ONG vê risco para exercício do jornalismo no Brasil

0

O Brasil está entre os 14 lugares mais perigosos do mundo para o exercício da profissão de jornalista, junto de países em guerra, como Iraque e Afeganistão, ou que passam por conflitos civis, caso de Serra Leoa e Somália. A conclusão é do CPJ (Comitê para a Proteção dos Jornalistas), que acaba de divulgar seu levantamento anual.

 

É o Índice da Impunidade, que elenca os países em que os jornalistas são mortos com regularidade e em que o governo falha ao tentar solucionar os crimes. Em seu segundo ano, traz o Brasil em 13º lugar, à frente da Índia (quanto mais elevada a colocação, piores as condições). Os líderes são Iraque, Serra Leoa, Sri Lanka, Somália e Colômbia.

 

Para chegar ao ranking, a ONG baseada em Nova York, que defende a liberdade de imprensa no mundo inteiro, divide o número de casos não resolvidos de assassinatos de jornalistas por milhão de habitantes no período de 1999 a 2008. Só entram na lista países com cinco ou mais casos; são considerados não resolvidos os que não resultaram em condenações.

 

É a estreia do Brasil na lista. “Embora as autoridades brasileiras tenham sido bem-sucedidas em promover ação penal contra alguns assassinos, esses esforços não diminuíram a alta taxa do país de violência mortal contra a imprensa”, diz o texto, segundo o qual alguns “jornalistas cobrindo crime, corrupção e política local” encontraram “consequências brutais”.

 

O CPJ afirma que houve cinco assassinatos de jornalistas não resolvidos na última década no Brasil. O relatório cita o de Luiz Carlos Barbon Filho, que em 2003 denunciou um esquema de aliciamento de menores que envolvia vereadores de Porto Ferreira (SP) e foi morto em maio de 2007 num bar da cidade. “Cinco homens, entre eles quatro policiais, estão sendo julgados”, diz o CPJ.

 

Brasil, Colômbia e México são os únicos latino-americanos do ranking, de resto dominado por países do sul da Ásia. Mesmo em zonas de guerra, como Iraque e Afeganistão, é mais provável que o jornalista seja assassinado em decorrência do assunto que cobre no momento que durante combate ou vítima de fogo amigo, diz o comitê. (Matéria da FSP, de hoje, 24).

 

Violência contra a imprensa

E a violência contra os jornalistas é feita de várias formas. Além dos assassinatos, alguns tentam calar a imprensa através de processos e mais processos judiciais, muitos deles sem o menor sentido. É a chamada violência moral, muitas vezes patrocinadas por aqueles que juram defender a democracia nos palanques da vida…

 

Uma morte absurda no HUSE! I

Ontem, 23, este jornalista estava ouvindo uma rádio e escutou a entrevista da Enfermeira do SAMU Aracaju e Presidente do Sindicato dos Enfermeiros Flávia Brasileiro que denunciava o descaso de alguns profissionais da área vermelha com um homem que encontrava-se internado, vivo e tentando levantar de sua maca. O paciente foi a óbito.  Além do descaso com a vida, ainda havia falta de equipamentos e materiais. A exemplo dos monitores cardíacos, que onde deveria haver 6, havia somente 4, e dos ventiladores que estavam sem alguns itens para que pudessem funcionar, faltava ainda lençol, soro fisiológico e o ringer, mas o mais absurdo foi não haver um ambú (aquele balão de borracha que se usa para enviar ar para o paciente).

 

Uma morte absurda no HUSE! II

Como pode uma área de pacientes graves não ter este equipamento?  Pois, pasmem! Além da enfermeira denunciar que faltava tudo isso, ainda tinha pior… Primeiro: que ninguém do HUSE percebeu que o homem estava em Parada Cardíaca, pois quem o fez foi o médico do SAMU e Segundo: o médico do SAMU e a equipe assumiram o atendimento do paciente na área vermelha, tendo que escutar de uma das médicas o questionamento: “quem mandou você fazer isso?” Caro leitor, questionar por que estava sendo dada assistência a um paciente jovem, que minutos atrás estava vivo? É demais da conta!!! Vamos ver no que isto vai dar…

 

Amor antigo

Os deputados federais Jerônimo Reis (DEM) e Jackson Barreto (PMDB) demonstraram bastante sintonia durante o Lagarto Folia, evento realizado no último final de semana. Após quatro anos afastados, os parlamentares estiveram juntos pulando nos dois dias da festa. Quem também participou da folia foi o filho de Jerônimo e pré-candidato a deputado federal, Fábio Reis. Jackson Barreto, que foi bastante cumprimentado na avenida, ainda foi ladeado por um grupo de vereadores ligado ao Saramandaia. Vale lembrar que Fábio Reis está sem partido, e com a ida de Jackson para disputar o Senado, o PMDB de Sergipe fica com um vácuo na sua representação na Câmara Federal. Seria essa possibilidade uma das responsáveis pela aproximação das duas lideranças?

 

Lavagem envolveu os 80 cargos?

Perguntar não ofende: a lavagem realizada ontem por alguns professores em frente a sede da Secretaria de Estado da Educação envolveu também os cerca de 80 cargos indicados pelas lideranças do magistério na pasta? “O dinheiro da educação está servindo para apadrinhar um pequeno grupo dentro da secretaria”, declara Roberto Silva, diretor de comunicação do Sintese. Será que ele está se referindo também aos 80 cargos? Perguntar não ofende…

 

Listas do convocados

Por falar na SEED, o blog recebeu uma denúncia em relação em relação a lista dos convocados do concurso que é divulgada no site da Secretaria da Administração. Um concursado alega que já haviam sido divulgadas 5 listas de chamadas e os aprovados no número de vagas já haviam sido chamados nessas devidas listas. E na nova divulgada, voltaram a convocar os nomes já convocados anteriormente, quando deveriam dar prosseguimento e convocar agora os excedentes. Por exemplo, para merendeira na DR3, já haviam sido convocados os 56 aprovados no número de vagas, e agora mais uma vez convocaram novamente os mesmos nomes já convocados dos 56 dentro do número de vagas, quando deveriam dar prosseguimento a lista dos excedentes  a partir da numero 57. Será uma segunda convocação de alguns concursados? Isso é legal? Com a palavra os responsáveis.

 

Governadores

Deu na coluna Painel da FSP, de hoje, 24: Legenda. Governadores com processos na fila do TSE se preocupam com a composição partidária da lista. Foram cassados um do PSDB e um do PDT. O próximo é Luiz Henrique (SC), do PMDB. O sétimo da lista é Marcelo Déda (SE), do PT. Acham que ninguém será poupado.

 

Crimes eleitorais em Santo Amaro

Hoje, 24, acontecerá no Fórum da cidade de Maruim a partir das 10 hs, o julgamento das acusações sobre crimes eleitorais cometidos pelo atual prefeito do município de Santo Amaro das Brotas, Ivaldo Costa. São as seguintes acusações: Cheque sem fundo emitido à terceiros; Criação de Caixa 2; Compra de gasolina para fins eleitoreiros; Doações de empresas para campanha eleitoral. Empresas estas que nunca tiveram renda perante a Receita Federal; Utilização da máquina pública para fins eleitorais, onde foram contratadas 300(trezentas) pessoas em vários cargos, faltando apenas 60(sessenta) dias para o início das eleições;  Pagamento de aluguel de 182(cento e oitenta e duas) casas com fins eleitorais; Contratação de empresa de publicidade localizada segundo documentos fornecidos pelo mesmo em endereço inexistente na município de Divina Pastora. No próximo dia 31 de março haverá outro julgamento este com acusações baseadas em compra de votos.

 

Surrealismo alvista

O blog recebeu alguns e-mails de leitores criticando a entrevista concedida pelo ex-governador João Alves Filho (DEM) no último final de semana ao jornal da família dele, o Correio de Sergipe. Sinceramente, este jornalista não tinha lido, mas depois dos e-mails teve que ler. E, com todo respeito, era melhor não ter lido. Não acrescentou em nada. João disse a mesma coisa que será candidato em 2010 (só não disse o cargo) e teceu criticas ao governador. Aliás, na parte que falou sobre a Operação Navalha, mostrou um surrealismo digno dos melhores… quase que este jornalista chora…

 

Coronel Dilson Ferraz adjunto da SSP

O coronel Dilson Ferraz  é o novo adjunto da SSP. Tem ficha limpa e boa aceitação junto a corporação. A indicação foi um acordo conjunto entre o secretário e o comandante da PM.

 

Oposição prova do próprio veneno I

No governo anterior, o então deputado Jorge Araujo, apresentou um projeto de lei para criar na Assembléia Legislativa a chamada “Tribuna Livre”, como já existe em alguns parlamentos a exemplo da Câmara de Aracaju. Pela proposta qualquer entidade de classe poderia usar do espaço de 20 minutos na segunda-feira para expor seus problemas e reivindicações.

 

Oposição prova do próprio veneno II

Ontem, 23, na Assembléia, foram rejeitados requerimentos da oposição convidando entre outros, o Sintese. Venâncio, Augusto e Antônio Passos bradavam contra a “falta de democracia”, mas eles mesmos, no governo anterior, quando eram situação aprovaram a proposta de Jorge com uma emenda que o ofício da entidade teria que passar pelo plenário. Ou seja, tornaram a “tribuna livre”, numa “tribuna presa” aos interesses da maioria. Agora, provam do próprio veneno, já que se a tribuna livre existisse bastaria um ofício a Mesa Diretora sem a necessidade da aprovação no plenário.

 

Carteira suspensa

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT), líder do governo na Assembléia Legislativa, suspendeu a carteira de habilitação de motorista do colega Venâncio Fonseca (PP), líder da oposição. Claro que de brincadeira. Mas o recado foi sério. “Ele não consegue enxergar nenhuma obra do nosso governo. Se for para o sertão com a sua caminhonete, pode cair numa ribanceira porque não vai ver a pista nova que fizemos. Se for para a terra dele, Boquim, pode bater no muro da Clínica da Família que estamos fazendo lá. Se for para Lagarto, vai se estraçalhar na parede do hospital regional que já está sendo erguido. Se for para Neópolis, vai bater também na escola profissionalizante de lá. Então, é melhor nem dirigir”, disse Gualberto, enquanto Venâncio dava risadas estrondosas pelos corredores da Assembléia.

 

A vez de Almeidinha I

Deu na coluna de Ricardo Noblat, no jornal O Globo de ontem, 23:  “Almeidinha vem aí. Ou se preferir, Rolando Lero. Aquele que se julga responsável pela não cassação do mandato do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), acusado de usar lobista de empreiteira para pagar despesas da ex-amante, assumirá esta semana a presidência da Comissão Mista de Orçamento, a mais poderosa do Congresso. Parabéns, Almeidinha!  Manda quem pode. Novamente líder do PMDB, Renan está podendo emplacar seus aliados em cargos estratégicos do Congresso porque foi o cérebro da recente eleição pela terceira vez de José Sarney (PMDB-AP) para presidente do Senado. O ex-caçador de marajás, Fernando Collor (PTB-AL), foi posto por Renan na presidência da Comissão de Infra-Estrutura. Por ali passa todo o dinheiro do Programa de Aceleração do Crescimento – a segunda mais preciosa jóia da coroa do governo. A primeira é o Bolsa-Família”.

 

A vez de Almeidinha II

Continua Ricardo Noblat: “Renan pôs Wellington Salgado (PMDB-MG), conhecido como “Cabelo”, na vice-presidência da Comissão de Constituição e Justiça. Salgado era suplente do senador Hélio Costa (PMDB-MG). Havia pagado parte das despesas da campanha de Hélio. Assumiu a vaga de senador quando Hélio foi ser ministro das Comunicações. Para José Almeida Lima, 55 anos, ex-vice-prefeito de Aracaju, ex-deputado e atual senador, Renan reservou a presidência do filé mignon das comissões. Nada demais. Almeidinha fez por merecer! Formada por 11 senadores e 31 deputados, a comissão vota o Plano Plurianual com metas a serem atingidas nos próximos quatro anos, a Lei de Diretrizes Orçamentárias que estabelece os parâmetros do Orçamento, e a Lei Orçamentária Anual que organiza as receitas e despesas do governo. Haverá em 2010 eleições para presidente da República, Câmara, dois terços do Senado, governos estaduais e assembléias legislativas. O próximo orçamento, coisa de mais de R$ 1 trilhão, terá a digital de Almeidinha”.

 

A vez de Almeidinha III

Ainda Noblat: “Se você acompanhou a saga de Renan para escapar da cassação deve se lembrar de Almeidinha – “uma voz à procura de uma idéia” como certa vez se referiu a ele um dos seus pares. Sim, foi ele o destemido líder da tropa de choque de Renan. Foi ele que enfrentou as paradas mais indigestas, defendeu as teses mais estapafúrdias, engendrou as manobras mais sórdidas para que Renan preservasse seu mandato. Não se acanhou diante de nada. Arrostou com desassombro a antipatia da mídia e da opinião pública. No passado, somente a Câmara dos Deputados dispunha de “baixo clero”. Entenda-se como tal a legião de deputados sem brilho próprio que mendiga favores oficiais e atenção da mídia. Pois “o baixo clero” se infiltrou no Senado. Dele faz parte uma gorda fatia dos 19 suplentes que viraram senadores sem ter obtido um único voto. Almeidinha é senador eleito pelo PDT que se mudou depois para o PMDB. Tem livre trânsito no meio do “baixo clero”. Foi um crítico implacável do governo durante o primeiro mandato de Lula”.

 

Almeidinha = Metarmorfose ambulante

Conclui Ricardo Noblat: “Em março de 2004, fez a República tremer, a Bolsa de Valores cair e o dólar disparar ao dizer que tinha documentos capazes de derrubar José Dirceu da Casa Civil. Exagero de Almeidinha! Os documentos eram recortes de jornais e um relatório policial chinfrim. Pensa, porém, que Almeidinha se abateu? Engatou uma segunda e propôs a instalação de CPI para apurar o envolvimento de Lula com o esquema do mensalão – o pagamento de propinas a deputados para que votassem como o governo queria. A CPI gorou. A sorte sorriu para Almeidinha quando ele decidiu se alinhar com Renan, a quem negou o voto para presidente do Senado em 2007. “Renan deve a mim sua absolvição”, orgulha-se. A Renan, Almeidinha deve sua aproximação com Lula que justifica assim: “Entrei no governo depois que os corruptos saíram. E Lula nada tem a ver com o PT”. Chamado uma vez de “palhaço” e “boneca” pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), Almeidinha está mais para metamorfose ambulante. Ele e Lula, portanto, têm tudo a ver”.

 

Carro da Seed deixando aluno no Coesi

Continua o mau uso dos veículos públicos. Sábado, dia 21/03, às 8 hs, um veículo fiat branco da Secretaria de Estado da Educação, deixava um aluno na porta do Colégio Coesi. Além do motorista e do aluno, estava no veículo uma senhora sentada no banco do carona.

 

Título de cidadania

Na próxima sexta-feira, às 19 hs, no Plenário da Câmara de Vereadores de Aracaju, o Senhor José Conrado Dantas, funcionário há 33 anos da Usina Pinheiros, irá receber o título de cidadão aracajuano, o autor da propositura foi o vereador Dr. Gonzaga. O homenageado, natural de Japoatã, é irmão do ex presidente da Emsetur Jurandir Conrado.

 

MPF/SE selecionará para estágio em Informática

O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) abrirá, na próxima quarta-feira, 25 de março, seleção para estágio em Informática. Poderão se inscrever estudantes de cursos universitários da área de Computação e Informática, que tenham concluído, pelo menos, metade do curso. As inscrições serão feitas em duas etapas. Na primeira, os interessados terão até o dia 3 de abril para preencherem a ficha disponível no site do MPF/SE. Na segunda fase, de 30 de março a 7 de abril, os inscritos terão que entregar a documentação solicitada no item 3.4 do edital do processo de seleção. Os documentos têm que ser entregues na sede do MPF/SE, à avenida Beira-Mar, 1064, de segunda a quinta-feira das 13hàs 18h, e na sexta-feira, das 8h às 13h. Mais informações pelos telefones (79) 3234-3720, 3234-3723 ou 3234-3766. Ou ainda pelo e-mail estagioinfo@prse.mpf.gov.br

 

Sergipe será sede de encontro nacional da ABAV

Sergipe será palco da próxima reunião da Associação Brasileira de Agentes de Viagens (ABAV) que pretende reunir todos os seus representantes do país. O evento acontecerá no Resorte Star Fish Ilha da Santa Luzia de 26 a 29 de março e contará com a presença do presidente nacional da ABAV, Carlos Alberto Amorim, além de todos os presidentes estaduais da entidade que já confirmaram suas presenças. O presidente da ABAV de Sergipe, José Balbino, disse que o objetivo da reunião é fazer uma avaliação das ações da ABAV e sua relação com agentes de viagens e mercado, iniciar os preparativos para a Feira das Américas no Rio de Janeiro, além de discutir temas vinculados ao turismo brasileiro. “Também iremos aproveitar a oportunidade para oferecermos aos visitantes o conhecimento do destino turístico Sergipe”, informou Balbino.

 

Secretário destaca audiências

A realização do Programa Sergipe de Todos liderado pela primeira-dama, Eliane Aquino na ultima sexta-feira na cidade de Boquim foi destacada pelo Secretário de Articulação Política e Relações Institucionais, Jorge Araujo, não só pelas ações que envolveram os diversos órgãos da administração estadual no atendimento a população carente daquele município como também pelos contatos mantidos pelo Governador Marcelo Déda, realizando audiências com todos os prefeitos da região. Ainda em Boquim, o Secretário Jorge Araujo ressaltou a homenagem prestada pelo Governador Marcelo Déda ao ex-Deputado Joaldo Barbosa, quando ao lado do Prefeito Pedro Barbosa e da genitora do ex- Deputado colocou um ramalhete de flores no túmulo  do  ex-Deputado no cemitério local.

 

Semana Sergipana de Teatro

A Semana Sergipana de Teatro foi iniciada nesta segunda-feira, 23, e segue até 27 de março no Complexo Cultural Lourival Baptista (CCLB). A abertura oficial acontece às 20h, com a exposição “As Faces de um Ator”, de Benedito Letrado e apresentação do espetáculo teatral “Claro!”, de Devid Ives Siriano Salem. Já na manhã desta segunda-feira, teve início a oficina de danças populares, com os alunos da rede pública de ensino, ministrada pelo bailarino Milton Leite. Além disso, aconteceu a exibição do filme “O grilo Feliz”, a abertura da Mostra de Filmes para Teatro, cujos filmes fazem parte do acervo do SESC Sergipe/Departamento Nacional/ Projeto ?A Escola vai ao cinema? e do Ponto de Cultura Sesc/Centro, através da Programadora Brasil. À tarde, acontece a oficina de iniciação Teatral, com os alunos da rede pública de ensino, ministrado pelo ator e diretor Ivo Adnil, e a exibição do documentário “Doutores da Alegria” de Mara Mourão.

 

Delegados apresentam proposta de reestruturação da PC

Delegados da Polícia Civil sergipana reuniram-se na manhã de segunda, 23, para a apresentação da Proposta de Reestruturação da PC. O documento foi elaborado pela Associação de Delegados de Polícia Civil do Estado de Sergipe (ADEPOL) e entregue ao secretário de Segurança Pública, Kércio Pinto, que compareceu ao evento.O projeto inclui a melhoria nas estruturas física e corporativa das instituições para que estes profissionais possam prestar um melhor serviço à sociedade, incluindo, por exemplo, contratação de 500 novos policiais através de concurso público e melhoria nos prédios de algumas unidades policiais, principalmente no interior do estado.“Nesta proposta focamos a interiorização da polícia civil com a criação de quatro novas delegacias plantonistas em cidades estratégicas devido à demanda. Além disso incluímos a necessidade de equipes de perícia técnica para atender regionalmente com os serviços de IML e criminalística”, explica o presidente da ADEPOL, delegado Ronaldo Marinho.(Infonet).

 

CUT/SE apóia manifestação em Santana do São Francisco I

Os servidores públicos municipais de Santana do São Francisco, com o apoio da Central Única dos Trabalhadores de Sergipe – CUT/SE – realizaram uma grande passeata ontem, 22, no município de Santana do São Francisco, em protesto contra as medidas arbitrárias tomadas pelo prefeito Ricardo Roriz (PT) que ao assumir a administração municipal, em janeiro de 2009, cortou os salários dos servidores. O ataque aos trabalhadores vai além, uma vez que estes trabalham além da jornada e ao invés de horas-extras recebem ‘gorjetas’.“Cortar salário, além de ser uma medida arbitrária, é de extrema irresponsabilidade administrativa. O caso já está no Ministério Público que tem cobrado uma solução para o problema”, diz o presidente da CUT/SE, Antônio Carlos da Silva Góis.

 

CUT/SE apóia manifestação em Santana do São Francisco II

Para o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Santana do São Francisco – Sindisfran -, José de Jesus Leite (o Duda), é lamentável a atitude despótica do chefe do Executivo. Ele denuncia ainda que Roriz mora em Aracaju e dirige o município de Santana por telefone. “Ricardo Roriz é um prefeito ausente que passa vários dias sem aparecer na cidade”, afirma. De acordo com o sindicato, o prefeito também está desprestigiando os filhos da cidade ao distribuir as secretarias e os cargos mais importantes a pessoas de fora de Santana. “Será que aqui em Santana não tem ninguém competente para ajudar a administrar a cidade?”, questiona o trabalhador José Pereira dos Santos.

 

SEEL assina convênio com a Faculdade Pio Décimo

A Secretaria de Estado do Esporte e do Lazer (SEEL) e a Faculdade Pio Décimo vão trabalhar juntas, no programa “Sou Parceiro”, instituído pela SEEL, para atendimento aos jovens e adolescentes, do Projeto “Buscando Sonhos”, que trata da inclusão social através do esporte. Convênio nesse sentido foi assinado na tarde da última sexta-feira 20, entre as duas entidades. Segundo o secretário da Seel, Mauricio Pimentel, pelo convênio assinado entre as partes, a Faculdade Pio Décimo colocará à disposição da SEEL, sem ônus para a secretaria, oito estagiários em Psicologia, para o trabalho de acompanhamento e assistência psicológica, aos diversos núcleos do Projeto “Buscando o Sonho”, apoiados pela SEEL.

  

DO LEITOR

 

Orla abandonada

Do leitor Marcos Simplício: “Passear na orla de atalaia com minha família e amigos de fora no ultimo sábado, fiquei impressionado e revoltado com descaso dos governantes com o local, paisagens mal cuidadas, aparelhos de ginástica quebrados, as fontes luminosas sem funcionar, enfim, um verdadeiro desrespeito com os moradores e turistas que visitam o local. Isso deixa muito evidente que o governo do Estado não tem nenhum interesse em manter as obras realizadas com sucesso por seu antecessor”.

 

Turismo e profissionalismo I

E-mail de Carlos Nascimento: “Tenho acompanhado há algum tempo o debate que se desenrola através de seu blog sobre o turismo sergipano, dado ao próprio caráter de transversalidade do turismo qualquer análise fica incompleta diante da complexidade do assunto, entretanto dentro dos meus parcos conhecimentos sobre o assunto ousaria dizer que o nosso calcanhar de Aquiles é o profissionalismo, regionalismo brasileiro que o Houaiss define como sendo o “procedimento característico dos bons profissionais (seriedade, competência, responsabilidade, etc.)” , mas que eu prefiro a definição de que é “Acreditar apaixonadamente no que faz, NUNCA comprometer os seus valores, perseguir a Excelência todos os dias e ter um sincero desejo de ajudar aos outros.” Claro está que aos “valores”, presente tanto em uma quanto outra definição, deve estar aliado o conhecimento incessantemente buscado. Por outro lado nem sempre a nossa percepção de qualidade está relacionada com o profissionalismo de quem fornece o produto ou serviço. Qualidade tem a ver com as nossas expectativas aliadas a um conjunto de fatores. Por exemplo, se eu faço uma viagem longa e cansativa até um mínimo atraso na programação  já pode ser motivo para uma má avaliação de um produto ou serviço, e a soma de pequenos dissabores compromete a experiência pessoal”.

 

Turismo e profissionalismo II

Continua Nascimento: “É claro que no turismo algumas coisas fogem da lógica simples, por que os produtos de frigobar de apartamento são sempre muito caros?  Por que uma bebida em um parque temático chega a custar até 250% mais que fora dele se você já pagou um ingresso caro e ainda enfrenta filas quilométricas para os brinquedos? Talvez porque só recentemente tenhamos despertado para o turismo somos carentes de profissionais que façam algo mais que envergar o crachá, apesar de termos muita gente diplomada e certificada para trabalhar no turismo. Reitero, o turismo é complexo. Quando se faz crítica aos preços praticados em Canindé  de São Francisco ninguém avalia que ali estão empresários com nenhuma ou pouca concorrência, e que também pagam o preço por serem pioneiros em um destino que sofre com a sazonalidade. O empregado, os governos, os fornecedores, etc. não querem saber se de segunda a sexta o movimento de turistas foi baixo, e neste período a escuna saiu com somente 20% da ocupação, e o hotel tinha somente 15% dos quartos ocupados, etc. Cada um deles quer receber a sua parte, os salários, os impostos, as faturas.

 

Turismo e profissionalismo III

Finaliza Carlos Nascimento: “Não adianta os governos (municipal, estadual e federal) estimular a atração de novos investimentos se isto não for acompanhado de ações que não só incrementem o fluxo turístico, mas também beneficiem aos empresários já estabelecidos com a renovação e melhoria dos seus produtos e serviços. Não é agir profissionalmente, e aí não vai crítica ao jornalista, mas a quem passou a informação, divulgar dados que não informam a fonte e metodologia dos mesmos, os quais divergem do Relatório dos Indicadores da Hotelaria Sergipana 2008 publicado pela Emsetur em seu sitio na Internet. Para um profissional que trabalha com planejamento turístico a diferença de quatro pontos percentuais entre os Relatório oficial (6% de crescimento) e a informação passada a este blog (cerca de 10% de crescimento) pode induzir a erros, que por certo acabarão afetando alguma área do turismo. É essencial a produção de dados (inclusive sobre a avaliação de serviços e produtos) o mais confiáveis possíveis nos níveis subnacionais, (estados e municípios) para o planejamento turístico, tanto é que a UNWTO (Organização Mundial de Turismo/ONU), vem dando especial atenção ao tema, ao qual tenho a honra de ter sido convidado a dar minha pequena contribuição em um Grupo de Trabalho, especialmente no tema utilização de novas tecnologias”.

 

Cometimento de crime militar pelo encarregado de IPM

E-mail recebido de um PM: “Muito me admirei quando ouvir na íntegra denúncias feita pelo radialista e deputado estadual Gilmar Carvalho sobre adulteração de documento supostamente atribuída aos coronéis Anselmo e Meira, quanto a reintegração do policial militar foragido Giuseppe Amaral, pois, tais denúncias e minúcias foram extraídas dos autos do Inquérito Policial Militar – IPM, instrumento esse, conforme o artigo 16 do Código de Processo Penal Militar (Decreto Lei nº 1.002/69) é totalmente sigiloso, cabendo apenas ao advogado do indiciado, com a permissão do encarregado, tomar conhecimento do conteúdo desse IPM, sem extrair qualquer cópia enquanto o mesmo estiver sendo instruído. Talvez, o nobre encarregado não saiba ou imagine que o IPM seja um processo, o que isso permitiria a publicidade, mas, na verdade o inquérito não é um processo em si, é sim uma peça inquisitória, que não admite a ampla defesa e nem o contraditório, como o processo admite, tão pouco admite a PUBLICIDADE dos atos ali praticado por ninguém das partes, e mais grave, se o encarregado assim procede com a publicação do IPM, de fato ele está incorrendo em crime militar previsto nos 228 (Divulgação de segredo) e 230 (violação de segredo profissional) do Código Penal Militar (Decreto Lei nº 1.001/69). Nossa, com tais acontecimento, imagino que, quando o comandante geral e sua staff (assessoria jurídica) analisarem tais dispositivos, de ofício não poderão ficarem omissos, o que acarretará em um novo IPM, agora para apurar a violação de sigilo profissional e a divulgação de segredo cometida pelo encarregado da fuga de Giuseppe. Até onde iremos parar com tamanha irregularidades?”

 

Cuidado ao andar na Praça Camerino!

Do leitor Américo: “Ontem resolvi fazer um Cooper na Praça Camerino mas em vez de ganhar saúde, com certeza ganharia uma torção ou luxação e até mesmo um pé quebrado. Claudio Nunes peça ao Prefeito Edvaldo Nogueira juntamente com o Secretário da pasta que cuida da urbanização das praças que faça uma caminhada pela praça Camerino. Tábua de Pirulito está menos esburacada com certeza que a referida praça citada.Minha maior preocupação é com as pessoas idosas, sofrer uma torção ou quebra de um osso devido ao estado deplorável que se encontra o piso da Praça Camerino”.

 

Servidores sem reajuste em Itaporanga

De uma servidora: “Sou funcionária pública do município de Itaporanga D Ajuda e estou totalmente insatisfeita com a atual administração que não está sendo honesta com a população e com os seus servidores. Gostaria que o meu contato permanecesse anônimo, pois tenho receio de represálias. Fui aprovada no concurso público municipal em 2006 e até hoje não entendi o sistema do município. Atualmente, nós servidores não temos estatuto próprio, não tendo garantido assim os nossos direitos simples e o mais absurdo é que temos férias vencendo e fomos informados que não podemos gozá-las porque a prefeitura está sem dinheiro. Mas, e as licitações que estão sendo realizadas? Nos informaram que somente a partir do segundo semestre é que poderemos tirar férias. Aí vai a minha pergunta: Onde está o planejamento? Será que a prefeitura vai ter dinheiro para pagar os 1/3 de férias de todos no segundo semestre, ora não está tendo agora imagine depois?”.

 

Frase do Dia

“A força gerada pela não violência é infinitamente maior do que a força de todas as armas inventadas pela engenhosidade do homem”. Gandhi.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários