Os impostos para a classe média

0

Os impostos que pagamos são muito pesados, mas devemos nos lembrar que o imposto é o preço que o cidadão paga para financiar o poder público. Ele é alto em função dos gastos excessivo do poder público. É o executivo, o legislativo e o judiciário com gastos abusivos; é a necessidade de recursos para a cobertura de déficits, como o da previdência e outros.

Estudo do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) indica que, na média do País, são necessários 145 dias trabalhando para juntar recursos suficientes ao pagamento de 62 tributos cobrados pelo conjunto das três esferas de governo. A classe média é a que entrega a maior parte de sua mais valia para pagamento de tributos são 155 dias de trabalho.

A situação da classe média tem piorado nos últimos anos porque os programas sociais e desonerações tributárias estão voltados apenas para a classe baixa. Este movimento faz com que os ricos se distanciem cada vez mais dos dois outros extratos, o que eleva a concentração de renda.

A classe média é a mais tributada dos segmentos econômicos porque como apresenta uma quantidade de empregos formais bem acima da de baixa renda, assume a maior contribuição para o imposto de Renda (IR) e, ao mesmo tempo, paga a maior alíquota de contribuição previdenciária.

A tributação no país é em cascata e recai mais fortemente sobre o consumo, acaba atingindo todas as classes. No entanto, proporcionalmente à renda, os efeitos são maiores para os de baixa renda e em seguida para a classe média.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários