ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA

0

Está muito claro que o Partido dos Trabalhadores paga muito caro pela ação de um amplo grupo que chegou ao poder com o objetivo de permanecer nele por muitos anos e disposto a desfazer toda a história de luta em favor da moral, da ética, da honestidade e em defesa de uma maioria discriminada, sofrida, perseguida e humilhada. Era a esperança dos miseráveis. De quem não tinha comida. Enfim os “descamisados”, como Fernando Collor chamava e que hoje cabe bem neste governo petista. É triste, mas o título acima – Organização Criminosa – é como classifica o PT o procurador-geral da República, Antônio Fernando de Sousa, que denunciou ao Supremo Tribunal Federal exatos 40 personagens envolvidas no escândalo do mensalão.

Evidente que esses 40 acusados de corrupção não representam os milhares de filiados do PT que, nesse momento, também se indignam com a transformação de uma legenda que se expôs na luta pela redemocratização. Mas o grupo tem nomes ilustres do partido, como o ex-chefe da Casa Civil José Dirceu, acusado de chefiar uma “quadrilha”. Também está nesse nível o ex-ministro Luiz Gushiken. A denuncia não atinge o presidente Lula. O procurador descreveu em seu documento vários crimes, entre eles a formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, corrupção ativa e passiva, além de peculato. São tantos os atos criminosos, que em outra ocasião, talvez um pouco antes do pleito, não se pudesse evitar um pedido de impeachment. Aliás, pelo volume de delitos denunciados, há condições imensas para que qualquer organização tente um impedimento do presidente, embora esse não pareça ser um desejo da oposição.

A Procuradoria poupou o presidente Lula da Silva. Evidente que isso não reduz o ato corajoso e justo do procurador geral Antônio Fernando de Souza. Mas isso não livra Lula da desconfiança da sociedade. Ninguém acredita que o presidente não tenha percebido toda a movimentação suspeita e criminosa que acontecia ao redor do seu gabinete. É difícil admitir que o presidente Lula adquiriu uma ingenuidade tamanha que lhe fechou os olhos e tampou as narinas do mau cheiro que exalava dos gabinetes em que se projetavam os golpes para meter a mão no dinheiro público. Apesar dessa proteção ao presidente, só acredita mesmo que ele é um bobo, quem precisa se enganar para sustentar ilusões. É claro que o fato de ser acusado não caracteriza condenação, mas é muito mau para uma liderança que ascendeu ao poder pela disposição de lutar contra a corrupção, ignorar exatamente tudo que aconteceu muito próximo a ele, praticado e chefiado pelas pessoas de sua mais absoluta convivência e confiança, para evitar falar em conivência.

O governo petista não tem sorte. Desde que surgiu a denuncia do mensalão, que uma sucessão de escândalos vem acontecendo e atinge diretamente o presidente, mesmo que ele procure se isentar de qualquer ilícito. A questão é que Lula deixa um rastro de desconfianças com alguns dos seus atos que favorecem diretamente a quem está sob suspeição. Por que não parte do presidente todas as iniciativas para por a limpo o que está nos porões do poder? Por que evitar a quebra de sigilo bancário de Roberto Okamotto? Como o presidente pode ser amigo “irmão” de um sujeito capaz de mandar quebrar o sigilo bancário de um pobre caseiro? E Roberto Jéferson, que o Lula lhe daria um cheque em branco para mostrar credibilidade e apoio? Tudo isso demonstra que o presidente tem medo e, em certas horas, se não é conivente, protege corruptos e lhes oferece solidariedade.

Lula enfrenta uma crise atrás da outra e, apesar do drama que a oposição faz, a sociedade está percebendo que ética e honestidade não encaixam bem nesse governo. Não é cansativo lembrar que a Ordem dos Advogados do Brasil, há tempos, vem dizendo que “havia uma verdadeira quadrilha assaltando o povo brasileiro” O presidente da OAB, Roberto Busato, considerou a denuncia do procurador Antônio Fernando de Souza, uma “peça muito bem elaborada, que a cidadania brasileira estava esperando ansiosamente”.

 

 

AMORIM

O presidente do PSC em Sergipe revelou que não sentou com ninguém, nem com o governador João Alves Filho (PFL), para tratar de composição.

Qualquer composição que o PFL fizer será com chapão, porque isso é de interesse da maioria dos candidatos proporcionais.

 

IMPACIÊNCIA

Em entrevista concedida ontem pela manhã, Amorim revelou que alguns candidatos estão querendo se aliar à oposição, caso o governo coloque obstáculo ao chapão.

Amorim diz que o PSC tem candidatos competitivos para federal e estadual e vai favorecer a qualquer grupo política a sua participação com a exigência do chapão.

 

COLIGAÇÃO

Quanto à coligação nos estados, o PSC está livre para se compor com quem quiser, porque não tem candidato a presidente da República.

Entretanto, apoia Antony Garotinho (PMDB) caso ele saia candidato a presidente da República. Na realidade o PSC trabalha para romper a clausula de barreira.

 

IVAN LEITE

O prefeito de estância, Ivan Leite (PSDB) disse que está aguardando os entendimentos entre as lideranças, para anunciar sua posição definitiva.

Para ele, o quadro ideal seria PSDB e PFL e acha essencial analisar que os tucanos tem um candidato a presidente do caráter de Geraldo Alckmin, que precisa do apoio de todos.

 

IRRESPONSÁVEL

Ivan Leite declarou que o PT de Estância é oposição a ele de forma gratuita. “Diria até irresponsável”. Diante disso é impossível qualquer coligação.

Para Ivan, o ex-prefeito Marcelo Déda seria mais útil a Sergipe se tivesse aceitado o convite para ministro, que lhe fora feito pelo presidente Lula.

 

DUTRA

O ex-presidente da Petrobrás, José Eduardo Dutra (PT), tem participado dos entendimento para atrair novos aliados para o bloco de apoio a Marcelo Déda.

No momento, ele ainda não definiu candidatura e fica em stand by para as definições do partido. Disputará o Senado caso não feche aliança com Albano Franco (PSDB).

 

JACKSON

A candidatura de José Eduardo à Câmara Federal seria ruim para o deputado Jackson Barreto (PTB), que tenta a reeleição.

José Eduardo tem compromissos em apoiar a reeleição de Jackson em cidades que tem influência como, por exemplo, Japaratuba.

 

DESCANSA

O ex-prefeito Marcelo Déda, pré-candidato a governador pelo PT, também resolveu viajar no feriadão da Semana Santa, para descansar com a família.

Segundo Márcio Macedo, presidente regional do PT, ele retorna na próxima terça-feira para recomeçar os contatos políticos para composições.

 

AVISO

O ex-governador Albano Franco (PSDB) já comunicou à cúpula do seu partido, em Brasília, a dificuldade que encontra para uma composição com o PFL.

Apesar da Direção Nacional sugerir o entendimento, Albano já avisou que só fará aliança se lhe for oferecido o Senado.

 

FRENTE

O empresário Ricardo Franco (PSDB) está tentando formar uma frente, junto ao PMDB, para apoio à candidatura de Marcelo Déda.

Diz, entretanto, que mesmo se o pai, Albano Franco, finalizar as conversas com o PFL como candidato ao Senado, “o apoiarei sem entusiasmo”. 

 

NOBRE

Com o projeto Coroa do Meio já está havendo especulação imobiliária na área e dentro de mais alguns meses pode se transformar em bairro nobre de Aracaju.

É que com a urbanização, os moradores nativos preferem ganhar uma boa grana com o seu pequeno imóvel e tentar uma nova invasão ou morar em área inferior.

 

PLOTAGEM

Já circula pelas ruas de Aracaju um carro com a traseira plotada com o nome: “Senadora Maria do Carmo” e a marca de campanha.

Sinal de que Maria do Carmo vai disputar a reeleição pelo PFL, baseada nos índices que demonstram todas as pesquisas.

 

CONVERSA

Estão marcadas para as próximas terça e quarta feiras reuniões do governador João Alves Filho com os deputados estaduais.

João Alves vai tratar das coligações que devem ser feitas e a formação do grupo político que o apóia. Deve falar sobre os contatos com o PSDB.  

 

 

Notas

 

SERGIPE

Ainda existem alguns problemas para o governo resolver até terça (18), condição imposta por líderes da oposição para não obstruir a votaçãodo orçamento. São problemas pontuais que envolvem Sergipe, Bahia e Amazonas, mas devem ser resolvidos até lá, avisou o presidente do Senado, Renan Calheiros.

Os oposicionistas querem ver resolvidos o financiamento para construção de uma ponte em Aracaju, pelo BNDES, a ampliação de projetos de irrigação na Bahia e a construção do gasoduto Coari-Manaus, a cargo da Petrobras.

 

CONDENA

O Tribunal de Contas da União (TCU) julgou irregulares as contas de Renes Ferreira de Barros, ex-prefeito de Santo Amaro de Brotas, e o condenou a pagar R$ 69.197,28, valor atualizado, por ausência de contrapartida do convênio firmado entre o município e o Ministério da Agricultura e do Abastecimento.

O ex-prefeito terá 15 dias para comprovar o recolhimento da dívida, além de pagar uma multa no valor de R$ 5 mil aos cofres do Tesouro Nacional. Foi autorizada a cobrança judicial. Cabe recurso da decisão.

VOTO ABERTO

A Frente Parlamentar pelo “Fim do Voto Secreto” será instalada na próxima quarta-feira, às 14 horas, no corredor de acesso ao plenário da Câmara, com a participação dos parlamentares que fazem parte do movimento suprapartidário “Quero saber como vota meu representante”, coordenado pelo Psol.
A Frente Parlamentar já conta com mais de 180 deputados, foi formada como reação à crise desencadeada após as sucessivas absolvições no Plenário de parlamentares acusados de envolvimento com o esquema do “mensalão”.

 

 

É fogo

 

O deputado estadual Venâncio Fonseca (PP) disse que o seu partido terá a mesma posição da eleição de 2002 e apóia João Alves Filho.

 

O governador João Alves Filho (PFL) vai com a família passar o feriado da semana santa em sua fazenda Jundihay.

 

Na opinião da maioria dos chefes políticos, o processo eleitoral vai se afunilar em maio, quando serão definidas as composições.

 

Todos os candidatos estão com pesquisas para consumo interno em mãos. Nenhuma delas dá mau resultado para quem as encomendam.

 

A deputada Susana Azevedo (PSC) está literalmente com a mão no “peixinho”. Tem distribuído quilos de pescados na periferia.

 

O ex-governador Albano Franco desembarcou ontem em Paris, onde ficará até segunda-feira, distante do burburinho político.

 

O prefeito de Barra dos Coqueiros, Airton Martins (PT) disse que o Plano Diretor ofertado pelo governo do estado não está dentro da realidade do município.

 

A professora Maria do Carmo Teles de Mendonça (Carminha) deixou a Secretaria da Educação de Itabaiana. O pessoal acha que ela será candidata à deputada estadual.

 

Aracaju ainda está com um único vôo da Varig para outras cidades do país. Decola exatamente às 6 horas.

 

A questão de quem acumulou pontos smiles pela Varig ou cartões de crédito é que deve ser resolvido de outra forma. Qual? Ninguém sabe.

 

As vendas de automóveis importados no atacado cresceram 30,45% no mês passado, em relação a fevereiro.

 

O presidente da Petrobrás, José Sérgio Gabrielli, foi metralhado no Senado para explicar gastos com a campanha de auto-suficiência brasileira de petróleo.

 

brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais