Página interna também merece atenção

0

Esta semana, por coincidência, ouvi de dois profissionais distintos a seguinte afirmação: “O importante é criar uma página inicial bem feita para o site. As internas não merecem tanta relevância”. Como ela foi dita de forma categórica e parece estar reverberando por aí, decidi, então, dedicar o texto desta semana ao tema. Especialmente, a um contraponto.

Na verdade, os cuidados com as páginas internas do site (todas aquelas além da inicial, também chamada de “home” ou “index”) devem ser uma constante. Claro que a home tem um destaque maior – e, portanto, merece atenção extra –, já que é ela, geralmente, a dona da maior quantidade de visitas. Porém, pense comigo: quando você acessa um determinado site cujo conteúdo é do seu interesse, onde você passa a maior parte do tempo? Na página inicial ou na interna?

Para responder a pergunta, vamos nos valer da pesquisa do autor Jacob Nielsen, em sua obra “Usabilidade na Web”. De acordo com o estudo, na primeira visita a um site, o tempo médio dedicado à home foi de 35 segundos, para pessoas com experiência considerada baixa na web. Já aqueles mais familiarizados com a internet destinaram 25 segundos do seu tempo à index.

E a página interna, como se saiu? Entre os usuários menos experientes, o tempo médio foi de 60 segundos, enquanto que os de alta experiência passaram 45 segundos do seu tempo ali. Ou seja: um resultado substancialmente superior, em ambos os casos.

Isto ocorre por um motivo simples: quando acessamos um determinado site, nosso interesse costuma recair sobre conteúdos específicos. E onde podemos ter acesso a um maior volume de informações e detalhes sobre estes temas? Exatamente: em uma página interna (que permite maior aprofundamento nos assuntos, ao contrário da home, que cumpre a missão de pincelar, de forma objetiva – e amplamente atraente –, os conteúdos de maior relevância estratégica).

Vamos pegar um destes famosos sites de culinária como exemplo. Digamos que você está pensando em fazer um prato especial, para celebrar este Dia dos Namorados. Você realiza uma pesquisa no Google, encontra alguns sites e escolhe o de sua preferência. Nele, logo de cara, diversas opções são trazidas na página inicial. Doces, salgados, drinks… Mas a sua intenção é clara: uma belíssima torta “Dois Amores”, para ninguém botar defeito – e combinar com a ocasião! Pergunte-se: a qual página você dedicará mais tempo? À index do site, com seus zilhões de possibilidades? Ou à página específica que traz o passo-a-passo ilustrado de como fazer o seu quitute? A última opção, certamente, soa mais adequada.

Isto sem falar que, em boa parte dos casos, os internautas já são levados diretamente à página da receita, após fazerem uma pesquisa em um mecanismo de busca. Ou seja: sequer passam pela home! Não parece oportuno, portanto, deixar de lado e isentar de estratégia justamente o local do site no qual o internauta passará a maior parte do seu tempo (e onde você terá uma maior chance de convencê-lo a desempenhar uma determinada ação, seja a leitura de uma informação importante, fazer um pedido de orçamento ou mesmo comprar um produto específico).

No resumo da ópera, a mensagem que desejamos reverberar é a seguinte: cuide muito bem da sua página inicial. E das internas também.

Bons negócios!

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários