Portas abertas

0

Em menos de um mês ocorreram três fugas de presos na Penitenciária de Areia Branca e no Complexo Penitenciário de São Cristóvão. Dos 17 foragidos, apenas quatro foram recapturados, o que significa dizer que 14 estão à solta e praticando todo tipo de crime contra os sergipanos. O principal motivo das fugas é a falta de segurança nas guaritas externas dos presídios. Elas estão desguarnecidas desde que a Polícia Militar retirou seus homens das unidades prisionais. Como não há expectativa de os policiais retornarem ao patrulhamento das penitenciárias, é provável que novas fugas voltem a ocorrer, pois os detentos já descobriram o caminho para a sonhada liberdade. Ou providências imediatas são adotadas para solucionar o problema, ou qualquer hora dessas nossas penitenciárias estarão sem presos.

Sessão solene

Os deputados estaduais suspendem o recesso parlamentar hoje à tarde para participar de sessão solene na Assembléia. O ato prevê a promulgação pelo governador Marcelo Déda (PT) da emenda constitucional que amplia de quatro para seis meses a licença maternidade para as policiais militares. O projeto concedendo o benefício foi apresentado pela presidente do Legislativo, deputada Angélica Guimarães (PSC).

Cadê o general?

Em sua coluna Conversa Afiada, o jornalista Paulo Henrique Amorim faz duras críticas ao general Elito Siqueira, chefe da segurança da presidente Dilma Rousseff (PT), porque este deixou fotógrafos da Folha e do Globo flagrarem a petista num momento de intimidade com a família. Em férias, ela aparece na beira da praia de Inema, em Salvador. Amorim questiona: “Para que serve o general Elito, o derradeiro johnbiniano deste Governo?”.

Alarmista

O blog não costuma responder aos internautas, porém vê-se forçado a discordar do comentário postado ontem pelo professor Antônio do Rosário. Vejam o que ele escreveu: “Um tsunami causará a destruição de Aracaju e das cidades litorâneas do Brasil. Esse fato ocorrerá num dia de réveillon! Os espíritos superiores pedem que aos padres, pastores e espíritas que orientem as pessoas a mudarem de vida interior. Só ficará na terra quem ama a si e ao seu semelhante”. Menos, professor, menos!

Brigados

Não convidem para a mesma mesa os deputados estaduais petistas Francisco Gualberto e Ana Lúcia. Esta última está injuriada com Chiquinho por conta de uma entrevista que ele deu a uma emissora do interior. O parlamentar teria feito duras críticas ao Sindicato dos Professores da rede estadual que, como todos sabem, é a menina dos olhos de Ana Lúcia. Desde então, ela cortou relações com Gualberto.

Prova final

O Sindicato dos professores estaduais promove amanhã no centro de Aracaju um ato para mostrar como os prefeitos sergipanos trataram a educação pública em 2011. Batizada de ‘Prova Final’, a manifestação vai dar notas aos administradores municipais e ao governo do Estado. Para avaliar os gestores, o Sintese espalhou pelo Estado 165 urnas visando facilitar a votação dos educadores.

Esmolando

O vice-governador Jackson Barreto (PMDB) abriu ontem uma conta no Banese para receber doações destinadas à reforma da Catedral Metropolitana de Aracaju. O custo da obra está orçado em R$ 4,45 milhões. O peemedebista acredita que os trabalhos de reforma devem começar no segundo semestre de 2012. Quando será que o Estado, que se diz laico, também vai se preocupar com a recuperação dos terreiros de candomblé e das igrejas evangélicas?

Chefe tucano

O vereador João Antônio Silveira assume hoje a presidência do PSDB de Estância. Contrariado porque o prefeito Ivan Leite trocou o ninho tucano pelo PSD, o parlamentar pensa em tentar vôos maiores em 2012. Há quem afirme que João Antônio sonha em ser candidato a vice numa chapa encabeçada pelo ex-prefeito estanciano Carlos Magno (DEM). Será?

Desarme-se

A Campanha Nacional do Desarmamento, que terminaria sábado próximo, foi prorrogada para o final de 2012. Ontem, o Ministério da Justiça e o Banco do Brasil renovaram a parceria para o pagamento das indenizações por armas recolhidas durante a campanha. O balanço da campanha mostra que os revólveres são a maior parte das armas entregues, 18 mil. Também foram recolhidas 7,6 mil armas de grande porte, sendo 5 mil espingardas, 500 rifles, 95 fuzis, cinco metralhadoras, entre outras. Dava pra fazer uma guerrinha tupiniquim, não?

Do baú político

Num passado não muito distante, era comum no interior de Sergipe o ‘voto formiguinha’, que dava ao candidato uma segurança de quase 100% que o sufrágio colocado na urna era dele. Com o eleitor desinformado, semi-analfabeto e dependente do chefe político, a fraude era de fácil aplicação. Primeiro mandava-se um cabo eleitoral votar, mas, em vez de colocar a cédula oficial na urna, o sujeito a levava consigo para preenchê-la com os nomes dos candidatos desejados. Em seguida, a cédula era entregue ao eleitor ‘emcabrestado’, que ia à seção eleitoral, assinava a ficha de presença, colocava na urna a cédula já marcada e retornava com a outra em branco para ser preenchida e entregue a outro eleitor. Perdia-se apenas o primeiro voto, pois para iniciar o processo precisava-se de uma cédula oficial em branco, porém todos os outros eram garantidos. A depender do número de eleitores aliciados, o ‘voto formiguinha’ alterava consideravelmente o resultado final da eleição.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais