Por cima da carne seca

0

Todos os pré-candidatos prefeito de Aracaju só enxergam como adversário o atual gestor Edvaldo Nogueira (PCdoB). E não é pra menos, pois além de realizar uma boa administração, o comunista está com os cofres abarrotados de dinheiro. Agora mesmo, Edvaldo conseguiu um empréstimo de R$ 300 milhões para investir em obras de infraestrutura, a exemplo da construção da avenida Perimetral Oeste, que vai desafogar o trânsito da zona norte da capital. Mas não é só isso: graças ao apoio do ex-deputado federal André Moura (PSC), o prefeito obteve junto ao governo Michel Temer (MDB) quase meio milhão de reais para tocar obras e investir em áreas como na saúde e educação. Os pré-candidatos também se preocupam com o fato de a Prefeitura pagar os salários em dia, conservar a cidade limpa e manter eventos já tradicionais, como o Forró Caju. Portanto, não será tarefa fácil convencer o eleitor aracajuano trocar a atual administração por um novo projeto sem a garantia que dará certo. Aos adversários de Nogueira, contudo, resta o consolo de que ainda estamos a quase um ano das eleições. Por conta deste espaço de tempo, é prudente aguardar os próximos acontecimentos, pois a política é mutável e muita água passará por debaixo da ponte até outubro de 2020. Vixe!

Sentiu o golpe

Quem admite não ser fácil derrotar Edvaldo Nogueira é o ex-senador Antônio Carlos Valadares (PSB): “Surfando em cima de um mar de recursos federais, o prefeito divulga um plano de obras invejável”, afirma. E Vavá prossegue dizendo que “Edvaldo não é esquerda, direita, nem centro e nunca foi comunista. Mesmo assim, não se pode desprezar a sua sorte, combinada com suas posições camaleônicas, ou com seu maquiavélico contorcionismo para se manter no poder”. Arre égua!

Polícia desunida

O projeto de lei criando a figura do Oficial de Polícia Civil jogou de vez os policiais contra os delegados. Para fustigar os novos “inimigos”, o sindicato dos agentes está fiscalizando os outrora aliados. Ontem, a categoria denunciou que a delegada de Lagarto chegou atrasada ao trabalho, deixando as vítimas esperando pela assinatura dela no boletim de ocorrência. Seria bom que o governo metesse o bedelho nessa desavença, que não interessa em nadica de nada ao cidadão. Crendeuspai!

Nas ondas do rádio

Alguns prefeitos do interior estão agoniados com a pressão feita por uma rádio interiorana. Segundo eles, quem não aceita pagar determinada quantia mensalmente, apanha mais do que pandeiro em samba. A emissora possui uma equipe de reportagem somente para atacar os prefeitos que resistem à coação. O nome disso é imprensa marrom. Misericórdia!

Pé de guerra

Moradores de Canindé do São Francisco estão organizando um ato contra um possível retorno do prefeito afastado Ednaldo da Farmácia (Progressistas). Será na próxima quarta-feira e visa condenar o pedido do Ministério Público para que a Justiça anule o impeachment do gestor. Na dele, o prefeito em exercício Weldo Mariano (Republicanos) tenta colocar a casa em ordem, enquanto assiste o circo pegar fogo. Marminino!

Tapa na macaca

O deputado estadual Capitão Samuel (PSL) organizou em Aracaju uma manifestação contra a liberação das drogas no Brasil. Reunidos no calçadão da Praia Treze de Julho, dezenas de pessoas cobraram ao Supremo Tribunal Federal que retire de pauta a proposta de liberar o “tapa na macaca”, uma antiga reivindicação dos “malucos beleza”. Homem, vôte!

Mato sem cachorro

Sem nomes de peso para disputar a Prefeitura de Aracaju, o DEM pode apoiar um prefeiturável de outro partido. Quem já admite isso é José Carlos Machado, presidente dos demistas em Sergipe. Entrevistado pelo blog Primeira Mão, Machadão reconheceu que “a burocracia e as exigências da legislação” têm dificultado o projeto da sigla em disputar a prefeitura. Segundo Machado, caso não se abra uma janela permitindo que políticos com mandatos pulem a cerca para o lado do DEM, “teremos que apoiar uma candidatura de outro partido”. Cruzes!

Leite derramado

Apesar do anúncio de que o grupo cearense Betânia assumiu a indústria de laticínios Sabe, esta continua fechada. Pertencente aos empresários Albano e Ricardo Franco, a empresa foi colocada em hibernação no começo deste ano, desempregando cerca de 300 trabalhadores. Desde então, apenas a Natville processa a maior parte dos mais de 150 mil litros de leite/dia produzidos em Sergipe. Segundo as más línguas, para que indústria dos Franco volte a funcionar, só falta as partes interessadas depositarem no Banco do Nordeste o mínimo de 10% da dívida contraída pela Sabe. Homem, será?

Ninguém é de ferro

E quem degustou uns caranguejos com uma cerveja pra lá de gelada foi o governador Belivaldo Chagas (PSD). Após prestigiar, em Aracaju, a reinauguração da Orla Pôr Do Sol Jornalista Cleomar Brandi, o “Galeguinho” encarou o típico prato sergipano. Mesmo sabendo que o nosso caranguejo pode ter sido contaminado pelo óleo derramado no mar, o governador não abriu mão de desmontar o saboroso crustáceo. Como ele mesmo disse, ninguém é de ferro. Danôsse!

Chá das cinco

E aí, você que é metido a intelectual, quantos livros dos imortais da Academia Sergipana de Letras enfeitam a sua estante? De alguns acadêmicos é impossível encontrar qualquer obra nas melhores livrarias da cidade e do país. Será que as edições estão esgotadas? Aff Maria!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano O Gavião, em 19 de janeiro de 1930

 

Comentários