Primeiras impressões

0

Sem pauta definida, o governador Marcelo Déda (PT) se reúne hoje com o prefeito da capital, João Alves Filho (DEM). Discutirão, naturalmente, assuntos relacionados à administração municipal, devendo tratar ainda sobre o empréstimo de R$ 727 milhões que o governo pretende fazer junto à União. O petista precisa dos votos do DEM na Assembleia para aprovar o Proinveste e deverá dizer a João Alves que isso é fundamental para ajudá-lo a administrar Aracaju. Essas primeiras impressões serão importante para que os dois avaliem como será o relacionamento entre governo e prefeitura daqui pra frente. Aguardemos, portanto!

Longe do PSDB

Líderes do DEM se reuniram em Salvador para traçar planos e afastar o fantasma da fusão ou do fim do partido. O prefeito de Aracaju, João Alves Filho, esteve presente à reunião, que decidiu desgarrar o DEM do PSDB e ampliar o leque de alianças com PMDB, PDT e PSB, aliados do Planalto. Apesar de boa parte dos presentes ter ligações estreitas com o senador Aécio Neves, provável candidato do PSDB à presidência, os demistas acertaram "não correr o risco dos outros".

Secretariado

O governador Marcelo Déda conclui até o final deste mês a rearrumação do seu primeiro escalão. Em nota no blog Primeira Mão, o jornalista Eugênio Nascimento informa ser desejo do petista que a equipe de auxiliares formada agora fique com ele até o final do mandato. O ex-prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B), está bem cotado para assumir uma Secretaria.

Miserê

51 dos 75 municípios sergipanos ainda não pagaram os salários dos professores referentes a dezembro passado. Segundo o Sindicato da categoria, a situação é mais grave em Aquidabã, Telha e São Francisco, onde os educadores não recebem desde novembro. Em alguns municípios, os professores não estão passando fome porque o Sindicato tem distribuído cestas básicas. Que horror!

Frankenstein

De um popular ao ouvir do governador Marcelo Déda que não pretende transformar o projeto do Proinveste num Frankenstein: “É melhor ter um monstro feito com pedaços de várias pessoas, mas que vale R$ 727 milhões, do que chorar no ombro do Fantasma da Ópera pelo leite derramado”. É, pode ser!

Mais caro

O início da retirada dos descontos no IPI terá um impacto de 3% a 4% sobre o preço do carro novo, segundo estimativas da Fenabrave. O cálculo leva em conta o efeito em cascata sobre os demais impostos incidentes no preço do automóvel – ICMS e PIS/Cofins. A partir deste mês, o governo começa a retirar os descontos no IPI que levantaram o mercado automotivo no ano passado.

Cautela

Os empresários do comércio devem agir com cautela, principalmente neste primeiro trimestre de 2013, quando as vendas devem ter um crescimento mais cadenciado. A sugestão é de Gilson Figueiredo, presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de Sergipe (FCDL). Segundo ele, começam a surgir sinais de que as vendas voltarão a um patamar de crescimento mais cadenciado agora em 2013.

Mãe Joana

Ferido a bala, um catingueiro do interior baiano chega à porta do Hospital de Urgência de Sergipe e pergunta: “Esse é o HUSE tão falado?”. Resposta do motorista da ambulância: “É ele mesmo. Use a abuse”.

Orla

O colega Gilson Sousa publica no Jornal do Dia a seguinte nota: “Assessores do prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM), dizem que nos bastidores circula o desejo de solicitar ao governador Marcelo Déda (PT) a cessão da administração da Orla de Atalaia para a Prefeitura. Construída pelo próprio João quando era governador, a orla continua sendo a menina dos olhos do atual prefeito. Dizem os assessores que João iria pedir a Déda apenas que os recursos para manutenção sejam repassados oficialmente”.

Do baú político

No início da década de 80, a Polícia causou um susto danado num grupo de petistas reunidos para discutir os direitos da mulher. Eram pouco mais de oito da noite e a reunião estava apenas começando na sede do PT, localizada no segundo pavimento de uma modesta casa na rua Divina Pastora, centro de Aracaju. Uma das participantes estava na janela quando viu chegarem os carros da Polícia. Deles saltaram um delegado e alguns agentes, todos armados até os dentes. Alertados pela amiga, os demais petistas ficaram atônitos: “O que houve?”, perguntou um. “Será que estourou a revolução?” indagou outro. Ao subirem as escadas os policiais também se assustaram, pois conheciam a militância do PT. O delegado, inclusive, era colega de alguns no curso de Direito da Universidade Federal de Sergipe. “O que é isso companheiro?”, quis saber um dos petistas. “Nos desculpem. Estamos procurando mesmo é uma banca do jogo do bicho”, explicou-se o delegado comissionado. De fato o jogo do bicho funcionava clandestinamente naquela rua, mas no imóvel ao lado, que, àquela hora, estava fechado.

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais