PT, efeito e causa

0

 

     Esta coluna vem analisando os fatos que ocorrem nos bastidores da política de Sergipe e alertando sempre ao leitor que aprenda a observar os efeitos, sem esquecer de analisar as causas. O intuito não é ser melhor do que ninguém, mas fazer com que o leitor não apenas assimile o que está escrito, mas analise, discorde e até faça criticas contestando alguma análise feita.

      Um assunto é voz corrente na campanha eleitoral hoje. Dez entres dez aliados do prefeito Marcelo Deda (PT) avaliam que a campanha do candidato petista está fria e quase parada. Os que assim avaliam fazem o julgamento baseado na fraca movimentação de rua e na comparação com as ruidosas campanhas feitas pelo PT na época em que o Partido dos Trabalhadores não possuía a estrutura partidária que possui hoje e quando contava apenas com o apoio do PCdoB.

     Hoje o PT está muito bem estruturado, tão estruturado que acabou aquela pobreza do partido montar um único comitê para todos os candidatos. Um comitê que normalmente funcionava na própria sede da  agremiação partidária, claro que isso era coisa do tempo de Tânia Magno, Marcélio Bomfim e etc. Hoje o partido conta com apoio de outras importantes siglas que abrigam lideranças detentoras de grande potencial eleitoral e a pergunta que se faz é: “Com toda essa estrutura e com todo esse apoio, porque então essa frieza toda na condução da campanha?”.

   Pode ser que o partido esteja apenas amadurecendo uma idéia que lhe permita descobrir a fórmula de reconduzir a sua militância para as ruas. Pode ser que o prefeito Marcelo Deda esteja priorizando os entendimentos políticos com lideranças municipais, mas pode ser também que esteja ocorrendo o que muitos analistas políticos identificaram no período que eclodiram as denúncias do ex-deputado fluminense Roberto Jefferson (PTB). Naquele momento muitos admitiram que ao PT iria faltar o apoio da militância, daqueles que se entregavam de corpo e alma para ir às ruas carregar a bandeira vermelha e colocar a estrelinha no peito.

 Há dentro da própria coligação que apóia o candidato petista quem afirme que o PT não conseguirá colocar nas ruas os antigos partidários, e se isso ocorrer o partido terá que apelar para apenas dois candidatos proporcionais que controlaram as secretarias de saúde e a de ação social, para que mobilizem os agentes de saúde e as pessoas contempladas com algum benefício da administração municipal.

  A estrutura conquistada pelo partido e o envolvimento com questões que a sociedade reprovou pode significar a causa enquanto a falta de militância representará apenas o efeito.

 

Bem que avisei I

Não deu outra: ontem este colunista escreveu um artigo mostrando que a prefeita Maria Mendonça (PSDB), herdou a palavra dada do pai, o ex-deputado Chico de Miguel e não deixaria a oposição ao governo do estado por conta de algumas chantagens que estavam sendo feitas. Não deu outra: no final da tarde de ontem, depois de uma conversa com Albano Franco, ela protocolou o pedido de renuncia da presidência do PSDB e se desfiliou do partido. Hoje, às 9h, Maria concede em Itabaiana uma entrevista coletiva. 

 

Bem que avisei II

Assim o PSDB fica cada vez menor. Perdeu Bosco Costa, Maria Mendonça e os deputados não estão apoiando João Alves. Aliás, Albano mostra que a decisão de apoiar o PFL foi isolada com fins meramente pessoais. Só falta ele não ser o primeiro da coligação. Já pensou se perder para Mendonça Prado e Amorim? É melhor sair da vida pública.

 

Pesadelo

Um vereador de Canindé avaliou que se ocorrer a prisão de Floro Calheiros, um dos candidatos a governador terá um grande desequilíbrio na campanha eleitoral naquela região. Ele revelou que as últimas notícias que têm sido divulgadas dando conta de que a polícia já possui informações sobre a atual localização do foragido, já está deixando algumas lideranças daquele município sem dormir direito.

 

 

Cabeção vem aí

Quem pensa que João Alves Filho vai usar constantemente o horário eleitoral gratuito está enganado. A imagem cansada dele será pouco usada. Quem vai tomar à frente de tudo, inclusive podendo ser o apresentador do programa eleitoral é o vice, Fabiano Oliveira. A idéia é mostrar mudança. Maria do Carmo também participará ativamente para consolidar os votos da periferia de Aracaju.

 

Tem que multar

Esta coluna já escreveu e volta a alertar a SMTT. Na rua Maruim, entre a rua da frente e a rua Pacatuba, diversos veículos do comitê do PFL estão sendo estacionados em cima da calçada. Ontem pela manhã tinha oito veículos, muitos deles com adesivos de candidatos que dão mau exemplo para os eleitores. A SMTT tem que agir. Multas neles…

 

 

Nanico também tem vez

Ao ouvir comentários de que o PSOL é um partido pequeno, aliados da senadora Heloísa Helena não se cansam de lembrar que Collor quando foi presidente do Brasil, elegeu-se pelo PJ (Partido da Juventude), que à época além de pequeno era inexpressivo eleitoralmente.

 

Coragem incoerente                                                                                                                             

O deputado João Fontes (foto) tem que acabar com o discurso de “mudar a política” e principalmente de fidelidade partidária. Depois da matéria publicada ontem no Correio de Sergipe, onde ele anunciou que vota em Heloisa Helena, em detrimento da candidatura do pedetista, Cristóvam Buarque.

 Quem quer mudar a atual situação política do Brasil deve dar exemplo na pratica e não apenas no discurso. O Diretório  Nacional do PDT, já recebeu comunicado sobre posicionamento do partido em Sergipe, existe agora uma expectativa de como irá se posicionar, já que a questão de

 intervenção no diretório está totalmente descartada.

 

Eureka

Um morador do conjunto Augusto Franco, ligou para este jornalista informando que um partido político já descobriu uma fórmula interessante para oferecer atrações artísticas aos seus eleitores. O partido convoca uma carreata animada por um mini trio e o encerramento da mesma acontece exatamente no local onde já está um trio mais potente com uma banda atrativa, preparada para começar o show. Se for verdade, eu considero uma grande saída e se fosse a Justiça Eleitoral, fazia de conta que não estava havendo vinculação alguma. Afinal ninguém suporta mais o tolhimento de tanta criatividade. 

 

PT saudações

Esta coluna recebeu dois e-mails de petistas históricos (tudo verificado) onde demonstraram preocupações com as visitas de Deda há alguns municípios. Eles informaram que o candidato ao chegar neles, simplesmente ignora e até esnoba os velhos militantes e dirigentes dos diretórios municipais do PT, para fazer atos políticos acompanhado de aliados de última hora, muitos deles oportunistas. Deda está certo em conseguir o apoio de novas lideranças, porém não pode desprezar e até mesmo desrespeitar os militantes antigos do partido. Assim os petistas ficarão com as “barbas de molho”…

 

Jacaré agora vai

O Ministério da Integração Nacional publicou decreto na semana passada colocando sob a responsabilidade da Codevasf o projeto Jacaré-Curituba, que foi iniciado em 1997 e nove anos depois nada foi feito por conta do assentamento do MST. Agora, em convenio com o Incra, Exercito e governo do estado a Codevasf vai investir R$ 12 milhões na área. Inicialmente serão disponibilizados mil hectares para atividades produtivas dos pequenos produtores.

 

Duas caras

Dá para acreditar num candidato que nas regiões Sul e Sudeste usa o nome de Alckmin, mas no Nordeste, usar o nome Geraldo para angariar a simpatia do povão? Se os marqueteiros do PT souberem fazer dá para exibir boas charadas no horário eleitoral.

 

 

Esperteza demais

Ao tomar conhecimento de que o PSDB pretende abrir uma boutique para a venda de produtos para a campanha, um membro do Tribunal Regional Eleitoral vai sugerir ao Procurador Eleitoral que informe aos partidos, que o TRE não vai admitir que camisas sejam classificadas como brinde. Diante das últimas informações sobre bailes, programas televisivos transferidos para os bairros e outras coisitas mais, parece que os partidos vão levar os próximos 60 dias tentando burlar a legislação e o TRE, se antecipando a eles e tentando impedir as novas tentativas.

 

Garotinho neles

Diante da decisão definitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de não participar de debates na TV durante a campanha presidencial. Estão sugerindo ao ex-presidenciável Antony Garotinho (PMDB), que considerando que parte do PMDB apóia a candidatura à reeleição de Lula, ele se coloque a disposição do presidente para representá-lo no debate. Se isso ocorresse Garotinho levaria como assessor para o debate o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) e com certeza Lula ganharia uma tremenda contribuição.

 

 

Homenagem

Em solenidade no final da tarde de ontem, a Codevasf de Sergipe comemorou o aniversário de 32 anos do órgão. Na oportunidade o superintendente regional, Paulo Viana, homenageou o produtor símbolo, Luiz Gonzaga do perímetro irrigado de Propriá. Por eleição entre os servidores foi homenageado também o servidor símbolo, Rômulo Ferreira. Depois foi exibido um vídeo apresentando as ações da empresa em Sergipe.

 

Cidadania

A Defensoria Pública da União encaminhou correspondência ao deputado federal Jorge Alberto (PMDB), agradecendo-lhe pelo “apoio e atenção” dados a categoria por ocasião da aprovação da MP-301, por meio da qual foram criados 169 novos cargos de defensor. De acordo com Jorge Alberto, é direito de cada cidadão um sistema de Justiça acessível a todos, operante, ágil e democrático. “Somente assim a população conseguirá exercer plenamente sua cidadania. O número de vagas criado ainda não é suficiente, mas com certeza já é um avanço”, afirma o parlamentar.

 

Frase do Dia

“É uma tremenda ousadia querer transpor o que está morto”. Do reitor da Unit, Joubert Uchoa, ontem ao discursar na solenidade de aniversário da Codevasf, defendendo a revitalização do rio São Francisco.

 

 

 

 

 

Comentários