Palanque eletrônico

0

Palanque eletrônico

 

Com rapas exceções, o rádio sergipano se transformou num palanque eletrônico, onde predominam a demagogia e o baixo nível. Diariamente, radialistas metidos a políticos, a cabos eleitorais, puxa-sacos e pistoleiros nada intelectuais, abrem o bocão para defender seus interesses pessoais ou de quem os paga. Desnecessário dizer que neste ringue radiofônico os ditos comunicadores confundem os ouvidos da população com penicos. Resguardando novamente as exceções, as emissoras de rádio são usadas abertamente em benefícios de seus ‘donos’, dos amigos destes e dos comunicadores. Quando alguém resolve contrariá-los cai no pau sem dó nem piedade. Felizmente, a sociedade sergipana aprendeu a identificar o verdadeiro radialista, que usa o microfone para prestar serviços e fazer entrevistas esclarecedoras. Este fato tem derrubado a audiência daqueles que se acham donos da verdade, pensam até que são suplentes de Deus e torcem pela morte do Todo Poderoso para substituí-lo no comando do Céu. São, na verdade, uns crápulas!

 

É hoje

 

O governador Marcelo Déda (PT) decidiu empossar às 9h de hoje os novos secretários de Estado em solenidade marcada para o auditório do Banese, ali na avenida Augusto Maynard. Serão empossados os secretários José de Oliveira Júnior (Planejamento, Orçamento e Gestão), Élber Batalha Filho (Turismo), Iran Barbosa (Direitos Humanos e Promoção das Pessoas Portadoras de Deficiência), Sérgio Ferrari (Desenvolvimento Urbano, Saneamento, Habitação e Transportes) e Maria Teles (Secretaria Extraordinária de Políticas para a Mulher).

 

Na Câmara

 

Com a posse do vereador Élber Batalha Filho na Secretaria de Turismo, o suplente Bertubilino Menezes (PSB) reassume a cadeira na Câmara Municipal de Aracaju. Das vezes em que substituiu o titular, Menezes realizou um bom trabalho parlamentar, apresentando propostas em favor das comunidades periféricas e discutindo a questão do interessa da sociedade como trânsito, segurança e educação.

 

Prepare o bolso

 

Desde as primeiras horas de hoje está mais caro andar de táxi em Aracaju. É que a SMTT autorizou um reajuste de R$ 0,20 nas bandeiradas. Com isso, a tarifa normal que custava R$ 3,50 passou para R$ 3,70. Já a tarifa com desconto, que era R$ 3,40 passou a custar R$ 3,60. Enquanto os taxímetros não forem aferidos pelo Inmetro, os taxis vão usar uma tabela com o novo preço e que deve ser apresentada ao passageiro no final de cada corrida.

 

Últimos dias

 

No próximo dia 14, a Justiça Eleitoral encerra o prazo para regularização do título eleitoral daqueles que deixaram de votar nas três últimas eleições. Quem não regularizar o título de eleitor, além de perder o cadastro junto a Justiça Eleitoral, poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público, participar em concorrência pública ou administrativa, obter certos tipos de empréstimos e inscrição, além de poder se prejudicar na investidura e nomeação em concurso público.

Ao Deus dará

 

É lastimável o estado de abandono em que se encontra a Praça da Bandeira. O mato tomou conta dos canteiros, as calçadas de pedras portuguesas estão esburacadas e a enorme Bandeira do Brasil hasteada no centro da Praça está aos farrapos. Pior é que aquele não é o único logradouro público de Aracaju que foi entregue às baratas. Um horror!

 

Boa ação

 

Agentes da SMTT estão desenvolvendo hoje uma campanha educativa junto aos motoristas e motociclistas. O objetivo da ação, que inclui a distribuição de material informativo, como adesivos para carros e motos, é alertar a população quanto à necessidade de respeitar o limite de velocidade.  A atividade faz parte da campanha nacional “Chega de acidentes”, criada com o intuito de informar a sociedade sobre os perigos causados pelo desrespeito às regras de trânsito, em especial quando o assunto é limite de velocidade. Taí uma iniciativa que deveria ser permanente.

 

Novo horário

Todos os tribunais e demais órgãos jurisdicionais terão de atender ao público das 9h às 18h, no mínimo. O novo horário foi aprovado ontem pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O novo expediente vale para segunda a sexta-feira e precisa respeitar o limite de jornada de trabalho dos servidores. Até então, o horário era estipulado em oito horas corridas. Cada órgão cumpria esse horário da forma que melhor lhe conviesse.

Abra o olho

 

A Anvisa suspendeu a fabricação, importação, distribuição, o comércio e uso do produto dietrine em todas as suas denominações (Dietrine Phaseolamin, Dietrine Fimbriata, entre outras). Segundo a Agência de Vigilância Sanitária, o produto é fabricado e importado por empresas desconhecidas, que não têm registro na agência. O dietrine é um suplemento para perda de peso, que reduz a digestão de calorias, provocando o emagrecimento.

 

Essa é do baú

 

Todo jornal que se preza tem sua coluna social para registrar os acontecimentos do chamado high society. Em seu Blog ‘Educação e História’, o professor Jorge Carvalho revela que o colunismo social ganhou força em Sergipe nos anos 50, através de Carlos Henrique de Carvalho, o “Bonequinha”, que a partir de 1954 começou a publicar a lista dos 10 homens e das 10 mulheres mais elegantes do ano. Para ele, a um homem não bastava ser rico. Era necessário parecer um homem bem, de bens e de bem. Vestir roupas exclusivas; praticar esportes; freqüentar festas; viajar para lugares tidos como glamourosos. Veja como ele adjetivava seus homenageados: “Roberto Tunes – capitalista, rapaz moço que goza de um conceito muito catu na nossa sociedade. Sua elegância predomina através de tropicais ingleses bem talhados. Ultimamente circulou em Paris, Cidade Luz”. Naquela época, ‘Boneguinha’ já possuía a exata consciência da importância que tem a divulgação dos eventos: “Para que uma festa badalada seja completa mesmo é preciso uma coisa fundamental: a repercussão do evento nas colunas sociais. Uma foto num jornal ou revista dois ou três dias depois é o máximo. Uma notinha elogiosa, melhor ainda”, ensinava.

 

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais