Pregão Eletrônico

0

O pregão eletrônico para compra de veículos, que o Governo do Estado vai abrir dia 17 de março, será um golpe fatal nas concessionárias de Sergipe. Os empresários estão preocupados e procuram uma forma de demonstrar que o pregão da forma como será expandido, pode ser um golpe de misericórdia no empresariado sergipano. Nenhum deles tem condições de competir com as grandes empresas que virão, principalmente de São Paulo. A Volkswagen do Brasil, por exemplo, já anunciou que vai participar. Como uma concessionária pode concorrer com uma montadora? A preocupação é muito grande no setor em Sergipe. O pessoal está procurando, inclusive, meios eficientes de tentar convencer o governador João Alves Filho que o pregão eletrônico pode ser muito bom para o Estado, mas vai levar à falência concessionárias importantes de Sergipe, além de provocar um índice de desemprego na área. Os empresários não entendem qual a vantagem em comprar mais barato e formar um contingente de desempregados, para beneficiar Estados ricos como São Paulo, Minas Gerais e Curitiba, que têm montadoras e devem concorrer para ganhar. O empresariado desses estados, que serão beneficiados, não é procurado na hora de participar da campanha eleitoral. Alguns secretários, inclusive, não concordam com a compra de veículos pelo Governo, porque acham menos problemática a locação. Tem, inclusive, alguns segmentos do próprio Estado trabalhando para evitar o pregão eletrônico, para aquisição de veículos. Até podem se adaptar a um novo esquema de oficinas e mecânicos, mas não entendem porque essa disposição de prejudicar o empresariado local, na hora das grandes vendas ao Estado. Se for para incentivar a compra por menor preço, que convoque apenas as concessionárias locais, porque não há como concorrer com as empresas dos outros estados, que, inclusive, não pagam ICMS em Sergipe. Os empresários de locadoras também estão apavorados, com o fim dos contratos. Um deles informou que o secretário Luiz Mendonça se equivocou ao informar ao governador João Alves Filho que conseguiu 40% de redução nos contratos dos veículos já locados. “Isso não é verdade”, disse. Na realidade, o secretário Luiz Mendonça não aceitou o reajuste de 19,2% proposto pelas locadoras e continua pagando os mesmos 244 mil e 900 reais que o Governo anterior pagava. O setor também está preocupado, porque vai desempregar 300 pessoas e alguns terão até que se desfazer dos veículos. A maioria dos auxiliares do Governo acha que é menos oneroso para o Estado a locação de veículos, porque as empresas locadoras se responsabilizam por motoristas, oficinas e substituem veículos em caso de problemas mecânicos. Será muito difícil uma Secretaria manter o veículo em perfeita ordem, porque quando não havia o serviço das locadoras, pneus novos dos carros eram trocados, peças novas substituídas, rádios desapareciam. Além disso, tem que se criar toda uma nova estrutura para contratação de motoristas que trabalhem o período da necessidade de cada secretário. Quanto à farra dos carros locados, que são entregues a familiares e parentes de alguns membros do Governo, é um abuso que deve ser combatido. Mas quem disse que isso ainda não acontece com alguns veículos chapas brancas? Não são poucos os carros oficiais que se vê com motoristas levando crianças às escolas e mulheres a supermercados e salões de beleza. É muito comum em todos os poderes. Por tudo isso é preciso que o governador João Alves Filho repense a questão do pregão eletrônico: Se o fizer, que convoque apenas as concessionárias locais. Com certeza também fará uma grande economia… É uma situação difícil, uma política que precisa ser revista, para que o Governo não seja responsável por uma quebradeira no setor. TARIFAS A partir de agora, todas as tarifas de cartório serão pagas no Banco do Estado, acrescidas de 20% destinados ao Tribunal de Justiça. Além de aumentar o registro de documentos e retirada de papeis, os cartórios também podem ser prejudicados. AUGUSTO O deputado estadual Augusto Bezerra (PMDB) votou favorável à aprovação das contas do ex-governador Albano Franco (PSDB). Disse que agora cabe à presidente da Comissão, deputada Lilá Moura, e do presidente da Casa, Antônio Passos, coloca-la em votação. ALBERTO Cada vez mais certo que o PMDB terá candidato à Prefeitura de Aracaju e que o nome mais citado é o do deputado federal Jorge Alberto. Há opinião que uma candidatura do PMDB poderia fracionar os votos do pessoal do Governo e favorecer ao Partido dos Trabalhadores. COMPRADOR O recado é do Palácio dos Despachos: “O Estado comprador não vai mais existir e o Governo terá que economizar o máximo em suas compras”. A situação é considera financeiramente difícil e Sergipe, como a Bahia, tem dinheiro para sustentar a máquina funcionando e quase nada para investir. GILMAR O pré-candidato a prefeito pelo PV, Gilmar Carvalho, pode desistir da candidatura, caso até abril o grupo de oposição ao prefeito Marcelo Deda, não tenha um projeto político. Gilmar acha que já mostrou de que é capaz, inclusive que seu nome vem se mantendo ascendente nas pesquisas: “agora depende do grupo”. RESPOSTA Resposta do pré-candidato Gilmar Carvalho ao senador Almeida Lima, quando ele declara que dos candidatos apresentados no grupo aliado, não tem nome forte para ganhar de Déda: “Forte é ele que, com Valadares e Déda, sem a Prefeitura, o governo federal e a Petrobrás, perdeu no primeiro turno em 2000”. ALMEIDA O senador José Almeida Lima (PDT) foi muito rápido na resposta: “é por isso que não sou candidato à Prefeitura de Aracaju”. “Gilmar é forte para enfrentar a candidatura”, disse Almeida. Admitiu que não pode ser condenado só porque emitiu uma opinião. DERROTAS Almeida Lima lembrou que “este mesmo Marcelo Deda que ganhou para prefeito, já perdeu quatro vezes”. Jackson Barreto, que fez uma carta mostrando a trajetória de vitórias em Aracaju, “perdeu nesta mesma cidade para Maria do Carmo Alves, que se elegeu senadora”. PRECAVER O Governo do Estado está apertando os cintos para valer, porque está fazendo um diagnóstico pesado para as finanças no decorrer deste ano. A ordem é reduzir todos os gastos, porque não há perspectiva de uma ação do Governo Federal na liberação de recursos. MABEL O deputado federal Sandro Mabel (PL), um dos sócios da indústria de biscoitos Mabel, será o novo presidente do seu partido na Câmara Federal. Sandro, que se classifica como o 9º deputada por Sergipe, vem a Aracaju, dia 12 de março, inaugurar a nova sede do Diretório Regional do PL em Aracaju, BRIZOLA O deputado federal João Fontes (sem partido) teve demorada conversa com o ex-governador Leonel Brizola (PDT), quarta-feira passada, em Brasília. Colocou para Brizola sua preocupação do PDT está fazendo coligações com o PFL em todo o Brasil. CONVITE João Fontes disse que a bancada federal do PDT tem insistido para que ele ingresse no partido. Não aceita em razão do seu compromisso com o grupo que foi expulso do PT. Também lhe desestimulou a conversa que teve com o senador Almeida Lima, terça-feira passada, que lhe informou da composição com o PFL para este ano e 2006. UNIVERSIDADE Está formada uma frente parlamentar contra a privatização do ensino público, que é o próximo golpe do Governo Lula contra o povo. Em Sergipe, o deputado João Fontes vai fazer um movimento da sociedade contra esse desejo declarado do presidente Lula. Nota FESTA O prefeito de Aracaju, Marcelo Deda (PT), participou ontem, no Hotel Glória, no Rio de Janeiro, da festa em comemoração aos 24 anos do partido. Estava lá o presidente Lula da Silva, ministros, governadores, parlamentares e prefeitos, numa solenidade que marcou a criação do partido que saiu do movimento sindical e chegou ao poder. Pela manhã, o prefeito Marcelo Deda teve audiência com diretores do BNDES para apresentar um projeto de intervenção na área dos transportes. Também participou de reunião com prefeitos petistas. GERARD O prefeito de Japaratuba, Gerard Olivier, teve um encontro informal com o prefeito de Aracaju, Marcelo Déda, comunicando da sua decisão de não disputar a reeleição, por problemas de saúde. Assumiu o compromisso com Déda e com o Diretório de sua cidade, que o candidato a prefeito será do PT. Com isso, o padre Gerard descarta qualquer possibilidade de apoiar Hélio Sobral como candidato à Prefeitura daquela cidade, mas aceita que ele integre a chapa petista como candidato a vice-prefeito. D. MARIA A senadora Maria do Carmo Alves (PFL) e o deputado João Fontes (sem partido) mantiveram uma longa conversa, em Brasília, sobre a candidatura da primeira dama à Prefeitura de Aracaju. João disse que foi uma conversa franca, porque mostrou que a senadora não pode disputar o mandato municipal. João Fontes mostrou que ela poderia provocar um racha entre os demais candidatos do grupo e traçou o risco que a senadora corre em candidatar-se à Prefeitura, tendo o marido, João Alves Filho, como governador. É fogo O chefe da Casa Civil, Flávio Conceição, e o prefeito de Itabaiana, Luciano Bispo, participaram da solenidade em que o deputado José Carlos Machado foi homenageado. José Carlos Machado foi reconhecido, em São Paulo, como um dos 30 parlamentares que se destacaram na Câmara Federal. O governador João Alves Filho vai administrar o Estado, terça-feira, do município de Pirambu. À noite abre oficialmente o carnaval naquela cidade. Na segunda-feira a primeira dama Maria do Carmo Alves leva para Pirambu o Pró Mulher, com toda sua equipe de assistência. Eduardo Marques, prefeito de Pinhão, diz que se nenhum ou município quiser implantar o fundo de Previdência, Pinhão será o único em Sergipe. O deputado federal Bosco Costa tem feito contato com lideranças políticas do interior. Quer garantir alianças para as eleições municipais. O prefeito Laerte Andrade (PMDB) está otimista com relação à criação de um fundo de previdência, para garantir a aposentadoria dos servidores. O governador João Alves Filho pode comparecer à Assembléia Legislativa, segunda feira à tarde, para ler mensagem de abertura dos trabalhos legislativos. Segundo opinião de um político, o governador João Alves Filho considera Gilmar Mendes, da Educação, um dos seus auxiliares mais competentes. Começa a esquentar, para valer, a campanha política no interior, embora ainda não haja definições em relação aos candidatos. A médica Lígia Braga (PSDB) está sendo lançada como pré-candidata à Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro. Lígia Braga atua em Nossa Senhora do Socorro há alguns anos, como clínica geral e sua família tem tradição política. Por Diógenes Brayner brayner@infonet.com.br

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários