O outro lado de Luiz caldas

0

Luiz Caldas é um nome e um rosto conhecido há muito pelos brasileiros, sua história confunde-se com a do carnaval da Bahia, pois é ele o criador e difusor do gênero musical denominado “Axé Music”, autor de grandes pérolas do trio elétrico, que foram entoadas e dançadas ao máximo durante a década de 80. Hits radiofônicos como: “Tieta”, “Fricote” (conhecida como “Nega do Cabelo Duro”) e tantas outras, embalaram inúmeras histórias pessoais e abriram as portas para os demais artistas baianos que se aventuraram por esse caminho e o tornou uma estrela consagrada e indiscutivelmente o catalisador do que viria a se tornar o gênero símbolo da música recente da Bahia. Luiz começou cedo, aos sete anos e teve seu aprendizado baseado nas chamadas “bandas-baile”, fez frente ao famoso “Trio-Elétrico Tapajós”, fundou a banda “Acordes Verdes” e como já sabemos, não parou mais, revolucionou toda uma geração musical e impactou o país.

O que nem todos sabem é que o artista é um multi-instrumentista virtuoso, tendo lançado, a não muito tempo atrás, 130 músicas inéditas, que

transitaram por diversos estilos musicais; Rock n´ Roll, Heavy Metal, Chorinho, Frevo, Forró, Chula e muitos mais, passeiam com a mesma maestria pelas mãos e voz do músico, que há 3 anos desenvolve um projeto, que é um verdadeiro feito artístico. Consiste em lançamentos mensais de CD´s inéditos em seu site, de forma totalmente gratuita e independente, visto que o mesmo desvencilhou-se de vez com as grandes gravadoras, pela falta de cuidado artístico e até mesmo responsabilidade com o que é jogado no mercado hoje, também pelo não tratamento do músico como artista e sim, um mero produto comercial, destinado a vender o que quer que seja.  Essa ode à boa música nasce como um desejo pessoal de Luiz Caldas, em registrar o maior número possível de gêneros musicais mundo afora e o

 (Cover Art do álbum "O Filtro de Sonhos")resultado são os quase 10 milhões de downloads em seu espaço virtual e a indicação de oito desses discos no 26º Prêmio da Música Brasileira, dentre eles, “Voy por ti”, “Calundu”, “Quero Sambar” e “Folcloredo”,  onde concorre como melhor cantor com nomes como Alceu Valença e o artista revelação Johnny Hooker,  em duas categorias: “Canção Popular”, com a música “Além da porta” e “Música Regional”, com a canção “Calundu”. Dentre esses novos trabalhos, temos que destacar o seu novo disco de MPB, intitulado “ O filtro de sonhos”. O disco faz jus ao nome e dele será retirado praticamente todo o repertório do show que está sendo preparado para o público aracajuano. O álbum é de uma primazia inerente a Luiz Caldas e destaco aqui, entre as 10 canções, duas delas, a faixa homônima, “O filtro desonhos”, dona de uma linda melodia e que nos remete, em uma primeira audição, ao “estilo Zé Ramalhista”e a belíssima homenagem a Oxum que nos envolve num clima totalmente  baiano, que é a música “ora iê iê”, sem sair da leveza melódica e harmônica que segue por toda a obra.

O espetáculo contará ainda com versões de clássicos do já citado Zé  Ramalho, Roberto Carlos, Gilberto Gil e sem sombra de dúvidas será um oásis musical para os que já são fãs e os amantes da boa música em geral que ainda não conhecem esse lado do universo criativo desse grande mestre da música nacional. Um excelente programa para toda a família, o show tem a faixa etária fixada em 14 anos, está previsto para começar às 21h  no teatro Tobias Barreto, a preços populares, pois faz parte do projeto MPB Petrobras que tem a legítima intenção de democratizar o acesso a grandes espetáculos, sendo uma realização da Caderno 2 Produções Artísticas, conta ainda com a abertura da banda local Naurêa, já conhecida dos sergipanos por sua mescla sonora interessantíssima, a qual os integrantes do conjunto chama de “Sambaião”, uma banda que vem exportando nossa cultura mundo afora, prometendo ser uma atração a parte.

Finalizando, fica o convite, então, para que venham curtir “ O Filtro de Sonhos”,  um showzaço.
Lembrando: Teatro Tobias Barreto, dia 26/05 (Terça-Feira) às 21h em ponto, faixa etária: 14 anos e o valor dos ingressos é de R$ 40,00 (inteira) e R$20,00 (meia-entrada).
Se você ficou curioso ou ainda permanece indeciso, dê uma conferida no site do cantor “ www.luizcaldas.com.br “ e baixe gratuitamente suas obras.
Fontes:  Site do Artista: www.luizcaldas.com.br .
               Site do projeto MPB Petrobrás: http://www.mpbpetrobras.com.br/evento/luiz-caldas-aracaju/ .
               Site do Prêmio da Música Brasileira: http://www.premiodemusica.com.br/ .

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais