Prefeito pode perder formação das comissões na Câmara

0

Os vereadores de Aracaju estão discutindo agora a eleição dos membros das quatro comissões permanentes da Câmara de Aracaju. Estão sendo discutidas duas chapas: a dois, apresentada pelo líder do prefeito, Emanuel Nascimento (PT) e a um, apresentada pelo líder da oposição, Vinicius Porto (PFL). Os dois dizem ter apresentado as chapas com base no Regimento Interno da Câmara. Emanuel alega que da forma que a oposição formalizou sua proposta o Regimento é ferido, enquanto Vinicius diz estar dando a interpretação correta ao regimento.

 

Segundo avaliação de alguns dos próprios vereadores da bancada que dá sustentação ao prefeito Marcelo Déda, a tendência é a chapa apresentada pela oposição ser aprovada em voto secreto. Ou seja, após ter sido derrotado na eleição para a escolha da Mesa Diretora da Câmara, a administração municipal ainda não conseguiu montar a maioria necessária para garantir a governabilidade. Alguns representantes da bancada do prefeito deram a entender que se perder no voto recorrerá à justiça para assegurar a proporcionalidade citada no artigo 30 do Regimento Interno da Câmara.

 

Dentro de mais alguns minutos estaremos veiculando neste mesmo espaço o resultado da eleição e seus efeitos: negativos e positivos para a administração municipal de Aracaju. A disputa na Câmara hoje vive a dicotomia entre o prefeito Déda e o governador João Alves.

 

José Araújo é jornalista

josearaujo@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais