O mundo agora é touch

0

O título não é verdadeiro, pois o mundo é touch a milhares de anos. Mas eu estou me referindo ao mundo dos computadores. Esses sim, agora passarão a ser touch, ou sensíveis ao toque. O movimento começou no ano passado com o iPhone e o Surface e sua forma revolucionária de usabilidade.

Analisando friamente, a maneira como interagimos atualmente com o computador é sofrível. É inegável que tivemos avanços, já que a interação era bem mais rudimentar antigamente (houve um tempo que a interação era por meio de cartões perfurados), mas o teclado e o mouse não são naturais. O teclado ainda vai lá, mas o mouse é limitadíssimo. Já perceberam isso? Aposto que não! A gente acaba se acostumando e acha tudo muito normal. Só quando vem alguém e te mostra uma maneira melhor de fazer as coisas é que percebemos o quanto estávamos limitados.

Todos os programas que temos atualmente funcionam na forma de apontar e clicar. Se desejo abrir um programa, ou trocar de janela, ou ainda dar um play num filme… Tudo é feito da mesma forma, com o apontar e clicar. Temos algumas coisas um pouco melhores, como o arrastar e soltar, de qualquer forma não é muito intuitivo. Tente ensinar isso a alguém e você vai entender do que estou falando. Seria muito mais natural poder interagir com os elementos com nossos dedos. Propositalmente coloquei no plural, porque de nada adianta ter uma tela sensível ao toque se vamos continuar fazendo as coisas da mesma forma (apontando e clicando). Já temos telas sensíveis ao toque a alguns anos em alguns terminais bancários, mas funcionam da mesma forma que um mouse, ou seja, simulam um dos nossos dedos passeando pela tela.

Usar o mouse é uma limitação pois realizamos a ação com somente um dos nossos dedos. Quer ver um exemplo? Como fazemos para aumentar ou diminuir o tamanho de uma janela atualmente? Temos que colocar o mouse na borda (isto é um super problema para quem não tem uma boa coordenação), depois clicamos e continuamos segurando o botão enquanto arrastamos a borda. Nada muito simples, não acham? Seria muito mais fácil permitir “segurar” a janela e fazer um movimento de abrir ou fechar os dedos para redimensioná-la, isto é, a tela deveria permitir múltiplos toques, permitindo uma maior interação.

É claro que nada disso vai ser de graça. Todos os programas precisam ser trocados para que eles passem a fazer o que gente quer e, pelo histórico, vamos precisar de máquinas com processadores melhores e mais memória. De qualquer forma é um preço justo para um avanço como este. Fazendo um pequeno comparativo, o Windows Vista, por exemplo, precisa de máquinas mais rápidas e só roda bem com 2Gb de memória e, em termos de inovação, nem se comparara com o que estamos falando aqui.

Além do touch ainda temos o sensor de movimentos que é outra inovação admirável. Quem jogou com Nintendo Wii sabe que certamente será a maneira com vamos interagir nos próximos anos com os games. Jogar tênis fazendo o movimento com o controle é bem mais natural que apertar aquela infinidade de botões dos controles atuais (no PlayStation são 14). O certo é que teremos maneiras muitos mais fáceis de interagir com as máquinas do que hoje. Isso vai fazer com muito mais gente se aventure no mundo da informática, o que acaba sendo bom para todos.

Até a próxima semana!

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários