Oposição à deriva em Aracaju

0

Um fato vem passando despercebido e merece uma reflexão: a unidade do PT em Aracaju em torno dos nomes de Edvaldo Nogueira (PCdoB) como candidato à reeleição, e do petista Silvio Santos, como candidato a vice-prefeito. Só para lembrar, o PT sempre teve divergências históricas nas eleições, tanto estadual como a municipal de Aracaju. Apenas em 2006, o nome de Marcelo Déda foi unanimidade para candidato ao governo do Estado entre todas as correntes. Não é fácil o PT abrir mão de uma candidatura a prefeito, quando está em uma situação bastante confortável no atual contexto político do Estado.

 

Outro detalhe importante: enquanto a oposição não sabe nem mesmo quem serão os candidatos (ou o principal adversário) o grupo que comanda os governos estadual e municipal de Aracaju, já está todo unido em torno do nome de Edvaldo Nogueira. O PSB, o PRB, o PDT,o PCdoB, o PT e até o PMDB, se não fosse o problema orgânico onde a disputa parou na Executiva Nacional. Resta saber se esta união foi construída apenas pelo trabalho de bastidores de Edvaldo Nogueira, junto as lideranças da coligação, ou foi fruto de muito diálogo para se chegar a um consenso histórico sem aflorar as divergências naturais pelo poder.

 

Enquanto o time da situação está preparado para entrar em campo, a oposição está à deriva. Primeiro uma candidatura que não influenciará no pleito: a de João Fontes, do PPS. João foi a maior decepção da eleição de 2006, quando foi candidato ao governo estadual e promete repetir a performance. João Fontes está na política desde 1989, quando foi presidente do PL e era presidente da Energipe, no governo Valadares. De lá para cá, foi eleito deputado federal pelo PT e depois entrou na contra-mão da sua própria história. Não dá para falar também dos eternos candidatos com Adelson Alves e Cia. É brincadeira.

 

Por outro lado, se ganhar a briga pela liderança do PMDB e for candidato a prefeito, Almeida Lima mostrará um discurso dúbio. É oposição em Sergipe, mas no Senado Federal caiu nos braços do governo Lula. Ou o PT de Lula é diferente do de Déda e Cia? Almeida que critica Edvaldo e Déda em Sergipe é o mesmo que senta com os lideres do PCdoB e do PT em Brasília jurando amor eterno ao projeto petista. Oposição mesmo poderá ser encarnada pelos candidatos do P-Sol, PSTU e PCB, que são adversários do PT e os outros partidos, mas que não têm tempo suficiente no horário eleitoral para mudar a vontade do eleitorado.

 

E por fim, o DEM, ex-PFL, que terá candidato a prefeito, sem duvida. É uma questão de soerguimento da sigla que após a derrota fragorosa nas eleições de 2006 em todo país, onde elegeu apenas um governador, tenta mudar a imagem de ser um partido dos setores mais reacionários, mudando toda casa. Até o partido nacionalmente hoje é comandado pelos mais jovens. Foi uma lipoaspiração profunda, mas, que como toda cirurgia não retirou tudo e ficaram ainda algumas gordurinhas, ou melhor, figurinhas carimbadas da vida pública nacional. Em Aracaju, se João Alves Filho não for candidato o DEM deve lançar o deputado federal José Carlos Machado ou o ex-deputado Pedrinho Valadares.

 

O certo é que pela primeira vez o barco comandado pelo PT navega em um mar calmo e sem tempestade. Já o barco da oposição ainda não saiu do cais e já está à deriva. Corre contra o tempo e torce para que o barco da situação entre numa tempestade sem fim. Só assim poderá mudar o rumo da atual corrida, que para o bem da democracia precisa ser plenamente disputada. Só para lembrar: na última eleição municipal em Aracaju, em 2004, o barco da então situação comandada pelo PT, ganhou por W x O. É só o leitor lembrar e analisar sem partidarismo, mas através do bom senso. 
 

Enfraquecimento de Maria Mendonça

O blog recebeu uma informação que um aliado da prefeita Maria Mendonça (PSB) está tentando enfraquece-la politicamente para que possa indicar uma mulher como candidata a vice-prefeita ou até mesmo tirá-la da disputa deste ano. Tudo passa pelo projeto de poder em 2010.

 

OAB quer anular nomeação de Flávio para o TC

O presidente do Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe (OAB/SE), Henri Clay Andrade, ingressará com ação civil pública com o intuito de anular ato administrativo da Assembléia Legislativa, que culminou com nomeação e posse do conselheiro Flávio Conceição no Tribunal de Contas do Estado (TCE). A decisão é fruto de deliberação do Conselho Seccional, que por unanimidade autorizou a diretoria da OAB/SE a adotar as providências judiciais para afastar definitivamente Flávio Conceição do Tribunal de Contas. O próprio Flávio Conceição deveria ser aconselhado por seus amigos mais próximos a deixar o TC. Cada dia que passa é pior para ele e para o órgão.

 

Demanda acima do normal no ITPS

Sobre a nota publicada ontem com relação ao trabalho do ITPS, o blog foi informado que esse ano é que houve uma demanda acima do normal, ultrapassando a capacidade de atendimento do Laboratório de Solos, o que tem exigido esforço adicional da equipe técnica, inclusive trabalhando em dois turnos. Somente nesses três primeiros meses do ano foram analisadas mais de 2000 amostras, um recorde de análises para o ITPS. Foi exatamente por essa razão que o Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia, em reunião ocorrida na manhã de ontem,22, aprovou recursos para aquisição de novos equipamentos para o citado laboratório, de modo a ajustá-lo à crescente demanda por análises.

 

Sobre ação de funcionários contra a Deso

Da assessoria de Comunicação Empresarial da Deso: “Em relação à nota publicada em sua coluna no dia 16 último, intitulada “Funcionários ganham ação contra a Deso”, a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) reitera a condição de contestar a alocação da força de trabalho em setores cujas atribuições não tinham qualquer correlação com o cargo para o qual foram contratados por meio de concurso. Neste sentido, a Deso interpôs uma ação cautelar e foi concedida de forma liminar o comando da sentença, ou seja, foi suspensa a determinação de retorno dos reclamantes às funções anteriormente exercidas. Paralelo a isso, a Deso aguarda a decisão do recurso ordinário ao TRT referente à pendência trabalhista”.

 

SMTT de Socorro deixa táxi circular com palavrão

Todo mundo sabe que o serviço de táxi é uma concessão pública e tem sua regulamentação. Pois bem, em Socorro, a SMTT está fazendo vistas grossas para um taxista que circula com uma frase no veículo com o seguinte palavrão: “Ser pobre por um dia é bom. Ser pobre a vida toda é fo..” A frase está plotada no vidro traseiro do táxi HZU-1131 de Socorro.

 

Farol que prejudica a segurança no trânsito

De um leitor: “Está uma moda de pôr farol de xêno nos carros, aqueles faróis com luz fluorescente que encandeiam quem vem no sentido contrário. Até quando as pessoas vão pôr em risco a segurança dos outros por mera vaidade. Esses faróis não iluminam como deveriam e ainda tem um custo maior. Como se não bastassem os problemas que já existem, mais essa agora”.

 

Falta de fiscalização nas rodovias

De um leitor: “Apesar de ser assunto antigo, visto que, infelizmente, o interesse popular recorda apenas  fatos inéditos, venho através desse expor uma realidade que necessita muito de atenção. Creio que o acidente ocorrido no último sábado,19, envolvendo o ônibus numero 126 da COOPERTALSE  (que só deveria ter 120) não teria acontecido se houvesse uma maior fiscalização do poder público, entenda-se DER e PRF, com relação a esses que prestam um serviço critico e necessário para a população, ao retirar o tacógrafo na televisão o policial disse que o ônibus se encontrava a 100KM/h mas gostaria de desafiar qualquer motorista de ônibus intermunicipal, principalmente da própria COOPERTALSE, a passar a 40Km/h nas lombadas eletrônicas da cidade, a recusa se daria apenas por um motivo, todos estão adulterados,  ou seja, o acidente não foi causado por uma curva a 100km/h mas sim por uma curva a 120 ou 140km/h infelizmente o desrespeito com a vida é evidente e a segurança é deixada de lado em virtude do capital”.

 

Descaso com o sertanejo

De um leitor: “Estou lhe escrevendo para denunciar o descaso do governo do nosso estado para com o sertanejo. O governador Marcelo Deda recebeu votos do sertanejo em muito por sua capacidade de administrar más também em grande parte pelo pouco caso do governo anterior para com essa região. A estrada que liga Nossa Senhora das Dores a Nossa Senhora da Glória é uma via movimentada alem de ser o principal acesso a lugares como Monte Alegre, Gararu, Cumbe, Canindé, Poço Redondo e Porto da Folha. Pois ela está se acabando de buraco e ninguém faz nada. Deda nas eleições disse que se fosse eleito reformaria a estrada. Lá se vão quase um ano e quatro meses de governo e até agora nada foi feito, nem há perspectiva. Enquanto isso vai se dedicando a obras como pontes que são sim obras importantes, mas que não são mais urgentes do que uma pista como essa. É mais envaidecedor produzir obras que elevam o nome do governante fora do estado do que atender às necessidades prementes de um povo miserável e que não tem voz dentro do estado nem projetam ninguém na mídia nacional. É o governador João Alves fazendo escola. A vontade de construir obras monumentais que marcam uma administração e elevam o nome do governante gera distorções como essa”.

 

Esclarecimentos Iphan em Sergipe I

A coluna recebeu e-mail da superintendência do Iphan em Sergipe sobre nota publicada ontem, 22. A nota foi enviada por um leitor, devidamente identificado, por isso este jornalista lamenta a tentativa da superintendência do Iphan em passar a responsabilidade para o profissional, não entendendo a postura democrática deste espaço. O e-mail da superintendência do Iphan: “Tendo sido veiculado na sua página a matéria “Inércia do IPHAN” em Sergipe, temos a lamentar tal veiculação sem procurar a Superintendência do Iphan em Sergipe esclarecimentos e correções nas inverdades constantes na totalidade da matéria conforme abaixo esclarecemos: 1 – As fachadas das casas com azulejos na cidade de Estância, não são tombados pelo IPHAN, mas sim pelo governo do Estado de Sergipe; somente uma casa na Av. Rio Branco, tem tombamento federal naquela cidade. Há sim, interesse no tombamento do belo conjunto arquitetônico que está sendo visivelmente descaracterizado, infelizmente  não há interesse do poder municipal atual para tombamento, alegando inclusive não querer engessar a cidade.

 

Esclarecimentos Iphan em Sergipe II

Prossegue os esclarecimentos: “2 – Esclarecemos também que a manutenção dos monumentos tombados é de responsabilidade dos proprietários, Decreto lei 25 de 1937, mesmo assim, há uma ação constante do IPHAN na preservação dos bens. Não existe nenhuma obra do IPHAN no estado de Sergipe paralisada. O Museu do Estado de Sergipe está tendo obra de restauração do programa Monumenta, o qual é gerenciado aqui no Estado pelo Seinfra e ao IPHAN compete somente aprovação dos projetos e a fiscalização dos serviços. A candidatura a Patrimônio da Humanidade da Praça São Francisco, foi proposta pelo Governo de Estado e com, o apoio do IPHAN por ser um espaço merecedor do título.3 – Na cidade de Laranjeiras temos tombado o Conjunto Urbanístico do Centro Histórico e tombamento individual da Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, que teve intervenção e restauração no ano de 2007 e consta no plano de ação a ser aprovada para o ano de 2008 nova intervenção. O IPHAN inaugurou no dia 28/03/2008 a Sede da Oficina Escola de Laranjeiras, que vem funcionando há 10 anos. Através do programa Monumenta foi restaurado um prédio onde está funcionando a Biblioteca do Campus da UFS em Laranjeiras e encontra-se em obras o quarteirão do Trapiches para ser instalado a administração, as salas de aula , laboratórios e auditórios  da UFS/ Laranjeiras”.

 

Melhor remuneração para aposentados

O crescimento do emprego formal, o aumento da arrecadação dos impostos e a recuperação crescente das finanças da Previdência Social  permitem que a política de remuneração dos aposentados seja revista,  melhorando as condições financeiras daqueles que contribuíram para o crescimento do país com seu trabalho. Foi isto que o senador  Valadares (PSB) argumentou em seu discurso de ontem,22, durante sessão solene do Senado, em homenagem aos servidores públicos aposentados, ao defender a aprovação de projetos em prol dos aposentados,  entre os quais alguns de sua autoria, como o que trata da aposentadoria daqueles que tem trabalho insalubre e/ou perigoso. “É uma falácia dizer que os benefícios aprovados no Senado vão quebrar a Previdência Social. Nós senadores não somos irresponsáveis e os projetos são baseados em situações reais, com muita responsabilidade”, disse Valadares, em uma resposta às críticas feitas por alguns ministros sobre recente matéria aprovada pelo Senado.

 

Representação contra o governo de Sergipe

O deputado federal Mendonça Prado (DEM) entrou hoje com uma representação no Tribunal de Contas da União contra o Governo de Sergipe em virtude do descaso que provocou a epidemia de dengue no estado, mesmo com repasse de recursos do governo federal destinados exclusivamente para esse fim. Segundo dados publicados pelo Ministério da Saúde, no ano de 2007 foram repassados R$ 20 milhões de reais para os estados brasileiros. As verbas foram distribuídas para todos os estados, mas Sergipe tem hoje uma das situações mais críticas do país com aumento superior a 600% nos casos de dengue esse ano, em comparação ao mesmo período de 2007. Mendonça Prado questionou ainda  porque as verbas repassadas pelo governo federal não foram não foram utilizadas em políticas públicas, campanhas e na reestruturação da saúde em Sergipe. “Aonde foram parar essas verbas?”, quer saber o parlamentar, acrescentando que é necessária a fiscalização e auditoria das contas do governo do estado.

 

Show de Aviões do Forró I

De um leitor: “Venho através deste externar algumas insatisfações a respeito do show ocorrido na orla de Atalaia, no dia 21. Primeiramente, parece que as bandas depois que conseguem chegar ao auge do sucesso tendem a começar a simplesmente “enrolar”, e foi o que vimos ontem, um show onde das duas horas de presença, podemos considerar cerca de 30 minutos de pura enrolação, até o senhor Fabiano Oliveira subiu para ficar atrapalhando o show. Pagamos caro, não é para ouvir político, empresário ou apresentação de outros cantores que querem aproveitar o momento para se lançar, mas sim para curtirmos a banda que escolhemos. Outro ponto que gostaria de salientar, é a falta de organização do evento, especificamente em relação a “vendas de bebidas”. O que vimos ontem no show, é simplesmente uma apologia à embriaguês, ao alcoolismo. Simplesmente antes da metade do show, não havia mais a venda, água mineral e refrigerantes, somente bebidas alcoólicas, e olha o mais grave não providenciaram e nem permitiam que se comprasse do lado de fora. Que sirva de aviso aos pais desavisados, seus filhos estão indo não curtir um show, mas sim, embriagar-se, pois não foi um ou duas pessoas, mas diversas que vi sendo carregado nos braços de “amigos” para serem atendidos em uma única ambulância, para mais de 10 mil pessoas presentes. E olha, a maioria, a grande maioria eram do sexo feminino, diga-se de passagem, com características de menores. Seria bom que a polícia civil e militar, não fosse tão condizente com os organizadores, pois é flagrante que se vendem bebidas alcoólicas para menores, sem nunca serem incomodados”.

 

Show de Aviões do Forró II

Continua o leitor:Por fim, o último ponto que gostaria de sua ajuda para descobrir, seria em relação a utilização do espaço público. Quanto ou de que forma o Estado é beneficiado, com a utilização daquele espaço público??? Será que “augustus produções” paga algo para o poder público, ou simplesmente esta recebendo uma benesse das autoridades sergipanas?”. Deste colunista: em uma nota há cerca de um mês este espaço cobrou essa informação e o empresário Fabiano Oliveira explicou que a produção paga o espaço como ocorre em diversas outras capitais do país. Sobre este assunto, este blog recebeu vários e-mails de pais de foliões que acharam o local bem melhor do que os shows que eram realizados na areia da praia da rodovia José Sarney. Como menos risco e tudo mais. Se o Poder Público está cobrando pelo espaço e todos os requisitos de segurança estão sendo cumpridos o local facilita a vida dos país, já que a localização é bem melhor do que na rodovia José Sarney. Detalhe: e não incomoda ninguém.

 

Descaso da UNIMED com usuários I

E-mail de uma usuária da UNIMED devidamente identificada: “Venho através deste, fazer uma denúncia com relação ao descaso que a UNIMED tem para com os seus usuários. É inadmissível um plano de saúde tão conceituado, possuir apenas UMA equipe médica no plantão no serviço de S.O.S. em tempos de epidemia como o que vivemos agora. Pois bem, na madrugada de sexta pra sábado (18/19 de Abril) por volta da meia noite, meu irmão começou a passar mal, chegando a vomitar certa quantidade de sangue. Liguei imediatamente para o serviço de urgência da Unimed, prestei o pedido de atendimento móvel e recebi a seguinte informação da telefonista: ? – Tem sete chamados na sua frente…vai ter que aguardar…? Como o estado dele não piorou, e se fôssemos ao hospital até seria pior, resolvemos ver se aparecia algum outro sintoma para então tomar outras providências. A ambulância chegou… Chegou as 02h45min, ou seja, com duas horas e quarenta e cinco minutos de atraso. É um absurdo você pagar tão caro por um plano de saúde que se diz como o “melhor” da cidade e ter que esperar por quase três horas para receber atendimento”.

 

Descaso da UNIMED com usuários II

Continua a usuária: “Foi meu irmão, mas poderia ter sido você que está lendo, um amigo seu, seu pai, sua mãe e etc. E esse tipo de descaso vem sendo comentado pro muitos. Pois, o certo seria ter mais de duas equipes médicas de plantão tanto em tempos como estes e também em tempos normais. E digo mais, se continuar assim um dia ainda vai acontecer uma  “tragédia” por essa falta de estrutura. Infelizmente é sempre assim, é normal do brasileiro esperar algo de ruim acontecer para se tomar as devidas providências! Graças a Deus o que meu irmão sofreu não passou de uma pequena indigestão, mas só em ver o sangue, qualquer pessoa se desesperaria. E vale ressaltar que, se tivessem mais de uma equipe a celeridade nos chamados seria outra.

É triste ver que as pessoas às vezes se iludem com empresas que pregam a responsabilidade com a vida!”

 

Assembléia no Sindisan no último dia 19 I

De um funcionário da Deso: “Hoje, dia 19 de abril de 2008, houve a Assembléia no Sindisan com a categoria da DESO referente ao Acordo Coletivo 2007/2008, onde a Direção Executiva da Deso quer brincar com a categoria. Na primeira proposta de novembro de 2007 a empresa apreciava o aumento da cesta alimentação de R$ 180,00 para R$ 200,00, auxílio aos filhos excepcionais, divisor de hora-extra, PCCS e licença prêmio (exceto a cesta alimentação, outros itens os concursados não têm direito, mas foi aprovado em assembléia de novembro, menos a cesta e o PCCS). A cesta alimentação ideal que para categoria discute é de R$ 250,00, já que se compararmos com o pessoal da Energisa (Ex-Energipe), eles recebem auxílio alimentação de R$ 330,00, só para comparar. Na assembléia de 19 de abril, a proposta da empresa é o aumento da cesta alimentação para RS 220,00; o PCCS (Plano de Classificação de Cargos e Salários) a DESO se compromete a desenvolver estudo técnico, promovendo os ajustes que se fizerem necessários na Estrutura de Cargos e Salários e ainda informa no Parágrafo segundo, encaminhará ao Sindisan para que seja emitida opinião do estudo em elaboração, cópias dos Relatórios elaborados pela Empresa contratada. Ou seja, a DESO fará de acordo as suas necessidades a implantação do PCCS ao seu bel-prazer, deixando a categoria de lado, algo inadmissível!”.

 

Assembléia no Sindisan no último dia 19 II

Continua o funcionário: Sem deixar de mencionar a III Cláusula informa que a manutenção das demais cláusulas encaminhadas por esta Companhia a esse Sindisan através da Contra Proposta do Acordo Coletivo 2007-2008 datada de 17/12/2007. Nesse caso não houve contra proposta nessa data de 17/12/2007 e sim tivemos no dia 12/01/2008 uma Contra Proposta da empresa que foi aceita em parte e alterada em Assembléia, na qual não trouxeram para a categoria esse documento alterado na íntegra para analisar. Querem que aceitemos de goela abaixo esse Acordo as pressas sem que analisemos ponto a ponto. Fora a defasagem dos salários, o interstício de 5% do salário mínimo, não está sendo respeitado por essa atual diretoria, já são 2 (dois) anos que não temos aumento referente aos interstícios do salário mínimo!!! Lógico que na direção do Governo de João Alves brigávamos com o carro de som na porta da empresa, camisa com o slogan da campanha salarial, paralisação interna e entre outros, hoje não vemos nada disso praticado pela atual direção do SINDISAN. Parece que atual direção do SINDISAN compartilham com as atitudes da atual direção da DESO e do Secretário de Infra-Estrutura Osvaldo do Nascimento, não cumprir nada dos direitos adquiridos pelos trabalhadores no Acordo Coletivo, já que no passado recente esse pessoal participaram de mobilizações contra outros governos. Claro que estamos cientes da situação delicada da empresa da gestão passada, porque não divulgam na imprensa para os verdadeiros culpados pagarem o que fizeram na Empresa? Cadê a mudança, assim estão compartilhando com a antiga direção que deixou o rombo! Divulguem e punam os responsáveis categoricamente!”.

 

Assembléia no Sindisan no último dia 19 III

Finaliza o funcionário da Deso: “Mas se deixarem essa dívida dos trabalhadores acumularem, a dívida vai ser grande e a empresa sempre ficará com a mesma ladainha dizendo que não tem dinheiro. Então corrijam esse distúrbio o mais breve e analisem melhores caminhos para uma solução!!!! Os trabalhadores ficaram com os salários iguais com o do salário-mínimo, bem defasados! Lamentavelmente o que vimos e ouvimos a falta de postura do Diretor Presidente do SINDISAN Jovaldo Marques da Silva em agredir verbalmente alguns colegas de trabalho na assembléia, indo para o lado pessoal, caluniando a pessoa e tirando o foco do assunto debatido que era no momento o Acordo Coletivo. Fica aqui minha indignação por esses que dizem serem a favor do trabalhador, mas quando estão no poder dão as costas e não dão ouvidos aos trabalhadores. Fiquem cientes que nenhum cargo que estejam é eterno, sempre existirá renovação, seja do governo ou do sindicato!”.

 

Avaliação do governo Déda I

De um leitor: “Caro colunista gostaria de saber do senhor qual a sua avaliação desse governo Deda e quando é que vai se desprender do pessoal de João! Pelo jeito a colheita das melancias está acabando, ouve-se muito falar agora nas acerolas, que é vermelho por fora, e esverdeado por dentro! Isso é mais brincadeira!!Não é só na Deso não, todos os órgãos estão reféns de pessoas que não têm a menor proximidade moral, com o que se esperava desse governo! Talvez o governo que não tenha tanta moral assim né? Agora o que tenho a reclamar é sobre as negociações do acordo coletivo na DESO! Quando é que a cúpula do governo vai querer dar a mínima atenção a esse problema? Foi realizada uma assembléia nesse último sábado e o que se viu ainda mais, foi um sindicato – que está hoje sendo dirigido por somente três ou quatro pessoas – fazendo o jogo sujo da direção da empresa e do governo do estado ! É inacreditável que esse governo rotule todos os trabalhadores de manhosos; preguiçosos; incompetentes, etc.Na hora de pedir o voto todo mundo era companheiro e ia participar ativamente da mudança, mas não com cargos ou apadrinhamento, mas sim com justiça e respeito ao funcionalismo publico!”.

 

Avaliação do governo Déda II

Continua o leitor: “Nessa assembléia de sábado o presidente do sindicato da Deso(acuado) por tantas indagações por não dar em nada as negociações, por a empresa estar querendo impor clausula prejudiciais aos trabalhadores, e ele nem sequer toma uma atitude! Mas o “x” da questão ainda não é isso, o problema maior é que ele tem forças para mandar os trabalhadores em assembléia calarem as bocas ou então dizer que se acerta depois! Será que ele alguma vez disso isso para algum diretor? É claro que não! Por fim, digo uma coisa a História já nos mostrou como outros impérios grandiosos, por pouco se desmancharam, imagina só essa estrutura política sem-vergonha, tacanha, e perseguidora que estão querendo erguer nesse estado! Você não se surpreenda se ainda esse ano ou no próximo tenhamos uma paralisação geral no funcionalismo publico!!Dinheiro para viajar e fazer farra todo mundo tem né? Então vamos ver até onde isso vai!”

 

Presidente da ABIO destaca participação de Déda I

 O Diretor-Geral da Imprensa Nacional, Fernando Tolentino enviou na última quinta-feira, 17, um e-mail ao governador de Sergipe, Marcelo Déda, para agradecer pela atenção dedicada durante realização da 38ª Reunião das Imprensas Oficiais Brasileiras e, em particular, à Imprensa Nacional, que aconteceu no dia 10 abril, ressaltando a  hospitalidade e simpatia dos dirigentes e servidores do Estado de Sergipe. “ De fato, na condição de admirador e companheiro, acompanho com interesse a sua trajetória política desde a Constituinte  e o tempo de líder de nossa bancada federal, de modo que não me surpreendo. Mais uma vez se comprova a razão de seu sucesso como político e admirador”.

 

Presidente da ABIO destaca participação de Déda II

No e-mail, Tolentino também enfatizou o pronunciamento do governador durante a abertura do evento, dizendo que o discurso chegou a ser sentido com uma ponta de inveja por muitos dirigentes de imprensas oficiais. “ Pelo que apurei, o seu pronunciamento chegou a ser sentido com uma ponta de inveja por  muitos dirigentes de imprensas oficiais, que gostariam de ter o mesmo nível de esclarecimento e compromisso em seus próprios governadores”.  Antes de finalizar a carta de agradecimento, não poupou elogios ao governo do Estado ao apoiar a Segrase – Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe, por propiciar condições para que promovesse um dos encontros  de imprensas oficiais mais bem organizados e dotados de infra-estrutura adequada e eficiente, entre os que já participou nesses últimos cinco anos em que esteve ligado à atividade. Assim que leu a mensagem, Marcelo Déda retribuiu Pedalino com um e-mail de agradecimento.

 

Feira do Garden

O Shopping Garden é mais que uma loja de plantas e peças decorativas. Ele tem como proposta a valorização da arte da jardinagem e da decoração. Por conta disto, anualmente, sempre no mês de maio, ele realiza em suas dependências, a Feira do Garden. A sua quinta versão, a ser aberta no dia 2 de maio, será encerrada na véspera do Dia das Mães, 10 de maio, tornando-se uma boa oportunidade para os filhos presenteiem suas mães. Quem já freqüenta a Feira do Garden sabe que se trata de um super evento com exposição e venda de plantas decorativas, vasos, produtos temáticos e móveis para jardim. Durante a feira os arquitetos Anarlene e Everaldo Ribeiro estarão à disposição dos visitantes para troca de idéias e sugestões. Eles estarão esperando você e todos seus amigos para vivenciarem uma perfeita integração da natureza com a arte. www.shoppinggarden.com.br

 

Unit abre inscrições para vestibular

Quase 4.300 mil novas chances para quem sonha com o diploma de graduação em nível superior. A Universidade Tiradentes – Unit – inicia nesta terça-feira, 22, o período de inscrições para o seu Processo Seletivo 2008.2. Ao todo são 28 cursos de graduação e nove superiores de tecnologia com formação entre 2 e 2,5 anos.As inscrições poderão ser feitas até o dia 8 de junho no portal da Unit (www.unit.br) ou nos campi da instituição em Aracaju – Centro e Farolândia –, Estância, Itabaiana e Propriá. A taxa de inscrição é de R$ 60 até 30 de abril, e de R$ 80 após esta data. Já as provas acontecem nos dias 15 e 16 de junho. Os candidatos aos cursos de graduação serão submetidos a questões de Português, Inglês, Física, Geografia, Biologia, Matemática, História, Química e Redação. Os inscritos nos superiores de tecnologia serão avaliados em Português, Matemática e Redação.

 

Frase do Dia

“Hoje tudo vai contra a comunicação entre seres humanos. Sou a favor da tecnologia, mas devemos humanizá-la”. Pedro Almodóvar.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários