Pouco tempo

0

Os partidos políticos têm até junho próximo para definirem seus candidatos a prefeito de Aracaju. É pouco tempo, principalmente para os governistas que precisam chegar a um consenso em torno de um nome, ou partir para a campanha com mais de um candidato. O DEM já tem nome definido há muito tempo: é o ex-governador João Alves Filho. Resta saber se ele vai mesmo topar a parada dessa vez ou repetirá 2010 quando, na última hora, desistiu da disputa em favor do genro Mendonça Prado. As coisas também estão definidas pras bandas do PPS, porém o pré-candidato Almeida Lima anda rua acima rua abaixo procurando apoio políticos, pois sabe que suas chances serão mínimas caso continue isolado politicamente. Por fim, o PSC e seus 10 partidos aliados pensam em lançar o deputado Zeca da Silva, porém aguardam uma possível desistência de João Alves para tentarem uma coligação com o DEM e o PSDB. Como se percebe, o tempo é curto para desatar tantos nós.

Inadimplentes

Em apenas um ano, a Secretaria da Fazenda inscreveu quase seis mil empresas no Serasa por conta de débitos com o Fisco. Todas elas são devedoras de tributos estaduais, especialmente do ICMS, estando, por isso, inscritas na Dívida Ativa do Estado. Outras 2,5 mil, aproximadamente, estão passíveis de inclusão no cadastro de inadimplentes. Os débitos destas empresas somam mais de R$ 1 bilhão. Deste montante, a Secretaria já conseguiu recuperar cerca de R$ 5 milhões, entre pagamentos à vista e parcelamentos.

Mutirão

Termina hoje o Mutirão Fiscal criado para resolver pendências das empresas sergipanas com o Fisco estadual. Segundo a Secretaria da Fazenda, o volume de adesões já alcançou um total de R$ 17,6 milhões, valor considerado baixo. O Mutirão prevê que os débitos tributários consolidados podem ser pagos à vista ou parcelados. Na primeira hipótese, há a redução de 95% das multas punitivas e moratórias e ainda 80% dos juros de mora.

Rastro de sangue

Ainda ecoa nos tímpanos dos pacientes e profissionais de saúde do Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE) a saraivada de tiros disparada sexta-feira à noite no interior daquela unidade. Os familiares dos três jovens assassinados clamam por Justiça, que só ocorrerá se o inquérito policial apurar detalhadamente o que de fato aconteceu no interior do HUSE. A sociedade exige punição rigorosa para os responsáveis pelo rastro de sangue deixado no maior hospital de Sergipe.

Otimismo

O varejo sergipano está muito otimista com as vendas para o próximo Dia das Mães. Segundo o empresário Gilson Figueiredo, presidente da Federação da Câmara dos Dirigentes Lojistas, o preço médio do presente deve ser igual ao verificado em 2011, que foi de R$ 85. Entre os produtos preferidos pelos filhos estão confecções, perfumes, bijuterias, celular e os do segmento de informática.

Manifestação

Os Sindicatos dos Jornalistas e dos Radialistas de Sergipe prometem fazer uma manifestação contra o silêncio dos empregadores em negociar o reajuste salarial das duas categorias. A decisão foi tomada depois que os representantes das empresas não compareceram a uma audiência de intermediação na DRT. A preocupação dos profissionais é porque a data base das duas categorias é 1º de maio e até agora as negociações salariais não foram iniciadas.

Flores

O Bompreço e o Hiper Bompreço esperam superar suas vendas de flores neste Dia das Mães, data que mais vende o produto em todo o ano. A expectativa é vender 20% a mais em relação ao mesmo período do ano passado. Dentre as flores mais populares e procuradas em Aracaju estão azaléia, begônia e violeta. Os preços variam de R$ 6,00 a R$ 50,00, no caso das orquídeas.

Apoio fechado

Reunidos no último final de semana, os integrantes do Partido da Mobilização Nacional (PMN) decidiu manter o apoio à administração do prefeito de Socorro, Fábio Henrique (PDT). Segundo o presidente do partido em Sergipe, Antônio Luiz, o pedetista tem honrado todos os compromissos assumidos com o PMN em 2010. “Por isso vamos apoiar a sua reeleição”, diz o líder partidário.

Vice da Gama

Bem que o blog antecipou a semana passada: o Vasco virou vice novamente ontem, ao ser derrotado por 3 a 1 pelo Botafogo. Com a derrota, o time da cruz de malta sagrou-se vice-campeão da taça Rio. Os vascaínos ficam tiriricas com esse tipo de notícia, mas que culpa tem a imprensa se o Vasco é tarado pela segunda colocação das competições que disputa? Melhor seria rebatizar o time com o nome de Vice da Gama.

Essa é do baú

Sergipe já teve uma corrida de carros que interditou 120 quilômetros da BR-101 e movimentou toda a sociedade pela dimensão do evento. Organizada na década de 70 pelo comerciante de veículos Zé Mota, a corrida teve largada na cidade de Cristinápolis, na divisa entre Sergipe e Bahia, tendo a chegada acontecido na pista de acesso a Aracaju. Interessante é que podia participar qualquer tipo de carro, inclusive caminhões, e a regra era muito simples: todos largavam ao mesmo tempo, percorriam os 120 quilômetros da BR-101 e quem chegasse primeiro era o campeão. O organizador Zé Mota foi o grande vencedor da estranha corrida, pilotando seu possante Dodge Dart. Apesar do sucesso da 1ª edição, o evento jamais foi repetido.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários