PARANAENSES DE MUITO VALOR

0

Na semana  que passou tive a oportunidade de rever, aqui em Aracaju,  um grande amigo. Foi durante

Macedo e Nassif em foto de 1997
o Congresso Norte Nordeste de Angiologia e Cirurgia Vascular, que aconteceu no Hotel Parque dos Coqueiros.

A minha admiração por este paranaense se consolidou em função do seu trabalho na diretoria da Associação Médica Brasileira. Refiro-me a Fernando Macedo, cirurgião vascular, ex-presidente da entidade nacional da especialidade. Nosso convívio na AMB transcorreu na administração de outro paranaense que marcou época pela sua fibra e determinação: Antonio Celso Nunes Nassif.

Em 1997, quando partia para o meu segundo mandato à frente da  Somese, fui convidado por Nassif para compor a sua equipe, na Diretoria Cultural da Associação Médica Brasileira. Macedo viria a integrar também o grupo, como Diretor Científico. Juntos, tivemos a honra de receber, em 1999,  a Medalha Nacional do Mérito Médico outorgado pela AMB após consulta ao seu sistema federativo. Reflexo da luta dos médicos de Sergipe e do Paraná por honorários justos.

Macedo presidiu a Associação Médica do Paraná por dois mandatos consecutivos e após um afastamento natural, quando passou a integrar a Academia Paranaense de Medicina,  retornou ao comando da entidade há três anos e agora foi reeleito para mais um mandato, até 2011. Uma comprovação de que os médicos paranaenses não podem passar sem ele. E o mais extraordinário é que percebi nele agora, o mesmo entusiasmo e destemor dos anos idos. Pela sua combatividade, dedicação e desprendimento, Fernando Macedo será sempre um exemplo de determinação na defesa da classe médica.

Nassif é outro. Tive a honra e o privilégio de conviver com esse paranaense, de 1987 a 1999. De personalidade forte, repleto de idéias inovadoras e arrojadas, Nassif revolucionou a AMB e conseguiu contagiar os seus liderados pela fibra e determinação. Os que imaginavam que, findo o longo período à frente da entidade ( foram quatro mandatos no total ), ele fosse “pendurar as chuteiras” e colocar as sandálias para o merecido descanso, enganaram-se redondamente. Passou então a combater a  abertura indiscriminada de cursos de Medicina no país. Por iniciativa própria, elaborou importante documento mostrando a cruel realidade (o Brasil tem hoje mais escolas de Medicina que a China e os Estados Unidos). Relaciona todas as escolas médicas existentes, por ano de fundação, por estado, por número de vagas, um documento para pesquisa, total e permanentemente atualizado. Quem quiser conhecer o trabalho, basta acessar o site que ele mantém sempre atualizado ( www.escolasmedicas.com.br).

Por tudo isso, Nassif e Macedo são dois paranaenses ilustres que merecem a reverência da classe médica brasileira.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários