Oposição como essa ninguém merece…

0

Sergipe não merece a Oposição medíocre que tem no momento. O tempo passa, o tempo voa, as coisas mudam, mas a Oposição sergipana não passa disso: um grupo que acha que fazer oposição é ser contra tudo e contra todos. Ou, principalmente, trabalhar contra o Estado. Os três grandes líderes da Oposição em Sergipe – os Senadores Eduardo Amorim e Antônio Carlos Valadares e o deputado federal André Moura – , se uniram por motivos diversos mas com um só objetivo: impedir que o governador Jackson Barreto governe, ou que Sergipe tenha futuro sem eles. É, naturalmente, uma situação esdruxula mas é a que vivemos no momento. A Oposição acaba de perder um dos seus integrantes, o deputado federal Laércio Oliveira, mas nem isso vai abrir os olhos dos oposicionistas. O Senador Eduardo Amorim, com cara e o ar de almofodinha que lhe é peculiar, não consegue impressionar ninguém. O Senador Antônio Carlos Valadares, que sempre foi uma pessoa afável, agora virou o tuiteiro mais raivoso do planeta. Desde que o filho perdeu  a eleição de Prefeito raro não é o dia que não derrama bílis pelas redes sociais. Dizem que o seu sonho é voltar a ser governador de Sergipe, mas tem certeza que, com Jackson Barreto, no comando do Estado não tem muita chance. O deputado federal André Moura, que é o líder do governo Temer na Câmara Federal, agora posta seus e-mails informando que o “líder André Moura” fez isso e aquilo. Não é mais o líder do governo, é apenas o líder. Como se essa denominação fosse lhe abrir as portas do Governo do Estado, com o que sonha já há algum tempo. Mas, sabe que se continuar na companhia de Amorim o governo não vai lhe cair no colo. A Oposição em Sergipe só serve para armar fofocas. Queria, de qualquer maneira, que o Ministro Barbalho, que visitaria hoje o Estado, para atender na sede da Codevasf e não no Palácio do Governo. Diante do impasse o Ministro desistiu da visita. Sergipe perdeu, por ora, alguns reais que ele traria em forma de convênios. Viva a Oposição, portanto.

Prazo para MPEs é amanhã

As micro e pequenas empresas que foram excluídas do Simples Nacional em dezembro último, por terem dívidas com os impostos federais, têm até amanhã, 31 de janeiro, terça-feira, para parcelar seus débitos e pedir a reinclusão no programa. Em Sergipe, são 2.746 empresas que estão em atraso com o fisco. Para acertar tudo isso, o Sebrae vem promovendo o Mutirão da Renegociação. O parcelamento pode ser feito em até 120 meses mas as parcelas não podem ser menores que R$ 300,00, acrescidos de juros (no caso, taxa Selic + 1%). O pedido de volta ao sistema do Simples tem que ser feito até o dia 31 deste mês. Se a data for perdida,  micro e pequena empresa só pode voltar ao sistema em 2018. O Sebrae está oferecendo serviços de orientação e esclarecendo dúvidas sobre o parcelamento.

Celular terá superprocessador

A empresa norte-americana Qulcomm lançou durante a Consumer Electronic Show 2017, principal feira de tecnologia do mundo, seu mais poderoso processador, o Snapdragon 835, o primeiro da empresa com chip de 10 nanometros (tamanho equivalente 0,000001cm) octa-core (oito núcleos) e velocidade máxima de 2,45 GHz.   Mudança resulta em um processador 35% menor, que usa 25% menos energia, e suporta nova tecnologia de carregamento acelerado da empresa, o Quick Charge 4.0, 20% mais rápido que o 3.0 – isso quer dizer que o usuário consegue carregar cinco horas de matéria em cinco minutos. 0 835 também vai permitir uma evolução nas câmeras: suporta sensores de até 32 megapixels (câmera simples) e 16 MP (câmera dupla), enquanto no 821 ia até 28MP simples.

Caixa terá Demissão Voluntária

A Caixa Econômica Federal pretende abrir um plano de demissão voluntária (PDV) ainda este ano para cortar 10 mil funcionários, segundo informações do próprio banco. A Empresa não divulgou detalhes sobre o plano. Não se sabe quantos economiários poderão aderir ao plano. Antes da Caixa, o Banco do Brasil já havia anunciado um plano de aposentadoria incentivada para cortar 18 mil pessoas. No fim do processo, conseguiu a adesão de 9,4 mil trabalhadores. Com estruturas inchadas e lucratividade inferior aos bancos privados, os bancos estatais estão em meio a um processo de corte de custos e ganho de eficiência.  A Caixa Econômica Federal tenta se reestruturar para evitar um pedido de socorro ao governo. Em outubro do ano passado, o presidente do banco, Gilberto Occhi, disse em entrevista ao Wall Street Journal que a empresa teria de vender ativos e cortar dividendos obrigatórios. Sem essas medidas, o banco precisaria de um aporte do governo federal em 2018.

Queda nos Planos de Saúde

O mercado brasileiro de planos de saúde médico-hospitalares registrou perda de 1,37 milhão de beneficiários em 2016, equivalendo a uma queda de 2,8%  em comparação ao mesmo período do ano anterior, segundo constatou o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar.  Região Sudeste puxou  queda do total de beneficiários de planos médico-hospitalares em 2016. Nos 12 meses encerrados em dezembro, 1,37 mi- lhão de vínculos foram rompidos (retração de 2,8%) no Brasil sendo que 1,1 milhão destes, o que equivale a 79,9% se concentram no Sudeste.

     …e para encerrar…

RESPOSTA – O internauta Antônio Carlos Mota indaga se o filme “Snwden” foi exibido em Aracaju. Não, não foi. Para variar, como todo filme de veleidades artísticas – o filme é dirigido por Oliver Stone – não foi programado pelo circuito Cinemark. É uma pena, em verdde…

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais