Palanque eletrônico

0

Não se pode aprovar qualquer tipo de violência, principalmente quando dirigida contra um veículo de comunicação, porém alguns comunicadores e empresários do setor precisam levar em conta que não devem usar as emissoras para enxovalhar a moral alheia, colocá-las a serviço de grupelhos políticos. Com raras exceções, o rádio sergipano se transformou num palanque eletrônico, onde predominam a demagogia e o baixo nível. Diariamente, radialistas metidos a políticos, a cabos eleitorais, puxa-sacos e pistoleiros nada intelectuais abrem o bocão para defender os interesses de quem os paga. A invasão da rádio Xodó por integrantes do MST é reprovável, devendo os responsáveis serem punidos pela truculência praticada. Este triste episódio, contudo, não deve servir para mascarar as calúnias e agressões verbais lançadas diariamente pela emissora contra o MST. Assim como o Movimento não pode querer fazer justiça com as próprias mãos, a direção da Xodó precisa entender que não está acima da Lei.

Boca de siri

Lideranças do DEM fizeram voto de silêncio sobre o apoio do partido ao pré-candidato a governador Eduardo Amorim (PSC). Ontem, durante o evento de prestação de contas do mandato do deputado federal Mendonça Prado todo mundo fez boca de siri. Tanto o parlamentar, quanto a senadora Maria do Carmo Alves disseram que nada falam antes de o prefeito João Alves Filho (DEM) oficializar a aliança política. Aguardemos, portanto!

Será verdade?

Veja o que publica hoje a colega Rita Oliveira no Jornal do Dia: “De setores do governo sobre o fechamento ontem das duas Unidades de Pronto Atendimento do município de Aracaju, que acabou sobrecarregando o Hospital de Urgência de Sergipe: Isso já faz parte do saco de maldades do prefeito João Alves Filho (DEM), após o apoio a Eduardo Amorim, visando desgastar o governador Jackson Barreto perante a população”. Homem, será verdade?

Prorredes

As comissões temáticas da Assembleia devem se reunir hoje para avaliar os vetos do governador Jackson Barreto ao projeto autorizando o Executivo a contrair um empréstimo de R$ 250 milhões para aplicá-los na saúde pública. Parlamentares governistas dão como certa a aprovação dos vetos em plenário.

Tucanos visitados

E o pré-candidato a governador Eduardo Amorim (PSC) visitou ontem o presidente do Diretório Estadual do PSDB, Roberto Góis. Acompanhado de vários políticos, Amorim disse que a visita objetivou ampliar o diálogo entre os dois partidos sobre a aliança para as próximas eleições. Por falar nos tucanos, o PSDB se reúne daqui a pouco para discutir o desejo da filiada Grace Franco de disputar o governo estadual.

Vice do PSB

O candidato a vice na chapa encabeçada pelo governador Jackson Barreto (PMDB) será do PSB. Foi o que garantiu o próprio Jackson durante entrevista aos radialistas Jason Neto e Magna Santana, da Liberdade/FM. Segundo o governador, além do PSB, também farão parte da aliança governista o PDT, PSD, PROS, PCdoB e outros partidos. Questionado se está agoniado com o momento político, Barreto foi taxativo: "Não estamos nem angustiados nem aperreados, nem apressados".

Com Jackson

Para sepultar qualquer dúvida sobre a posição do PSD na eleição deste ano, o dirigente do partido, Jorge Araújo, informou o seguinte: “O PSD foi criado sob a coordenação do ex-governador Marcelo Déda (PT) e há dois anos já tinha encaminhado ofício à sua direção nacional comunicando o apoio aos projetos de candidaturas dele para o Senado e de Jackson Barreto ao governo de Sergipe. Portanto, o partido não está discutindo apoio a outra qualquer pré-candidatura hoje”.

Greve política

A greve dos professores da rede estadual tem objetivo político eleitoreiro. Pelo menos é o que garante o destemperado vereador aracajuano Agamenon Sobral (PP). Num discurso inflamado, o pepista voltou a pedir ao governo que suspenda a cobrança automática da contribuição sindical. Segundo o parlamentar, o Sintese usa o dinheiro dos filiados para bancar as campanhas eleitorais de seus candidatos. Misericórdia!

Desemprego cai

A taxa média de desemprego passou de 11,1% em abril para 10,9% em maio. Pesquisa feita pelo Dieese mostra que o nível de ocupação aumentou mais nos setores de serviços (0,7%) e construção civil (2,5%). Houve retração nas áreas de comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas (-2,5%), e na indústria de transformação (-1,7%).

Não pode

A partir da próxima terça-feira (1º) não será permitida a veiculação de propaganda partidária gratuita e de nenhum tipo de propaganda política paga no rádio e na televisão. A partir dessa data, as emissoras também não poderão dar tratamento privilegiado a candidato, partido político ou coligação, exceto em programas jornalísticos ou debates políticos. A multa para quem desrespeitar a regra varia de R$ 5 mil a R$ 25 mil ao responsável e ao seu beneficiário, caso este tenha conhecimento prévio da mesma.

Recorte de jornal

Publicado no Correio de Aracaju em 22 de julho de 1919

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários