Primeiro réu

0

O deputado federal Adelson Barreto (PTB) deverá ser o primeiro réu no rumoroso processo que apura o mau uso das verbas de subvenção da Assembleia. Segundo o Ministério Público Estadual (MPE), o petebista teria usado uma entidade filantrópica de Capela para “lavar” cerca de R$ 300 mil quando era deputado estadual. Adelson nega a acusação e já contratou advogado para processar o vereador capelense Antônio Arimatéia que, em delação premiada, o entregou ao MPE. Os promotores de Justiça garantem que outros deputados e dirigentes de entidades filantrópicas serão denunciados pelos mesmos crimes. Isso significa dizer que o Legislativo sergipano será transformado em breve numa casa de réus, todos acusados de estelionato e formação de quadrilha. Uma vergonha!

Sujeira

E Aracaju voltou a ficar inundada de lixo durante boa parte do dia de ontem. Motivo: a Prefeitura deixou de pagar à Torre pelo serviço de coleta. Só depois que a empresa suspendeu os serviços foi que a Secretaria Municipal de Finanças prometeu pagar R$ 10 milhões nos próximos dias e parcelar outros R$ 10 milhões. Tomara que não atrase, pois se o fizer os aracajuanos voltarão a sofrer com a suspensão da coleta de lixo.

Drogas fortes

Uma boa notícia: três novos medicamentos para hepatite C serão oferecidos pelo Sistema Único de Saúde, até o final do ano. Os remédios – daclatasvir, sofosbuvir e simeprevir – aumentam as chances de cura e reduzem o tempo de tratamento. O novo tratamento tem taxa de cura de 90%, enquanto o usado atualmente tem eficácia de cura que varia entre 50% e 70%. Outra vantagem do tratamento é a duração de 12 semanas, contra as 48 semanas da terapia atual. Legal!

Não vende

Em nota, a Universidade Tiradentes negou que a instituição esteja à venda: “Uma empresa sólida como a Unit tende a ser objeto de desejo de grandes grupos nacionais e internacionais, porém, a Universidade Tiradentes não tem o menor interesse em aceitar qualquer proposta que seja”. Então, tá!

Cadê o reajuste?

A deputada estadual Maria Mendonça (PP), cobrou ontem ao governador Jackson Barreto (PMDB) o reajuste salarial dos servidores. A pepista também sugeriu que o Governo estreite o diálogo com os professores, visando chegar a um entendimento que possa acabar com a greve da categoria. Parados há quase 30 dias, os educadores promovem uma grande manifestação amanhã, no centro de Aracaju. Prestigie!

Justiça elogiada

E o vereador aracajuano Adriano Oliveira (PSDB) destacou o empenho do Poder Judiciário para garantir o direito dos ex-empregados da empresas de Ônibus VCA a São Cristóvão. Segundo ele, graças à ação da Justiça do Trabalho, “em breve os rodoviários desempregados com o fechamento das duas empresas receberão suas verbas rescisórias. Adriano também denunciou os constantes atrasos dos salários nas empresas de ônibus Progresso e Tropical.

Novo prazo

O prazo para obrigatoriedade de uso do extintor do tipo ABC nos automóveis será prorrogado por mais 90 dias. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) deve publicar nova resolução para definir a partir de que dia a exigência passará a valer. A multa pela falta do extintor começaria em 1º de janeiro deste ano, mas o Denatran adiou para abril e, posteriormente, para 1º de julho e agora vai determinar nova data.

Braços cruzados

Os delegados de Polícia cruzaram os braços nesta terça-feira. Com duração de 24 horas, a paralisação objetiva pressionar o Governo de Sergipe a conceder o reajuste linear de 2015. Daqui a pouco, os delegados realizam uma manifestação na porta da Superintendência de Polícia Civil. Portanto, de hoje até amanhã, apenas os casos de prisão em flagrantes serão atendidos.

Unindo forçar

E por falar em Polícia, a Secretaria de Segurança Pública lança no próximo mês, o primeiro planejamento estratégico de sua história. A ideia principal é dividir Sergipe em áreas de ações com foco na harmonia das Polícias Civil e Militar visando melhor combater à criminalidade. “É preciso delimitar os espaços, competências e cobrar resultados”, afirma o secretário da Segurança, Mendonça Prado.

Serviço ruim

A restrição à portabilidade de crédito consignado foi a principal queixa de clientes de bancos registrada em maio no Banco Central (BC). No mês passado, foram recebidas 1.087 reclamações desse tipo, com indício de descumprimento de lei ou regulamentação. Segundo o BC, 676 queixas foram contra o Bradesco, 289 contra o BNP Paribas e 26 contra a Caixa Econômica Federal.

Recorte de jornal

Publicado no aracajuano Jornal de Notícias em 30 de janeiro de 1932

Resumo dos jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais