Os Excluídos

0

Impedidos de desfilar em homenagem à Independência do Brasil, os estudantes da rede municipal de São Cristóvão bem que poderiam ser convidados para participar amanhã da Marcha dos Excluídos, movimento organizado por entidades diversas e que sempre encerra a parada militar-estudantil no dia 7 de Setembro. Ao decidir suspender o evento, a Prefeitura da 4ª cidade mais antiga do país puniu os estudantes, que passaram boa parte do ano se preparando para o desfile da independência. É uma pena que a falta de planejamento financeiro da Prefeitura termine prejudicando quem nada tem a ver com a história e, neste caso específico, frustrando o sonho da bela jovem, que seria porta bandeira, do estudante desejoso em representar D. Pedro no desfile estudantil e do músico, que queria exibir na avenida seus dotes artísticos. Decididamente a Prefeitura de São Cristóvão está dando um péssimo exemplo de cidadania e brasilidade.

Na terrinha

E quem está desde ontem em Aracaju é o governador licenciado Marcelo Déda (PT). Em São Paulo há meses tratando de um câncer, o petista recebeu autorização médica para passar alguns dias ao lado dos familiares. Visitas só de um ou outro auxiliar mais próximo, e nem pensar em conversas políticas ou administrativas.

Preguiçoso

O senador Eduardo Amorim (PSC) não gostou de ter sido chamado de preguiçoso pelo governador Jackson Barreto (PMDB). “Nenhum cristão merece esse tipo de agressão, principalmente quando parte de quem deveria dar exemplo de civilidade”, reclamou o parlamentar.

Comissão

O governo instituiu uma comissão para propor enxugamento da máquina estadual visando reduzir despesas. A idéia é que em 30 dias fique pronto um relatório sugerindo as medidas a serem adotadas. O governador Jackson Barreto espera que a redução de gastos seja suficiente para garantir um reajustezinho salarial aos servidores. Tomara!

Escravos

Os trabalhadores das empresas de ônibus da Grande Aracaju estão sendo tratados como escravos. A grave denúncia é do vereador Adriano Taxista (PSDB). Segundo ele, as empresas oferecem péssimas condições de trabalho, atrasam salários e negam os direitos dos motoristas e cobradores. A população também sofre com a redução da frota e o péssimo estado de conservação dos ônibus. Uma lástima!

Mudanças

Deve acontecer na próxima segunda-feira a posse dos secretários da Fazenda, Jeferson Passos, e do Planejamento, Orçamento e Gestão, José Sobral. O primeiro substituirá Oliveira Júnior, que responde interinamente pela Fazenda desde que o titular José Andrade se afastou para tratamento de saúde. O governador Jackson Barreto também pretende mudar nos próximos dias a direção do Banco do Estado de Sergipe.

Processo

O professor Joel Almeida promete processar o vereador aracajuano Agamenon Sobral (PP) para ele provar que, embora viajando, o educador registra presença no diário da escola onde trabalha. Em defesa de Joel, o vereador Iran Barbosa (PT) disse que Agamenon é useiro e vezeiro em fazer discursos distorcidos e denúncias infundadas. Vixe Maria!

Perfil

Embora tenha perdido o comando do PTB para os irmãos Amorim, o deputado federal Almeida Lima ainda se apresenta no twitter como membro do partido. Almeidinha talvez tenha sido o político que passou menos tempo filiado ao PTB. Ele tomou o comando da legenda em Sergipe em junho passado, porém os Amorim mexeram os pauzinhos e esta semana reconquistaram o PTB.

Posse no Sindijor

Está marcada para o próximo dia 20 a posse da nova diretoria do Sindicato dos Jornalistas de Sergipe. A solenidade vai acontecer às 20h, no auditório da OAB, ali na travessa Martins Garcez. O novo presidente Paulo Souza promete dar sequência à luta da colega Caroline Rejane em defesa de melhores salários e condições de trabalho para a categoria.

Essa é do baú

Os sergipanos conheceram o cinema em 1903, graças ao comerciante italiano Nicolau Pungitori, que veio tentar a sorte em Sergipe. Pesquisa feita pelo jornalista e historiador Luiz Antônio Barreto revela que o jovem estrangeiro fundou naquele ano o Teatro Carlos Gomes, atraindo locatários dos cinematógrafos que trouxeram para a capital sergipana os primeiros metros de filmes, da novata sétima arte. O Teatro Carlos Gomes foi transformado, mais tarde, no Cine Teatro Rio Branco, em homenagem ao Barão do Rio Branco, chanceler do Brasil, falecido no final de 1912. Solteiro e integrante da Loja Maçônica Cotinguiba, Nicolau Pungitori jamais retornou à Itália, tendo morrido na capital sergipana em 27 de março de 1909.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários