Quem lamenta os 600 mil mortos quer o Carnaval? Incoerência!

0

                                               Blog Cláudio Nunes: a serviço da verdade e da justiça
                “O jornalismo é o exercício diário da inteligência e a prática cotidiana do caráter.” Cláudio Abramo.

Há poucos dias o blog tinha chegado a conclusão que com tudo aberto, não teria sentido não realizar o Carnaval de 2022 já que os índices da população vacinada estão aumentando e até lá todos estariam vacinados com a segunda dose e uma parcela significativa já com a terceira dose.

Porém, com o surgimento de uma nova variante da Covid-19, já contaminando diversos países em todo mundo – inclusive o Brasil – o blog apoia a campanha para que não ocorra Carnaval em todos os Estados brasileiros. Segundo os especialistas a variante Ômicron apresenta um número enorme de variações genéticas que pode levar a uma maior infecciosidade, sem contar que o estudo sobre ela ainda é muito limitado.

Neste momento é loucura e sem sentido a insistência de alguns gestores brasileiros em manter o Carnaval de 2022. A nova variante está mostrando que a pandemia da Covid-19 ainda não foi superada e a tragédia pode retornar se o relaxamento acontecer em todas as áreas principalmente com o Carnaval que reúne milhares de pessoas não só do Brasil, mas do mundo inteiro. Ontem, 02, o prefeito de Estância,

Se essa variante for mais agressiva do que parece? E mudar novamente o rumo da pandemia para o aumento de mortes?

É descabido insistir em manter o Carnaval de 2022. É certo que o carnaval movimenta milhões, mas de que adianta dinheiro no bolso se você morrer?

Defender o carnaval neste momento não é só irresponsabilidade: é ganância e desrespeito à vida. Que o bom senso prevaleça.

 

A respeito de ganâncias e hipocrisias Existe uma espécie de câncer que corrói a alma. Ao contrário do outro câncer que devasta e pode ser mortal, mas é inevitável, o câncer da alma não mata, e pode ser evitado, desde que exista uma vacina eficaz: o caráter de cada cidadão. Há diversos tipos de cânceres impregnados na etérea essência humana: a desonestidade, o ódio, a hipocrisia, a falsidade, a ganância. Quando todos eles se reúnem em um só organismo, fazem do homo-sapiens o canalha absoluto. Um político sergipano, no caso o senador Rogério Carvalho, se vai aproximando dessa classificação que desfaz a honra e identifica o desonrado. Por Luiz Eduardo Costa aqui: https://www.blogluizeduardocosta.com.br/noticias/textos-antivirais-82.html

 

 

 

 


Zoneamento Ecológico Econômico Costeiro do Litoral Sul de Sergipe O Conselho Estadual de Gerenciamento Costeiro aprovou Na última quarta-feira, 01, em reunião ordinária, a Proposta de Zoneamento Ecológico Econômico Costeiro do Litoral Sul de Sergipe. O Governo de Sergipe irá encaminhar o PL para apreciação e aprovação da ALESE. Pelo Plano, o Litoral Sul da Zona Costeira de Sergipe possui faixa terrestre que compreende o trecho que vai do rio Vaza-Barris até o rio Real, abrangendo os municípios de Itaporanga d’Ajuda, Estância, Santa Luzia do Itanhi e Indiaroba. Já a faixa marinha, estende-se por 12 milhas náuticas, medindo a partir das linhas de base estabelecidas de acordo com a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar.

 

 

Formatura hoje, 3, do curso de habilitação de oficiais turma de subtenentes E hoje, 3, a partir das 19h30, no Centro de Ensino e Instrução, localizado na Rua Argentina, no Bairro América em Aracaju, será realizada a formatura do curso de habilitação de oficiais turma de subtenentes da PMSE. São ao todo 100 militares sendo que um é uma subtenente militar da PM do Amapá. Foram 940 horas de curso, com início em novembro de 2020 e duração de um ano, o mais longo da história CHO da PMSE. Aconteceu nas modalidades a distância e presencial por conta da pandemia.

Mulheres nas primeiras vagas Destaque para as policiais que com brilhantismo e competência ocuparam, na classificação geral, as 3 primeiras vagas. O curso forma 47 mulheres e 53 homens. O blog parabeniza a todos os formandos.

Eleição Câmara de Aracaju E por unanimidade dos vereadores presentes, 21, foi aprovado ontem o projeto que possibilita a eleição antecipada da Mesa Diretora da Câmara Municipal voltando ao status quo anterior, já que nas últimas duas legislaturas era assim. Na votação, o presidente do legislativo, Nitinho – que conseguiu unir a oposição e a situação – disse que a proposta foi apenas para restaurar a situação anterior e que este não é o momento de discutir eleição.

Laércio discute agronegócio sergipano com ministra da Agricultura O deputado federal Laércio Oliveira esteve no Ministério da Agricultura para reunião com a ministra Tereza Cristina e o secretário executivo Marcos Montes a para falar sobre a realização do Sealba AgroShow, um grande evento do agronegócio, que acontecerá em fevereiro de 2022, no Parque Cunha Menezes em Itabaiana. Participaram da reunião também o superintendente da Agricultura em Sergipe Haroldo Araújo Filho, o presidente da Federação da Agricultura de Sergipe Ivan Sobral e o superintendente do Sistema Faese Senar Dênio Leite. Sergipe, Alagoas e Bahia formam o Sealba, território com características comuns e que dá nome ao show do agronegócio. Os números impressionam: a expectativa de 5 mil pessoas por dia, nos três dias de evento.

União “Nosso principal objetivo é discutir a agronegócio, pautar o que precisa melhorar, unir forças com o legislativo, o judiciário e o mais importante, como o setor pode colaborar com a economia do Brasil”, explicou Ivan Sobral. Laércio destacou a importância do setor para a economia de Sergipe e agradeceu ao Ministério pelos recursos já destinados ao estado. “Nosso estado se destaca no agro desde os tempos coloniais. O setor gera emprego e garante o sustento de 225 mil pessoas”, disse Laércio.

Aracaju: Professora Ângela Melo questiona metas do PPA 2022-2025 “Há um conjunto de metas e indicadores propostos pela Prefeitura que são confusos ou não condizem com as necessidades da nossa cidade”. Com essas palavras, a vereadora Professora Ângela Melo (PT) apresentou questionamentos ao projeto do Plano Plurianual 2022-2025, enviado pela Prefeitura de Aracaju à Câmara Municipal.

Responsabilidade A parlamentar também chamou a atenção para a responsabilidade do Poder Legislativo na discussão do PPA. “Não podemos fazer um debate e aprovação a toque de caixa. Precisamos olhar para todos os dados, metas e objetivos com tempo, de forma minuciosa, afinal estamos falando de recursos que devem ser para a melhoria da qualidade de vida da nossa população”, disse.

Desemprego Um dos pontos criticados por Professora Ângela Melo foi em relação ao desemprego. “A taxa de desemprego na nossa cidade é de 20,9%, mas a meta da Prefeitura é diminuir esse índice em menos de 2% pelos próximos quatro anos. Essa é uma meta muito tímida. A redução das desigualdades, que passa pela redução do desemprego, deve ser uma das principais diretrizes de qualquer administração pública”, defende Ângela.

Vulnerabilidade A vereadora questionou também a perspectiva da Prefeitura de Aracaju sobre as pessoas em maior vulnerabilidade. “No projeto do PPA, está descrito que uma das metas é reduzir o quantitativo de famílias em situação de extrema pobreza, mas os dados vão no sentido contrário, ao projetar um aumento das famílias nessa situação entre 2021 e 2022”. Durante o seu discurso no Plenário da Câmara, Professora Ângela Melo mencionou problemas também em metas da área de educação, meio ambiente e cultura, dentre outros. “Esses números apresentados pela Prefeitura me parecem como um atestado de que não se consegue trabalhar para o que deve ser o nosso objetivo principal”, frisou.

 Lagarto: Câmara recebeu do TCE/SE nota 9,3 em transparência A Câmara Municipal de Lagarto recebeu do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE), a avaliação de seu índice de transparência, divulgada na última segunda-feira, 29.A avaliação tem como objetivo medir o nível de disponibilização do acesso à informação aos cidadãos, nesse caso, aos lagartenses. Assim, o legislativo municipal de Lagarto recebeu a maior nota dos últimos 5 anos, seguindo a crescente. O total em 2021 foi de 9,3.

Dedicação Para o presidente da Casa Legislativa, Amilton Fontes (PSC), o resultado representa a dedicação da Câmara de Lagarto em ser cada vez mais acessível à população. “Quando falamos que aqui é a ‘Casa do Povo’, não é à toa. Queremos evoluir a cada dia para que sejamos referência em todos os sentidos, inclusive em transparência. Relatórios, receitas, despesas, tudo está disponível no nosso site www.lagarto.se.leg.br”, afirmou.

Reconhecimento Os enfermeiros Rafael Déda e Ivana Torres são homenageados pela turma de formandos em Enfermagem da Faculdade Maurício de Nassau. A dupla foi escolhida para apadrinhar os novos colegas de profissão. Nesta semana, eles participaram da Cerimônia da Lâmpada, ritual que simboliza o compromisso dos futuros enfermeiros em manter acesa a chama da busca constante do conhecimento científico.

Paula Saab recebe Moção de Aplausos da Câmara Municipal de Aracaju A mastologista e cirurgiã de mama da Clínica Cormamare, com especialização em cirurgia, oncologia e radioterapia mamária pelo Hospital Sírio Libanês e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Mastologia, Dra. Paula Saab, foi homenageada na última quinta-feira (02), na Câmara de Vereadores de Aracaju, com uma moção de aplausos pelos relevantes serviços prestados de forma solidária a todas as mulheres durante o mês de outubro, levando informação sobre prevenção, diagnóstico e tratamento contra o Câncer de Mama. O reconhecimento ocorreu através de um requerimento de autoria da vereadora, Sheyla galba (Cidadania), pelos relevantes serviços prestados à sociedade. “Dra Paula é uma mulher diferenciada, um ser humano sensacional e profissional espetacular, que atua com amor na luta contra o câncer”, ressaltou a vereadora. “Fiquei muito emocionada. Não é nada fácil enfrentarmos as dificuldades que se impõe na busca pela assistência oncológica de qualidade, mas são carinhos e reconhecimentos como esse que nos fortalecem”, finalizou Dra. Paula bastante emocionada.

 

Caderno Croqui, livro de Ronaldson em fase de pré-venda até o dia 17 de dezembro A coletânea de poemas realizada pelo próprio autor e consolidada neste Caderno Croqui apresenta as primeiras poesias e alguns trabalhos em artes visuais de Ronaldson garimpados de escritos de 1985 a 1996. Numa primeira leitura trata-se de um livro leve que, a princípio, apresenta um recolho despretensioso dos primeiros escritos e desenhos de um jovem autor, que vai ganhando um corpo visual, verbal e linguístico mais complexo a cada nova produção que enuncia – para ao final firmar-se como uma coletânea madura e necessária para a compreensão da genealogia desse mestre de verbo e traço e da sua influência imagética na composição do quadro literário e artístico da cena aracajuana nas décadas de oitenta e noventa do século passado. Compre aqui: https://www.editoramondrongo.com.br/produto/251691/caderno-croqui




 


Abertura hoje, 03, do Circuito Beneficente de Artes. Praça General Valadão a partir das 19h Será aberto hoje, 03, a partir das 19h, o Circuito Beneficente de Artes em Aracaju. O evento será realizado na Praça General Valadão, centro da cidade.O Circuito Beneficente de Artes teve início em 11 de Novembro de 2021, em Propriá, onde permaneceu até o dia 17 de Novembro. De lá seguiu para Laranjeiras, do dia 18 ao dia 24 de Novembro.

Acesso à arte sergipana Os organizadores afirmaram que vêm cumprindo o objetivo de garantir o acesso à arte Sergipana, recebemos mais de 600 visitas! Além de promover a cultura e difundir as artes plásticas em suas diversas linguagens, a Palco dos Sonhos e os artistas Antônio da Cruz, Aquiles Castro, Nino Karvan e Sônia Mellone abraçam uma causa social. O Circuito, que circula com quatro exposições, com 15 obras de cada artista, é também uma ação coletiva da empresa, com os artistas e com o público.

Ajuda O Circuito não é apenas para apreciar as belas sessenta obras que estão em exposição, mas também para ajudar a quem precisa. Cada artista escolheu uma comunidade ou instituição, desta maneira: AAACASE (Associação de Apoio ao Adulto com Câncer do Estado de Sergipe); Creche Ação Solidária Almir do Picolé; Comunidades Quilombolas. Para fortalecer nossa causa social e participar desta corrente benéfica é pedido a cada visitante apenas 1 quilo de alimento não perecível. Estão arrecadando desde Propriá, reunindo neste palco as forças de cada um com a certeza que com um pouco de cada um, podemos realizar maravilhas.



PELO ZAP DO BLOG CLÁUDIO NUNES – (79) 99890 2018

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Expo Verão ainda com condições especiais Vários setores aproveitaram as oportunidades da Black Week, mas a Expo Verão, evento que vai reunir dezenas de segmentos na Praça de Eventos da Orla, continua com condições especiais para aqueles que desejam participar. A procura tem sido grande para este segundo lote de vendas, que vai somente até a próxima segunda, dia 6/12. Cerca de 80% dos espaços do evento já foram vendidos. Vale lembrar que a feira multissetorial será realizada de 17 a 26 de dezembro e a expectativa é de muitos negócios para os expositores nas dezenas de segmentos participantes.

 

 


Feijoada Beneficente Anjos da Rua Dia 05/12 das 12 às 17h Com música ao vivo, sorteios e muitos outros entretenimentos. Não fique de fora e garanta já seu ingresso e ajude a ONG continuar com as atividades sóciais junto aqueles que mais precisam.

Feijoada9






PELO E-MAIL nunesclaudio@infonet.com.br E FACEBOOK

O Tribunal de Justiça no próximo dia 18 de dezembro fará uma justa homenagem ao Dr. Armindo Guaraná. O blog aproveita para republicar uma homenagem através de um artigo do médico e ex-senador Francisco Rollemberg publicada na revista da Somese.


DR. MANOEL ARMINDO CORDEIRO GUARANÁ Por Francisco Rollemberg

Em trabalho notável, a Academia Sergipana de Medicina com o apoio dos intelectuais médicos Dr. Antonio Samarone, Dr. Lúcio Prado e Dr. Petrônio Andrade Gomes, acaba de publicar o Dicionário Biográfico de Médicos de Sergipe.

        Evidentemente não é uma obra definitiva, pois com o passar do tempo será sempre ampliada porque o tempo continua fazendo história, e como disse Cazuza: “…O tempo não pára…”.

       Não pára, como não parou para os precursores da pesquisa biobibliográfica sergipana como foram as obras do Gal Bitencourt Sampaio “HOMENS DE SERGIPE” e do Dr. Armindo Guaraná “DICIONÁRIO BIBLIOGRÁFICO SERGIPANO”, ambas do século passado, que agora por similitude nos dá seu primeiro e valioso fruto.

       Mas Quem foi Armindo Guaraná? Qual a sua contribuição para as gerações que o sucederam, na ciência jurídica, na cultura, no comportamento capaz de gerar uma permanência nos fatos e na história sergipana?

       Armindo Guaraná nasceu no dia 4 de agosto de 1848 na então capital do Estado, a cidade de São Cristóvão, sendo seus pais o advogado provisionado Teodoro Cordeiro Guaraná e sua genitora a Sra. Andrelina Muniz de Menezes Guaraná.

       O seu destino, todavia seria diferente dos seus e é o mestre Garcia Moreno que a ele se referindo, disse: “ trouxe o destino de ser erudito, deixou cedo sua cidade natal já cheia de velhas rezadeiras e vazia de homens sábios”.

        Aos seis anos matricula-se na escola Primária do Pe. José Antônio Correia Braga, partindo daí a freqüentar também outros mestres como Marcolino Rocha, Antônio José Rodrigues dos Cotias e Gracilicano Aristides do Prado Pimentel.

      Aos dez anos, freqüenta aula de latim do Pe. José Roberto de Oliveira que o desperta para o conhecimento do idioma criando o embrião do latinista da maturidade. Deixa São Cristóvão e vai à Bahia para os estudos complementares, freqüentando como interno o curso do Colégio 2 de Dezembro e posteriormente o Atheneu Baiano, quando se dirige a Pernambuco para concluir o curso de Humanidades no antigo Colégio das Artes e Colégio São Joaquim.

       Em março de 1867, aos dezenove anos, matricula-se na Faculdade de Direito de Recife, vindo a colar grau em 1871, quando regressa  a Sergipe. Aqui, foi Promotor Público de 1872 a 1879, ocupando as Promotorias de São Cristóvão e Itabaiana, quando por Carta Imperial de 1879, é nomeado Secretário da Província do Piauí, onde também foi lente interino de latim do Liceu Piauiense.

      Exerce também os cargos de Procurador Fiscal da Tesouraria Provincial de Sergipe, Secretário da Província do Ceará, Juiz de Direito de Oieras antiga capital do Piauí, onde permanece por dois anos, quando a pedido regressa a Sergipe como Juiz de Itabaiana.

      Nesta ocasião, mereceu do Cel. Hermógenes Vicente de Carvalho, político de oposição, o elogio a sua integridade, quando dirige ao Dr. Lourenço de Figueiredo Valente, juiz de direito do Maranhão, carta com o seguinte teor: “…É portador desta o Dr. Guaraná que fora removido para Itabaiana na Província de Sergipe”. Aqui residiu dois anos como juiz, é a glória da Magistratura Brasileira e como particular, o tipo de honestidade e exemplo de virtude. Feliz da terra que o possuir qualquer caráter. Sou insuspeito por assim falar, pois como sabes sou de uma política oposta a dele.  Em outros tempos, houve aqui um juiz, Antonio Borges Leal Castelo Branco, mas como um Manoel Armindo Cordeiro Guaraná, jamais houve e dificilmente haverá. O sentimento foi geral, e disto dão prova o seus habitantes, por uma moção ou felicitação que lhe dirigimos, assinado Hermógenes”“.

           Modesto, nunca procurou dar realce as suas qualidades de inteligência e erudição.

         Representou Sergipe na Assembleia Provincial nos anos de 1880 a 1881.

         Foi Chefe de Polícia e quando da organização judiciária do Espírito Santo, foi nomeado Desembargador do Tribunal daquele Estado acumulando a função com a de Procurador da Soberania do Estado. Dissolvido aquele Tribunal em conseqüência de Movimento Revolucionário, é posto em disponibilidade e transfere-se então para o Rio de Janeiro, onde se dedica à advocacia por dez anos.

Aprovado em concurso para Juiz Federal do Ceará, transfere-se para aquela província, onde se aposenta três anos após, voltando ao Rio de Janeiro onde permanece até julho de 1911. Tendo começado ainda nessa cidade as suas pesquisas visando a elaboração de um dicionário Biobibliográfico, encontra em Sergipe terreno propício para consolidação do seu dicionário que se constitui na sua obra maior.

Aqui chegando, é logo escolhido pelo Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe para, em companhia de Manoel Passos e Almirante Aminthas Jorge, solicitar permissão à família de Tobias Barreto para o traslado, para o solo natal, dos restos mortais do grande sergipano. Por designação também do Presidente do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, trabalha em companhia de eminentes intelectuais como Prado Sampaio, Manoel dos Passos, Ávila Lima e Lima Junior no levantamento da documentação sobre a história e geografia de Sergipe, assim como dados biográficos e estudos etnográficos do Estado para o Dicionário Histórico Geográfico e Etnográfico do Brasil. Escreveu o vocabulário geográfico dos nomes indígenas de Sergipe. Foi auxiliar notável do escritor baiano Sacramento Blak na organização do seu dicionário biobibliográfico.

Já a esta altura, o seu trabalho era não somente reconhecido no Brasil, como no Exterior, o que o fez merecer as comendas “Libertador Simon Bolívar”, da Venezuela e a medalha de ouro da “Societé Academique d`Historie” de Paris.

Era Sergipe além fronteiras a inteligência, a erudição, a obstinação reconhecidas.

Foi um homem múltiplo, respeitado na justiça, na administração pública e nas letras. Nesta última, recebeu a influência de duas grandes forças que segundo Garcia Moreno presidem a evolução intelectual de um povo: a tradição e a criação,  com predominância da primeira, entendida como o respeito comum da nacionalidade que se perpetua pelo nexo das gerações sucessivas, embasadas no trabalho fecundo e o bom exemplo de seus filhos.

Assim podemos dizer, que o seu trabalho foi criativo enquanto poeta, foi tradição enquanto pesquisa e prosa, obedecendo as linhas mestras daqueles que não reclamam seus leitores um esforço para compreender o que querem dizer.

Um dos maiores expoentes dos estudos filosóficos aplicados à ciência histórica, Jacob, Burckhant, em suas reflexões sobre a história, já assinalavam como um ponto importantíssimo para o desenvolvimento das idéias que: “cada conhecimento isolado de fatos, possui, além do seu valor específico como informação ou teoria, de um setor especializado, um valor universal ou histórico, como informação relativa,a uma determinada época da evolução espiritual humana, e fornece ao mesmo tempo, desde que correlacionada com outros fatores,um testemunho da continuidade e permanência indestrutível do espírito.”

Com efeito, parece-me que Armindo Guaraná, quando procurou na produção de um documento, a recuperação da memória de Sergipe e seus vultos, entendia que esta recuperação, não podia se reduzir à produção de um documento, nem mesmo uma série deles, por maior que tenha sido o empenho em atingir a estrutura das personagens e dos fatos por eles gerados.

Sabia, que se não ocorresse a divulgação, e de modo expressivo, todo esse esforço estaria tão somente disponível ao manuseio de poucos privilegiados, a quem fosse concedido o casual acesso a essas riquíssimas fontes de informação responsáveis pelo registro de um passado suscetível de perder-se no tempo e no espaço.

A obra de Armindo Guaraná é, pois, indispensável como base à restauração das matrizes de orientação de novos estudos e, portanto, um dos mosaicos desta composição. Em primeiro lugar, pela fidelidade ao molde científico, fazendo-a detentora da mais absoluta fé;  segundo, por possibilitar o armazenamento de dados e fatos desde já disponíveis à elaboração de estudos mais amplos e menos restritos ao ambiente original. Finalmente, por valorizar a pesquisa básica.

Foi perfeito sem ser monótono.

Escreveu a sua obra mais importante, o Dicionário Biobibliográfico Sergipano como desejara, “um telegrama imensamente longo, em que por economia era deixada de parte qualquer palavra que não contribuísse para a clareza do sentido”. Foi simples, porque via na simplicidade a virtude de quem escreve tão óbvia, quanto à clareza.

Simplicidade, dom que nem todos os que escrevem são agraciados porque ele não nos vem por natureza, e para adquiri-lo é necessária uma rígida disciplina, apesar de tantos acreditarem que o barroco, o gongórico, o dito grande estilo, é mais impressionante que o singelo.

Ora, o estilo é o homem. Mas não será que este aforismo diz demais para significar grandes coisas? Onde está o homem em Goethe, na sua maviosa lira e rude prosa? Pergunta Somerset Maugham em seu livro Confissões.

          Digo eu, em si mesmo, não confundido o rotundo com o digno tendo a finura de reconhecer que a simplicidade e a naturalidade contidas em Armindo Guaraná são as verdadeiras marcas do seu talento, porque escrever é de certa forma uma questão de boas maneiras e bom conhecimento do idioma.

          Finalmente deu Armindo Guaraná a sua linguagem escrita a eufonia que agrada ao ouvido sem cair na monotonia; escreveu sentenças, parágrafos que encaixam aos ouvidos com velado fulgor, que deleita ao leitor de tal maneira que o mesmo jamais se cansa ou se farta.

         Conseguiu, com sua inteligência, sua erudição, atender o que,  uma certa vez, Maugham preconizou quando da análise de estilos literários. Disse: “ Se puderdes escrever claramente, simplesmente, euforicamente, e ainda com vivacidade, escrevereis perfeitamente, escrevereis como Voltaire”.

Foi assim Armindo Guaraná o homem que aos 70 anos perguntava em um poema: “Que colhi de tanta lida

              Para mim, qual o bem que resultou?”

            Ao dealbar da existência, Frei Luiz de Leon, perguntado qual o bem que resultou das suas virtudes, respondeu: ”…A beleza da vida…”.

 

 PELO TWITTER

www.twitter.com/minc_rj Conheço! É lindo!
Salve o Velho Chico!
Mais saneamento, menos erosão e agrotóxicos!
Mais reflorestamento de matas ciliares, menos mineração sem critérios e sem cuidados!
Mais pesca, turismo, abastecimento de água, irrigação com gotejamento.
E muitos mergulhos!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

www.twitter.com/Ancelmocom No mais: O Clube Militar promove dia 9 a palestra “Passaporte sanitário: eventos adversos das vacinas contra a Covid-19 e os riscos para a segurança nacional”. Esse Clube tenta provar sempre que todo militar é um tosco idiota. Mas eu, sinceramente, não acho. Meu Deus !

www.twitter.com/BlogClaudioNun Adeus ao PT? Como escreveu o blog nos últimos dias o senador Rogério cada vez mais alinhado com Bolsonaro. Hoje + uma vez votou com o governo. Já tem liderança petista garantido que ele já está sondando um pequeno partido nacionalmente para chamar de seu

 

Frase do Dia
“O futuro tem muitos nomes.
Para os fracos é o inalcançável.
Para os temerosos, o desconhecido.
Para os valentes é a oportunidade.” Victor Hugo.

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais