do CREA/SE e de toda chapa vem recebendo adesões diariamente porque está dando importância a todos os segmentos da engenharia, sem distinção. Todos defendem a coletividade e o fortalecimento da categoria como um todo e, principalmente, deixando de lado a individualidade e interesses de grupetos. No vídeo de hoje, Dilson Luiz ressalta a importância dos engenheiros de geologia e minas, segmentos que merecem uma atenção e valorização do sistema CONFEA/CREA. A chapa comandada por Dilson Luiz defende mudanças importantes e necessárias em favor do setor da construção e na defesa dos engenheiros, agrônomos, profissionais da geociências, tecnólogos e técnicos em segurança do trabalho em Sergipe, sem distinção.



Da justa reivindicação dos entregadores e de alguns “motoqueiros” irresponsáveis O blog se soma a luta dos entregadores de todo o país que estão reivindicando direitos trabalhistas. Porém, alerta, inclusive com respaldo de várias reclamações de leitores, que entre os entregadores existem os motociclistas e os “motoqueiros” irresponsáveis que trafegam na contramão da via, ultrapassam pela direita, sobem canteiros, calçadas e tudo mais. Estes a SMTT deveria autuar fortemente, mas os agentes somem. Parece que a SMTT deu férias coletivas porque quando aparece um agente está batendo papo com outro colega.

Caueira: deputado volta a cobrar soluções Ontem, 02, na sessão remota da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Luciano Pimentel aproveitou a presença do secretário Ubirajara Barreto para reforçar a importância das indicações de sua autoria que foram encaminhadas para Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), além de questionar o gestor sobre a situação dos imóveis localizados na Praia da Caueira, em Itaporanga D’Ajuda.Ele lembrou que solicitou o recapeamento e a recuperação de várias rodovias, dando como exemplo a Rodovia Arnaldo Garcez (SE-265), entre Itaporanga e Lagarto.

Decisão judicial Luciano recordou a decisão judicial que determinou a proibição de construções e reformas de imóveis na Praia da Caueira. De acordo com ele, o tema foi debatido à exaustão durante o ano passado e com a sanção da Lei n. 8.634/2019, que institui o Plano e o Sistema Estadual de Gerenciamento Costeiro, se levantou a possibilidade de chegar a uma solução viável do ponto vista ecológico, econômico e social.

Terrenos legalizados “Em toda costa da Praia da Caueira está impedida de realização de obras, com a sugestão até de demolição dos imóveis existentes. São terrenos legalizados e escriturados, de pessoas que construíram suas casas há mais de 20 anos e hoje estão de mãos atadas. Por causa de uma decisão judicial, de uma mudança de entendimento, eles não podem fazer absolutamente nada em um espaço que é deles por direito. Gostaria de saber o que a Secretaria está fazendo em relação a isso e quais são os encaminhamentos futuros”, indagou.

Judicialmente Sobre essa questão, o secretário ressaltou que é uma problemática antiga e iniciou quando foram criadas as unidades de conservação sem pensar nos planos de manejo, que são essenciais para definir os diferentes tipos de usos de cada região observando a preservação da biodiversidade. “O plano de manejo facilitaria a defesa tanto do Estado quanto dos proprietários de imóveis do Abaís e da Caueira”, disse Ubirajara, afirmando que o assunto está sendo discutido judicialmente.

Demandas usuários Deso Na sessão de ontem na Alese, o deputado estadual Georgeo Passos apresentou proposituras em defesa dos usuários da Deso. A primeira, de nº 305/2020, solicita ao governador Belivaldo Chagas, que seja prorrogado o prazo através da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), por mais 90 dias, referente à suspensão dos cortes em virtude do não pagamento, além da suspensão do aumento de 5,36% na tarifa para todas as contas.

Prazo E a segunda indicação, de n° 306/2020, solicita ao governador, que seja prorrogado o prazo através da Deso, por mais 90 dias, para a isenção da tarifa de água e esgoto a todas as famílias sergipanas, consideradas de baixa renda e que estão incluídas no programa de Tarifa Social.

Compartilhando cultura musical: MPA Mauricio Pimentel Atendendo a pedidos de amigos e admiradores o consultor político e ex-secretário de Estado de Esporte e Lazer, Maurício Pimentel, depois do sucesso de duas lives resolveu abrir um canal no youtube para compartilhar cultura musical com todos através de palestras, entrevistas, informações de novos compositores da MPB, ou seja, do mundo musical. Para isso está convidando os amigos para se inscreverem no novo canal MPA Maurício Pimentel: https://www.youtube.com/channel/UCfXkioTZVAe4SX2Wzdxyvig

Senac Fazendo Moda III acontecerá de 6 a 8 de julho virtualmente A terceira edição do Senac Fazendo Moda, evento realizado pelos cursos de moda da instituição, está muito próxima de acontecer, ocorrendo desta vez, de maneira totalmente virtual, por causa da pandemia do coronavírus. As palestras serão transmitidas aos alunos no período de 6 a 8 de julho pela plataforma Microsoft Teams, que o público poderá baixar gratuitamente e assistir, como convidado, em qualquer celular, tablet ou computador. “Os interessados em participar da terceira edição do Senac Fazendo moda podem realizar a inscrição aqui. Mais informações nas redes sociais @senacse

PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Banese urgente: De alguns funcionários:  “Após a saída do ex-presidente Fernando Mota, assumiu como interino o diretor Helom Oliveira. O interino tem tomado decisões imperiosas. Pouco se vê em uma gestão transitória. São diversas mudanças, mesmo quando o indicado a presidencia o ex-Secretario da Fazenda Ademário Alves já esteja frequentando seu possível gabinete, mas quem esta usando a caneta de presidente é diretor Helom Oliveira.  A mais recente BOMBA é uma proposta de um Programa de Estimulo a Aposentadoria que contemplaria apenas 32 funcionários. O Programa já foi instituído outras vezes, contudo dessa vez poucos seriam os elegíveis. Informações destacam que os elegíveis reais seriam DEZ vezes mais que os que estariam na lista, mas a obscura generosidade estaria apenas nesses funcionários que circulam, principalmente, no Centro Administrativo do Banese. Trataria de uma saída para “apadrinhados”. Será que a diretoria do Banese tem conhecimento que as decisões tomadas são atos públicos e não de uma instituição privada? Seria que estão preparando uma mina terrestre (bomba) para o futuro presidente, pois o mesmo não conhece o Banese? O Governador pode ate confiar no indicado, agora: em que o indicado confia? Não menos grave é que a proposta tem o conhecimento do Sindicato dos Bancários após uma reunião com a diretoria do Banco no primeiro dia de julho (última quarta-feira). A entidade que tem como objetivo proteger interesses dos profissionais da categoria, silenciou-se diante de tão tendenciosa e distorcida proposta da diretoria do Banese. Será que o interino colocou uma mordaça no Sindicato ou essa representação foi convencida a ficar calada. A troco de quê? O Sindicato tem tido uma relação pacífica com o Banese mesmo diante de tantas ingerências desde a gestão do ex-presidente Fernando Mota, essa relação de cordialidade diante de imoralidades é algo para se destacar. Seria um cala-boca para o dia 15 de novembro? Com certeza, as partes não estão interessadas na Proclamação da República.”

Mais uma do Banese De um grupo de servidores público: “Além de não prorrogar os empréstimos, realizando inadvertidamente renegociação, o Banese apronta novamente: “Servidores que optaram pela renegociação tiveram a infeliz surpresa de ter debitado no contra cheque de junho os valores que foram renegociados, ou seja, houve desconto imprevisto e ilegal! A quem recorrer?”

COVID19: Sindiscose e Coren assinam termo para garantir insalubridade aos Enfermeiros

Foto: Coren (Arquivo)

Fiscais Após oficio enviado pelo Sindiscose solicitando pagamento do adicional de insalubridade aos Enfermeiros Fiscais por conta da atual pandemia da COVID-19 com milhões de contaminados no mundo e milhares confirmados no Estado de Sergipe.; Sindicato e Conselho assinaram termo aditivo ao atual contrato de trabalho garantindo adicional de insalubridade em grau médio (20%) sobre o salário base dos enfermeiros fiscais que exercerem fiscalizações in loco, enquanto durar o estado de pandemia deflagrado pela Organização Mundial de Saúde referente à COVID-19. O Termo aditivo foi registrado sob o número MR030630/2020.


LIVES SERGIPE – É SÓ ENVIAR PARA DIVULGAR NESTE ESPAÇO                                             

Live hoje, 03/07, às 19h “Temas atuais em Direito Penal” A oitava Live do Programa “Ministério Público Acadêmico”, iniciativa da Procuradoria-Geral de Justiça, por intermédio da Coordenadoria de Ensino da Escola Superior do Ministério Público (ESMP), terá como convidado o renomado professor de Direito Penal e promotor de Justiça do Ministério Público de São Paulo (MPSP), Rogério Sanches Cunha. A live será hoje, 03, a partir das 19h, e discutirá sobre “Temas atuais em Direito Penal”. Transmissão no Instagram: https://www.instagram.com/mpacademico/

                                                                                                                                                               
Live hoje, 03/07, às 19h30 Arte na Federativa Hoje, 03, às 19h30 no Canal do Instagram: https://www.instagram.com/artesfees/ acontecerá a estreia da Live Arte na Federativa com Genesis Rocha/SE. E na primeira live a participação do artista espírita: Ney Wendell – Montreal/Canadá. O programa é uma realização do Núcleo de Artes da Assessoria de Artes e Eventos da Federação Espírita do Estado de Sergipe.

 

                                                                                                                                                               

Live domingo, 05/07, às 15h Vozes do Cordel A Academia Sergipana de Cordel realiza no próximo domingo 05, às 15h, a Live Vozes do Cordel com as presenças de Daiene Sacramento e Wagner Lemos. A live pelo instagram pode ser acompanhada nos perfis https://www.instagram.com/daienesacramento/ e https://www.instagram.com/prof_wagnerlemos/

 


PELO E-MAIL E FACEBOOK

OPINIÃO

Considerações sobre a posição política de Wellington da Mota Paixão

Por Wellington Mangueira e Marcélio Bonfim

Disse, certa feita, o grande advogado criminalista brasileiro, Nelson Hungria, que “há verbos e verbos na conjugação de certos interesses”. E, se é assim, pergunto: “Em nome de qual causa viralizou-se nas redes sociais impropérios contra Wellington Paixão???

Tem-se como certo que o nobre advogado Paixão, imbuído dos sentimentos DEMOCRÁTICOS que inspirou toda sua geração, reverberou para um amigo, seu regozijo pela exaltação dos valores que fundamentam uma República Democrática desde que foi concebida por Montesquieu, lastreados que são na divisão do poder em três: Legislativo, Executivo e Judiciário, harmônicos e independentes entre si.

Infelizmente o áudio que teve destino certo, caiu em mãos de terceiros e, eis que aquilo que era para ser discutido na privacidade entre dois amigos, tornou-se público com admoestações inconcebíveis, se bem que piedosas na sua forma e cáusticas no seu conteúdo.

Como consequência desse injusto e ilegal ato, viralizou-se nas redes sociais audio/video afastado do contexto original, que de forma agressiva ofende a honra e a imagem de Wellington da Mota Paixão, que sempre foi defensor das Liberdades Democráticas, portanto, adversário da tirania; das Ditaduras de todos os gêneros, civis ou militares, como bem dizia Rui Barbosa. E é nessa vertente, mesmo quando lutava contra a Ditadura Militar, imposta que fôra em 1º de abril de 1964, nunca, nem ele, nem seus colegas da Faculdade de Direito, propuseram o fechamento do Supremo Tribunal ou do Congresso Nacional, apesar destes terem sidos submetidos à violência da DITADURA – e, APESAR DELA -, que descambou para prisões, torturas e mortes de centenas e centenas de defensores da causa da Liberdade.

A pergunta continua viva: por que tanto ódio travestido de piedosas palavras? Paixão vibrou com o “BASTA” dado pelo STF às estupidezes de um grupo que incita a violência, interage com as milícias, organiza-se em armas, debochando da Democracia; ignorando seu valor intrínseco para o processo de Libertação do ser humano de todas as formas de alienação, de submissão, de superioridade de uma raça sobre outra, do homem sobre a mulher, do economicamente mais forte contra o trabalhador, proletário, assalariado, vilipendiado na sua condição de ser humano.

O “Basta”, com a prisão de Sara Winter, ou seja lá o nome que venha a ter, bem como a dos seus comparsas, expressou a força do Direito, contrapondo-se ao Direito à selvageria, exultando que essa foi a forma legal, frise-se, legal e civilizada, de conter os que num Estado Democrático de Direito, prega a insubordinação dos Quartéis em busca de um poder FASCISTIZANTE, Ditatorial, Autocrático, dando às forças Armadas as prerrogativas de um pretenso Poder Moderador… Poder esse, que deixou de existir com a queda da Monarquia!!!

Basta de Ditadura!

Não existe Poder Moderador na nossa República Federativa, se bem que esta, pela Constituição de 1988, prescreve, – e o faz bem -, que é o Supremo Tribunal Federal o seu guardião, o seu intérprete.

Ditadura nunca mais! Solidariedade à Wellington Paixão e a todos os que lutam pelo aperfeiçoamento da democracia, com Justiça Social, Educação, Saúde e Desenvolvimento Sócio Econômico.

Viva a Democracia!

Viva o povo em sua luta diária.

Paz, Progresso, Liberdade, Solidariedade e Saúde.


PELO TWITTER

www.twitter.com/teusimoni Novos tempos na Bahia entre @costa_rui e @acmneto_
Câmera com flash: Paula Fróes/GOVBA

www.twitter.com/ORodrigoMachado Símbolo forte na política baiana. PT e DEM com políticas sincronizadas durante a pandemia. Essa cena acontecer num 2 de julho é algo histórico. E a foto tem capoeira demais.

www.twitter.com/ayres_britto A mais gloriosa vitória é sobre si mesmo, porque a única sem ninguém derrotado.

www.twitter.com/congemfoco Segundo a Fenaj, @jairbolsonaro
fez, em média, dez ataques ao trabalho jornalístico por semana, neste ano. Veja a linha do tempo dos ataques e dos casos de violência física promovidos pelos apoiadores do presidente.

www.twitter.com/orlandoguerreir O Brasil não vai pra frente enquanto bacharel em direito for chamado de doutor.

Siga Blog Cláudio Nunes:

Instragram

 Facebook

 Twitter

Frase do Dia

“Rico, e assim de repente — não pode ser santamente.” Provérbio Castelhano.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais