Pastorando o gado

0

Os dirigentes partidários viverão momentos de tensão até o próximo sábado, quando acaba o prazo para filiação de quem pretende disputar as eleições de 2014. Enquanto tentam atrair novos filiados às suas fileiras, os ‘caciques’ pastoram o gado para não perder peças graúdas. Em Sergipe, as atenções se voltam para o novo endereço de algumas ovelhas desgarradas, como o deputado estadual Adelson Barreto e o ex-governador Albano Franco. Ambos têm sido assediados por praticamente todos os partidos. Os tucanos tentam convencer Albano a retornar ao ninho, enquanto o PDT sonha em ter o passe de Adelson, um campeão de votos. Essa disputa de bastidores é silenciosa, pois qualquer barulho pode provocar o estouro da boiada.

Mãe Joana

Decididamente, na Câmara Municipal de Aracaju não vale o que está escrito. Exemplo disso foi a revogação do projeto de lei aprovado há dias e que reduzia para R$ 1,00 o valor da tarifa aos domingos. Pressionado pelos empresários do setor e para não contrariar o prefeito João Alves Filho (DEM), os vereadores preferiram transformar o Legislativo na casa-da-mãe-joana, onde predomina a balburdia.

Deixa cargo

Depois de meses se recuperando de uma cirurgia de diverticulite, João Andrade entregou o cargo de secretário estadual da Fazenda ao governador Jackson Barreto (PMDB). Ele já vinha sendo substituído interinamente por Jeferson Passos, que agora é titular da pasta.

Voto aberto

O deputado Francisco Gualberto (PT) apresenta daqui a pouco na Assembléia projeto estabelecendo o voto aberto no Legislativo sergipano. Subscrita por 13 deputados, a propositura deve ser aprovada sem maiores problemas. Hoje, os parlamentares votam secretamente para cassação de mandato, derrubada de veto governamental, eleição de conselheiro do Tribunal de Contas e eleição da Mesa Diretora.

Tá difícil

Dificilmente a ex-senadora Marina Silva conseguirá legalizar o partido Rede de Sustentabilidade até o próximo sábado, prazo final para poder participar das próximas eleições. É que o Rede conseguiu cerca de 442 mil assinaturas de apoiadores, número inferior às 492 mil exigidas por lei. É provável que a Justiça Eleitoral não atenda o apelo de Marina para validar outras 98 mil assinaturas que foram rejeitadas pelos cartórios.

Dou-lhe uma…

Nos próximos dias 8 e 22 haverá leilões judiciais em Aracaju. Promovido pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária de Sergipe, o pregão colocará à disposição do público 65 lotes compostos de veículos, máquinas, confecções e calçados, condicionadores de ar, mobiliário, salas, casas, apartamentos, prédios, terrenos e fazendas. Tá interessado?

PT reage

Em nota pública, o Partido dos Trabalhadores condenou a decisão do prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), de retirar do Banese a administração da folha dos servidores municipais. Segundo o PT, de tempos em tempos o banco sofre ataques a sua estabilidade, não por coincidência, sempre pela mesma força política que hoje governa a capital.

Punição

O Sindicato do Fisco foi punido com multa diária de R$ 25 mil por descumprir decisão judicial que considerou abusiva a greve da categoria. Segundo a desembargadora Geni Schuster, as paralisações realizadas pelo Sindifisco em vários dias de julho e agosto passados foram uma forma velada de continuação da greve. A magistrada determinou ainda que a Secretaria da Fazenda desconte dos fiscais os dias em que estiveram parados.

Mais tempo

Os vereadores aprovaram ontem projeto da Prefeitura de Aracaju prorrogando até o dia 31 próximo o pagamento do IPTU, ISS e TLF vencidos em julho passado. A medida foi adotada por conta da greve dos bancários, que não tem data para acabar. Portanto, quem ainda não pagou os tributos pode fazê-lo até o final do mês juros ou multa. Legal, né?

Rasteira

A turma não brinca mesmo em serviço. Pois não é que tentaram tomar o comando do PP sergipano do deputado estadual Venâncio Fonseca? Na direção do partido há cerca de 15 anos, o parlamentar faz sigilo sobre o nome do interessado no PP, mas acha natural a tentativa de rasteira. Entrevistado pela rádio Ilha/FM disse que isso faz parte do jogo. É, pode ser!

Do baú político

Em 2007, a deputada estadual Goretti Reis (DEM) teve o mandato parlamentar mais curto da história do Legislativo sergipano. Primeira suplente do partido, ela foi empossada na Assembléia por volta das 17 horas, em sessão muito prestigiada por familiares e aliados políticos. Ocupou a vaga surgida com a cassação pelo Tribunal Regional Eleitoral do deputado estadual André Moura (DEM). Três horas depois, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), José Delgado, concedeu liminar garantindo que André fosse reconduzido ao Legislativo. Goretti ficou sabendo que não era mais deputada durante a festa organizada em Lagarto por seu grupo político. Nem precisa dizer que os adversários festejaram muito a água colocada no chope da demista. Nas eleições de 2010, Goretti Reis foi eleita com 23.157 votos para um mandato de quatro anos.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais