Quem mudou?

0

A TV Atalaia da família do empresário Augusto Franco Neto (PSDB) não poupou os irmãos Amorim na campanha eleitoral passada. A emissora denunciou, inclusive, que o dublê de empresário e político Edvan Amorim estava urdindo um terrível plano para tomar o comando político de Sergipe e que, como parte dessa estratégia, usava o irmão Eduardo Amorim (PSC) como ‘laranja’.  A TV, do hoje candidato a vice-governador na chapa encabeçada justamente por Eduardo Amorim, insinuou que a ‘fortuna’ de Edvan é suspeita e que ele não tem coragem de expor sua declaração de imposto de renda. A pergunta que não quer calar é: o que levou o empresário tucano a se juntar aos irmãos Amorim? Será por isso que ontem, numa das rádios da família de Augusto Franco Neto, o locutor o advertia que quem se mistura com porcos farelos come?

Fim das férias

Em greve há um mês, os professores de rede estadual deliberaram ontem pelo retorno ao trabalho. Com isso, os estudantes, que estavam em gozo de férias forçadas, voltam hoje à escola. A paralisação chegou ao fim graças ao projeto de lei encaminhado pelo governo para a Assembleia reestruturando a carreira do magistério e garantindo o reajuste do piso salarial para toda a categoria.

Primeira coletiva

A Frente de Esquerda concede entrevista coletiva daqui a pouco para falar sobre o projeto “Lutar para transformar Sergipe” que terá como base as demandas da classe trabalhadora. Será na sede do PSOL, ali na rua Estância. Formada pelo PSOL, PSTU e PCB, a Frente tem como candidata a governadora a professora Sônia Meire.

Insubordinada

Antes de fechar o apoio à candidatura de Eduardo Amorim (PSC), o deputado estadual Zé Franco (PDT) quis saber por qual motivo não havia assumido ainda a presidência da Assembleia. Edvan Amorim explicou que perdeu o controle sobre a presidente do Legislativo, deputada Angélica Guimarães (PSC) que, mesmo já tendo sido eleita conselheira do Tribunal de Contas, insiste em permanecer no cargo para eleger o marido deputado estadual. A conversa de Zé Franco e Edvan foi presenciada por outros três políticos com mandatos.

Orientação acatada

As exigências feitas pelo Ministério Público ao Supermercado Todo Dia serão atendidas. É o que garante a assessoria do estabelecimento, através do seguinte posicionamento: "O Todo Dia informa que já está adotando todas as medidas necessárias em sua unidade do Conjunto Residencial Bugio apontadas pelas autoridades locais, o que inclui toda a documentação para o funcionamento da loja".

Segurança do pleito

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Cesário Siqueira, e o diretor geral do TRE, Pedro Vieira, estiveram ontem com o governador Jackson Barreto (PMDB). Foram apresentar o planejamento de segurança para as eleições de outubro. O trabalho já vem sendo desenvolvido pelo TRE em parceria com a Secretaria de Segurança e o comando da Polícia Militar. O presidente Cesário está confiante que as eleições transcorrerão em clima de tranquilidade.

Greve anunciada

E os empregados da seccional sergipana da OAB ameaçam cruzar os braços para pressionar a entidade a reajustar seus salários. A paralisação será decidida amanhã durante assembleia geral marcada para a sede do SINDISCOSE. Os trabalhadores reivindicam reajuste salarial de 14,5%, aumento do vale-alimentação, abono natalino e uniformes.

Acordo fechado

Jornalistas e empregadores fecharam ontem o acordo coletivo 2014/2015. Pelo entendimento, o piso salarial da categoria foi reajustado em 7,1%, passando para R$ 1.365,56. Uma ninharia, né? Também foi acordada entre as partes a criação do plano de saúde médico-odontológico, e firmado o compromisso de as empresas só contratarem jornalistas com nível superior. Menos mal!

Banco dos réus

A Justiça acatou a denúncia do Ministério Público Estadual contra Ítalo Bruno e Eduardo Aragão. Os dois sentarão no banco dos réus sob a acusação de porte ilegal de armas de uso restrito da Polícia, e usurpação de função pública. Ítalo é filho do secretário da Segurança Pública, João Eloy, e quando foi detido estava com a caminhonete pertencente ao pai cheia de armas de grosso calibre, enquanto o parceiro Eduardo portava uma carteira falsa de policial.

Vida mansa

Durante os meses de campanha eleitoral (agosto e setembro), a Câmara dos Deputados fará apenas dois esforços concentrados para votações. Nesse período, a Casa terá somente quatro dias para apreciação de propostas. A presidência da Câmara informou que haverá sessões deliberativas apenas nos dias 5 e 6 de agosto e 2 e 3 de setembro. Êita vidão essa dos senhores deputados, né?

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Folha de Sergipe em 26 de março de 1908

Resumo dos Jornais

O texto acima se trata da opinião do autor e não representa o pensamento do Portal Infonet.
Comentários