Programa Sergipe pela Infância. Um pacto p/ consolidar vidas melhores

0

                                            Blog Cláudio Nunes: a serviço da verdade e da justiça
              “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo


Em meio à luta em defesa da vida com a pandemia da Covid-19, e soluções para enfrentar a desigualdade social pós-pandemia, é preciso dos gestores criatividade e determinação para realizar ações principalmente para a população mais atingida.

O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, deu o aval para que a vice-governadora, Eliane Aquino, lançasse um programa que em muito breve será referência para vários gestores em todo país: o Programa Sergipe pela Infância com o objetivo de promover ações integrais e integradas para o desenvolvimento das crianças sergipanas desde a gestação até os primeiros anos de vida, trabalhando de forma intersetorial com as áreas da Saúde, Educação e Assistência Social.

As equipes das áreas envolvidas já estão fazendo apresentações nos municípios que de início serão 17. A ideia do programa é estimular as gestões municipais a olharem e criarem políticas públicas para a 1ª infância. Ou seja, o programa começa com o atendimento à mãe gestante passando pelo recém-nascido até os seis anos. As pesquisas e os cientistas da área já comprovaram que a criança que tem condições adequadas de crescimento, de nutrição, de cuidado e estimulação até os 2 anos de vida será um adulto mais produtivo e mais inteligente.

A atuação das áreas da saúde, educação e inclusão social envolve não só a atenção às crianças, mas também a família com suas necessidades e a melhoria do ambiente em que vivem, não só estrutural, mas com amor e proteção.

A caravana do Programa Sergipe pela Infância já está indo aos municípios que assinam o termo de adesão para assegurar essa rede de cuidados que pode mudar a vida da criança desde a gestação até o desenvolvimento saudável.

Investir na criança de hoje com um programa altamente qualificado é a certeza de um adulto bem melhor inserido numa sociedade que, por enquanto, em sua grande parte, segrega e negligencia a infância.

Com certeza, o professor Marcelo Déda – de lá onde brilha e observa tudo – está feliz que um programa como este, que vai mudar a vida de centenas de crianças, esteja sendo “tocado” por Eliane Aquino, que continua, não só na alma e no coração, gerando frutos para os sergipanos como ele sempre realizou tornando-o cada vez mais eterno.



Sem se despedir de mim A música “Sem se despedir de mim”, de Luiz Gonzag,a caiu bem para o que o senador Alessandro Vieira fez ontem, 31, na FAN FM. Quando soube que o ex-deputado João Fontes estava no ar para questioná-lo, o senador deixou a entrevista sem se despedir dos ouvintes e foi batizado de “fujão.” João Fontes lamentou que o senador Alessandro Vieira não quer o debate. “A ilusão política é pior que a ilusão amorosa”, disse João Fontes citando Ulisses Guimarães.


Indignação dos sergipanos com a invasão à beira mar. Os “sem tetos” de carros estão fazendo mudanças, já lotearam toda área do antigo Clube da Telergipe e pagam até seguranças armados. Não tem autoridade, nem polícia nem nada. Porte de arma ilegal e invasão ilegal. Viva os “sem tetos” que vão morar à beira mar, com lotes e garagens para seus veículos. Acima, um dos vários vídeos recebidos pelo blog.


Projeto de implantação do Programa de Integridade fortalece ação da ASEOPP na defesa das pequenas e médias empresas da construção civil em Sergipe Numa realização da Associação Sergipana de Obras Públicas e Privadas – ASEOPP e do Sebrae/SE, com o apoio da Assembleia Legislativa, da Procuradoria Geral do Estado e do Tribunal de Contas, foi realizado o projeto para implantação do Programa de Integridade (Compliance) dentro da nova legislação estadual cujos certificados da primeira turma foram entregues na última terça-feira, 31, no auditório do Sebrae/SE.

Presenças A solenidade contou com a presença do presidente da Alese, Luciano Bispo, do Procurador-geral do Estado, Vinicius Thiago Oliveira, do presidente da Câmara de Aracaju, Nitinho, do secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano, Ubirajara Barreto, o superintendente do Sebrae/SE, Paulo Eirado, dirigentes de segmentos empresariais, entre outros.

Qualidade O vice-presidente da ASEOPP, Francisco Costa, falou em nome da ASEOPP e enalteceu os legislativos de Aracaju e de Sergipe que já aprovaram as leis de implantação dos programas de integridade (Compliance) que tem como objetivo fortalecer ainda mais a parceria pública com as empresas privadas que realmente querem prestar um serviço de qualidade com preço justo e atendendo a demanda da sociedade.

Melhorias Quem participou do projeto foi o empresário Geraldo Magela, da Associação Sergipana dos Empresários de Obras Públicas e Privadas (ASEOPP). Segundo explicou, o curso foi positivo para a associação. “Como empresários temos de buscar melhorias dentro das empresas. Como o Compliance é uma conformidade de procedimentos, a gente tem buscado melhorar a conformidade dos procedimentos nas nossas empresas. O curso nos ajudou porque tem leis e punições rígidas, se você implementar e consolidar essa implementação você evita essas punições. É um processo que com empresa pequena e média é complexo, mas é um processo que é necessário fazer. Então teve uma fase de conscientização da equipe, e a gente percebe que a equipe está disposta a consolidar essa implementação”, enfatizou. Para Geraldo Magela, empresas aventureiras não participarão das licitações com a efetivação do Compliance. Ele elogiou a parceria da associação com o Sebrae, o TCE, a Assembleia e a Procuradoria-geral.

Transparência pública O procurador-geral do Estado (PGE),Vinícius Thiago Oliveira, disse que o projeto praticado pela ASEOPP entra nos moldes da transparência pública nos processos licitatórios de obras públicas no Estado. De acordo com o superintendente do Sebrae Sergipe, Paulo do Eivado, as ferramentas de Compliance favorecem a garantia de integridade no cumprimento dos contratos e na governança das empresas. “É uma garantia a mais, é uma certificação que é dada à empresa, que dá a ela uma distinção em relação aos seus procedimentos”. Eirado explica que não há ainda uma obrigação por parte das empresas a terem a certificação, mas será necessária uma mudança de postura dos empresários, diante de um país em transformação.

Empresas As empresas que participaram do primeiro projeto com seus colaboradores foram: GP Engenharia; Dicon Engenharia; Duarte e Melo; Sava Construtora; Eduardo Barreto Construções; Terra Construções; Teccol Engenharia;- Araújo Tavares Engenharia e Caol Carvalho e Oliveira Construções. (Com Agência/Alese).

Redução do ICMS do milho é prorrogada e beneficia mais de 6 mil produtores O produtor de milho em grãos em Sergipe vai continuar pagando menos imposto, graças à sensibilidade do Governo do Estado que, através de decreto, mantém a redução de 12% para 2% no valor do ICMS na produção. A medida beneficia, também, atacadistas e toda a cadeia produtora, que se mantém competitiva frente à produção de outros estados.

Municípios São mais de 6 mil produtores de milho no estado diretamente beneficiados, especialmente nos municípios de Frei Paulo, Carira, Simão Dias, Poço Verde, Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora Aparecida, Pinhão, Porto da Folha, Monte Alegre, Feira Nova, Tobias Barreto, Macambira, Pedra Mole e Lagarto. A alíquota sergipana está equiparada à cobrada em outros estados, fazendo com que o grão produzido no estado chegue a mercados maiores, como Ceará e Pernambuco, num preço mais competitivo, refletindo no fortalecimento da agropecuária sergipana.

Pleito dos produtores “Foi uma importante medida do governo e do governador, assim o agricultor pode investir mais em equipamentos e tecnologias para podermos aprimorar mais o cultivo e termos uma competitividade ainda maior do que Sergipe já tem com relação à produção de milho. Atende, também, a um pleito de todos os produtores, através da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe (Faese). Semana passada, nos reunimos com a Faese e essa era uma preocupação deles, essa nova edição e publicação do decreto sobre a redução do ICMS do milho”, afirmou o secretário de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca, Zeca da Silva.

Itabaiana: população a partir de 18 anos será vacinada O Governo de Itabaiana informa que a vacinação em primeira dose para as pessoas com 18 anos ou mais contra o Covid-19 continuará hoje, 01 de setembro, a partir das 8h, no Ginásio Poliesportivo Francisco Vilobato (Chico do Cantagalo). A vacina será aplicada para o público agendado e não agendado.

A vacinação do município atenderá as modalidades Drive-Thru e pedestres e ocorrerá da seguinte forma: Drive-thru, população a partir 18 anos, confirmados pelo cadastramento por Whatsapp, por horário de agendamento; Gestantes, (apresentar cartão de gestante ou outro comprovante), puérperas (apresentar certidão de nascimento do bebê) e lactantes de crianças nascidas em abril/2021(com relatório médico); Pedestres, população a partir dos 18 anos, cadastrados ou não. Serão distribuídas 470 senhas vinculadas ao CPF e gestantes (apresentar cartão de gestante ou outro comprovante), puérperas (apresentar certidão de nascimento do bebê) e lactantes de crianças nascidas em abril/2021(com relatório médico).

Consulta Vale ressaltar que o fluxo no local estará organizado para garantir maior conforto a todos. Também é importante lembrar que os agendamentos confirmados pelo WhatsApp não necessitam de retirada de senha no local, uma vez que a dose já está garantida. Não esqueça do seu comprovante de endereço! Se você está na faixa etária, cadastrou e não recebeu o agendamento, é importante consultar a lista nominal no local de vacinação e Portal da Prefeitura ou procurar uma Unidade Básica de Saúde para esclarecer as dúvidas.

Programa de Internacionalização de Negócios Representantes do setor industrial estiveram ontem, 31, na Fecomércio, para discutir a ampliação das empresas sergipanas no Programa de Internacionalização de Negócios desenvolvido pela Fecomércio. Participaram da reunião o presidente da Assedis – Socorro, Sandro Roberto, o empresário exportador Pingo Lima, o diretor da Assedis – Socorro, Hiro Hayashi, o secretário de Indústria e Comércio de Nossa Senhora do Socorro, Luiz Carlos Nascimento, o presidente da Assedies – Estância, Paulo Roberto, Rodrigo Rocha, da Federação das Indústrias, Bárbara Cardoso, assistente executiva da Continental Corporation, o gestor de comércio exterior da Fecomércio, Lucas Lima, e o superintendente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, Maurício Gonçalves.



PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

Pela Ordem! Precisamos de um nome que nos represente Por Fausto Leite, aqui na Infonet: Os advogados sergipanos precisam de um nome forte que lhes represente com firmeza, contundência e ativismo em todos os setores da sociedade, sobretudo nos locais em que, cotidianamente, exercemos nossa briosa função patronal. Não podemos mais ver nossos colegas advogados serem destratados ou desrespeitados por juízes, promotores, delegados e até policiais militares e civis. Estamos vendo perecer o status e as prerrogativas da nossa profissão. Recentemente um colega foi abordado por policiais militares, mesmo depois de se identificar como advogado, e compelido a sair do seu automóvel. Apesar de não ter oferecido qualquer resistência ou dificultado de qualquer modo a abordagem dos policiais, tomou “baculejo” e foi desmoralizado, sem ao menos merecer um manifesto veemente de repúdio da OAB! São arbitrariedades que tem se tornado rotineiras na labuta do profissional da advocacia, cujos dissabores resistem até mesmo à apresentação da sua carteira funcional, em franca desvalorização. Até agora ninguém foi punido e mais uma vez a classe é desprestigiada pelo silêncio e omissão das autoridades competentes. Todo o artigo: https://infonet.com.br/blogs/data-venia-46/

Sergipe Industrial – Greves & Prisões Por Gilfrancisco: O texto publicado no jornal A Rua (humorismo, crítica e ilustração), que circulava aos domingos em Aracaju, sua edição de 21 de maio, 1911, traz uma crítica sobre a agitação, em grande desorganização na forma da produção industrial, que tardiamente chegava a Sergipe. Era a revolta, luta e movimentação das caldeiras expelindo a fúria dos trabalhadores, através da fumaça mortífera que envenenava todo o bairro. Era uma convocação geral para as lutas operárias. Aqui: http://evidencie-se.com/sergipe-industrial-greves-prisoes/







 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK






OPINIÃO

Mangues do Aracaju (São José dos Náufragos). Por Antônio Samarone

http://blogdesamarone.blogspot.com/

O Rio Santa Maria nasce nas matas do Caípe Velho, é um afluente do Rio Vaza Barris. Já foi o principal caminho para o transporte do coco entre o Mosqueiro e Aracaju.

Entre 1840-44, o rio Santa Maria recebeu uma obra de engenharia de grande porte. Foi aberto um canal até o rio Poxim, tornando possível a comunicação direta entre as embarcações que transitavam pelo Vaza-Barris e o Sergipe, sem ter o grande inconveniente de navegar pelas duas perigosas barras.

O Canal de Santa Maria recebeu melhoramentos em 1932. tornando-se uma via navegável para as embarcações da época. As canoas eram empurradas por grandes varas, deixando uma marca no tórax dos canoeiros. Uma deformação ocupacional.

O atual e promissor complexo habitacional Santa Maria, antiga Terra Dura, foi a resultante de ocupações desordenadas e precárias, por pessoas carentes em busca de moradia. Lembro-me das ocupações mais importantes: as do arrozal, morro do avião, loteamento Marivan, Prainha, gasoduto.

Contudo, a mais importante, do ponto de vista ambiental, foi a ocupação do trecho do canal Santa Maria (Terra Dura), que permitia a ligação fluvial entre o Vaza Barris e o Sergipe.

O canal foi aterrado e ocupado por pessoas carentes, durante o Governo Valadares. Hoje resta um “córrego”. Durante esse mesmo governo, foi construído na Terra Dura, um conjunto habitacional que leva o seu nome.

Atualmente, a parte navegável do Rio Santa Maria chega até a chamada curva do Rio, no Bairro São José dos Náufragos. Não sei até quando.

Com a mudança das denominações das localidades da Zona de Expansão para “bairros”, existe a expectativa de uma invasão da indústria da especulação imobiliária, pondo abaixo o que resta de restingas e manguezais. Deus nos proteja!

Não sou contra o desenvolvimento do Aracaju, pelo contrário, desde que seja um crescimento sustentável. Não é impossível impor regras civilizadas.

Por minha conta e risco, consultando o tratado “Biogeografia do Estado de Sergipe”, do grande pesquisador Emmanuel Franco; consultando o saber popular das marisqueiras, identifiquei, a seguinte vegetação nos manguezais.

1. Mangue vermelho ou sapateiro (Rhyzophora mangle), que possui as raízes em escoras, penetrando mais profundo;
2. Mangue biriba (Avicennia nítida), possui flores levemente perfumadas, a sua madeira era usada na fabricação de lápis;
3. Mangue manso (Laguncularia racemosa);
4. mangue de botão ou Mangue bola (Conocarpus erectus);
5. Mangue branco.

Nas matas da restinga:

Angelim (Andira nítida), cajueiro (Anacardium occidentale), Oroba (Cocos schyzophilla). Dicurizeiro (Syagros coronata), murta (Myrcia sp), aroeira de praia (Schinus terebinthifolius) e bula-cinza (Hirtella ciliata).

Claro, uma iniciativa por simples curiosidade. Os biólogos, geógrafos, pesquisadores e ambientalistas podem corrigir os erros e aprofundar o levantamento.

Espero ingenuamente que a Prefeitura de Aracaju cuide da questão ambiental e só permita uma ocupação urbana sustentável, dessa área.

É o futuro urbano do Aracaju.

PELO TWITTER


www.twitter.com/andretrig Os caras invadem, desmatam, abrem crateras na floresta e ainda despejam mercúrio nos rios. Tudo isso com a preciosa ajuda de empresários e políticos corruptos. Em 10 anos, o garimpo ilegal aumentou 495% em Terras Indígenas e 301% em Unidades de Conservação

 


www.twitter.com/minc_rj

Política de Terra Arrasada.
Bolsovirus devastador.
Brasil intoxicado, desmatado, loteado.
O inferno do Insano Tirano legará às gerações futuras as cinzas civilizatórias, o escombro da Democracia.

www.twitter.com/profanselmo    POEMA INFAME

 

Enquanto a turba prepara o golpe

 

O preço da energia sobe,

 

O calote agora é oficial,

 

A inflação dispara.

 

A democracia murcha

 

Como a flor arrancada do galho.

 

www.twitter.com/MPF_SEVocê conhece o Vale dos Mestres, em Canindé do São Francisco, em Sergipe? O local, que é área de sítios arqueológicos e de preservação ambiental, agora tem a proteção garantida por liminar da Justiça Federal, após ação do MPF. Quer saber por quê? Segue a sequência.



Siga Blog Cláudio Nunes:     

Instragram

 Facebook

 Twitter

 

 




Frase do Dia
“Leia, leia, leia. Leia tudo – bobagem, clássicos, bom e ruim, e veja como são feitos. Assim como um carpinteiro que trabalha como um aprendiz e estuda o mestre. Leia! Você irá absorver. Então escreva. Se for bom, você descobrirá. Se não, jogue pela janela.” William Faulkner.



https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2021-08/afeganistao-riccardi-jejum-e-oracao-solicitados-pelo-papa.html

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais