O sonho do PSC

0

Ninguém duvide que o PSC vai querer cobrar caro pelo apoio à reeleição do governador Marcelo Déda (PT). O sonho de consumo do partido é voltar a comandar os Departamentos de Administração Financeira (DAF’s) das principais secretarias estaduais. Foi assim no último governo de João Alves Filho, quando o presidente do PSC, Edvan Amorim, indicou os chefes dos DAF’s de pastas importantes como Educação e Saúde. O resultado foi uma lástima. Após várias denúncias de irregularidades e processos abertos, caíram os secretários da Educação Marcos Prado, e da Saúde, Eduardo Amorim. Tendo elegido uma boa bancada na Assembléia, o senador mais votado e deputados federais, os partidos comandados por Edvan vão colocar a faca no pescoço do governador e exigir não só DAF’s, como outros cargos importantes, para retomar o projeto abortado no governo de João Alves. Caso o petista não atenda as exigências, a aliança política será rompida, pois o empresário Amorim não se saciará com o pão e água que Déda costuma servir aos seus aliados. Quem viver verá!

A fala de João

Seis dias após ter sido derrotado na disputa para o governo de Sergipe, João Alves Filho (DEM), reúne a imprensa hoje pela manhã para falar sobre o resultado do pleito e seu apoio ao presidenciável José Serra (PSDB). A coluna aposta uma mariola como o demista vai dizer que saiu vitorioso por ter pedido por apenas 71 mil votos, fazer barulho porque venceu em Aracaju, criticar as pesquisas e se queixar da classe empresarial, que não ajudou financeiramente sua campanha.

Vitória de Pirro

Veja o que disse o governador Marcelo Déda à colega Rita Oliveira do Jornal do Dia: “Deram tanto destaque à vitória de João Alves em Aracaju por menos de 6 mil votos, que ao me dirigir ao Palácio, pensei que o encontraria lá. A diferença a favor de João na capital foi coberta com a votação em nosso favor no município de Canindé. Eles perderam a eleição por 71 mil votos no 1º turno e agora querem ganhar na avaliação”.

Em campanha

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B), já está se movimentando para eleger a presidenciável Dilma Rousseff (PT) no segundo turno. Após contato com o presidente da Câmara, Emanuel Nascimento, o comunista marcou uma reunião com os vereadores de sua bancada para a próxima quarta-feira. Edvaldo acha importante que todos se envolvam na campanha para eleger a primeira mulher presidente do
Brasil. “É ela quem vai dar continuidade à obra do presidente Lula”, discursa.

Deso investe

A Deso vai investir R$ 18,9 milhões em melhoria operacional da empresa e em um projeto piloto de redução de perdas de água em Aracaju. Hoje, a perda de água no sistema chega a 50% do total produzido. O objetivo é reduzir esse percentual a 30%. O projeto será financiado pela International Finance Corporation (IFC), ligada ao Banco Mundial. Segundo o presidente da Deso, Max Montalvão, trata-se de um financiamento imprescindível para acelerar o programa de melhoria operacional e comercial da empresa.

Novela continua

E a novela do pedido de cassação do deputado estadual André Moura (PSC) está longe do fim. Ontem, a Procuradoria Regional Eleitoral anunciou que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral contra a absolvição do deputado pelo Tribunal Regional Eleitoral. Moura é acusado de captação ilícita de recursos na campanha eleitoral de 2006. O problema é que, quando o processo finalmente for concluído, o mandato de André já terminou e ele estará cumprindo um outro, novinho em folha, de deputado federal.

Alguém sabe?

Como perguntar não ofende, a quantas anda o processo aberto em 2007 para apurar as graves irregularidades ocorridas na Prefeitura de Pirambu? Após o prefeito Juarez Batista ter denunciado práticas irregulares em sua administração, a Justiça aprovou uma intervenção de quatro meses na Prefeitura e um processo foi aberto para apurar os fatos. Passou o tempo e ninguém fala mais sobre o assunto. Será que ficou tudo como dantes no quartel de Abrantes?

Contra boatos

A executiva do PT vai lançar um manifesto convocando a militância a combater boatos contra a candidata Dilma Rousseff. O presidente do partido, José Eduardo Dutra, classificou a onda de boatos de guerra suja. “Temos uma proposta, que vamos apresentar a todos os partidos, que é um manifesto chamando a militância para evitar e repelir esta verdadeira guerra suja que está sendo feita por alguns setores, tentando inclusive colocar temas religiosos como centro de uma disputa eleitoral”, disse Dutra.

Voto na legenda

Na votação para deputado federal, 10,2% dos eleitores preferiram registrar sua preferência para partidos ou coligações do que para candidatos específicos. O estado em que houve maior percentual de votação na legenda foi Sergipe. De 986 mil votos válidos para o cargo, 174 mil foram para os partidos ou coligações, o que dá uma proporção de 17,7% de votos não nominais. Em termos percentuais, os eleitores foram menos atraídos pelas legendas na disputa para deputado federal do que para deputado estadual.

Do baú político

Em 1964, a Assembléia Legislativa curvou-se de tal forma ao golpe militar, que chegou a conceder, numa única sessão, sete títulos de cidadania sergipana a oficiais do Exército. No artigo “O Domínio Militar em Sergipe”, professor Ibarê Dantas escreve “não haver notícias, nos anais da Assembléia, de outro registro de concessões de títulos de cidadão a tantos militares numa mesma sessão”. Pior é que as homenagens foram prestadas dias após o Parlamento sergipano ter sido obrigado a cassar os mandatos dos deputados Viana de Assis, Cleto Maia, Nivaldo Santos, Baltazar Santos, além dos suplentes Antônio Oliveira e Nelson Góis Souza. Todos foram acusados pelos militares de atentarem contra a segurança nacional. Temendo terem o mesmo fim, os deputados que tiveram os mandatos preservados, decidiram homenagear os carrascos dos colegas, aprovando títulos de cidadania para os majores do Exército Francisco Silveira e Lário Lopes Serrano, os generais Justino Alves Bastos, Manoel Mendes Pereira, Amaury Kruel, Mourão Filho, Luiz Guedes e o marechal Castello Branco. Isso é que é ficar de quatro!

Resumo dos jornais

Clique aqui para ler os destaques de capa dos principais jornais do Brasil


 

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais